5 fatos curiosos sobre os 10 anos de história do Camaro no Brasil

Hit que cita o superesportivo amarelo foi o vídeo mais visto do Youtube em 2012; cinco linhas do modelo foram vendidas no país

Por AutoPapo 30/11/20 às 13h15
chevrolet camaro ss 2021 branco conversivel estacionado em mirante
O Camaro é o único superesportivo com opção de capota conversível (Foto: Chevrolet | Divulgação)

O Chevrolet Camaro completa 10 anos de Brasil no fim de novembro. Em comemoração à data, listamos algumas curiosidades sobre o superesportivo mais vendido do país.

LEIA MAIS

1. Música “Camaro Amarelo” atrapalhou as vendas do modelo

A quinta geração do superesportivo foi marcada, no Brasil, pela música “Camaro Amarelo”. O hit sertanejo foi o vídeo mais visto do país pelo Youtube em 2012. O clipe foi assistido 37,2 milhões vezes naquele ano.

Mas, de acordo com os executivos da General Motors em entrevista ao UOL Carros, a música nunca ajudou a marca a vender o carro. Pelo contrário, atrapalhou. E atrapalhou bastante.

Com a chegada da sexta geração do Camaro, a Chevrolet trabalhou para reforçar o comportamento dinâmico do carro e tentar apagar qualquer alusão ao ícone de ostentação no qual o antigo Camaro se tornou com o fenômeno musical.

2. Em 10 anos, o Camaro vendeu mais que o dobro de unidades do Ford Mustang

Com 6,5 mil unidades emplacadas, o superesportivo da Chevrolet vendeu mais que o dobro do rival Ford.

3. “Muscle Car” tem opções conversíveis

O Camaro é o único superesportivo com opção de capota conversível. Aliás, esta é uma configuração rara mesmo considerando todo o universo de esportivos de alta performance.

No caso do modelo da Chevrolet, esta versão responde atualmente por cerca de um quarto das vendas.

4. Novo Camaro já está disponível

O modelo atualizado do Camaro desembarcou no Brasil em outubro, com atualizações no design da parte dianteira, além da adoção de tecnologias de conectividade nível 4, como Wi-Fi, OnStar e o aplicativo myChevrolet.

O Camaro é ofertado exclusivamente na configuração SS mais sofisticada, equipada com motor V8 6.2 de 461 cavalos de potência e 62,9 kgfm de torque, transmissão de dez marchas com a função “launch control”, freios da marca Brembo, além de diferentes modos de condução, incluindo uma apropriada para autódromos.

Itens como head-up display, alertas de segurança e bancos dianteiros com sistema de aquecimento e refrigeração também fazem parte do pacote.

5. Cinco linhas do Camaro foram vendidas no Brasil

A trajetória oficial do Camaro no Brasil começou em 2010, coincidindo com o período em que o cupê da Chevrolet resgatava o design e o espírito dos icônicos “muscle cars” norte-americanos. O modelo de quinta geração recebeu, naquele ano, o prêmio de melhor design do mundo.

Em 2014, chegava por aqui um Camaro mais atualizado em relação a estilo, conteúdo e mecânica. Estreava ainda a versão conversível.

A grade frontal ficou maior para favorecer o fluxo de ar do motor V8 de 406 cv, a direção passou a ser elétrica e o painel adicionava o sistema Chevrolet MyLink, por exemplo.

Outro momento histórico foi em 2016, com o lançamento da sexta geração do Camaro. A nova arquitetura e o V8 de 461 cv colocaram o superesportivo em outro patamar dinâmico.

Já em 2018 foi apresentado o modelo com um visual mais imponente e provocador. O superesportivo da Chevrolet trazia ainda um pacote inovador de tecnologias de segurança, conforto e performance, incluindo a inédita transmissão de dez marchas, os sistemas de controle de largada e de aquecimento de pneus traseiros.

Camaro já ofereceu oito opções de motorização de uma só vez

O Camaro foi apresentado em 1966, já como modelo 67 e começou a ser vendido nos Estados Unidos em setembro do mesmo ano. Tinha oito diferentes opções de motor. Duas delas eram seis cilindros em linha e as outras seis todas V8, partiam de 3.8 litros e chegavam até 7.0 litros.

O modelo era comercializado em três diferentes versões: RS, SS e Z28.

Em seu primeiro ano de vida, o Camaro vendeu mais de 100 mil unidades. Esta geração foi vendida até 1969, totalizando quase 270 mil esportivos comercializados em apenas três anos.

O Camaro esteve em produção até 2002, marcando 35 anos de produção contínua. Em 2006, a Chevrolet apresentou no Salão de Detroit, nos EUA, um conceito batizado de Camaro. Seu sucesso originou a produção do superesportivo, prevista para meados de 2008. Dois anos mais tarde o  passou a ser exportada para diversos mercado, incluindo o Brasil.

SOBRE
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Carolina Coimbra 30 de novembro de 2020

Interessante o artigo! Nunca imaginei que a música “Camaro amarelo” pudesse ter atrapalhado as vendas do veículo rs.

Avatar
Deixe um comentário