Honda Forza 300: scooter chega em breve ao Brasil

Equipado com generoso porta-malas em baixo do banco, controle de tração e pára-brisas regulável, o scooter Forza 300 está na fila para desembarcar

Por Teo Mascarenhas20/07/20 às 12h30

A Honda do Brasil demorou a entrar no segmento dos scooters, veículos urbanos práticos e econômicos, apresentando o modelo PCX 150 em 2013. De lá para cá, segue ampliando a linha para descontar o atraso. O próximo modelo da fila para desembarcar no Brasil, ainda em 2020 é o Forza 300, ou “Força” 300.

Os sinais são claros: a Honda registrou a patente do modelo no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) e também exibiu o Forza 300 no Salão das Duas Rodas, em São Paulo, em novembro de 2019, para medir a reação do público. Porém, com o revés do mercado em função da pandemia, os planos podem mudar.

VEJA TAMBÉM:

Quando chegar, entretanto, o Forza 300 já vai encarar a concorrência do tecnológico e recém lançado Yamaha XMax 250 e também com o modernizado Dafra Citycom 300 HD, pioneiro no segmento, produzido desde 2010 em parceria com a taiwanesa SYM (Sang Yang Motors) e também com o Kimco Dowtown 300i, por exemplo.

Evolução do Forza 300

O Forza 300 foi lançado na Europa em 2000, em um mercado bastante competitivo, somando características urbanas e também com uma parcela touring para encarar estradas, em viagens de menor distância.

Em 2004, ganhou o sistema com chave contra roubos e maior porta malas sob o banco. Em 2005, incorporou os freios ABS e em 2008 passa a contar com o sistema S-Matic com modos de mudanças automáticas do câmbio CVT e freios ABS combinados.

Em 2016, o Forza 300 passou por completa modernização no visual (Sit-In, com túnel central mais alto), cuja base vigora até hoje. Em 2018, o scooter da Honda, ficando mais leve e mais esportivo. O quadro foi redesenhado, com leve aumento da distância entre eixos (1.510 mm), banco um pouco mais alto, a 780 mm, roda traseira um pouco maior, passando de 13 para 14 polegadas de diâmetro e roda dianteira de 15 polegadas.

Ainda em 2018, o Honda Forza 300 também passa a contar com controle de tração e para-brisa ajustável eletricamente na altura em 140 mm. Em 2020, ganha versão limitada Especial Edition , com pintura exclusiva, acabamento com costuras vermelhas no banco em couro e filete vermelho nas rodas, mantendo, porém, todo o conjunto mecânico e técnico anterior

O que é legal

Assim como a edição especial limitada (com diferenças apenas na pintura e acabamento), o Forza 300 de série preserva as mordomias urbanas, como o prático câmbio automático CVT e um generoso porta-malas em baixo do banco com capacidade para acomodar dois capacetes fechados, ou outros volumes e compras.

No escudo frontal, também existem porta-luvas, um deles com chave, e uma tomada 12 V para guardar e recarregar o telefone celular, ou outros eletrônicos. Existe também, a possibilidade de encaixar como acessório, um bauleto traseiro, ampliando a capacidade de transportar volumes.

O banco e tampa do tanque de combustível, com capacidade para 11,5 litros, podem ser abertos em teclas no escudo frontal, ou remotamente com a chave inteligente.

O motor do Honda Froza 300 tem um cilindro, quatro válvulas, 279 cm³ e arrefecimento a água é o mesmo que equipa o scooter SH 300i. A potência atinge 25,2 cv a 7.000 rpm e o torque chega a 2,8 kgfm a 5.750 rpm. O Forza 300 conta com o controle de tração (HSTC), que pode ser desligado.

O motor comum aos dois sooters, com mínimos ajustes, também facilitaria a logística entre os modelos que, entretanto, atuam em nichos mercadológicos (Sit-In e Step-Through), diferentes.

O painel do Forza 300 tem dois mostradores analógicos (velocímetro e conta-giros) redondos e uma tela digital entre os dois com o computador de bordo, além de relógio de horas e carga da bateria.

O conjunto de faróis dianteiros tem iluminação em LED, com as setas dianteiras integradas aos retrovisores. A suspensão dianteira é telescópica tradicional, não invertida, com tubos de 33 mm de diâmetro. A suspensão traseira tem dois amortecedores com possibilidade de sete ajustes na pré-carga, para ajustar o peso transportado.

Os freios, equipados com sistema ABS, tem disco simples de 256 mm de diâmetro na dianteira, enquanto na traseira o disco tem 240 mm. O peso, já abastecida, é de 182 kg.

Fotos Honda | Divulgação

Teo Mascarenhas

Especialista na cobertura do mercado de motocicletas e competições com mais de 30 anos de experiência.

Teo Mascarenhas
24 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    João 25 de julho de 2020

    Eu queria muito comprar a xmax, esperei muito. Mas por ter vindo a 250cc eu desisti. Estou segurando a troca da minha Nmax160. Se víesse logo essa forza 350 eu compro com gosto só para dar essa resposta para a Yamaha Do Brasil. Faço diariamente do trajeto SP para Alphaville e gosto de fazer de Scooter.

  • Avatar
    Jean ferra 23 de julho de 2020

    Ola honda, pelo amor de Deus traga logo, pois milhares de pessoas estão com o dinheiro parado pra pegar a Forza, mas estão coçando os dedos pra pegar a xmax250, então façam algo rápido e tragam logo!!!

  • Avatar
    Fábio De Brito Ferreira 22 de julho de 2020

    Poderia ser dono de todo o dinheiro do mundo, jamais pegarei 25 mil reais em uma moto 300cc.

    • Avatar
      Mauro 23 de julho de 2020

      Nem eu estou feliz dando pau nas sh 300 com minha kymco não troco ela nem que a vaca tussa

  • Avatar
    José Santos 22 de julho de 2020

    Com esse estilo modernoso, vai virar o queridinho dos bandidos nas capitais, assim como PCX e NMAX já o são.

  • Avatar
    Ineomar Ramos dos santos 22 de julho de 2020

    me interveio nela mas tem consórcio deste modelo já
    Qual consumo dela

  • Avatar
    Higor 21 de julho de 2020

    Bem, vejo a scooter com bons olhos. Excelente para o dia a dia. Mas o que tira o tensão de comprar uma scooter, é o seu elevado valor de comércio. 150cc R$12.000, 250cc R$25.000, 500cc R$60.000. Isso se torna um verdadeiro assalto. Não é o valor do produto que diferenciar o perfil do usuário e sim o estilo. Tenho a minha Maxsym e não consigo pensar em vender.

  • Avatar
    Walmor knabben 21 de julho de 2020

    Muito bonita mas falta divulgar preço e consumo

  • Avatar
    Aleandro Grossi Nicioli 21 de julho de 2020

    Também concordo trazer a moto para o Brasil , más tem que ver o valor dela, exemplo da nmax o valor é de 25.000.00reais ,mas tem o consórcio dela não é,acho bacana trazer essa novidade para cá más não num valor tão alto porque uma cb500x o valor é de 35.000.00mas também tem seu consórcio que é de 455.00por mês até 72meses,bom fica o meu comentário a todos . Obrigado aleandro

  • Avatar
    Luciano Bento da Silva 21 de julho de 2020

    Qual o valor ?

  • Avatar
    Pascoal Marki 21 de julho de 2020

    Que tenha o preço convidativo. Assim espero.

  • Avatar
    Eliana Eugênia pereira Pinto 21 de julho de 2020

    Quero saber quando chega ao Brasil é preço

  • Avatar
    Julio Cesar 21 de julho de 2020

    Vamos ver o preço da Forza né… Quanto a City HD achei bacana, o design não é dos mais bonito porém mais forte que as concorrentes, tá mais leve e enxuta(muitobom), com o espaço interno maior sem a bateria, sem frescura… Me atenderia super bem no dia a dia.
    Eu ia fechar uma HD mas vou esperar a Forza pra ver… Honda né! 😉

  • Avatar
    Silvana Rossi 21 de julho de 2020

    Ebaaa:) Não vejo a hora da Forza chegar ao Brasil para eu trocar a minha PCX que também é uma maravilha. Estou acompanhando seus passos para vir pro Brasil,desde muito tempo e quando fui no salão Duas Rodas 2019 e vi a Forza lá, minhas esperanças foram renovadas.

  • Avatar
    Sandro de Oliveira soares 21 de julho de 2020

    Legal, vai fazer igual à Yamaha e trazer refugo lá de fora. O Xmax que é lançamento aqui já foi substituído no mercado exterior, o Forza já foi substituído pelo Forza 350, aí fazem o lançamento do modelo antigo e cobrando uma fortuna. O pior é que o brasileiro aceita.

    • Avatar
      Gustavo ridzi 21 de julho de 2020

      Tem que vir o modelo antigo e com cilindrada abaixo de 300, senão os impostos são quase o dobro e a moto custaria quase 30, e o valor da xmax esta 2k mais caro que a dafra que nem chega aos pes da yamaha…..quanto aos preços culpe o governo e não as montadoras….abçs

    • Avatar
      Fabio lopes 21 de julho de 2020

      Pior que é assim modelo já é batido lá fora. Aí vem para o Brasil com preço absurdo quando eu fui no salão duas rodas o vendedor falou que pode chegar 26 mil eu até iria comprar a Downtom 300i. Mas vou esperar chegar a Honda forza eu sei que vai arrebentar de vender

  • Avatar
    Luiz Fonseca 21 de julho de 2020

    É uma cópia exata da Citycom 300i, aliás até aqui imbatível…pois já vem com toda tecnologia necessária. Tenho uma há anos e por enquanto deixa as concorrentes a ver poeira

    • Avatar
      Gustavo ridzi 21 de julho de 2020

      Ta atrasadop hein amigo, citycom e 2k mais caro que a Xmax e nao tem metade da tecnologia da yamaha, vai ver a xmax e depois comenta aqui

      • Avatar
        Gustavo ridzi 21 de julho de 2020

        2k mais barato que a xmax

  • Avatar
    Lenaldo Alves Dos Santos 21 de julho de 2020

    Quando chegar
    Eu estarei na fila.

  • Avatar
    Elismar Firme 21 de julho de 2020

    Ótima notícia, estou aguardando a Forza 300 desde que foi apresentado do salão 2rodas.

    Espero que chegue com um preço justo sem exagero!

  • Avatar
    Tadashi 20 de julho de 2020

    É realmente uma belíssima máquina mas como sempre, o valor será absurdo, aquele que só o brasileiro topa pagar…

    • Avatar
      Julio Cesar 21 de julho de 2020

      concordo com vc

Avatar
Deixe um comentário