Xiaomi tem atrasos na regulamentação para lançamento de carro elétrico

Gigante da tecnologia pode ter seu plano de lançamento de protótipo de carro elétrico atrasado devido a problemas com regulamentação na China

xiaomi desenvolver carro eletrico
Xiaomi pretende apresentar o primeiro protótipo ainda esse mês (Foto: Xiaomi | Divulgação)
Por Bernardo Castro
01 de agosto de 2022 10:15

No ano passado circulou alguns boatos de que a empresa de tecnologia Xiaomi estaria interessada no segmento dos carros elétricos e, recentemente, saiu a notícia de que a marca chinesa lançaria o seu primeiro protótipo em agosto deste ano.

No entanto, parece que a Xiaomi está com alguns problemas burocráticos para executar o seu objetivo. Alguns relatórios apontaram que a marca chinesa tem falado com funcionários da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma da China, mas está enfrentando dificuldades para obter aprovação regulatória para seu projeto de carro elétrico.

VEJA TAMBÉM:

O cenário da Xiaomi ainda é incerto. Algumas fontes que estão mais por dentro do assunto relataram ao portal Bloomberg que os executivos da empresa estão esperançosos de que em breve as autoridades irão dar luz verde ao projeto. Mas outras acreditam que pode haver mais alguns obstáculos que podem atrasar as ambições da marca.

Steven Tseng e Sean Chen, analistas do portal, alegaram que esses empecilhos podem prejudicar o desenvolvimento do carro elétrico e adiar a estreia planejada para 2024.

O atraso pode prolongar as pesadas despesas de P&D, bem como investimentos em ativos fixos e pode pesar em sua participação de mercado, já que o segmento de veículos elétricos da China está ficando cada vez mais lotado de rivais de rápido crescimento Nio, Xpeng e Li Auto”.

Por outro lado, uma fonte diz que a falta da licença para abricação de carro elétrico não prejudicou a Xiaomi no desenvolvimento do seu primeiro exemplar, e nem nos planos de estabelecer uma fábrica em Pequim.

As empresas que desejam ingressar no mercado de carros elétricos da China precisam apresentar documentos que comprovam sua capacidade financeira e tecnológica. O processo de revisão pode levar alguns meses.

Planos Xiaomi no setor automotivo

A relação da Xiaomi com o ramo automotivo começou em 2021, quando investiu US$ 1,5 bilhão (R$ 8,1 bilhões na cotação atual) na empreitada com previsão de aplicar mais US$ 10 bilhões (R$ 54,3 bilhões) ao longo de 10 anos, com os carros elétricos sendo lançados através da subsidiária Xiaomi Auto Co Ltd. Company.

Em novembro daquele ano, a gigante da tecnologia fechou um acordo com o Comitê de Gestão da Área de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico de Pequim para construir a sede do seu negócio automotivo. A estimativa é que a planta tenha uma capacidade de produzir 300 mil unidades por ano. A construção dessa fábrica em Pequim será dividida em duas fases, cada uma com capacidade de produção anual de 150 mil unidades.

A equipe de pesquisa e desenvolvimento automotivo da Xiaomi já conta com mais de mil funcionários, que trabalham em tecnologia de direção autônoma e cockpit inteligente. O planejamento é expandir ainda mais esse setor.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário