Alguns dos SUV mais vendidos do Brasil não são SUV

A definição de SUV sempre gera discussões, o Inmetro tentou criar uma definição e isso deixou de fora alguns modelos populares entre os consumidores

pajero sport 2020 095 tom papp mitsubishi
SUV derivados de picapes estão entre os veículos dignos dessa sigla (Foto: Mitsubishi | Divulgação)
Por Eduardo Rodrigues
12 de agosto de 2021 09:03

Os SUV são definitivamente os carros do momento. No mês de julho, cinco dos 10 carros de passeio mais vendidos do Brasil são esse tipo de carro. Mas a definição do que é SUV ainda é meio confusa e parece não haver uma padronização.

VEJA TAMBÉM:

Carros com concepções completamente distintas são chamados de SUV no mercado brasileiro. O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) criou em 2019 uma lista de requisitos para decidir o que são esses carros, mas ela criou mais confusão que ajudou. Veja a lista:

  • Pelo menos 18 cm de vão livre
  • Ângulo de ataque superior a 23°
  • Ângulo de saída superior a 20°
  • Ângulo de transposição de rampa (central) superior a 10°
  • Os quatro itens precisam ser atendidos com margem de erro de 1 cm ou 1°
fiat mille way vermelho frente fora de estrada
O Fiat Mille Way é um SUV de acordo com a norma o Inmetro (Foto: Fiat | Divulgação)

No final, carros como a perua Fiat Weekend Adventure e o hatch popular Fiat Mille Way se tornaram SUV dentro dessa classificação. O popular Renault Kwid que foi chamado de “o SUV dos compactos” se tornou um SUV de forma “oficial” com essa definição.

Mas afinal, o que realmente é um SUV?

Fica difícil apontar uma definição exata para esse tipo de carro. A que nos passou mais segurança foi a utilizada nos EUA, país que inventou esse tipo de veículo. SUVs são carros de passageiros derivados de uma picape ou com plataforma própria. As exigências são o formato de perua e um vão livre maior que o de um carro de passeio.

O primeiro SUV foi o Chevrolet Suburban, lançado em 1935 como uma “perua” feita no chassi de picape da marca. Na categoria de SUV com plataforma própria podemos citar o Jeep Cherokee XJ, que utilizava um monobloco exclusivo.

chevrolet suburban todas as geracoes
O Chevrolet Suburban é considerado o primeiro SUV da história, na época era chamado de perua (Foto: Chevrolet | Divulgação)

Muitos são crossovers

Nos EUA os carros altinhos derivados da plataforma de algum carro de passeio são chamados de crossover ou CUV. O primeiro carro do tipo foi o desconhecido Nissan Rasheen de 1995, um carro vendido apenas no Japão. Esse Rasheen utilizava a plataforma do sedã Sunny e adotava um estilo quadradão.

O Toyota RAV4, com concepção similar, foi lançado meses antes. Mas sua primeira geração contava com uma plataforma exclusiva. A popularização desse tipo de veículo pelo mundo veio mais tarde, com o Lexus RX300 (derivado do Toyota Camry), Pontiac Aztec (feito na plataforma de minivans da GM) e pelo brasileiríssimo Ford EcoSport (derivado do Fiesta).

nissan rasheen branco dianteira foto e estudio
Esse é o Nissan Rasheen, o primeiro crossover moderno e lançador dessa tendência mundial (Foto: Nissan | Divulgação)

No Brasil, a denominação crossover chegou a ser usada por alguns fabricantes para definir seus carros, mas o nome SUV se provou mais forte e atrativo. Um caso curioso é das publicidades do Dodge Journey, que chamavam o veículo de crossover. Enquanto o seu irmão gêmeo Fiat Freemont era chamado de SUV pelo fabricante italiano.

Alguns SUV que não são SUV

Hoje no Brasil o termo SUV se consolidou no mercado. Além de chamar o Kwid de SUV dos compactos, a Renault classifica o Stepway como SUV, mesmo sendo apenas um Sandero com roupa aventureira. E o Inmetro corrobora essa decisão.

E falando nessa norma do nosso instituto, sabia que muitos dos “SUV” populares no Brasil não podem ser considerados assim? Alguns modelos mais recentes trazem carroceria diferenciada, posição de dirigir mais alta, porém o vão livre e os ângulos são similares ao dos carros que derivam.

Chevrolet Tracker Premier 2021 na cor azul de frente a 45º
O nome Tracker já veio em um SUV de verdade com origem na Suzuki, mas hoje equipa um carro sem aptidão para o fora de estrada (Foto: Alexandre Carneiro | AutoPapo)

Analisamos as fichas técnicas dos SUV que figuram entre os 50 carros mais vendidos do Brasil – mais o Chevrolet Tracker – para ver quais ficam de fora pela norma do Inmetro. Confira na tabela abaixo quais são:

Carro Vão livre Ângulo de ataque Ângulo de saída Ângulo central
Chery Tiggo 5x 15 cm 23° 30° – –
Chevrolet Tracker 15,7 cm 17° 28 ° – –
Honda HR-V 17,7 cm 20,1° 29,7° – –
Mercedes-Benz GLB 13,5 cm 18° 18,3° 13,9°
Nissan Kicks 20 cm 18° 28° – –
Toyota Corolla Cross 16,1 cm 21° 36° – –
Volkswagen Nivus 17,6 cm 18° 26,1° – –
Volkswagen T-Cross 19,1 cm 20,7° 30,1° – –

Alguns desses carros até atendem a um ou dois requisitos para serem considerados SUV pelo Inmetro, mas perdem em outros. O Nissan Kicks, por exemplo, possui um bom vão livre e ângulo de saída, mas o ângulo de ataque é baixo. Já o Chery Tiggo 5x destaca com bons ângulos e perde no vão livre.

No uso urbano esses ângulos podem indicar a facilidade de raspar a dianteira ou a traseira em rampas, quebra-molas e valetas. Já o vão livre baixo pode ser relacionado com o fundo do carro raspar em quebra-molas fora do padrão.

O Boris tem uma opinião forte sobre os SUV, confira:

4 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Claudio 18 de agosto de 2021

Povão guiado por modinha e levado a aumentar os mercenários lucros da indústria automobilística. SUV é gastão , deixa muito a desejar em estabilidade, não oferece mais espaço que os sedans e o design é muito questionável e deixa muito a desejar, parecem caixotes ambulantes .

Avatar
Jorge Luciano 14 de agosto de 2021

Que tal Toyota Lander cruzer, SUV de verdade qualquer terreno 🚜🚜

Avatar
Santiago 12 de agosto de 2021

Acredito que o conceito americano seja o mais coerente: Ou seja, SUV é aquela “peruona” sobre a plataforma de uma pick-up medio-grande ou grande. Fora isso, é tudo “gato por lebre”.
O engraçado é ver como uma moda do momento é capaz de vender qualquer coisa que nem água.
Paga-se mais caro por algo superdiensionado e mais dispendioso, mesmo não precisando de tanto, apenas seduzido(a) pela moda, pra mostrar “que também tem”.

Avatar
RuyJr 12 de agosto de 2021

Bem, eu tenho um conceito de SUV: é grande, é alto, tem tração nas 4 rodas não-permanente (tipo Audi Quattro), pode ter reduzida.
“É grande”: um Mitsubishi Pajero, pelo menos;
“É alto”: um Cherokee, pelo menos.
Um Defender 110 !!!
Essas questões de ângulos: talvez o Inmetro quisesse agradar as montadoras …
Em nosso mercado, isso excluiria quase todos esses arremedos marqueteiros que estão aí: Kicks ?! T-cross ?? Duster ??? Todos os chineses ??? Tudo “suv de shopping” !!! E, claro, excluiria, sem dúvida, o Jipinho da Barbie. Como ?! Vc ñ sabe qual é esse ?! Ué … o Fiesta disfarçado: o Fordéco !!!

Avatar
Deixe um comentário