10 carros subestimados: eles eram bons e ninguém quis

Uns eram odiados pelo desenho. Outros pelo preço. Alguns pela mecânica. Mas todos eram alvo de 'haters'. Vejam os automóveis que eram bons, mas odiados

Por Fernando Miragaya 30/04/21 às 12h09
Especial para o AutoPapo
fiat marea sedan weekend turbo
Fiat Mara ganhou fama de 'carro-bomba' (Foto: Fiat | Divulgação)

Sabe quando você conhece aquela pessoa e teu santo não bate com o dela? Não importa se seja a reencarnação da Madre Teresa de Calcutá, tudo que ela fizer você vai criticar e ter um pé atrás. Confessa aí: tem um monte de carro pelo qual você nutre o mesmo sentimento.

São aqueles veículos contestados desde o nascimento, criticados à exaustão e, muitas vezes, odiados. Automóveis que podem (e têm) até ter suas virtudes, mas nos quais, dificilmente, eu, você e muitas outras pessoas investiriam as preciosas economias. Confira os 10 carros subestimados que dificilmente teríamos na garagem.

VEJA TAMBÉM:

Fiat Marea

fiat marea
Modelo veio com muita tecnologia

Talvez o carro que mais sofreu bullying ao longo da história. O que tem de meme e piada sobre o Marea não caberia neste texto. Chamado de “bomba” invariavelmente, o sedã e sua station-wagon Weekend beberam da gasolina que o Diabo refinou. Curiosamente, foi o combustível brasileiro e a própria Fiat daqui que ajudaram o médio a ser um dos carros subestimados.

A má fama do Marea começou pela linha de motores Fivetech, aquela de cinco cilindros, 20 válvulas, 2,0 litros aspirado (142 cv) ou turbinado (182 cv). O motor era bem moderno, mas, para cá, padeceu em falhas de tropicalização.

Não foram feitos ajustes adequados para que o motor recebesse nossa gasolina com 22% de etanol (nos anos 1990/2000). Para piorar, a Fiat manteve os prazos para troca de lubrificante a cada 20 mil km, como na Europa.

Os casos de cabeçotes fundidos no motor começaram a pipocar, principalmente pela degradação do lubrificante e a formação de borra. Para muitos engenheiros, o Marea deveria ter intervalos de troca de óleo a cada 10 mil km.

Some-se a isso que o próprio motor e o sedã tinham um plano de revisões caro. O motor, como dito, era moderno e demandava mão de obra qualificada. A própria mecânica era complexa: era preciso ferramental específico para uma simples troca de correia dentada, por exemplo, sob o risco de danificar o sensor de fase.

Desta forma, muitos clientes deixaram de fazer as revisões regulares nas concessionárias da marca. Sem a manutenção correta e sem mão de obra especializada, aí que o Marea virava uma bomba mesmo.

Só que o Marea era um carro confortável e dinamicamente bastante interessante – ainda mais para os padrões da Fiat à época. O desempenho das variantes com motor turbo era muito divertido, e mesmo com as opções 2.4 e 1.8 o carro não deixava a desejar. Porém, a fama na oficina maculou a reputação da linha.

Peugeot 208

208 1

O compacto é um dos carros subestimados no nosso país, talvez culpa da própria marca e de seu posicionamento. A Peugeot não soube surfar na onda do sucesso do 206 e lançou um 207 à brasileira, com casca do novo hatch europeu e base da velha geração.

O carro ficou longe do sucesso do antecessor e ainda deu crias ruins de venda (SW, Escapade, Passion e Hoggar). Para completar, a rede tinha fama de serviços ruins e preços caros na manutenção, o que se refletiu na desvalorização e baixa liquidez da linha entre os seminovos.

Isso gerou um ranço no mercado brasileiro que grudou no 208, injustamente. A nova geração de compactos da Peugeot adotou uma arquitetura moderna e um comportamento dinâmico bem mais apurado que no 206 e no “206 e meio”. Fora o acabamento caprichado e a pegada boa de direção, com volante com base reta, painel i-Cockpit todo ousado e posição baixa de conduzir.

De nada adiantou. Lançado em 2013, o 208 carregou todos os estigmas do passado, nunca empolgou nas vendas e, apesar do design bacana, jamais foi realmente desejado. Para piorar, a segunda geração do compacto sofre do mesmo mal. E olha que o modelo que estreou no ano passado tem um dos designs mais bonitos do mundo.

Nissan Sentra

Sentra SL Frente 3 4
(Nissan/Divulgação)

É dura a vida de um japonês que tenta a sorte em um segmento onde a supremacia Toyota e Honda parece inabalável. Mesmo com um automóvel bom e confortável, a Nissan não conseguiu alavancar o Sentra à posição que merecia e o sedã médio se tornou um dos muitos carros subestimados do mercado.

Não que o Sentra fosse capaz de desbancar a liderança do Corolla ou incomodar o segundo lugar do Civic. Mas poderia ter vendido mais pela sua dirigibilidade apurada. Importado do México, se destacava pelo bom espaço interno, isolamento acústico eficiente e bancos extremamente confortáveis.

O problema é que o design sempre foi pacato demais, mesmo para os padrões da categoria de sedãs médios. Para completar, o câmbio automático CVT cadenciava o motor 2.0 16V, que já não era nenhuma referência de esportividade.

Torcem tanto o nariz para o modelo que a Nissan ainda estuda como (e se vai) trazer a terceira geração para cá – esta foi lançada no México em 2019.

Chevrolet Sonic

chevrolet sonic 5 door 12

Em 2012 a General Motors apostou no Sonic para ser uma opção do fabricante no tal segmento de compactos premium. Mas foi mais um dos carros subestimados, tanto por questões de posicionamento como pelo pós-venda.

O Sonic começou importado da Coreia do Sul nas versões hatch e sedã, e pretendia brigar naquela seara de Honda Fit, Volkswagen Polo e Ford New Fiesta. O problema começou pelo preço e a competição dentro da própria linha. Era mais apertado que modelos como o Cobalt e tinha acabamento ruim.

Logo as primeiras revisões do carro revelaram um modelo com peças caras e manutenção salgada – ainda mais se comparado a outros carros da própria GM. Em 2013, a gama começou a ser trazida do México com mais equipamentos, mas não foi o suficiente para acabar com as desconfianças do mercado em relação ao modelo.

Uma pena porque o Sonic foi um carro bem gostoso de dirigir. O motor 1.6 16V de 120/115 cv era mais moderno do que os que a GM oferecia na época, o câmbio automático chamava a atenção pela agilidade e a estabilidade era um dos destaques. Mesmo assim, foi bastante criticado e deixou de ser vendido em 2014.

Kia Picanto

kia picanto 2007

O carrinho da marca sul-coreana sempre foi detonado pelo design controverso e pelo nome pouco aconselhável para o nosso mercado – podia se chamar Morning, como em outros países sul-americanos. Por um bom tempo também foi questionado pelo preço para o tamanho que oferecia.

Até vendeu bem em alguns períodos, mas para muitos era um modelo que aparentava fragilidade em excesso. A legião de críticos ganhou força no pós-venda. O Picanto tinha peças caras e que demoravam a chegar, revisões longe de serem baratas para a média do segmento de compactos e ainda tinha um seguro bastante salgado.

Uma segunda geração apareceu aqui em 2011 sem aquela cara de coelhinho assustado que o antecessor tinha. E ainda trouxe o moderno 1.0 motor três-cilindros da Hyundai – que estreou logo depois no HB20 -, bem mais eficiente e esperto.

Nada disso foi capaz de convencer o público. O Picanto continuou caro (custava o mesmo que Gol e Onix, mais espaçosos, por exemplo) e seu posicionamento foi ainda mais comprometido com o Inovar Auto – que sobretaxava modelos de marcas que não tinham desenvolvimento local. Em 2018, a Kia parou de vender o carro aqui.

Renault Fluence

novo renault fluence privilege

A marca francesa já não tinha dado muita sorte no segmento de sedãs médios com o Mégane lançado em 2006. O carro era ótimo, contudo vendeu pouco e apesar do sucesso tardio (e para taxistas e vendas diretas) da variante perua Grand Tour, deixou uma má fama de automóvel desvalorizado e de mecânica complexa.

O Fluence tentou mudar essa percepção principalmente pelo custo-benefício. Projeto da Samsung Motors (divisão coreana da Renault), foi produzido em Córdoba (Argentina) e lançado no Brasil em 2010 com preços bem abaixo da dupla Corolla-Civic e com alguns equipamentos a mais.

Curiosamente, era um carro bem confortável de dirigir. Tinha rodar suave, boa ergonomia, acabamento interessante e bom isolamento acústico. Motorista e passageiro também desfrutavam de bom espaço.

O carro, contudo, esbarrou no desenho muito datado e pouco inspirado. O motor 2.0 de até 143 cv não atraiu quem queria um sedã mais esperto – ainda tinha o 1.6 voltado só para táxis e frotistas.

Queixas de estalos nas soldas a cada curva e a sensação de aperto no banco traseiro devido ao teto baixo afastou ainda mais potenciais clientes. Seu fim de linha foi em 2018.

Toyota Etios

toyota etios 2021

Esse carro nasceu criticado até o mais simples parafuso. Pelo desenho, o Etios já despertou a fúria de muitos, especialmente dos Toyoteiros. Harmonia nas linhas estava longe de ser uma das virtudes do modelo, tanto hatch como sedã, quando chegou, em 2013.

Mas houve mais problemas que o tornaram um dos carros subestimados. O acabamento era ruim demais, com peças mal encaixadas e que aparentavam qualidade bem inferior. Muitas partes metálicas vinham sem pintura e o revestimento do porta-malas era de causar vergonha até a quem um diz fez voto de pobreza.

As “soluções” da linha Etios despertavam mais ódio. O quadro de instrumentos central, além do design dotado, era ruim de visualizar – especialmente o marcador de combustível. Pior era o macaco guardado sob o banco traseiro, que fazia você xingar o engenheiro toda a vez que furava um pneu.

Boris comenta sobre o fim do Etios

De qualquer forma, foi a boa mecânica do carro e a reputação sempre positiva da Toyota que fizeram o carro vender bem no início. O modelo tinha desempenho interessante (os motores 1.3 e 1.5 davam conta do baixo peso), bom espaço e manutenção barata, Porém, continuava um automóvel pouco desejado.

A chegada do Yaris em 2018 só evidenciou o Etios como um carro ultrapassado e questionado.

As vendas despencaram e a linha perdeu as versões com motor 1.3 em 2020. Em abril último deixou de ser produzido em Sorocaba (SP).

Citroën C4 Lounge

novo citroen c4 lounge 08

A Citroën já foi vista como uma marca mais requintada dentro do país. Muito graças a modelos bem acabados como as linhas C3 e C4 do início do século. Só que a reputação destes modelos afetou diretamente este sedã médio nos anos 2010.

Antes de mais nada, é bom explicar que o C4 Lounge reuniu o que se espera de um sedã médio. Confortável ao extremo, acabamento caprichado, bom espaço a bordo e quase nenhum ruído na cabine. O desempenho era garantido pelo interessante 1.6 turbo THP, enquanto o 2,0 aspirado flex não comprometia.

Mas o antecessor do Lounge meio que fez a fama – também injustamente. O C4 Pallas da década de 2000 era muito espaçoso, porém tinha comportamento meio banheirão que suscitou críticas. Os preços caros das revisões também caíram no boca-a-boca e logo o carro desvalorizou entre os seminovos.

O C4 Lounge herdou todas essas desconfianças. Importado da Argentina, ainda era acusado de ser um projeto chinês. Mesmo com preço abaixo de Corolla, Civic e Cruze, jamais conseguiu convencer o mercado e ficou entre os carros subestimados. A importação foi interrompida em 2020.

Volkswagen Up!

vw speed up tsi branco de grente em movimento

O carrinho chegou ao Brasil em 2013 antenado. Era basicamente o mesmo subcompacto que rodava na Europa (com 8 cm a mais). Além disso, o Up! tinha ótimo acerto dinâmico e nota máxima nos testes do Latin NCAP da época.

O conjunto mecânico também mereceu elogios. O carrinho chegou com os motores tricilíndricos da Volks, com direito a uma variante turbo TSI de até 105 cv, que ajudou o subcompacto a figurar como um dos carros mais econômicos do país, segundo os testes do Inmetro.

Nada disso, porém, segurou a saraivada de críticas, especialmente pelo preço. O Up! Sempre custou muito próximo ou a mais que outros compactos do mercado, como Chevrolet Onix, Ford Ka e até o próprio Gol. Isso sendo um subcompacto, ou seja com bem menos espaço e porta-malas que a categoria acima.

Para completar, sua manutenção não seguia os padrões mais em conta da Volkswagen. A revisão, especialmente das variantes TSI, sempre foram caras para a categoria na qual competia. No mesmo ritmo que as críticas cresceram, as vendas desidrataram ao longo dos anos e o carro deixou de ser produzido oficialmente em abril deste ano.

Ford Versailles

ford versailles 1
Foto Ford | Divulgação

O sedã podia ser considerado o melhor de dois mundos. Em tempos de Autolatina, tinha-se uma base e mecânica da Volkswagen com acabamento e equipamentos do nível da Ford – que, na época, era um dos destaques da marca, ao contrário de hoje. Mas o Versailles só foi mais um dos carros subestimados.

O automóvel já levantava suspeitas porque era um clone do Santana, o irmão gêmeo da Volkswagen que foi lançado antes e era muito mais popular. Além disso, demorou mais um ano após o lançamento, em 1991, para ganhar configuração quatro portas, já demandada dentro deste segmento e indispensável para quem queria fazer bonito nas vendas diretas.

Se não tinha a fama do Santana, teve os mesmos problemas. Trincas na parede corta-fogo e entre a bateria e o para-brisa eram certos. Infiltrações no porta-malas também eram corriqueiras entre as reclamações de donos do sedã.

Tudo isso manchou a fama do Versailles. Apesar do bom desempenho dos motores AP 1.8 e 2.0, da cabine confortável e da versão mais sofisticada Ghia, o sedã nunca inspirou confiança. E sua versão station wagon Royale menos ainda.

217 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Carolina Borges 28 de junho de 2021

Tenho um Picanto 2008 1.0 EX manual. Quando adquiri ele 4 anos atrás só ouvia críticas e piadinhas de “casamento” com o carro. Em tempos de combustível com preços absurdamente altos eu não senti tanto no bolso devido ao excelente consumo deste carrinho. O meu faz entre 15 e 16 km/l NA CIDADE! Estou comprando um carro maior, quase fechando em uma caminhonete diesel para ir para a roça e viagens, porém continuarei com meu Picanto pois além de econômico é ótimo de estacionar, praticamente qualquer vaga ou espaço cabe ele. O brasileiro precisa deixar de ser alienado e preguiçoso, aprender a pesquisar as coisas como elas são e não ficar indo na onda de gente que nem dirige, nunca teve um carro na vida e fica criticando as coisas sem conhecer na internet! Ótimos carros parados em lojas e concessionárias por “boatos” sem fundamento enquanto algumas carroças desfilam por aí sugando dinheiro de seus proprietários.

Avatar
EDR 24 de maio de 2021

Concordo com Oliver o Marea fez sucesso no Iraque por ele e bomba kkkk

Avatar
EDR 24 de maio de 2021

Mano namoral o Marea e muito bomba carro ruim d mais até o Fusca e mais carro o o Marea e coco de galinha

Avatar
Oliver 24 de maio de 2021

O Marea fez muito sucesso no Iraque…

Avatar
EDR 24 de maio de 2021

Etios e rediculo carro feio kk não se pode nem chamar de carro até Fiat 147 melhor kkkk

Avatar
Marcos 28 de maio de 2021

O Etios é um carro incrível. Tanto o redator desse texto se equivoca ao descrevê-lo, quanto muitos que aqui comentam. É um carro de desempenho incrível, motores toyota… o câmbio automático é de 4 marchas e assim mesmo não deixa a desejar, sequer dá pra sentir a troca de marchas! É bem econômico. Até o painel do centro que parece estranho pra quem não conhece, é de adaptação imediata na versão digital e facilita muito a visão do trânsito. O espaço interno é fantástico. Boa segurança, nas últimas versões vem até controle de tração e estabilidade de série!! E o seguro é barato. O preço super compensava comparado com os outros. Azar de quem prefere esses tidos como “bonitinhos” que colocam a vida em risco, de vez em quando pegam fogo e dão inúmeros problemas.

Avatar
Oliver 24 de maio de 2021

O Etios parece pescoço de cobra, você não sabe onde começa nem onde termina !

Avatar
Oliver 22 de maio de 2021

Sabem quem desenhou o Etios? Ninguém acertaria o nome da pessoa, porque não foi uma pessoa. O Etios foi desenhado por uma entidade satânica.

Avatar
Alexandre 20 de maio de 2021

Sou famoso por apostar nesses carros, adoro carros subestimados pois não compro carro pra ganhar dinheiro, é pra usar. O meu Etios Hatch 1.3 é um excelente carro custo benefício. Ele tem o que eu PRECISO, e ponto. Na minha opininão faltou falar do Nissan Tiida (que também tive um) um super carro, com espaço e desempenho de Corolla e preço de Etios.

Avatar
SANDRO 1 de maio de 2021

Eu comprei um Kia Picanto em 2016. Tenho até hoje. Sem reclamações.

Avatar
Marcio 3 de maio de 2021

Etios já foi tarde, UP foi tarde também. 2 tranqueiras que só pessoas sem noção comprariam. Mais injustiçados mesmo foram C4 lounge e Sentra.

Avatar
Guilherme 3 de maio de 2021

Cara, cê deixou cair o cérebro na maternidade… melhor voltar e pegar!

Avatar
Oliver 24 de maio de 2021

Márcio, o Etios não deveria nem ter vindo.

Avatar
Paulo 28 de maio de 2021

Ah pessoal, o Etios foi reestilizado e nem é feio assim, tem visual de um carro normal. E o desempenho é incrível! Nunca vi quem tem Etios reclamar, ao contrário, é só elogios. Carro espaçoso internamente, potente e bem seguro, salva sua vida e da família. Não é essas porcarias bonitinhas e ordinárias das marcas que mais vendem.

Avatar
Guilherme 3 de maio de 2021

Eu ia comprar o Picanto ao invés do Etios. Mas achei MUITO pequeno e desisti. Mas falam bem do carro!

Avatar
ANDRE ARAUJO BINENBOJM 7 de maio de 2021

Carro que eu odiava gratuitamente era o Cobalt de primeira geração. Na verdade todos os GM que substituíram modelos da Opel, mas pelo Cobalt eu nutria um asco incrível!

Avatar
Mister Gasosa 1 de maio de 2021

Trocar óleo com 20.000 km creio que foi a principal causa de ter dado problema com o Marea, pois é sabido que a gasolina brasileira nunca teve a qualidade da gasolina da Europa. E pra piorar a situação no Brasil tem a gasolina batizada por solventes que degrada o óleo mais rápido e forma a borra de óleo que pode até fundir o motor dependo da gravidade da situação por deficiência da lubrificação (entupimento do pescador de óleo).
Hoje vejo gente com carro novinho em folha abastecendo em posto barato… o barato vai sair caro lá na frente, pena que vai ser na mão do segundo dono.

Avatar
Luiz Fernando De Paula Silva 1 de maio de 2021

Fiat Mara kkkk

Avatar
Dudu santos 1 de maio de 2021

Faltou comentário.
Polo clássic.
Seat cordoba??????

Avatar
Autopobre 1 de maio de 2021

Achei injusto pq alguns carros da lista não tiveram continuação por outros motivos e não por serem subestimados!! Carros de categoria de entrada apenas estão sofrendo com a chegada do Uber e outros aplicativos de transporte e realmente não terão mais espaço no mercado, muitos já até saíram de linha sem substituto, entrarão em extinção pq com a lei seca os jovens(que eram os maiores consumidores dessa categoria levando em consideração carros zero) preferem andar de Uber do que poder perder a carteira e ainda levar uma multa!!

Avatar
Vitor Hugo 1 de maio de 2021

Tive uma linda perua Marea por quase 03 anos e gostei muito do carro em todos os aspectos.
Comprei usada, com baixa km.
Rodei mais de 45.000 km e nunca tive qualquer problema nas inúmeras viagens com a família.
Baita espaço de porta-malas.
As chateações foram na troca (preventiva) da correia dentada/encontrar mecânico que entendesse do carro/elevada desvalorização.

Avatar
Alex grego 1 de maio de 2021

Sim ..eu TB tive 2 sedans um de 142cv e outro de 160cv..carro fantástico o ronco do motor..espetacular.. infelizmente desvalorizou muito e rápido demais..com o tempo ate teve mecânicos q sabiam mexer e nem eram tão caros..porém já era tarde demais..

Avatar
Vitor Hugo 4 de maio de 2021

Olá Alex. A minha marea weekend era 1999/ 2.0/ 20 válvulas. Acontece, também, que muitos donos de Marea, pra economizar, colocavam o óleo errado, mais barato. Aí já viu, né. Motor com 20v não aguenta desaforo. Abraço.

Avatar
Ziel 1 de maio de 2021

UP, Um ótimo carro,muito econômico mesmo, muito bom de mecânica e um ótimo desempenho pra um carro 1.0
Infelizmente o problema é o valor, pra o tamanho dele, Tá muito caro. Fora isso, até agora não tenho nada a falar contra.

Avatar
STEFANO DE BIAZZI 1 de maio de 2021

Up e Etios deveriam estar fora dessa lista, ambos são bons carros que cumprem o que prometem e nunca foram subestimados a não ser por meia dúzia de babacas. O primeiro só saiu de linha, de fato, porque o preço era desproporcional ao que entregava, e o segundo porque precisavam abrir espaço na linha de produção pra MAIS UM SUV, pro brasileiro fingir que não há crise e se endividar todo pra ostentar, ainda que isso signifique cancelar a janta.

Avatar
STEFANO DE BIAZZI 1 de maio de 2021

Up e Etios deveriam estar fora dessa lista, ambos são bons carros que cumprem o que prometem e nunca foram subestimados a não ser por meia dúzia de crianças. O primeiro só saiu de linha, de fato, porque o preço era desproporcional ao que entregava, e o segundo porque precisavam abrir espaço na linha de produção pra MAIS UM SUV, pro brasileiro fingir que não há crise e se endividar todo pra ostentar, ainda que isso signifique cancelar a janta.

Avatar
Daniel Maciel 1 de maio de 2021

Up é horroroso. Motor vibra mais do que Não sei o que. Falo como mecânico. Tudo é complicado ora trocar nesses 3 cilindros. De todos os 3 cilindros, os melhores são: Kwid é Etios. O resto, pode jogar na lata do lixo…

Avatar
Junior 1 de maio de 2021

Vc é mecânico? Kkkkkk

Avatar
STEFANO DE BIAZZI 1 de maio de 2021

Etios 3 cilindros? Qual versão tem esse motor?

Avatar
Alex grego 1 de maio de 2021

Sensacional e verdadeira explanação..2 excelentes carros …e a saga dos Suvs continua..

Avatar
Gumar 6 de maio de 2021

O Up TSi é um “carrinho” sensacional!! Tenho um modelo 2016 até hoje e nunca deu problema. Na estrada, mata muito carro e carrão de raiva porque anda mais e bebe menos! A rigidez da carroceria é surpreendente. Faz curva como poucos! Poucos conseguem me acompanhar. Alguns tentam e desistem.

Avatar
wagner motta 1 de maio de 2021

fiquei na duvida qual era o pior e o maior mico, etios , marea e up 3 tranqueiras que acho que por alguma piada chegaram a ser posto a venda, piada essa de mal gosto , acho mais facil avaliar o menor pior o C4 lounge que é o mais moderno e bonito da lista

Avatar
STEFANO DE BIAZZI 1 de maio de 2021

Kkkkkkkkk Etios é tão mico que quem compra dificilmente abandona a Toyota. O que abandona é o mecânico…

Up também tinha uma boa proposta, o problema é que custava muito mais do que entregava

A única tranqueira realmente que você citou é o Marea, resto de rico que quando saiu da mão deles ninguém mais conseguiu consertar.

Avatar
Guilherme 3 de maio de 2021

O cara elogia C4 e desdenha de Etios… caso de manicômio….

Avatar
elioricardo 5 de maio de 2021

O C4 era bacana mas sua manutenção espantou muita gente era importada e deixou nosso mercado por baixa venda

Avatar
STEFANO DE BIAZZI 1 de maio de 2021

Etios subestimado? Kkkkkkk tentem comprar um e pedir pro vendedor abaixar o preço…

O carro é só feio por fora, porém ótimo, principalmente a partir do modelo 2017, que aposentou o vergonhoso painel analógico. Melhor opção de veículo de entrada pra quem quer desempenho, espaço interno e conforto ok, aliados à confiabilidade já conhecida da Toyota. É meu carro atual, e, quando for trocar, vou pegar outro.

Quem critica o Etios ou tem dor de cotovelo porque escolheu um Ka ou coisa parecida, ou é rico e não entende que, em modelos de entrada, não se pode ter tudo, e sim priorizar o que realmente importa.

Avatar
Keven 1 de maio de 2021

Verdade

Avatar
Guilherme 3 de maio de 2021

O meu é 2017, primeiro ano do painel digital e motor VVTi. É um BAITA carro! Eu já decidi: foi meu último carro novo! Vai pro túmulo junto comigo!

Avatar
Alexandre 20 de maio de 2021

Etios é um carro consciente, não tem frescuras mas não deixa a desejar nada. Na versão mais simples vem até com retrovisor elétrico, isso é item de luxo em outras montadoras com manivelas nos vidros traseiros. Uma mecânica exemplar. Por mim, até as calotas são dispensáveis, sou do tipo racional na escolhas dos meus carros. Supérfluos tô fora!!

Avatar
Oliver 25 de maio de 2021

Vai pro manicômio vc quer dizer.

Avatar
elioricardo 5 de maio de 2021

É o etios apesar do desenho polêmico e bom e confiável já esses modelos da Ford infelizmente onde moro tem muitos para vender a Ford num gesto sacana deixou o país as peças com o tempo vai ser meio chato para encontrar a Troller também deixará de ser produzido e duro

Avatar
Rodrigo 1 de maio de 2021

O up não devia estar aí ein. Mas de resto, realmente a lista foi de carros bastante criticados.

Avatar
Ney Verdandi 1 de maio de 2021

Quando vejo determinados comentários, só rindo mesmo. O VW Up foi adaptado para o nosso mercado, através de gambiarras, visando oferecer um porta malas maior. As famosas 5 estrelas do LatinNacap não passam de puro “marketing”, o veículo testado em dezembro/13, foi fabricado no mesmo ano (era um modelo europeu); a fabricação na América Latina, teve início apenas em fev/14 na planta brasileira. Como podemos observar a VW é uma farsa. falam tanto do Marea que o modelo atualmente é muito procurado por entusiastas; diante do aumento da capacitação técnica de muitos profissionais, consertar um motor Fivetch sem maiores problemas virou coisa do passado. Com a nova enxurrada de motores turbo de última geração em nosso mercado, ficará cada vez mais óbvio que a tecnologia dos motores VW TSI é muito complexa, possui baixa durabilidade de inúmeros componentes e será cada vez mais desvalorizada. Será a vez dos franceses darem a volta por cima. Até 2030 a VW irá sofrer perante a concorrência.

Avatar
João 1 de maio de 2021

Infelismente, alguns carros são projetados de forma sue o proprietário fique refém das oficinas especializadas das marcas.
Quando novo, o proprietário iludido até mantém, mas a medida em os problemas começam a surgir, a frustração toma o ligar da satisfação, e ai,começa a montagem da bomba sobre rodas, todo mundo corre do modelo e este acaba nos fundos de algum lote ou no depósito dos rejeitados… Dentre os citados, ja vi um sendo usado até pra ninho de galinhas.
Pelo motivo de não valer a pena manter devido o preço das peças.

Avatar
OTTO FELDENS 1 de maio de 2021

Tive um Sentra 2011, era só alegria, fiz muitas viagens de Campo Grande para o RS e para Brasília. Não dava oficina, excelente carro.

Avatar
Luís Gomes 1 de maio de 2021

Fica claro pelo texto a verdadeira inépcia dos dirigentes locais das montadoras. São sempre projetos europeus que são pessimamente adaptados para a nossa realidade. Aqui o carro é um investimento alto para a maioria, sobrando pouco dinheiro para manutenção e a necessidade de bom valor de revenda para se trocar por outro. Muitas vezes não podemos se dar ao luxo de a cada quatro anos pegar um automóvel novo. É uma total falta de noção do que realmente o publico precisa. Temos características próprias, bem diferentes da Europa. Quanto aos projetos nacionais, são sempre remendos executados com orçamentos exíguos, onde o interesse é lucro rápido e posterior azar de quem se aventurar a comprar. Mas a culpa no final é do próprio consumidor que não reclama pelos seus direitos ou pior, a total falta de opção.

Avatar
Chimbinha 1 de maio de 2021

Parei de ler em “Marea”. Nem conhecia o site e vi que não perdi nada, só um pouco do meu tempo hoje mesmo

Avatar
Sardinha 1 de maio de 2021

CARRO BOMBA de fama ruim e subestimados , tem varios por ai nas ruas. E o motorista faz pose feliz sentado na BOMBA. Carro é que nem mulher dos outros.

Avatar
Liliana 1 de maio de 2021

Me diverti muito com os comentários!!! Quanto aos carros… Podem ser uma paixão ou relação racional, depende do motorista. Sou os 2 😉

Avatar
Fábio 1 de maio de 2021

Tenho um C4 Lounge turbo e um 208 e para mim são excelentes carros que nunca deram problemas.

Avatar
Regina Fátima de Carvalho 1 de maio de 2021

Entre vários carros que tive até chegar no Corolla (sem dúvida o melhor de todos), tive 2 carros que adorei: Caravan da Chevrolet e Ford Versailles. Sempre gostei de carros grandes, espaçosos, confortáveis e de boa mecânica.

Avatar
Daniel Pardo 1 de maio de 2021

De toda essa lista só houve UM equívoco; O FIAT MAREA NUNCA FOI BOM, pois na época a Fiat se preocupou tanto em investir na tecnologia dele que se esqueceu de investir em DURABILIDADE também e lógico… de nada adianta você ter a tecnologia “pika das galáxias” da época se isso não vem acompanhado de resistência mecânica, por isso mesmo que na época, apesar de o motor AP da Volks ser inferior em tecnologia, nadava de braçada nas vendas e além do mais, brasileiro não gosta de carro com muita frescura na mecânica, pois isso não condiz com a nossa realidade, carro para brasileiro tem de ter mecânica simples, durável e que, de certo modo, aguente até um certo grau de “relaxo” na manutenção, pois nem sempre o brasileiro tem “tempo” ($$$$) para fazer as revisões dos carros em dia
E para terminar só quero fazer uma ressalva quanto ao Toyota Etios, que é o carro “medíocre”, de “acabamento ruim”, de “design chinfrim”, mas que quando o caboclo dirige um, nunca mais quer saber de outro carro, perguntem aos donos de Etios se eles querem se desfazer de seus carros??? : ) ; ) ; ) ; )

Avatar
Bispomauro15@gmail.com 1 de maio de 2021

Não vende porque ninguém quer comprar kkk

Avatar
DENIS PAULO SANTIAGO CRUZ 1 de maio de 2021

A matéria diz exatamente isso que vc falou. O carro sofreu com A tropicalização. Mas era um baita carro ao volante. O ronco do 5 cilindros instigava.

Avatar
Carlos Pereira 1 de maio de 2021

Não é foco da reportagem, mas seu comentário sobre o Etios vale para o Up. Podem falar o que quiserem sobre o carro, só dirigindo para ver o quanto é equilibrado e gostoso ao dirigir.

Avatar
Fernando Seglio 1 de maio de 2021

Tenho um Etios 2013 e nunca me deixou na mão, um carro incrível!!!

Avatar
Oliver 25 de maio de 2021

Fernando,Meus sentimentos por vc e pela família.

Avatar
Sergio Luiz de Medeiros 1 de maio de 2021

Se o brasileiro nao gosta de tecnologia pq a volks que nadou de braçada com o AP que é um projeto mercedes e nao volks trouxe o TSI?

Avatar
Daniel Pardo 1 de maio de 2021

Colega, vamos aguardar os 10 anos próximos e ai você me responde se esses motores TSi não virarão “pequenas bombinhas” no futuro…

Avatar
STEFANO DE BIAZZI 1 de maio de 2021

Etios foi a melhor escolha que já fiz em relação a carro. Tenho pena de quem o critica, ou é dono de Gol/Ka/Sandero com dor de cotovelo, ou é playboy mimado que não entende o que significa carro de entrada. E, realmente, quem põe à venda perde muito pouco dinheiro.

Avatar
Manhoso 2 de maio de 2021

Stefano tá #chateado!

Avatar
Oliver 24 de maio de 2021

A matéria é muito boa e pertinente, e o Stéfano foi amaldiçoado , oremos por ele.

Avatar
Oliver 24 de maio de 2021

O Etios não é feio, o Etios é a vingança do feio. A Toyota conseguiu superar o lada em desarmonia, o carro sai de fabrica parecendo que deu PT, incrível.

Avatar
Marcio 3 de maio de 2021

Melhor escolha????? fico imaginando o que seria a sua “pior escolha”… KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Avatar
Oliver 24 de maio de 2021

Verdade Márcio, esses caras tem paixão pela marca como se fosse time de futebol, Toyota é bom, mas falar que o Etios é a melhor escolha, pelo amor de Deus. Repara na cara dos donos de Etios, nem precisa dizer mais nada.

Avatar
Guilherme 3 de maio de 2021

Concordo 100% com vc, Stefano! O resto é papagaio e manjador de “Super Trunfo”!

Avatar
Oliver 25 de maio de 2021

Tentando justificar o injustificável, vários caíram na real e se livraram dessa porcaria. Etios carro medíocre, se contenta com ele quem é doente mental/espiritual.

Avatar
elioricardo 5 de maio de 2021

Sou taxista jamais vi um marea táxi aqui muito difícil devido sua mecânica complicada tirar o motor para trocar a Correia dentada e dose o carro pode ter sido bom hoje muitos pensam bem porque alguma peça e difícil encontrar

Avatar
Oliver 25 de maio de 2021

Não querem se desfazer do Etios porque foram afetados mentalmente. Carro horroroso, tiro no pé que a Toyota deu, para quem gosta de porcaria é um prato cheio.

Avatar
John 1 de maio de 2021

O título e o texto do artigo são opostos. O texto aponta problemas nos veículos que sim, os fazem péssimos carros. Manutenção cara e complex a ponto de não ser feita? Isso é obviamente característica de um péssimo veículo e nao deveria ser primeira, nem última escolha de ninguém. Péssimo artigo.

Avatar
Alex Souza 1 de maio de 2021

De nada adianta os comentários dos românticos donos de carros “micados”…existem N fatores para o mercado não assimilar um produto, e no caso dos carros, salvo raríssimas, qualidade do pós venda e custo de manutenção contam demais….agrega-se a esses fatores, o já conhecido descuido da maioria dos motoristas brasileiros…inevitável virar bomba. Ps. Dessa lista, apesar de uma simplicidade jurássica, como cabos para acionamento da embreagem, Etios só não pegou pois a Toyota não convenceu com seu projeto indiano.

Avatar
STEFANO DE BIAZZI 1 de maio de 2021

Cara, como Etios não pegou? Olha a quantidade deles que tem rodando, e a quantidade de anos que foi fabricado (aliás, continua sendo, só saiu do mercado dessa piada chamada Brasil onde as pessoas topam não jantar pra poder ostentar uma SUV).

Up também deveria estar de fora dessa lista, o maior problema do carro era seu preço, se custasse o preço de um Kwik (esse sim, verdadeiro mico e o gado adora) seria sucesso total!

Avatar
Lenço 2 de maio de 2021

Não chora…

Avatar
Guilherme 3 de maio de 2021

Etios “não pegou”!? Tem certeza! Venha a SP e dê uma volta pelas ruas. Ficará impressionado com a ENORME quantidade do modelo nas ruas! Pergunte a um proprietário o que ele acha do carro! A imprensa tentou denegrir a imagem do Etios, como se beleza fosse sinônimo de carro bom….

Avatar
Oliver 25 de maio de 2021

Projeto indiano não… projeto insano.

Avatar
Fernando Techio 1 de maio de 2021

Tenho um Sentra CVT há 12 anos, quase 200 mil km. Pense num carro que nunca deu problema. Manutenção? No posto, oficina ou autorizada ele nunca viu. Já pensei em trocar várias vezes mas os traumas com carros novos, principalmente Ford, sempre me fazem adiar. Hoje é pau pra toda obra, de viagens a estradas de chão do interior. Estou naquela: “vou ficar até ele quebrar” e o tchô continua loko de bagual.

Avatar
wagner motta 1 de maio de 2021

deixa o 0800 do guincho no painel vc vai precisar

Avatar
Carlos dragon 1 de maio de 2021

Tenho aqui um Ford mondeo 98 sw uma máquina que muitos desprezam . Um dos fatores predominantes é o relaxo do dono do veículo que só pensam em andar com o veículo e não faz manutençoes preventivas !

Avatar
Sergio Luiz de MEDEIROS 1 de maio de 2021

Exatamente.

Avatar
Paulo Rubem Prestes 1 de maio de 2021

Estou no terceiro NIssan/Sentra, atualmente com o modelo 2014 e se chegasse o novo, trocaria de olhos fechados. Simples, mas com tudo que é REALMENTE necessário… ou seja, ótimo custo benefício. Decepcionado por saber que, possivelmente, o modelo novo não chegue por aqui.

Avatar
Silas Torres 1 de maio de 2021

Comprei um Etios zero km em 2013 e tenho até hoje. O painel de instrumentos é horrível, mas no resto estou muito satisfeito. Carro muito resistente comparado com outros da categoria.
Queria um carro pequeno para ir ao trabalho e para quando viajasse sozinho. Se pudesse voltar a 2013 acho que só mudaria a cor.

Avatar
Wilton Moura 1 de maio de 2021

Como a própria reportagem cita os problemas de cada um, não se trata de carros injustiçados, mas de modeloa que já estrearam com alguma coisa que não agradava o consumidor que já paga caro para ter um carro no Brasil.

Avatar
Rinaldo 1 de maio de 2021

Já gastei muito dinheiro com carros. Desde o meu Maverick Super Luxo, 1977, V8, automático, ar e direção que eu enchia o tanque três vezes por semana pois usava para trabalhar. Hoje, nem carro tenho. Uso Uber e quando preciso, alugo um carro. Zero gasto com IPVA, licenciamento, seguro (sim, no aluguel já está embutido) e ainda, ao alugar, posso escolher um modelo diferente de cada vez.

Avatar
Flavio Cavalheiro 1 de maio de 2021

Desculpe mas, pra mim não ficou claro na reportagem quanto a “não fabricação” do UP a partir deste ano!
Seria somente o TSI? Ou toda a linha?

Avatar
Leandro 1 de maio de 2021

Toda a linha… o carro UP foi descontinuado.

Avatar
wagner motta 1 de maio de 2021

esse ja nasceu morto man!

Avatar
elioricardo 5 de maio de 2021

Infelizmente Flávio deixou de ser produzido o preço assustava muita gente optava por Um modelo maior devido a pouca procura saiu do catálogo da Volks

Avatar
Ivan 1 de maio de 2021

Lista de melhores carros e tem 3 franceses vcs tão de brincadeira

Avatar
Grandao 1 de maio de 2021

Nao é os melhores carros, e sim os mais odiados , leia direito a materia o burro

Avatar
Grandao 1 de maio de 2021

Pior que é.só carro.ruim mesmo kkk ainda que tenho um civic , que é um carro ótimo e bonito

Avatar
Luiz Gonçalves 1 de maio de 2021

Toda reportagem de francês sempre tem um hondeiro querendo justificar pq pagou caro por uma escola de samba com interior mais pelado que a destaque da escola.

Avatar
William Fernandes 1 de maio de 2021

Tive um Marea 2.4 20v e ate hoje é de longe o melhor carro que já tive. Conforto, desempenho, tecnologia. Mas infelizmente ele assim como outros pegou fama por que brasileiro não sabe ter carro bom. Se contenta com gol…fusca….Uno, e acha que isso são carros bons. (não que não sejam, mas são carros que de longe não entregam nem 1/3 do que Marea e os demais carros da lista em questão de conforto, tecnologia e etc). Veja exemplo do Gol que esta ai há mais de 30 anos como um dos mais vendidos. Quer ter um carro desses tem que ter em mente que manutenção será mais cara, por isso que é preciso planejamento e pesquisar. Por que comprar o carro é o passo mais fácil, o problema é manter depois.

Avatar
Humberto Azevedo 1 de maio de 2021

Sem falar que muitas gerações do Gol da VW foram infinitamente mais problemáticos do que o Marea

Avatar
Pedro 1 de maio de 2021

Compartilho a opinião. O melhor carro que tive! Até hoje continua sendo! Ainda ouço ou leio alguns comentários desabonadores sobre sobre o Marea, mas só quem teve sabe o que foi este carro, muito a frente da época que foi lançado.
Bom era Santana, Monza, Vectra, grandes carroças.

Avatar
Eduardo Correa Klein 1 de maio de 2021

Eu tenho uma 2.0 aspirada 99 de 142cv.
Carro incrível, porém a escassez de peças e mão de obra caríssimas são uma dor de cabeça.
Uma simples troca de correia dentada não baixa de 750 reais.
Mas o prazer em dirigir uma Marea, compensa!

Avatar
Eder 1 de maio de 2021

Tive um Marea Weekend 2.4 por vários anos. Além da manutenção básica, a maior despesa que me deu foi a troca de pneus. Com ele rodei, desde o Sul do Brasil, até o Nordeste e até Buenos Aires sem qualquer problema. Com o detalhe de que o motor 2.4 fazia entre 13 e 14 km/l. O carro é excelente. É preciso saber cuidar e procurar oficinas que trabalhem com ele.

Avatar
Edgardo Luis Vincenzi 1 de maio de 2021

Concordo em numero genero e grau . O brasileiro só sabe de gol e opala . Brasileiro não gosta de manutenção .não troca pneu prefere trocar de carro ,não troca óleo completa. e por ai afora.

Avatar
Oliver 25 de maio de 2021

Edgardo, você é brasileiro!

Avatar
Marcela 25 de maio de 2021

Quando vou pedir um Uber e vejo que é um Etios eu cancelo a viagem…carro mais feio do mundo..por dentro e por fora.

Avatar
Carlos Neto 1 de maio de 2021

Um carro muito bom, mas para mim muito injustiçado, era o Fiesta 1.0 Street Rocam, que após o fiasco do Endura, colocou um carro super econômico, e que puxava muito na estrada, além de sempre manter o motor sem super aquecer. Fazendo a manutenção correta do carro, que é uma obrigação, se tornou um excelente carro. Eu cheguei a fazer 19 kM/L no trecho Rio-São Paulo (mais subida que descida), e sempre que me propunha a ultrapassar, o Rocam não negava fogo. Não entendo como sua versão 04 portas não se tornou uma das mais vendidas.

Avatar
Marcos 1 de maio de 2021

Eu tive um um desse, nesta versão (1.0). O carro era bom, confortável, gostoso de guiar e o ar gelava muito, porém discordo quando você diz que “puxava muito”. O motor é de mecânica simples e confiável, mas é fraco; já sofri em subida até com carreta do lado direito querendo me ultrapassar. Subida de serra só de segunda e com o pé embaixo, esgoelando. Não teria outro.

Avatar
elioricardo 5 de maio de 2021

Lembro que saiu o fiesta 1.0 com compressor lamento dizer foi uma droga bebia e o desempenho não condizia muita gente chiou até conheço um falou muito mal do modelo já a versão 1.6 foi melhor só olho no sistema de arrefecimento tem problemas crônicos

Avatar
carlos 1 de maio de 2021

melhor 1.0 que tive disparado

Avatar
Marcos Antonio de Santana 1 de maio de 2021

Faltou o Mavecão!!!

Avatar
Paulo -SP 1 de maio de 2021

Tive um C4 loung 2015 e foi o melhor carro que já comprei. Na estrada, na cidade, por onde andei, sempre me senti muito bem quanto a conforto, segurança e desempenho. Fiquei 3 anos com o carro e não tive nenhuma decepção. A única coisa que me incomodava um pouco era as marcas na lataria, seja por pequenos arranhões ou de pedrinhas que batia na estrada. Não sei se alguém consegue entender e explicar isso, nem sei se eu consigo explicar…rs…o fato é que com 3 anos eu tinha a impressão que deveria pintar o carro inteiro, estava cheio de pequenos detalhes na lataria que pareciam enormes detalhes. Era preto e qualquer coisinha brotava uma tinta branca….rs… Mas no mais, era muito bom o carro.

Avatar
Irineu 1 de maio de 2021

A venda foi fácil, rápida e com bom valor ou ainda está com ele?

Avatar
Pimentel 1 de maio de 2021

Tive uma Royale 96, a perua do Versailles. Posso afirmar que foi a melhor das peruas que tive até hoje. Nem parati nem filder chegaram aos pés da minha boa e velha lacraia.

Avatar
João Bosco C Lima 1 de maio de 2021

Tive o prazer de comprar um Maera turbo de 182 cavalos, cor prata, na loja, zerinho. Um excelente carro. Confortável, boa estabilidade, embora, na época ainda não se falava em controle de estabilidade. Trocava óleo do motor a cada 5.000 km rodados, correia dentada a cada 40 mil km rodados. Na época o Marea turbo era o carro maiz veloz fabricado no Brasil, fazia de 0 a 100 km por hora em apenas 7 segundos. A título de parâmetro, o Honda Civic turbo 1.5 com 173 cavalos vai de 0 a 100 km por hora em 8,6 segundos, quase 2 segundos mais lento. Já o Honda “normal” modelo LX 2.0, demora a eternidade de 10,9 segundos para ir de 0 a 100km e, muitos, o consideram um ótimo carro, pode até ser, mas, não no quesito velocidade, uma carroça para andar. Após 10 anos e 120 mil km rodados usando Marea Turbo, sem maiores problemas mecânicos e revisões técnicas regiamente feitas de 10 em 10 mil km na concessionária Ford Cevel, diga-se de passagem, o maior tempo que fiquei com um carro, geralmente troco de 3 a 4 anos, o vendi para um outro apaixonado por Marea Turbo e comprei um Azera com 265 cavalos e seis cilindros, confesso, fiquei alguns meses meio arrependido de ter deixado o meu Marea. A Fiat foi extremamente infeliz em não promover a divulgação à altura dessa máquina e, em seguida,deixar de fabricar esse “avião”. Hoje, a Fiat, no Brasil, se especializou em carros super lentos, os 1.0 alguma coisa e ainda coloca turbo nesses infelizes. Aos que criticam o Marea Turbo, certamente, nunca tiveram o prazer de ser proprietário de um. Fica aqui o registro de quem realmente teve e por um longo tempo um Marea Turbo, um super carro.

Avatar
Elcio Messias Junior 1 de maio de 2021

Verdade amigo, tive um marea ano 2001 2.0 por 4 anos, que carro maravilhoso mantinha as manutenções em dia tocava oleo a cada 5 mil km nunca me deixou na mão, nunca tive problema com ele, foi de longe o carro mais gostoso de dirigir e andar que eu tive, uma Pena a fama que ele ganhou pois é um carro morto pela própria fiat.

Avatar
Marra Porcaria 1 de maio de 2021

Não tente se enganar amigo, o Marea é e sempre será uma Bomba… o apelido dele não foi à toa… carro que ninguém quer nem de graça ! Não se engane, dói menos.

Avatar
Sergio Luiz de MEDEIROS 1 de maio de 2021

Neste caso vc foi proprietario de fato, usando e cuidando do carro.

Avatar
UDO 1 de maio de 2021

Já tive UNO FIAT, carro ruim, manutenção caríssima para o que oferecia, carro francês não quero nem de graça, são péssimos em todos os sentidos feitos para Europa e ainda lá são uma porcaria, Etyos um carro ridículo durou demais para sair, Sonic é o avô do incendiário Onix, irrrc, assim prefiro os VW que não incomodam, tem manutenção barata e supervalorizam, vejam os Fuscas não se fabricam mais desde 96 e valem uma fortuna quando bem conservados !

Avatar
Jose 1 de maio de 2021

Falou vovô.

Avatar
Marcos Antônio Filgueiras Fontes 1 de maio de 2021

kkkk idoso mesmo

Avatar
Marcos Antônio Filgueiras Fontes 1 de maio de 2021

Como pode falar tanta bobagem, garanto que nunca teve um Peugeot… já tive 4 e te garanto que se fizer as manutenções como devem ser feitas, é um excelente carro. Gol? que carro ruim e desconfortável… pelo amor de Deus!

Avatar
André 1 de maio de 2021

Uno FIAT, Carro francês??? rs de manutenção cara ? rs serio isso ?

VW não incomoda? rsrs ouviu falar do B.O dos motores EA111? ou do erro de projeto da lubrificação dos motores 16V VW ? ou no preço caríssimo de manutenção dos TSi? nos projetos ultrapassados? na fraude dos indicies de emissão de poluentes da VW ?

a VW já foi boa, e realmente parou essa Boa deles nos Fuscas… no máximo Santana…talvez o Golf 1G e 2G, depois veia a época dos VW descartáveis…caros, ultrapassados, e quando inovam ou é caro ou é fraco…

Agora Uno carro francês………….rs rs to vendo que entende mesmo de carro…

Avatar
danilo 1 de maio de 2021

Gol??? Mas nem de graça. Oooo carro ruim.

Avatar
Marcelo silva 1 de maio de 2021

Rapaz vc falou tudo.sem contar os antichamas dos gol que entopem com uma meleca tipo café com leite ,ninguém consegue resolver.volks aqui no Brasil não É mais sinônimo de durabilidade.na verdade as peças são um pouco mais baratas mais da muita manutenção.
Tive Volkswagen, Ford e gm,mais pra mim os que eu aprovei mesmo são os carros da Fiat.

Avatar
elioricardo 5 de maio de 2021

Concordo com o motor EA 111 teve sim dor de cabeça o veículo dentro da garantia trocaram todo o motor e o motor TSI de fato a Correia roda muito o up mas sua troca não é pechincha não quem tem procura saber na Volks e leva tempo tem um formato em V

Avatar
Carlos Ramos 1 de maio de 2021

Muito boa a matéria, parabéns.
Daria um bom vídeo no Youtube.

Avatar
Carlos 1 de maio de 2021

Muito boa a matéria, parabéns.
Daria um bom vídeo no Youtube.

Avatar
Lima 1 de maio de 2021

Parei de ler quando vi o Mareia…

Avatar
Guilherme 1 de maio de 2021

Marea… E se não concorda que o Marea é um bom carro, de fato, melhor vc não ler mais conteúdo sobre automóvel, pois prova a sua ignorância…

Avatar
José Luiz Correia 1 de maio de 2021

Claro , deve andar de celta ou gol kkk

Avatar
Murillo 1 de maio de 2021

Toma papudo kkkkkkkkk

Avatar
Elcio Messias Junior 1 de maio de 2021

Infelizmente voce não entende de carro

Avatar
Marcos 1 de maio de 2021

Fluente, melhor carro, anda pra c…. gasta pouco e revisão barata, e falar que o carro é feio? Bom devem ser cegos. Porque o carro é sim Muito estiloso. Saudades do meu. Ainda compro outro.

Avatar
Rodrigo 1 de maio de 2021

Anda muito mesmo, não entendi a reportagem. Quem precisa andar a mais de 230 por hora? Fica a pergunta.
Teto traseiro baixo talvez pra quem tenha mais de 1,9 de altura,sendo que a média do homem brasileiro é em torno de 1,70. Tenho 1,73 e fico looonge do teto. Rsrs
O barulho da solda na coluna B não era incomum, mas não foi regra. O meu nunca estalou, estou com ele há 7 anos e em estado de zero; as manutenções do automóvel são mais especializadas, mas não vou levar em mecânico de fundo de quintal. Estão está excelente!

Avatar
Daniel 1 de maio de 2021

Tive 2. Ótimo carro, completo, confortável, seguro. Pecava no consumo e fazia o estalo na coluna B direita (depois de algumas idas às concessionárias, foi resolvido nos 2 carros). A frente “bagre” do primeiro foi melhorada, na minha opinião, na atualização do projeto (cujas lanternas traseiras ficaram melhores, também). Chegou a ficar em 3⁰ ou 4⁰ em vendas em alguns meses. Renault meteu os pés pelas mãos em termos de marketing. Pós-vendas, comigo, sempre foi eficiente.

Avatar
Vinicius Augusto Rosa 1 de maio de 2021

Caro Fernando Miragaya, o VW up! é feito sobre a plataforma NSF do grupo VW e não MQB conforme descrito na matéria.

Avatar
Marcio 1 de maio de 2021

Tive um Up! TSi 2017, modelo 2018 (modelo novo), comprei 0km e fiquei com ele por uns 2 anos.
Durante esse período, onde redei 30mil km com ele, o carro só me trouxe alegrias. As 3 primeiras manutenções tiveram valores bem em conta, todas em concessionária.
Muito divertido de dirigir, ágil e bem econômico Só vendi por questões financeiras, senão estaria com ele até hoje.
Acho que o Up! foi o mais injustiçado desta lista porque a Volks tinha uma margem pequena de lucro nele, dada sua alta qualidade de construção, coisa de 1º mundo. Mas brasileiro em geral acha que o valor do carro está no tamanho e não pesquisa sobre a qualidade do carro em geral.

Avatar
Pimentel 1 de maio de 2021

Pequena margem de lucro? No Brasil as montadoras e concessionárias deitam e rolam sobre nós. Qualquer carro, qualquer um zero não vale a metade do valor de venda em concessionária. Uma vergonha. Parei com a ilusão de carro zero há alguns anos. Prefiro apostar em um semi-novo de uns 2 anos, desvalorizado, do que ser extorquido em uma concessionária.

Avatar
JAYME RANGEL MARQUES DOS SANTOS 1 de maio de 2021

Pega o valor do Up na Europa e o converta em reais. Vera que a margem realmente é pequena.

Avatar
Fábio 1 de maio de 2021

Adoro o meu Up, uso para ir até a empresa de semana e para lazer e viagem tenho um tiguan. Acho que a VW melhorou muito nos últimos anos.

Avatar
Jetson 1 de maio de 2021

São grandes carros, grandes ícones da nossa indústria. Carros valentes e desejados que marcaram época de toda uma geração. Seguramente daqui 30 40 anos serão disputados a tapa por colecionadores mundo afora.

Avatar
Octávio Nepomuceno 1 de maio de 2021

Tive dois Marea, melhor carro, nunca deram problema, TD revisado nas concessionárias certinho. Vendi pq tô fazendo obra na casa da minha sobrinha já q ela tá grávida do Rafael, então vendi até barato os dois.

Avatar
Marcos Antônio Filgueiras Fontes 1 de maio de 2021

hum… que tio bonzinho

Avatar
AsF 30 de abril de 2021

Falam do Fusca como sendo de manutenção barata ou que “aceita até óleo de dendê” no motor… Até certo ponto pode estar certo, se você quiser um Fusca que fica parado quebrado na beira da via. Se for feita sua manutenção de forma correta, com peças de procedência, com profissional em condições técnicas – verdadeiras – para tanto, certamente não sairá barato. Fusca é um carro que se criou um mito de manutenção fácil e barata. Não é bem assim se você quiser mantê-lo dentro daquilo que o fabricante o projetou ou se quiser rodar com ela sem preocupações e com confiança. Qualquer máquina necessita de manutenção qualificada, com peças homologadas pelo fabricante. Caso contrário, de certo que sim as surpresas virão. Sabe-se que qualidade tem preço.

Avatar
Alberto 1 de maio de 2021

Fusca não é carro e sim uma abominação. Feio, desconfortável, beberrão, barulhento, lento…ow coisa ruim.

Avatar
Luiz 1 de maio de 2021

Concordo. Já dirigi vários Fuscas, mas nunca quiz comprar. Carroça da VW.

Avatar
Agronopolos 1 de maio de 2021

É sério isso? Falar mal do fusca? Projeto dos anos 30? Esperava o que? Painel digital, GPS, air bag, câmbio CVT? É muita idiotice

Avatar
Americano 30 de abril de 2021

Não vejo proprietários de Up reclamando,pelo contrário o valor de revenda hoje é altíssimo.Não deveria estar nessa matéria……………cadê o Logan,Apolo e Verona??????

Avatar
Alisson 1 de maio de 2021

Meu irmão comprou um Verona vermelho feliz da vida. Quando da venda ele propunha: transferência por sua conta, 5 anos de IPVA, tanque cheio, revisado, impecável, levava o carro pro comprador olhar sem compromisso, 70% Fipe. Até ontem ele não tinha vendido. Kkkkk

Avatar
Mauricio prado 1 de maio de 2021

Exatamente isso. Tenho um Up mpi 2015, carro excepcional ao que se propõe, ótima dinâmica pra dirigir, um absurdo de economico e nao me dá nenhuma dor de cabeça. Não vendo, pois para trocar por outro carro de entrada 0km que vai me oferecer o que ele oferece, tenho que colocar uns 30 mil a mais, nao faz sentido trocar. É um carro sem defeitos, mesmo se for falar de espaço, depende da sua necessidade. Para um casal sem filhos como eu, dá e sobra.

Avatar
Santiago 30 de abril de 2021

Adquiri o meu primeiro ETIOS em 2014, e em 2019 o troquei pelo meu segundo e atual ETIOS, ambos da versão sedan.
E a única coisa que eu subestimei nesse tempo todo é a insistência de certos especialistas (sic) em “micar” este excelente veículo e
em tentarem escantea-lo para a galeria dos “indesejáveis”.
Realmente eu não consigo entender tal bronca.

Avatar
Americano 30 de abril de 2021

Seria os carros que o editor da matéria conseguiu lembrar…………..Título da matéria…………..Carros que na minha visão são micos…………..

Avatar
Ferreira 1 de maio de 2021

Leia o título da matéria novamente.

Avatar
bruno 1 de maio de 2021

melhor carro .. ja tive varios carros ..
GM , Volks, ford, honda, outros toyota …
mas…
esse etios eh bruto o bicho .. to com 300mil rodados .. “0” problemas … esse eu nao vou vender nunca..
sabe aquele pessoal que guardou o fusca .. entao eu vou guardar o etios ….
partiu rumo 1M de km

Avatar
Vanderson Brito 1 de maio de 2021

Amigo, não me leve a mal, mas esse é o carro mais feio dos últimos anos.

Avatar
Galego 1 de maio de 2021

Etios é um ótimo veículo, pena que o design da primeira geração não ajudou, mas é um Toyota, não deveria ser subestimado

Avatar
Valdemir 1 de maio de 2021

Temos 2 Etios na empresa com 300 mil km nunca feito motor, quebrou apenas o alternador de um

Avatar
Sergio Ribeiro Ferreira 1 de maio de 2021

Vendi o meu Etios Sedan XS Automático 2018 recentemente. Um tanque. Super econômico. O carro não quebra. Rodei 164 mil km. Nunca troquei um ítem sequer da suspensão. Pastilhas de freio, troquei com 155 mil km rodados. Uma pena que, a maioria das pessoas, gostem de comprar o carro da moda ou apenas pelo visual.

Avatar
Luo Cardo 30 de abril de 2021

Eu tenho 3 Mareas. É I melgor carro que já foi produzido no Brasil. Quem não gosta Marea, simplesmente não gosta e não entende nada de carro – simples assim.

Avatar
Marcos 1 de maio de 2021

Igual ao Tipo. Tive um e o carro era bom demais, mas a fama de incendiário levou o carro para o ralo. O nome ficou tão “sujo” que o novo Tipo, no Brasil, se chama Argo.

Avatar
André 1 de maio de 2021

kkkkk, ajnda tenho meu versailhes, comprei um up p minha esposa e o carrinho ainda nos serve…sempre quis ter uma marea weekend. meu gosto deve estar bichado

Avatar
Eduardo Correa Klein 1 de maio de 2021

Tive um 1.6 MPI. Que baita carro!
Me arrependi de vender.
Não tinha velocidade final, mas a arrancada era bruta!

Avatar
Galego 1 de maio de 2021

Compro os 3 por 10 mil

Avatar
Alisson 1 de maio de 2021

Meu irmão comprou um Verona vermelho feliz da vida. Quando da venda ele propunha: transferência por sua conta, 5 anos de IPVA, tanque cheio, revisado, impecável, levava o carro pro comprador olhar sem compromisso, 70% Fipe. Até ontem ele não tinha vendido. Kkkkk

Avatar
José Vitório Hansen 30 de abril de 2021

Tenho um étios. Sempre tive Volks. Não troco meu etios por nenhum Volks.

Avatar
Cândido Coelho JR 30 de abril de 2021

Também temos um aqui em casa e acho ótimo. Tiramos zero (motor 1.3 e a nota fiscal saiu no nome de minha esposa) e, na ocasião, a concessionária veio com uma promoção chamada “Garantia Permanente” significando com isso que enquanto o carro estiver no nome de minha esposa eles garantem motor e câmbio desde que eu faça as revisões na concessionária (pra mim isso é uma prova de qualidade boa). Aliás, o carrinho nunca deu defeito (é 2015), é econômico e anda muito bem.

Avatar
bruno 1 de maio de 2021

caraca que promocao boa ..
porem de dificil pra usar ..kkkkk
o meu eh 1.3 … esta com mais de 300 mil km .. e o motor silencioso que so um bom toyota eh …. deixa no chinelo motor volks, gm e ford

Avatar
Rodrigo Carvalho Viana 30 de abril de 2021

Nos meus, que descrevi no comentário acima, a cada 5000 KM ou 1 ano, sempre do Petronas Selenia, 15w40, que é o original recomendado.

NUNCA me deram problema.

Hoje, o Brava está com 40.000 KM originais, a Marea Weekend, 124.000 KM e o Marea, com 78.000 KM originais.

Cuide e serão carros para sempre.

Agora, se o cara quiser trata-lo como um Fusca, que aceita até óleo de dendê, aí vai dar ruim…

Da mesma forma, seja relapso com a manutenção de uma Audi, BMW, Mercedes, Volvo e tenha a certeza que terá uma bomba na mão.

Muitas pessoas compram carros superiores e esquecem que tanta tecnologia exige cuidado… simples assim!

Por isso, volto a afirmar… muitos carros são taxados de bombas, mas o problema não é o carroo, e o dono…

Avatar
Anderson 1 de maio de 2021

Concordo com vc amigo, sua última frase diz tudo, o cara compra o carro no Brasil e só quer colocar combustível e ainda pq no painel mostra que ta na reserva senão nem colocava, da água ninguém lembra, do óleo fazem pouco caso. Na minha opinião não tem essa de carro que não presta, não é possivel que uma empresa dedique um grupo de engenheiros, projetistas e designers pra projetarem um carro por anos e esse carro não prestar.
Em 2009 comprei um gol bola 99 1.0 16v na época comprei pq era de um conhecido que era inclusive único dono, todo mundo criticando dizia q fiz * pq esse carro é bomba, estou ainda com o carro, econômico, anda bem, troco o óleo a cada 3 mil km, nunca me deixou na mão, a não ser qdo um motoqueiro bateu de frente e quebrou uma das polias de comando, fora isso o carro nao da problema, 140mil km original, só toquei até hj, os amortecedores, as homocineticas e só o resto é manutenção básica.

Avatar
Geo. 30 de abril de 2021

Tenho um nissan sentra 2016, aqui na Australia ele se chama Pulsar. A transmissao quebrou quebrou com 45 mil km. 😬

Avatar
Jucelino 30 de abril de 2021

Tenho polo 1999 me leva pra qualquer lugar pau pra toda obra

Avatar
Nilson 1 de maio de 2021

A informação sobre a plataforma do VW Up está errada. Ele tem como base a plataforma NSF, também conhecida como PQ12 ou AA. Não a MQB.

Avatar
Felipe 30 de abril de 2021

Eu tenho um C4 Lounge, o carro é muito seguro e confortável, vale a pena a compra. Mas deixa o povo pensar assim é andar de carro popular que custa o mesmo valor dos Top de linha usados, sobra para nós, rssss…. estou esperando o FUSION e o 3008 desvalorizar, para comprar e sair por aí chique!!!

Avatar
Marcos Antônio Filgueiras Fontes 1 de maio de 2021

Penso exatamente assim… deixa o povo que gosta de carroça falar mal, que sobra barato pra quem gosta

Avatar
Beto 30 de abril de 2021

Tenho um Sentra 2017 SR Turbo. Mesmo modelo da foto mostrada aqui. Carrinho bom!

Avatar
Guilherme 30 de abril de 2021

Como dono de Etios, vou discordar de TODOS os pontos levantados como “críticos” do modelo! Meu carro é 2017, 1.3X. Excelente espaço interno, ótimo acabamento, um bom painel DIGITAL com computador de bordo, ótima performance, excelente consumo (9,0 km/l de alcool na cidade de SP!), seguro barato e inquebrável! Os argumentos utilizados para “micar” o carro são puramente subjetivos. Não acreditam em mim? Perguntem a outros donos de Etios sobre o que pensam do carro…. Aqui em SP vejo MUITOS Etios rodando, firmes e fortes! Fora que no mercado de usados a desvalorização é mínima e vende rapidamente, tamanha a qualidade do carro! Será que ele é tão “subestimado” assim!? Brasileiro merece andar de Fusca pro resto da vida…

Avatar
Cândido Coelho JR 30 de abril de 2021

Também temos um Etios 1.3 X aqui em casa (só que o nosso é ano 2015). Concordo totalmente com tudo o que você disse.

Avatar
Alisson 1 de maio de 2021

Só zica. Comprem uma S10 e verás o q é veículo

Avatar
Cândido Coelho JR 1 de maio de 2021

Ô Alisson, o assunto aqui, nem da reportagem e nem dos comentários em momento algum é sobre S-10, mas já que você opinou, tenho uma aqui em casa utilizada pra irmos pra fazenda. E temos também uma Pajero DAKAR pra viajar em família, uma Saveiro Cross de meu filho e um Ford KA 1.5 de minha filha. Só tem carro “filé”… E você, tem só a S-10 ou tem mais algum pra dar sua opinião também?

Avatar
Santiago 30 de abril de 2021

Também tenho um ETIOS, o meu segundo, e assino embaixo o que você disse.

Avatar
Observatório 30 de abril de 2021

100% de acordo com o seu comentário!

Avatar
bruno 1 de maio de 2021

na minha opinao .. o etios saiu de linha pq o yaris nao ia pra frente …..

Avatar
Guilherme 3 de maio de 2021

Cara, vejo bastante Yaris rodando! Mas em número menor… Pode ser que vc tenha razão! O fato é que os donos dos Etios ficaram “órfãos”… Alguns vão partir para o Yaris, mas meio a contra gosto… Mas muitos, assim como eu, vão ficar com o carro até o fim!

Avatar
WebKenti 30 de abril de 2021

Sharing attracted my attention, thank you.

Avatar
Alejandro Fabian Farias 30 de abril de 2021

Tenho um fluence GT turbo um canhão baita carro não quebra excelente máquina
O povo por aqui tem uma visão muito errada das coisas terminam sempre na mesma vidinha de sempre e comprando os mesmos carros.

Avatar
Marcos 1 de maio de 2021

Fluente, melhor carro, anda pra c…. gasta pouco e revisão barata, e falar que o carro é feio? Bom devem ser cegos. Porque o carro é sim Muito estiloso. Saudades do meu. Ainda compro outro.

Avatar
Nelson 1 de maio de 2021

Tenho um Fluence 2012 e nao vendo por nada. Confortavel, silencioso,economico, seguro com seus 7 airbags e não quebra. Fiquem ai com seus caríssimos corollas. Valor de revenda é baixo, e daí? Não compro carro pra ficar trocando todo ano.

Avatar
rodrigo 30 de abril de 2021

pois é amigo.. isso ai q vc falou é os que falam que os carros acimas são bons.. kk.. q nada.. e ainda culpam o povo.. isso só no Brasil é assim.. defendem montadoras e culpam o povo.

Avatar
Tiago 30 de abril de 2021

O Mercado é soberano e SEMPRE tem razão. Todas essas bombosas mereceram o destino que tiveram.
Marea, a piada pronta. Inapto para o Brasil; Peugeot – quem já foi atendido num concessionário da marca nunca mais volta. Nem eles querem o carro! C4, aquele cambio problematico AL4, um desrespeito inaceitável ao consumidor.
Etios: horroroso. Economia porca. Socar o painel no meio do carro para baratear mão inglesa? Fala sério!
Fluence/Sientra – consome o DOBRO de combustível na cidade em relação a Corolla/Civic. O DOBRO!!!
E o Versailles, fala sério! Alagava dentro fo carro. ALAGAVA! Santana/Versailles enchia de água embaixo dos pedais. Tinha que DRENAR o carro porque o tapete ficava boiando!
O resto doa rejeitados é sempre a mesma coisa – manutenção cara, indisponibilidade de peças, consumo desproporcional.

Avatar
Rodrigo Carvalho Viana 30 de abril de 2021

Impressionante como alguns carros espetaculares não fazem sucesso no Brasil e, infelizmente, devido à alguns desleixados, ficam com uma fama indevida.

Já tive um Renault Megane Dynamique 2.0 16v Automático 2007. O carro era uma nave, extremamente equipado, com excelente acabamento mas, muitos não o aceitaram e, antes que digam que carro Francês não presta, ele nunca me deu problema ao contrário do Focus que tive antes dele…

Atualmente, sou um feliz proprietário de um Brava HGT 1.8 16v 2000, uma Marea Weekend HLX 2.4 20v Aut 2003 e um Marea HLX 2.4 20V Aut 2005, completamente originais.

Todo mundo baba quando saio com eles pela originalidade e estado de conservação, afinal, Marea zoado e descaracterizado é fácil de encontrar, original e bem cuidado, não.

O Marea, até hoje, é um carro muito à frente do seu tempo, possui recursos que muitos carros atuais não tem e, por serem mais tecnológicos, exigem uma manutenção rigorosa e específica.

Quer gastar pouco? Compre um Fusca!

Tenham a certeza que, daqui a alguns anos , todos esses 1.0 Turbo, 1.4 Turbo, muitos vão virar bombas porqur a maioria dos brasileiros é relapso com manutenção… aí, é mais fácil ficar falando mal e baboseiras por aí…

Avatar
rodrigo 30 de abril de 2021

Afs.. logo logo o estado islâmico lhe contata.. pq tu já passou no curso de terrorista..

Avatar
Rodrigo Carvalho Viana 30 de abril de 2021

Kkkkk

Voltamos a nos falar daqui a mais alguns anos…

Existem pessoas que pagam 80.000 00 ou 100.000,00 em Opala dos anos 70 originais… justamente pela raridade que está se tornando, quem for inteligente, vai preserva-lo e terá uma relíquia em mãos.

Avatar
Guilherme 30 de abril de 2021

Concordo 100%!

Avatar
daniel 30 de abril de 2021

Cara.. que coragem! Tirei o chapéu pra ti, esse é macho! 2 Marea e 1 Brava e ainda tá vivo? Parábens!!

Avatar
Sam 30 de abril de 2021

Sim, casou com esses carros. Se a manutenção já era difícil quando estavam em produção imagine hoje.

Avatar
Rodrigo Carvalho Viana 30 de abril de 2021

Como disse, Marea zoado e descaracterizado é fácil de encontrar, original e bem cuidado, não.

Só quem já andou em um, sabe o.prazer que o ronco dos cinco cilindros causam!

Se o cara foi relapso com a manutenção, sim, sairá caro, mas se fizer a manutenção adequada e preventiva, não é.

Tenha a certeza que daqui a alguns anos, todos esses carros Turbo atuais se tornarão “bombas”, pois o brasileiro, em sua maioria, é relapso com a manutenção preventiva e só conserta quando a coisa tá feia…

Aí, é mais fácil ficar falando baboseiras por aí é chamando o carro, seja ele qual for, de bomba.

Qualquer carro mais avançado e tecnológico exige manutenção adequada…

Avatar
Guilherme 1 de maio de 2021

Praça é nossa tá precisando de humoristas bons, que nem vc…

Avatar
Sam 1 de maio de 2021

Eu já fui um infeliz dono de um Marea 2.0 HLX. Concordo que era um carro mais avançado tecnologicamente para a época e foi um destaque no salão do automóvel, mas não estava adaptado às condições locais. O motor de 5 cilindros era um diferencial e tinha um ronco mais imponente que os comuns, mas sofria demais com o combustível. O motor apresentava batidas de pino principalmente quando era mais exigido, mesmo utilizando combustível diferenciado da bandeira Agip. As manutenções foram realizadas rigorosamente nos prazos previstos e sempre em oficinas autorizadas, mas próximos dos 60.000 km chegava a hora da troca da correia do motor que tinha um custo muito elevado de serviço. Tiver de “dar” o carro na troca porque não consegui vendê-lo embora muito bem conservado, totalmente original e com todos os opcionais de fábrica.

Avatar
CARLOS 30 de abril de 2021

Esse é muito macho…. Ganhou minha admiração.

Avatar
Rodrigo Carvalho Viana 30 de abril de 2021

Obrigado.

Avatar
paulo cesar 30 de abril de 2021

vc ,,,, tem todos os requisitos para trabalhar .. no gate ( esquadrão anti-bomba ) do estado ja nasceu sabemdoooo

Avatar
Rodrigo Carvalho Viana 30 de abril de 2021

Nossa, que engraçado… até ouvi a musiquinha da “Praça é Nossa”…

Avatar
Ivan 1 de maio de 2021

Cara, não é qualquer um que tem uma usina nuclear em casa. Parabéns!!!

Avatar
Rodrigo Carvalho Viana 1 de maio de 2021

Olha que o SBT vai pedir direitos autorais de tanta piadinha “Praça é Nossa”…

Taranrantan Taranrantan Taranran Taranran… musiquinha da “Praça é Nossa”

Avatar
Guilherme 3 de maio de 2021

Ivan, demorou quantos segundos para vc “bolar” essa “piada” “incrível”!?

Avatar
alecs 30 de abril de 2021

Tive um Marea durante cinco anos ,tremendo carro,mas confesso que abusei do mesmo,com fama de problemático,eu nunca troquei o óleo do motor e do cambio,mas chutava o acelerador pra´ caramba! troquei por outro carro problema ,que me custou muito mais…

Avatar
Mister Gasosa 30 de abril de 2021

Quantos quilômetros você ficou sem trocar o óleo do Marea?

Avatar
Rodrigo Carvalho Viana 30 de abril de 2021

Nos meus, que descrevi no comentário acima, a cada 5000 KM ou 1 ano, sempre do Petronas Selenia, 15w40, que é o original recomendado.

NUNCA me deram problema.

Hoje, o Brava está com 40.000 KM originais, a Marea Weekend, 124.000 KM e o Marea, com 78.000 KM originais.

Cuide e serão carros para sempre.

Agora, se o cara quiser trata-lo como um Fusca, que aceita até óleo de dendê, aí vai dar ruim…

Da mesma forma, seja relapso com a manutenção de uma Audi, BMW, Mercedes, Volvo e tenha a certeza que terá uma bomba na mão.

Muitas pessoas compram carros superiores e esquecem que tanta tecnologia exige cuidado… simples assim!

Por isso, volto a afirmar… daqui a alguns anos, todos esses Turbo atuais, principalmente os com Injeção Direta, serão verdadeiras bombas, não porque não prestam, mas por causa do dono que não presta…

A culpa é do dono, não dá máquina…

Avatar
Henrique 30 de abril de 2021

Isso aqui é concurso de mentiras?!?!??

Avatar
Fernando B 30 de abril de 2021

O único da lista que tinha custo x benefício bom era o Etios. Os demais ou eram bombas atômicas ou então cobravam MUITO MAIS do que entregavam com o produto.

Avatar
Conconco 30 de abril de 2021

Aí sim tio , nota 10 kkkk

Avatar
Mister Gasosa 30 de abril de 2021

Marea
1. gasolina brasileira pode ser batizada, e é sabido que gasolina batizada por solventes forma borra de óleo. Conheci uma pessoa que o Marea comprado 0 km fundiu o motor porque o filtro de óleo entupiu. 20.000 km para trocar um filtro de óleo é muito tempo.
2. ter um carro que só a concessionária sabe mexer é uma furada. Nunca mais na minha vida vou querer fazer revisão em Concessionária.

Avatar
Mister Gasosa 30 de abril de 2021

O motor fundiu porque a válvula de segurança do filtro de óleo não abriu quando ele saturou, então o motor ficou sem circulação de óleo.

Avatar
Conconco 30 de abril de 2021

Tio provavelmente a válvula não funcionou porquê a maioria liga o carro de manhã e já saí, o correto é ligar e deixar aquecer o motor para integrar com as válvulas e as velas.

Avatar
Mister Gasosa 30 de abril de 2021

CONCONCO,
A válvula de segurança do filtro de óleo não tem haver com aquecer o motor, pois se ela não abre com o filtro entupido o óleo não circula pelo motor de jeito nenhum.
Mas eu espero uns 30 segundos antes de sair com o meu carro da garagem.

Avatar
Mister Gasosa 30 de abril de 2021

Este Fiat Marea que fundiu o motor era de um pai de colega da minha faculdade, engenharia mecânica, e na aula de motores combustão interna o professor mostrou como funcionava o filtro de óleo e a importância da válvula de segurança do filtro de óleo, foi quando o colega nos contou que o Marea do pai dele tinha dado este problema. Agora não lembro a quilometragem que ocorreu isso.
Desde então eu troco o filtro de óleo em toda troca de óleo, no meu caso 5000 km ou 6 meses, o que ocorrer 1º – uso severo.

Avatar
Conconco 30 de abril de 2021

Tio Gasolina, essas trocas de óleo depende da km do carro e do desgaste do motor quando o motor baquiado põe molecote para amenizar o ruído das válvulas, troque as velas com frequência de preferência a cada 10 mil km

Avatar
Mister Gasosa 30 de abril de 2021

Conconco,
Meu carro é um Onix 1.4-L ano 2019, e o prazo especificado no manual do proprietário para troca de óleo é:
1. uso severo (meu caso): 5.000 km ou 6 meses, o que ocorrer 1º;
2. uso normal (não me enquadro): 10.000 km ou 1 ano, o que ocorrer 1º.
A maioria das pessoas se enquadram no uso severo, todos devem ler com atenção o plano de manutenção do seu carro, em especial a troca de óleo e filtros.

Avatar
Renel 30 de abril de 2021

Gente, sempre que troca o óleo precisa ser trocado o filtro, é fato isto. É como tomar banho e colocar a mesma roupa suja, não rola neh. Engenharia mecânica senai

Avatar
Mister Gasosa 1 de maio de 2021

Rebel,
Você não entendeu o que eu quis dizer, os manuais dos meus carros recomendam a troca do filtro de óleo a cada 2 trocas de óleo.
Assim devido ao risco de não funcionar a válvula de segurança do filtro de óleo, eu prefiro trocar o filtro de óleo a cada troca de óleo.

Avatar
Heli Nogueira 30 de abril de 2021

A Toro continua com revisões a cada 20.000 km.

Avatar
Mister Gasosa 30 de abril de 2021

Acho que é a Tora a diesel que é a cada 20.000 km (uso normal) ou 12 meses, o que ocorrer 1º, a Toro flex é a cada 10.000 km (uso normal) ou 12 meses, o que ocorrer 1º. Vi isso no site da Fiat do link abaixo.
Mas se a Toro flex fosse minha fazia a troca na metade do prazo (5.000 km ou 6 meses, o que ocorrer 1º), pois meu uso é severo e não normal.
https://servicos.fiat.com.br/dicas/posts/toro–cuidados-de-manutencao-e-preservacao-do-veiculo.html

Avatar
Ricardo da Mata 30 de abril de 2021

Que coisa constrangedora. Apaguem enquanto é tempo.

Avatar
Deixe um comentário