Os 10 carros elétricos mais econômicos do Brasil

Modelos com motor 100% elétrico também têm médias de consumo equivalente aos litros por quilômetros do modelos movidos a combustão

chery icar traseira 2023 eletrico
Recém-lançado, o Caoa Chery iCar é o carro elétrico mais barato do Brasil atualmente (Fotos: Divulgação)
Por Fernando Miragaya
27 de junho de 2022 11:40
Especial para o AutoPapo

A gente escreve e fala aos borbotões sobre a autonomia dos carros elétricos. Mas nem sempre o alcance maior de um veículo zero emissões significa que ele é propriamente é o mais econômico. Tanto que o Inmetro, no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, faz a conversão de consumo parecida com a de um modelo a combustão.

A conta complexa leva em consideração o tempo de recarga, o custo da energia elétrica para alimentar as baterias dos carros elétricos e o quanto o carro consome em kW/100 km na comparação com um similar a combustão. Aí, faz uma conversão para km/le, ou seja, quilômetros por litros equivalentes – daí o “e” depois do “l”.

VEJA TAMBÉM:

Com base na mais recente tabela 2022 de consumo veicular publicada no Inmetro, trazemos então os carros elétricos mais econômicos. O principal critério foi a média urbana e o limite de preço dos modelos listados foi de até R$ 350 mil. Confira.

1. Caoa Chery iCar

chery icar 2023 elétrico cor branca de frente
CAOA Chery iCar tem apenas 3,20 m de comprimento, mas pode levar até quatro ocupantes (Fotos: CAOA Chery | Divulgação)
  • Potência e torque: 61 cv e 15,3 kgfm
  • Autonomia: 282 km
  • Consumo cidade: 69,7 km/le
  • Consumo estrada: 52,6 km/le

Ele nem bem chegou – na verdade, só está em pré-venda – e, além de ser o elétrico mais barato do país, também é o veículo zero combustão mais econômico do momento. O iCity, que começa a ser importado da China pela Caoa Chery, roda quase 70 quilômetros por litro equivalente de gasolina de um carro a combustão.

2. Jac E-JS1

jac e js1 azul frente
Modelo tem como base o J2, que já foi vendido por aqui
  • Potência e torque: 62 cv e 15,3 kgfm
  • Autonomia: 302 km
  • Consumo cidade: 60,3 km/le
  • Consumo estrada: 52,9 km/le

Com a maior quantidade de EVs em seu portfólio, não admira que a Jac emplaque bastante carros elétricos entre os mais econômicos do Brasil. O E-JS1é o antigo iEV20 reestilizado e remodelado. O hatch compacto tem uma versão aventureira EXT, que registra o mesmo consumo relativo na tabela do Inmetro.

3. Renault Kwid e-Tech

renault kwid e tech verde frente parado
  • Potência e torque: 65 cv e 11,4 kgfm
  • Autonomia: 298 km
  • Consumo cidade: 52,7 km/le
  • Consumo estrada: 39,6 km/le

A configuração elétrica do Kwid chegou após a remodelação da linha subcompacta da Renault e já teve, inclusive, todas as 750 unidades de pré-venda negociadas em cerca de dois meses. Importada da China, a opção e-Tech é mais equipada que os modelos a combustão e promete recarga completa em menos 9 horas em tomada aterrada comum de 220V.

4. BMW i3

BMW vai aposentar o i3, seu primeiro carro elétrico vendido em massa
BMW i3
  • Potência e torque: 170 cv e 25,5 kgfm
  • Autonomia: 333 km
  • Consumo cidade: 47,7 km/le
  • Consumo estrada: 39,4 km/le

O i3 é o mais caro desta lista (beira os R$ 350 mil), mas também é o mais equipado e o que entrega o requinte de uma marca premium. Além, é claro, de um desempenho mais arrojado graças ao seu motor de 170 cv. Em carregadores super rápidos, 80% das baterias podem ser carregadas em 40 minutos.

5. Fiat 500e

fiat 500e 4
O estilo continua retrô, porém nada é compartilhado com o 500 anterior
  • Potência e torque: 118 cv e 22,4 kgfm
  • Autonomia: 320 km
  • Consumo cidade: 47,3 km/le
  • Consumo estrada: 40,4 km/le

A variante zero combustão do charmoso Cinquecento foi o primeiro veículo 100% elétrico vendido pela Fiat no Brasil. Lançado no ano passado, na versão solitária Icon, é equipado com itens de auxílio à condução e pode ser carregado em até quatro horas nos aparelhos do tipo Wallbox.

6. Jac E-JS4

jac e js4 22
  • Potência e torque: 150 cv e 34,6 kgfm
  • Autonomia: 420 km
  • Consumo cidade: 46,1 km/le
  • Consumo estrada: 40,3 km/le

O SUV tem um excelente torque instantâneo, o que lhe garante retomadas bastante arrojadas, e autonomia prometida superior a 400 km. Além disso, a derivação EV do T40 aparece entre os carros elétricos mais econômicos, com 46,1 km por litro equivalente, de acordo com os dados do programa de etiquetagem.

7. Nissan Leaf

nissan leaf 2020 57
  • Potência e torque: 149 cv e 32,6 kgfm
  • Autonomia: 389 km
  • Consumo cidade: 38,7 km/le
  • Consumo estrada: 31,9 km/le

Considerado um dos automóveis elétricos mais populares do mundo, o Leaf também aparece entre os mais econômicos do país. O exemplar da Nissan promete alcançar 80% da capacidade da bateria com apenas 40 minutos na tomada de estações super rápidas. Além disso, é um dos mais completos deste ranking, com direito a itens de auxílio ao motorista.

8. Mini Cooper S E

mini cooper se prata estacionado ruas europa
  • Potência e torque: 185 cv e 27,6 kgfm
  • Autonomia: 234 km
  • Consumo cidade: 38,5 km/le
  • Consumo estrada: 31,8 km/le

Outro carro elétrico que, além de econômico, esbanja charme e estilo. O Cooper tem bom desempenho, lista de equipamentos empolgante, acabamento primoroso na cabine, mas não anima muito na autonomia. Em carregador do tipo super rápido, precisa de menos de meia hora para atingir 80% da capacidade das baterias.

9. Peugeot e-208 GT

peugeot e 208 gt amarelo frente paraddo cidade
  • Potência e torque: 136 cv e 26,5 kgfm
  • Autonomia: 340 km
  • Consumo cidade: 37,8 km/le
  • Consumo estrada: 30,8 km/le

Se o hatch a combustão já é bonito, esse aqui abusa do estilo, já que é importado da França com entradas de ar diferentes das versões comuns, assim como com rodas aro 17” exclusivas e molduras no para-lamas. Ainda oferece um belo acabamento e pegada esportiva no acerto dinâmico e na calibragem da direção.

10. Renault Zoe E-Tech

carro eletrico renault zoe azul de frente
  • Potência e torque: 135 cv e 25 kgfm
  • Autonomia: 385 km
  • Consumo cidade: 34,4 km/le
  • Consumo estrada: 27,4 km/le

A segunda geração do EV da marca francesa fecha a lista dos carros elétricos mais econômicos do mercado brasileiro.Lançado no ano passado, o novo Zoe passou a ser vendido em versão única Intense, a mais completa, inclusive com kit para carregamento rápido que adiciona 157 km de alcance em 30 minutos ligado a uma tomada de 50 kW.

Dica para medir consumo do carro elétrico

Uma dica interessante para mensurar o consumo de um carro elétrico calcular o custo do quilômetro rodado. Essa conta basicamente é feita com o custo da recarga. No entanto, a conta pode variar por diferentes fatores. Se for recarregado na rede doméstica, é necessário saber qual é o valor do kWh cobrado pela companhia energética, e considerar também as bandeiras de sobretaxas aplicadas.

Em tese, se um carro tem baterias de 50 kWh e tem autonomia de 300 km, ele irá consumir esse volume de energia para reabastecer. Ou seja, ele irá consumir, em média, 1 kWh a cada 6 km. Assim, hipoteticamente, se o custo do quilowatt for R$ 1, o custo do quilômetro rodado será de R$ 0,16.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário