Honda ADV 150: pode chamar o scooter de ‘aventureiro mirim’

Com mecânica baseada no PCX 150, modelo tem inspiração no modelo aventureiro X-ADV 750 e está apto a rodar no asfalto e na terra

Por Teo Mascarenhas 03/12/20 às 09h00
honda adv 150 4
Honda ADV 150 descobriu um novo segmento: o dos scooters aventureiros (Honda | Divulgação)

Depois de mostrar o scooter ADV 150, derivado do PCX 150, em novembro de 2019, durante o Salão das Duas Rodas, a Honda apresentou sua versão definitiva para o Brasil. O preço sugerido é de R$ 17.490, mais o frete, com produção estimada de 10 mil unidades por ano.

VEJA TAMBÉM:

Com o lançamento do modelo X-ADV 750, em 2017, com uma improvável mistura de scooter e moto (motor da NC 750X, câmbio de dupla embreagem e suspensão dianteira invertida) e aptidão para encarar terra, a montadora descobriu um novo segmento: o dos scooters aventureiros.

O X-ADV 750 já é comercializado aqui. Lançar o “filhote” ADV 150 foi facilitado, já que a mesma base mecânica é a mesma do Honda PCX 150. Porém, várias alterações foram introduzidas para transformar o urbano PCX 150 no aventureiro ADV 150 e “justificar” uma diferença de preço para mais de 37,61%.

Motor do Honda ADV 150

O propulsor de um cilindro e 149,3 cm³ tem arrefecimento líquido e fornece mesma potência e torque do PCX. Entretanto, mudanças nos dutos de aspiração, além de um escape de saída alta, alteraram a entrega de potência e força. São 13,2 cv a 8.500 rpm e um torque de 1,38 kgfm a 6.500. No PCX, o torque de 1,38 Kgfm aparece a 5.000 rpm.

O Honda ADV 150 também conta com o sistema Idling Stop, que desliga o motor em paradas mais prolongadas e religa instantaneamente ao toque no acelerador, mas pode ser desativado. O quadro em tubos de aço é o mesmo do PCX, porém foi reforçado para as novas exigências e também para receber outras suspensões.

Suspensões

Na dianteira, garfo Showa com tubos de 31 mm de diâmetro e 130 mm de curso (100 mm de curso no PCX). Na traseira, duplo amortecedor Showa com 120 mm de curso (100 mm no PCX), com reservatório externo de gás e molas variáveis de três passos.

O sistema de suspensões é complementado com novos pneus mais robustos, com desenho da banda de rodagem para uso misto asfalto e terra. Na dianteira, medida 110/80 em aro de 14 polegadas de diâmetro, e na traseira, 130/70 em aro de 13 polegadas. As rodas são em liga leve.

Comodidades

Com novas suspensões de maior curso e pneus mais altos, a distância para o solo passou de 137 mm para 165 mm, aumentando 28 mm em relação ao PCX, facilitando o trânsito em vias não pavimentadas. Já altura do banco subiu de 764 mm para 795 mm, e o peso, com reforços no quadro e novos pneus, passou de 126 kg, para 127 kg.

Porém, as comodidades urbanas permanecem e foram ampliadas. O para-brisa pode ser regulado manualmente na altura, o porta-malas embaixo do banco, com 27 litros de volume, comporta um capacete fechado e o porta-luvas no escudo frontal, com capacidade de 2 litros, tem uma tomada 12 V.

Totalmente digital, o painel do Honda ADV 150 tem tela LCD tem formato retangular, computador de bordo e fica em posição mais alta.  A iluminação é totalmente em LED, com luzes de posição diurna e lanterna traseira com desenho em “X”.

A chave conta com o sistema inteligente (smart key), que permite acionar o motor mesmo com a chave no bolso. Para facilitar a pilotagem, o guidão é do tipo cônico, e o câmbio é automático CVT. Porém, o sistema ABS só está presente na dianteira: ali, o disco wave tem 240 mm e pinça de dois pistões. Na traseira, também há um disco wave, de 220 mm.

Fotos: Honda | Divulgação

Teo Mascarenhas

Especialista na cobertura do mercado de motocicletas e competições com mais de 30 anos de experiência.

Teo Mascarenhas
4 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Jair Henriques B filho 3 de janeiro de 2021

COMO faço para saber preço do financiamento em 36 x ? Vcs dificulta muito o cliente a comprar a moto ..

Avatar
Fabio 31 de dezembro de 2020

E o consumo? Ficou quanto maior?

Avatar
Valderi da silva aguiar 6 de dezembro de 2020

Muito top

Avatar
Claudio 5 de dezembro de 2020

Eu acho que deveria ter um preço mais baixo, porque temos a Yamaha xmax 250,com um pouco mais de investimento,ela fica bem mais interessante.

Avatar
Deixe um comentário