Volvo e Ford apoiam o fim do motor a combustão na Europa em 2035

Volvo e Ford já anunciaram que, em breve vão aposentar o motor a combustão e apoiam a ideia de que ele seja extinto na Europa

Motor a combustão está com os dias contados na Europa
Motor a combustão está com os dias contados na Europa (Foto: Shutterstock)
Por AutoPapo
19 de maio de 2022 18:32

A medida que a tecnologia dos carros elétricos vai avançando, montadoras e países ao redor do mundo estão se adaptando para que essa propulsão se torne cada vez mais popular e capaz de substituir o motor a combustão. No ano passado, por exemplo, a União Europeia se propôs a reduzir 100% de suas emissões de CO2 originárias de veículos até 2035.

Algumas marcas foram contra a proposta, alegando que o tempo não é o suficiente para adaptar suas instalações e linhas de produção. Por outro lado, algumas fabricantes foram a favor da iniciativa, mas pediram para que a UE estabelecesse metas obrigatórias para a infraestrutura de carregamento, para facilitar a transição para os carros elétricos.

VEJA TAMBÉM:

De acordo com a multinacional de contabilidade Ernst and Young, a Europa precisaria de 65 milhões de carregadores em operação até 2035 para atender a demanda. E 85% desses dispositivos deveriam estar instalados em residências.

Agora, Ford e Volvo estão entre as 27 empresas que colocaram seus nomes em uma petição pedindo à União Europeia para proibir a venda de novos carros e vans com motores a combustão a partir de 2035.

Em uma carta ao Parlamento Europeu, o grupo – que conta com a presença da Uber e da startup de veículos elétricos Arrival – afirmou:

O pacote climático “Fit for 55” determinará se a Europa está no caminho certo para atingir zero emissões líquidas até 2050 e cumprir suas obrigações sob o Acordo de Paris. Juntos, os automóveis de passageiros e os veículos comerciais ligeiros são responsáveis ​​por 15% de todas as emissões de CO2 da Europa. Para permitir que todos os carros e vans na estrada alcancem zero emissões até 2050, o último carro com qualquer motor de combustão, incluindo híbridos, deve ser vendido até 2035.

Em março de 2021, a Volvo anunciou mundialmente que iria fabricar apenas veículos elétricos em 2030 e que até 2025 metade da sua frota será 100% elétrica.

A Ford, por sua vez, se comprometeu a eliminar de maneira gradual o motor de combustão interna de sua linha de montagem até 2035, mesmo ano que a neutralidade de carbono líquido seria atingido.

Os americanos ainda afirmaram que “remover os veículos que queimam combustíveis fósseis das estradas é imperativo para a Europa atingir sua meta de zero emissões líquidas até 2050.”

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário