Yamaha Crosser 150 ABS 2023: aventureira mirim

Já como modelo 2023, pequena aventureira ganha modernizações no visual, com bloco óptico futurista em LED nas versões S e Z

yamaha crosser 150 z 2023 12
Crosser 150 Z tem pára-lama dianteiro mais alto (Foto: Yamaha | Divulgação)
Por Teo Mascarenhas
20 de abril de 2022 08:43

Pode parecer estranho, mas o modelo Yamaha Crosser 150 ABS, com estilo fora de estrada, é muito apropriado para rodar também nas cidades. Com suspensões de maior curso, bom ângulo de esterçamento do guidão e roda dianteira com aro 19 polegadas, a moto enfrenta melhor o rali diário das cidades com suas atapetadas vias.

VEJA TAMBÉM:

Lançada em 2014, inicialmente como versão única, passou a contar com duas versões, logo depois: Crosser 150 ABS S e a Crosser 150 ABS Z. Esses dois modelos, já como 2023 ganham modernizações técnicas e visuais e chegam ao mercado no fim de abril.

O preço sugerido da Yamaha Crosser 150 ABS versão S é de R$ 16.590, nas cores Black Eclipse e Vermelho Pepper. O preço sugerido da Crosser 150 ABS versão Z é de R$ 16.790 com a tradicional cor da marca, Blue Competion e também Dakar Areia. Todos os preços sugeridos não incluem o frete.

Yamaha Crosser 150 ABS: S ou Z?

A diferença entre as versões S e Z está no para-lama dianteiro: no modelo Crosser 150 ABS S, o componente é mais baixo, junto à roda e motor pintado em preto fosco, com vocação um pouco mais urbana. O modelo Yamaha Crosser 150 ABS Z, com para-lama dianteiro mais alto, encara melhor a terra.

As duas, contudo, contam com o mesmo robusto conjunto mecânico, com motor de um cilindro do tipo flex, para consumir etanol ou gasolina.         As modernizações visuais e técnicas estão no conjunto de iluminação dianteiro, totalmente reformulado. O farol ao estilo projetor agora é em LED, emoldurado por luz de posição diurna, criando um bloco futurista.

Os LEDs também proporcionam maior potência na iluminação, menor consumo de energia e maior durabilidade. Também há LEDs na lanterna traseira, que ganhou novo desenho. Outra atualização foi no painel, que agora é totalmente digital em tela LCD, igualmente com iluminação em LED e fundo blackout para minimizar reflexos.

Painel e motor

O novo painel tem ainda indicador de marcha engatada indicador do nível do combustível, com tanque de 12 litros de capacidade, relógio de horas, conta-giros de barras, velocímetro e hodômetros total e parcial, além da luzinha Eco, que sinaliza alertando a forma mais econômica de pilotar.

Outra praticidade incorporada aos novos modelos é a tomada 12v que fica próximo ao painel, para conectar e carregar aparelhos eletrônicos. Na ergonomia, banco em dois níveis com altura de 850 mm do chão e um guidão que pode ser regulado em até 15 milímetros para frente, ajustando ao biótipo do piloto.

O motor de um cilindro, 149 cm3, duas válvulas e arrefecimento a ar é o mesmo que equipa os modelos street Factor 150 e Fazer 150. Abastecido com etanol, fornece 12,4 cv. Com gasolina a potência é de 12,2 cv, sempre a 7.500 rpm. O torque de 1,3 kgfm a 6.000 rpm é o mesmo para os dois tipos de combustível.

O câmbio tem cinco velocidades. Complementando as características mistas, asfalto e terra, a saída do escapamento é elevada, e as rodas, raiadas com aro intermediário de 19 polegadas na dianteira e 17 na traseira.

Freios e suspensão da Yamaha Crosser 150 ABS

Os freios são a disco nas duas rodas. Na dianteira, 245 mm de diâmetro e, na traseira, 203 mm. O sistema ABS está presente na roda dianteira, entretanto, não pode ser desligado nem mesmo para rodar na terra. Se o motor é compartilhado com os modelos exclusivamente para o asfalto Factor e Fazer 150, as suspensões tem amplitude bem maior em função da possibilidade de encarar a buraqueira no fora de estrada, por exemplo.

A suspensão dianteira é telescópica, não invertida, com 180 mm de curso com sanfonas de proteção para o garfo. A suspensão traseira é do tipo mono com link e tem 160 mm de curso na roda. O quadro é em tubos de aço do tipo berço semi-duplo, com barras de apoio em alumínio para o passageiro, além de garupeira integrada.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
SOBRE
8 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Graciano 26 de abril de 2022

Muito top

Avatar
Carlos Antônio Albuquerque 25 de abril de 2022

Qual é o valor dessa moto????

Avatar
Gladstone 25 de abril de 2022

Míseros 21.5

Avatar
Carlos Augusto Alves 23 de abril de 2022

Moto linda

Avatar
Hideval 23 de abril de 2022

O painel só mudou o estilo mas já marcava tudo isso que foi mencionado, tenho uma 2018 que gosto muito já tive 3 e acho que agora esse modelo vai a 4 rsrs

Avatar
Renato 21 de abril de 2022

Moto ficou top 10 a 0 na Bross

Avatar
Jaílson da Silva 21 de abril de 2022

Eu tenho uma xtz 150 ano 2019, é uma moto excelente pra andar no asfalto, porém na areia ou lama, derrapa muito, pois a coroa e pequena,grande espaço entre o pião e coroa,e as bengalas são muito em pé, isso facilita a derrapagens, a engenharia da moradora deveria rever esse projeto pra dar mais segurança ao cliente e deixa os totalmente satisfeitos.

Avatar
diemes 20 de abril de 2022

Moto top demais gostei

Avatar
Deixe um comentário