Audi lança e-Tron Sportback e Q7 2021: veja preços e melhorias

Fabricante alemã prometeu aos jornalistas outros dois elétricos: e-Tron Sportback S e e-Tron GT chegarão ao Brasil em 2021

Por Laurie Andrade 23/09/20 às 07h01

A Audi apresentou para a mídia especializada seus dois lançamentos mais recentes: Q7 2021 e e-Tron Sportback. Nesta reportagem, preços, imagens, motorizações, aprimoramentos e as minhas impressões ao dirigir dois dos gigantes – eles têm mais de 2,90m de entre-eixos – da alemã.

Destaque vai para autonomia dos veículos, que, mesmo com tanto peso, são capazes de rodar 446km (e-Tron) e chegar a 12km/l (Q7).

LEIA MAIS

Preços do Audi Q7 2021

Versão Valor
TFSI R$ 414.990
TFSI S Line R$ 459.990

Preços do Audi e-Tron Sportback

Versão Valor
Performance R$ 511.990
Performance Black R$ 551.990

Audi Q7

O novo Audi Q7, único SUV da marca com capacidade para sete ocupantes, chega ao Brasil atualizado por dentro e por fora. O modelo apresenta o novo design da família Q, simbolizado pela grade frontal Singleframe octogonal.

O SUV traz melhorias significantes, como a tecnologia de assistência elétrica que melhorou o consumo e o assistente de estacionamento.

Motorização

O novo Audi Q7 é equipado com o motor 3.0 TFSI, capaz de desenvolver 340 cv de potência e torque de 51 kgfm.

O SUV vai de 0 a 100km/h em 5,9 segundos e a velocidade máxima é limitada eletronicamente em 250 km/h. O conjunto é complementado por um sistema de transmissão automática tiptronic de oito velocidades e a tração quattro.

O modelo está mais eficiente graças à nova tecnologia de assistência elétrica, composta por uma bateria de íons de lítio e um alternador de correia em um sistema elétrico primário de 48 volts. O veículo pode se deslocar em velocidades entre 55 e 160 km/h como motor desligado e, em seguida, o alternador de correia reinicia o propulsor de forma rápida.

Há ainda o sistema start-stop, que desativa o motor a partir de 22km/h e tem como principal objetivo a redução na emissão de CO2.

O Q7 2021 oferece sete modos de condução: dynamic, comfort, efficiency, auto, individual, allroad eoffroad.

Design do Audi Q7 2021

O SUV de sete lugares da Audi possui a nova grade frontal Singleframe octogonal com seis linhas verticais em sua estrutura. Também mudam os faróis LED e as entradas de ar laterais. Na traseira reestilizada, uma faixa cromada cria a conexão visual entre as lanternas.

No interior, acabamento primoroso e materiais de qualidade completam o design elegante e discreto do modelo.

Dimensões

O novo Audi Q7 é o maior SUV da marca das quatro argolas. O modelo tem:

  • Comprimento (mm): 5.06
  • Largura (mm): 2.21
  • Altura (mm): 1.74
  • Entre-eixos (mm): 2.994
  • Peso (kg): 2.275
  • Capacidade do tanque de combustível (l): 85
  • Capacidade do porta-malas (l): 259/740 (a depender do uso da terceira fileira de bancos)

Tecnologia

A tampa da porta traseira elétrica é item de série no Audi Q7 2021 e pode ser aberta e fechada com um movimento dos pés.

No painel, três telas, sendo duas sensíveis ao toque. O display superior com tela de 10,1 polegadas é usado para controlar os sistemas de entretenimento e navegação. A tela inferior possui 8,6 polegadas e permite o gerenciamento do ar-condicionado e outras funções de conforto.

Há ainda o Audi virtual cockpit, com tela de alta resolução de 12,3 polegadas que pode ser alternada entre duas visualizações – clássica e de navegação.

Itens de série e opcionais do Audi Q7

O Q7 3.0 TFSI vem de série com carregamento de celular sem fio pelo Audi Phone Box Light, sistema keyless, ar-condicionado de duas zonas, bancos dianteiros elétricos e com memória para o motorista, porta-malas com abertura elétrica e sistema de hands-free, acabamento das soleiras e longarina do teto em alumínio, frisos decorativos cromados, faróis de LED e seis airbags – dois frontais, dois laterais para os bancos dianteiros e dois de cortina que se estendem da primeira até a terceira fileira de bancos.

Como opcionais dessa versão estão rodas de alumínio 21”, teto solar panorâmico “OpenSky”, pacote conforto (formado por ar-condicionado de quatro zonas, câmera 360 graus, park assist plus, 2 portas USB para o banco traseiro com função de carregamento e transmissão de dados, bancos dianteiros com encosto de cabeça variável e preparação para entretenimento para o banco de trás) e pacote ACC (composto por controle de cruzeiro adaptativo, assistente de saída de faixa e Traffic Jam Assist).

A versão topo de gama recebe também kit visual S line com soleiras em alumínio e iluminadas. Especificamente nesta versão é possível escolher dois pacotes como opcionais: pacote Black (rodas 21” com detalhes na cor preta, frisos decorativos e capa do espelho retrovisor em preto brilhante, longarina e teto do interior em preto) e o pacote S line com bancos superesportivos, com assentos dianteiros em couro Valcona.

Como opcionais disponíveis para ambas as versões estão: pacote Side Assist (Audi SideAssist, Exit Warning Assist, Assistente de Tráfego Reverso, Audi Pre sense dianteiro etraseiro), pacote S line interior com bancos esportivos, head-up display, suspensão adaptativa a ar, faróis Full LED Matrix, eixo traseiro dinâmico (rodas traseiras giram até cinco graus na direção oposta), pacote de luzes internas com possibilidade de customização em 30 cores, Night Vision Assist e sistema de som Bose 3D.

Cores

As cores Branco Geleira, Prata Florete, Preto Orca e Preto Noite são comuns para ambos, mas cada versão possui três variações diferentes: na primeira é possível escolher também Azul Galáxia, Cinza Samurai e Branco Carrara, enquanto na S Line estão disponíveis Azul Navarra, Cinza Daytona e Vermelho Matador.

Para quem quiser customizar uma cor, o valor é de R$ 37 mil – o que equivale ao preço de um compacto de entrada.

A Audi também oferece acessórios que podem ser equipados no Audi Q7, como câmera de gravação de tráfego UTR, capa em carbono para retrovisores laterais, rack de teto original, rack de bike, além de caixa de bagagem de 360 litros. Estes e outros os itens são comercializados pela rede de concessionárias Audi.

Impressões

O Audi Q7 chama atenção pelo tamanho. Com os acabamentos escurecidos do pacote opcional Black, o modelo ostenta uma elegância quase impossível diante de sua robustez. No geral, encaro a atualização no visual como uma mudança muito feliz.

O design do interior do veículo, a meu ver, é impecável. O painel black piano com saídas de ar em linha e sem ressaltos entre as telas conferiram distinção ao SUV de sete lugares.

Os materiais de boa qualidade combinados com os acabamentos bem feitos, que têm texturas diferentes, são agradáveis ao toque e fazem com que o motorista sinta aconchego. Vale ressaltar que, com esses preços, não esperava nada diferente.

O desempenho, assim como o acabamento, não decepciona. Os 340cv de potência garantem acelerações e retomadas ágeis – mesmo num veículo de mais de duas toneladas. É possível dizer que o carro entrega emoção nas esticadas.

Os freios são bem sensíveis. Basta encostar no pedal para perceber a resposta. Durante o teste, utilizei pouco os assistentes de direção e os controles de tração e estabilidade. Mas destaco aqui o conforto da adaptação automática de faróis.

A posição de dirigir do Audi Q7 2021 é muito confortável, os braços dos bancos esportivos apoiam completamente motorista e passageiro da frente. Com um entre-eixos de 2,9m, o espaço interno é garantido.

O volante tem boa pega e possui todos os tipos de ajuste. Os bancos também podem ser moldados (eletronicamente) de acordo com a preferência do condutor.

O head-up display é interessante, especialmente por mostrar se o estilo da direção está ajudando na economia de combustível. Acredite: combustível é uma questão muito relevante num SUV tão grande.

Os comandos oferecidos pelas telas são bem intuitivos. O incômodo é ter que desenhar algumas informações com o dedo – como o endereço a ser colocado no Google Maps. Acabei optando por usar o Android Auto.

Em resumo, acredito que o Q7 entrega exatamente aquilo que propõe.

Audi e-tron Sportback

O segundo veículo 100% elétrico da fabricante começa a chegar às lojas nas próximas semanas. O modelo possui até 446 quilômetros de autonomia, de acordo com o ciclo europeu WLTP, e se destaca pela sua carroceria coupé com design mais esportivo.

Motorização e tecnologia do e-Tron Sportback

O Audi e-tron Sportback compartilha a mesma motorização da versão SUV: é equipado com dois motores elétricos, que combinados possuem 408 cv de potência com 67,7 kgfm de torque – as forças são distribuídas em 135 kW de potência e 31 kgfm de torque na frente e 165 kW de potência e 36 kgfm no motor traseiro.

O carro vai de 0 a 100km/h em 5,7 segundos e tem 200km/h como velocidade máxima.

O sistema de baterias de íons de lítio é composto por 36 módulos, pesa cerca de 700 kg e pode ser recarregado desde uma tomada simples de 110V até as de alta tensão. Em estações de recarga ultra rápida de 150 kW, por exemplo, é possível carregar até 80% da bateria em 30 minutos.

As baterias do e-Tron Sportback possuem oito anos de garantia. Em tomadas convencionais, o elétrico é completamente carregado em 8h30.

Para garantir os 10km a mais de autonomia em relação ao irmão SUV, o Sportback tem um sistema de recuperação de energia que atua em 90% do tempo, entradas de ar ajustáveis e um sistema de refrigeração das baterias.

O modelo também possui aerodinâmica inteligentemente projetada que contribui na eficiência. Um dos destaques são os retrovisores externos virtuais – uma novidade introduzida pelo e-tron SUV em modelos de produção em série. Quando equipado com a tecnologia, o Audi e-tron Sportback alcança um coeficiente de arrasto de 0,25.

De acordo com a fabricante, a economia ao rodar com o elétrico representa 2/3 de um tanque de gasolina.

Dimensões

O elétrico Sportback possui:

  • Peso (kg): 2.65
  • Comprimento (mm): 4.90
  • Largura (mm): 2.04
  • Altura (mm): 1.61
  • Entre-eixos (mm): 2.92
  • Capacidade do porta-malas (l): 555
  • Capacidade do porta-malas frontal (l): 60

Design

O e-Tron Sportback se difere da carroceria SUV especialmente pela caída do vidro traseiro. Mas também mudam: o farol, FULL LED em formato de L, a grade octogonal com aletas que auxiliam na aerodinâmica, as linhas marcando a silhueta do modelo e a altura das baterias, e a lanterna, que vai de um lado ao outro da traseira.

Versões e equipamentos do e-Tron Sportback

O Audi e-tron Sportback será comercializado em duas versões. A configuração Performance conta com bancos dianteiros elétricos em couro com ajuste lombar e memória para o motorista, suspensão a ar adaptativa, ar-condicionado de 4 zonas, teto solar elétrico panorâmico Open Sky, volante com ajuste elétrico de altura, projeção da palavra e-tron na abertura de todas as portas e luzes internas personalizáveis com 30 opções.

Como itens de segurança, vem de série com faróis Full LED com assistente de farol alto, controle de cruzeiro adaptativo com assistente de saída de faixa, abertura e fechamento elétrico do porta-malas com sistema hands-free, abertura de veículo por proximidade, auxílio de estacionamento plus com display 360º, indicador de pressão dos pneus, espelho retrovisor interno com função antiofuscante automática e oito airbags.

Como equipamentos de informação e entretenimento, os principais destaques são rádio MMI com sistema de navegação e interface para smartphones com sistema iOS e Android. Há também o Audi virtual cockpit plus, onde o motorista pode escolher entre duas visões que apresentam claramente todas as informações na forma de gráficos nítidos e de alta resolução.

Como opcional nesta versão existe apenas a pintura metálica e o Pacote Tecnológico, que contempla head-up display, pre sense dianteiro – que avisa o motorista e prepara o veículo para o caso de uma colisão iminente – e o night vision assist.

A versão topo é a Performance Black, que agrega no interior bancos dianteiros esportivos em Alcântara, acabamento interno na cor cinza Volcano e teto interior na cor preta. No exterior, incorpora o kit S line com soleiras em alumínio e iluminadas, capa do retrovisor externo na cor preta, frisos decorativos em High Gloss Black e pinças de freio laranja. De série nessa versão há também o sistema de som Bang & Olufsen 3D, com 16 alto falantes.

Na Performance Black, além dos opcionais de pintura metálica e Pacote Tecnológico, os clientes podem acrescentar os retrovisores virtuais, faróis full LED Matrix HD com luz de direção dinâmica e o Audi Side Assist. Este último é um pacote que contempla tecnologias inovadoras como o Audi Pre Sense traseiro, o Exit Warning Assist (aviso de perigo quando os passageiros estão saindo do veículo), o Audi Side Assist (aviso de perigo em mudança de faixa) e o Assistente de Tráfego Reverso (informa o condutor sobre a possibilidade de um acidente ao realizar uma manobra traseira com a utilização dos sensores e radares do veículo, além de uma breve utilização dos freios caso necessário).

Nas duas versões as rodas são de 21 polegadas – na Performance Black o desenho é exclusivo.

Cores

Ao todo são 11 cores externas disponíveis na versão Performance: Azul Galáxia, Azul Navarra, Bege Siam, Branco Geleira, Cinza Manhattan, Cinza Tufão, Prata Florete, Preto Brilhante, Preto Mito e Vermelho Catalunya. No interior, são três opções: bege, preto e marrom.

Na versão Performance Black, são nove cores externas – Azul Antigua, Azul Navarra, Bege Siam, Branco Geleira, Cinza Daytona, Prata Florete, Preto Brilhante, Preto Mito e Vermelho Catalunya – e duas interiores, cinza e preto.

Assim como seu irmão e-tron SUV, o Audi e-tron Sportback é produzido em Bruxelas, na Bélgica.

Impressões do Audi e-Tron Sportback

Dirigir um veículo elétrico é uma experiência. Ainda não estamos acostumados com uma resposta tão rápida. Se considerarmos ainda que a proposta do carro não é entregar velocidade e emoção, o e-Tron impressiona. Os 408cv do modelo garantem um desempenho estimulante.

É possível perceber a diferença na aerodinâmica quando o motorista ativa a posição S do câmbio e as entradas de ar ficam mais abertas.

Ligar o carro e não ouvir nenhum barulho também é novidade – e seguir assim durante uma viagem é agradável. Mais um ponto para o modelo, que tem até apresentação de luzes quando o motorista abre a porta.

As tecnologias são tantas que acabamos não usando. Mas o e-Tron Sportback traz uma modernidade que salta aos olhos e causa até certa apreensão: o virtual side mirror. A projeção da imagem captada pela câmera que ocupa o lugar do retrovisor exige alguns minutos de adaptação, mas ei de concordar que possibilita uma visão mais nítida – especialmente em dias de chuva, como o do teste.

Para ajustar o ângulo da câmera, basta tocar na projeção da imagem dentro do veículo e, com os dedos, arrastar a imagem para a direita, esquerda, para cima ou para baixo.

A central multimídia e o cockpit funcionam exatamente como os do Q7. Intuitivos, mas com o inconveniente de precisar, em algumas funções, do desenho das letras.

O design interno também conta com bons acabamentos e materiais, mas, na minha opinião, é mais grosseiro do que o do Q7. Há uma diferença entre as duas telas centrais que me incomodou um pouco.

Posição de dirigir e espaço interno são bem semelhantes ao do SUV de sete lugares, mas o e-Tron Sportback ganha nas dimenões de porta-malas e compartimento dianteiro. Isso porque não tem o motorzão a combustão.

Vendas e manutenção

O modelo será comercializado em todas as regiões do Brasil e entregue pelas concessionárias e-tron. Cada uma delas já possui representantes especializados para oferecer desde um atendimento com um especialista no produto até a manutenção necessária com equipe altamente treinada.

Todas também possuem pontos de carga rápida DC de 22 kW e pelo menos um veículo para test drive. Os 14 Audi Centers habilitados estão localizados em Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande, Curitiba, Londrina, Florianópolis, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Vitória, e quatro em São Paulo.

Fotos: Audi | Divulgação

1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Jair Rodrigues Saraiva 24 de setembro de 2020

    Top de mais…

Avatar
Deixe um comentário