Triumph prepara chegada da Trident 660, modelo de entrada da marca

Equipada com motor de três cilindros em linha, dois modos de pilotagem e controle de tração, a Trident 660 tem visual limpo e painel com conectividade

triumph trident 660 5
Preço do modelo deve ficar na faixa de R$ 50 mil (Foto: Triumph | Divulgação)
Por Teo Mascarenhas
19 de agosto de 2021 12:56

Demorou menos de um ano para a inglesa Triumph carimbar o passaporte brasileiro do modelo naked roadster Trident 660. Equipada com motor de três cilindros em linha, vai ser a porta de entrada da marca, incorporando ainda tecnologia eletrônica, painel com conectividade e iluminação em LED.

A moto foi apresentada em fins de 2020, mas só chegou ao mercado europeu no início de 2021. Produzida na Tailândia, desembarca no Brasil onde é montada e acabada na fábrica da marca em Manaus (AM) para ser distribuída. Todo o processo de homologação, inclusive ambiental já foi concluído, com expectativa que chegue às concessionárias a partir de outubro.

VEJA TAMBÉM:

O preço ainda não foi definido, embora, deva girar em torno dos R$ 50 mil ou menos, para ser a “moto de entrada” mais acessível e descomplicada com a tradicional motorização de três cilindros, mas também, divertida e utilitária.

O nome Trident (tridente em português, antiga arma de combate com três pontas) já foi utilizado pela Triumph nos anos 1960, também com um modelo de três cilindros, mas 740 cm³, para tentar enfrentar os avanços dos fabricantes japoneses (inclusive a revolucionária Honda CB 750). Também foi usado já em nova fase da marca, renascida nos anos 1990, com um modelo de 900 cm³.

A nova moto Trident 660 que herdou o nome, começou a ser desenvolvida em 2010, ainda como conceito, apresentada no London Design Museum, desenhada pelo projetista italiano Rodolfo Frascoli. Uma década depois, as formas e a arquitetura do motor permaneceram praticamente as mesmas no modelo definitivo.

Motor de 3 cilindros

O motor de três cilindros em linha arrefecido a líquido, com 660 cm³, foi ajustado especialmente para o modelo, a partir dos propulsores disponíveis da marca na linha Street Triple.

Entretanto, foram desenvolvidos 67 novos componentes, para oferecer maior torque em giros mais baixos e favorecer o uso diário, com retomadas mais vigorosas.

A potência atinge 81 cv a 10.250 rpm e o torque máximo chega a 6,5 kgfm a 6.250 rpm. O câmbio tem seis marchas, acoplado a uma embreagem deslizante.

O desenvolvimento do modelo, também agregou sistemas eletrônicos de auxilio à pilotagem. O pacote conta com o acelerador eletrônico (ride-by-wire) e dois modos de pilotagem. Road, ou estrada, e Rain (chuva), quando a entrega de potência é mais progressiva e suave para pisos com pouca aderência. Além disso, a eletrônica conta com o controle de tração, que pode ser desligado.

triumph trident 660 1

Descomplicada

Outra comodidade da atualizada é o painel multifunção. Com formato arredondado, para manter o estilo, conta com tela colorida dividida em LCD e TFT, além de poder ser conectado ao celular, via Bluetooth, por meio de aplicativo próprio Triumph e fornecer música, controle de telefone e até uma inédita interação da câmera GoPro acoplada.

O projeto da Trident 660 deixou as formas mais limpas, para ser uma moto sem complicação e atender um segmento mais “jovem” que está entrando ou subindo de categoria. Porém, as modernidades indispensáveis foram agregadas. A iluminação é totalmente em LED, com o farol redondo de sete polegadas e emblema Triumph integrado.

Na traseira, uma solução radical que acopla a lanterna à compacta rabeta, deixando o conjunto com um aspecto fluído, sem as setas salientes, exatamente como nas motos de competição. Setas, para-lama e placa foram deslocados para um suporte próprio, junto à roda traseira.

Outra característica Trident 660 é a altura do banco a 805 mm do chão e o peso de 189 kg, já abastecida, que também facilitam o manejo. O quadro é totalmente novo em tubos de aço e as rodas em liga leve com aros de 17 polegadas.

A suspensão dianteira é invertida, com tubos de 41 mm de diâmetro e 120 mm de curso. A suspensão traseira é do tipo mono, com 133,5 mm de curso e regulagens na pré-carga, as duas da marca Showa.

A balança da suspensão traseira Trident 660 tem formato assimétrico. Do lado direito, formato curvo, estilo “banana” igualmente como nas motos de competição, mas também para abrigar o escape e abafador de saída curta e baixa, o que ajuda a centralizar as massas. Do lado esquerdo, formato convencional.

O freio dianteiro tem duplo disco de 310 m com pinças Nissin de duplo pistão. Na traseira, um disco simples, com 255 mm. Ambos com sistema ABS.

Foto: Triumph | Divulgação

Teo Mascarenhas

Especialista na cobertura do mercado de motocicletas e competições com mais de 30 anos de experiência.

Teo Mascarenhas
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Jo 5 de setembro de 2021

Moto bem bacana. Freios e suspensão de qualidade (vide marcas). O motor 660 deve ser bom para esta naked (potencia e torque de acordo).
A depender do preço, até encaro. Bucha é o número de concessionárias bem reduzido, para o caso de manutenção.

Avatar
Deixe um comentário