Relembre os 5 SUVs mais feios já vendidos no Brasil

Beleza é um conceito relativo, mas é difícil encontrar pessoas capazes de vê-la nesses modelos: confira o listão

ssangyoung actyon suv azul de frente em movimento
SSangyong Actyon costuma ser lembrado em listas de carros feios (Foto: Ssangyong | Divulgação)
Por Alexandre Carneiro
01 de maio de 2022 08:05

Os utilitários estão em ascensão no mercado já há alguns anos. Vários modelos desse gênero, de diferentes portes e características, vêm surgindo no país: assim, não é de estranhar que, em meio a toda essa multiplicidade, apareçam alguns veículos com design no mínimo controvertido. Em outras palavras, são SUVs feios mesmo.

VEJA TAMBÉM:

Os 5 SUVs mais feios já vendidos no Brasil

Deu até para fazer um listão: o AutoPapo enumerou os 5 SUVs mais feios já vendidos no país. Alguns deles fracassaram, mas outros conseguiram fazer sucesso, apesar do visual desengonçado. Confira!

1. SsangYong Actyon

ssangyoung actyon suv azul de traseira em movimento
Design do SUV tem muita personalidade, mas não agradou

O SUV da SsangYong é figura comum em listas de carros feios, mas não se pode negar que, pelo menos, o design tem personalidade. Houve importação do veículo para o Brasil, ainda que em pequena quantidade.

O modelo nunca foi unanimidade em termos de visual, mas a primeira safra, que durou de 2005 a 2011, é certamente a mais lembrada quando o assunto é falta de beleza.

2. Jeep Compass (1ª geração)

jeep compass 2012 prata de frente
Visual do Compass evoluiu bastante em relação ao da primeira geração

Que fique claro: o Compass em questão aqui é o da primeira geração, importado para o Brasil entre 2012 e 2015. O SUV fez pouco sucesso porque claro, foi considerado feio… E olha que, quando chegou a país, o modelo já havia passado por uma reestilização, que melhorou um pouco o visual.

Os preços também não ajudavam, já que o modelo vinha dos Estados Unidos e, portanto, pagava alíquota cheia de importação. Em 2016, chegou a atual safra, que virou o jogo em relação ao desempenho comercial, graças ao design harmonioso e à fabricação nacional.

3. Hyundai Tucson

hyundai tucson
Primeiro Tucson tem um design sem personalidade, típico dos carros coreanos do passado

O Tucson nadou de braçada no segmento cerca de uma década atrás, quando muitos fabricantes ainda não dispunham de SUVs. Além do mais, o modelo tinha preços competitivos e bom espaço interno.

Mas estilo nunca foi o forte dele: projetado em uma época na qual os fabricantes coreanos ainda não haviam estabelecido uma linguagem de design, ele passa longe de ser bonito. Ademais, tinha alto consumo sem entregar uma contrapartida em desempenho.

4. Hyundai Creta

Outro Hyundai na lista dos SUVs feios, só que dessa vez um modelo atual. A segunda geração do Creta divide opiniões: há quem a ache bonita, mas, para muitos consumidores, o design ficou carregado demais.

Isso, devido à presença de muitos elementos, como a grade em formato de ampulheta, faróis e lanternas divididos em diferentes peças e tampa traseira com diversos vincos. Apesar disso, o modelo tem boa participação nas vendas do segmento.

5. Corolla Cross

Diante de outros SUVs do listão, até que o Corolla Cross não é tão feio assim. Porém, o visual comete pênaltis dignos de cartão vermelho. A começar pela grade dianteira exageradamente grande. As molduras plásticas nos para-lamas, que têm uma espécie de recorte na base, formando um estilo flutuante, também estão entre as esquisitices.

Mas o pior, sem dúvida, é o silenciador do escapamento à mostra sob o para-choque traseiro. Apesar disso, as vendas do modelo andam muito boas: já ultrapassaram as do sedan da gama.

Bônus: BMW X7

bmw x7 2023 cinza de frente em movimento
Nem mesmo alguns SUVs de luxo escapam da feiúra

O novo BMW X7 entrou como bônus porque ainda não está à venda no Brasil: o desembarque está previsto para 2023. Além do mais, terá preço bem alto, na casa dos sete dígitos. Mas é certo que o design faz valer a menção entre os SUVs mais feios.

Os últimos modelos da marca alemã têm sido criticados pelo estilo muito carregado. Mas o pior é o tamanho desproporcional da grade dianteira bipartida, típica da marca. O utilitário ainda soma a essa equação os faróis subdivididos e uma tomada de ar inferior bastante recortada.

SUV não presta: confira, em vídeo, a opinião do Boris Feldman!

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
17 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Elver Catein 11 de maio de 2022

Faltaram o mais bisonho, pior que o SsangYong Actyon, é o Jeep Cherokee 2014/2015. Aquele monte de farol para todo lado ficou uma bizarrice para um carro que já foi símbolo de status, tanto que ele morreu nessa geração.

Avatar
Rogerio leitao 5 de maio de 2022

Boa noite Boris!!! Concordo plenamente. O Creta é o primeiro da lista sem noção o projetista. . A Toró também é mais só a dianteira e a traseira lanternas pequenas e a dianteira a grade muito grande.

Avatar
Leandro 5 de maio de 2022

Só discordo do Corolla Cross nessa lista. Não é feio mas quiseram, mais uma vez, falar do escapamento.

Avatar
Dantoim 3 de maio de 2022

Esqueceram do primeiro modelo da Tribeca que chegou ao Br pelas mãos da CAOA, tadinha, é feia que dói! Medonha!

Avatar
Luiz Lora 2 de maio de 2022

O cara não consegue estacionar um SUV, BRAÇO DURO
Prefere bater com a cabeça no teto pra entrar no carro, ou é muito baixinho, EU NÃO

Avatar
Andre 2 de maio de 2022

Mais uma matéria da série: “Não estou fazendo nada, vou falar mal da Toyota”.

Avatar
João Luiz 1 de maio de 2022

Eu retiraria o Tucson e incluiria o Eclipse

Avatar
João Luiz 1 de maio de 2022

Eu retiraria o Tucson da lista e incluiria o Eclipse, da Mitsubishi

Avatar
Santiago 1 de maio de 2022

Feios??? Prefiro chamá-los de “diferentoes”.
Neste caso as respectivas marcas trataram de inovar no design, evitando o atual lugar-comum de tantos modelos idênticos entre si.
Mas como nada é unanimidade, ainda mais quando se dribla certas “modas”, o barulho será inevitável.

Avatar
Rick Red 1 de maio de 2022

O novo Creta é “”horrorível””, mas venda como água. Assim como HB20 que liderou vendas durante meses. Sinal que beleza no Brasil, pra alguns, fica em último plano.

Avatar
Rodrigo 1 de maio de 2022

Dessa lista, discordo completamente do Tucson, que era parrudo, pau pra toda obra, estiloso e tinha jeito de SUV de verdade, SUV RAIZ e não essas tranqueiras atuais montadas em cima de Compacto, com acabamento medíocre e vendidos a preços insanos…

Avatar
Bob CCE 1 de maio de 2022

A reportagem é sobre estética, e não sobre mecânica.

Avatar
Rodrigo 1 de maio de 2022

Releia meu comentário… acho que você não entendeu…

Na minha opinião, o Tucson não está nessa lista…

Cada um tem a sua opinião e, na minha, o primeiro Tucson era bonito, parrudo e pau pra toda obra, com aquele jeitao de “vou passar por cima de tudo”, ao contrário desses Pseudo-SUV atuais…

Avatar
BOB Philco 2 de maio de 2022

Tem razao

Avatar
Santiago 3 de maio de 2022

Concordo!
O antigo Tucson era um “crossovao” com presença.
Aquele lá pode ser chamado de “SUV” numa boa, que ele tem a pinta mesmo.

Avatar
Wanderley Souza 1 de maio de 2022

Todos se copiam e ainda são feios. O conceito design ficou em 2° plano. Já não bastasse os carros atuais saírem de fabrica com data de validade.

Avatar
Wanderley Souza 1 de maio de 2022

Todos se copiam e ainda são feitos. O conceito design plano ficou em 2° plano. Já não bastasse os carros atuais saírem de fabrica com data de validade.

Avatar
Deixe um comentário