Tirar o escapamento original da moto acelera o desgaste do motor

Alterar ou retirar a saída da motocicleta aumenta o barulho, as emissões de poluentes e a falsa sensação de melhoria na potência

escapamento moto
Tirar o escape não aumenta a potência (Foto: Shutterstock )
Por Lucas Silvério
Publicado em 29/01/2024 às 09h02

Uma alteração ilegal que é muito comum de ver no Brasil é no escapamento da moto. Seja por motivos de gosto pessoal ou outros, pilotar sem a saída ou com ela adulterada é passível de multa pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), por aumentar as emissões de gases nocivos à saúde no meio ambiente e também a poluição sonora. Porém, o condutor que faz isso também prejudica a vida útil do motor da própria moto.

VEJA TAMBÉM:

moto escapamento
O escape da moto deve estar em boas condições (Foto: Shutterstock)

Lei do escapamento

Art. 230. Conduzir o veículo:

XI – com descarga livre ou silenciador de motor de explosão defeituoso, deficiente ou inoperante;

A primeira observação a respeito dos escapamentos adulterados pode ser destacada pelo que conta no CTB. Como descrito no artigo 230, nem o escapamento da moto nem o de outros veículos pode estar sem o silenciador ou com defeitos.

Art. 98. Nenhum proprietário ou responsável poderá, sem prévia autorização da autoridade competente, fazer ou ordenar que sejam feitas no veículo modificações de suas características de fábrica.

1º Os veículos e motores novos ou usados que sofrerem alterações ou conversões são obrigados a atender aos mesmos limites e exigências de emissão de poluentes e ruído previstos pelos órgãos ambientais competentes e pelo CONTRAN, cabendo à entidade executora das modificações e ao proprietário do veículo a responsabilidade pelo cumprimento das exigências.

O artigo 98 complementa as proibições mais comuns a cerca de escapamento, vetando alteração de característica que afetem os limites de poluição de emissões como a retirada do catalisador, que é um item que limpa parte dos poluentes liberados pela moto.

Malefícios em alterar o escapamento da moto, ou retirá-lo

  • Além de ser contra a lei, retirar o escapamento da moto ou modificá-lo também desgasta o motor mais rápido

Danos ao motor

Em entrevista exclusiva ao Auto Papo, especialistas da japonesa Kawasaki reforçaram quais são os principais problemas que uma moto sem escapamento, ou adulterado pode apresentar.

Segundo a fabricante, o primeiro ponto é o aquecimento excessivo do motor, que acontece por conta do retrocesso do calor para as válvulas de combustão, já que o escapamento auxilia a saída de todos os gases para que eles saiam e não fiquem “presos” no motor.

honda hornet 600 28 escape de saida baixa e curta
O escapamento deve ser o original da moto, par melhor desempenho e vida útil (Foto: Shutterstock)

Perda de potência e da vida útil do motor

Nesta situação, com o motor mais aquecido, a moto sem escapamento ou com ele adulterado também sofre com a perda de potência, o que vai totalmente contra a crença popular que acredita que ela aumenta. Isso é causado justamente pelo aquecimento excessivo.

Por fim, este aumento na temperatura e perda de potência desgasta mais o motor, pois os cilindros têm que se movimentar mais rápido para compensar a perda de potência e torque, o que consequentemente aumenta a queima de combustível.

A moto sem catalisador também pode interferir na leitura da sonda lambda (sensor de oxigênio) uma vez que os gases, que podem retornar, não passam por ela da forma que deveriam.

A Kawasaki ainda afirma que:

É claramente comprovado que o uso de escapamento diferente do genuíno de fábrica sendo no uso que não é destinado a competição e sem nenhuma preparação para receber um sistema de exaustão esportivo acarreta em diminuição da vida útil do motor. Portanto a alteração do sistema de exaustão ou a remoção não entrega vantagens, e é irrisório ou nulo o possível aumento de performance, além de gerar a ilegalidade na utilização do veículo em vias públicas.”

Use o escapamento original da moto

O melhor, para manter a moto nos conformes e não sofrer com nenhum destes problemas é manter a moto com o escapamento original. Isso vai garantir que tudo funcione como previsto e as manutenções não sejam uma surpresa.

Newsletter
Receba semanalmente notícias, dicas e conteúdos exclusivos que foram destaque no AutoPapo.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook X X Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
3 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Dim 30 de janeiro de 2024

Vários testes dinamômetro mostra o inverso descrito no texto

Avatar
Davi 30 de janeiro de 2024

O escapamento esportivo da ganho considerável na moto não uma falsa impressão de ganho! Tá sabendo bem em!

Avatar
Osgood Fernandes Teixeira 29 de janeiro de 2024

Quero deixar claro que sou contra escapamento barulhento e poluição sonora. Posto isso, é óbvio que se você colocar um escapamento de melhor qualidade na sua moto o resultado vai ser justamente o inverso do que diz na matéria. Várias empresas já testaram escapamentos after market em vários tipos de motos, onde você ganha leveza, menos restrição de gases e mais potência, aferido em dinamomêtro. E isso melhora em muito o funcionamento do motor, inclusive fazendo a temperatura de trabalho ser menor. Se não fosse assim as próprias marcas não recorreriam em suas versões especiais a fábricas de escapamentos exclusivos. Óbvio que a montadora não vai colocar um escapamento top de linha em suas motos comuns devido ao custo. Mas não se pode generalizar como a matéria o faz.

Avatar
Deixe um comentário