[Avaliação] Honda HR-V 2019: evolução para encarar concorrência

Evolução na linha 2019 dá fôlego ao modelo da marca japonesa em briga no disputado segmento dos utilitários esportivos compactos

Por Paulo Eduardo 06/03/19 às 11h15
Especial para o AutoPapo
Honda HR-V EXL 2019 Foto Alexandre Carneiro

Terceiro utilitário esportivo mais vendido no mercado nacional em 2018, HR-V 2019 evolui, segundo a Honda, com aprimoramentos na suspensão ao melhorar isolamento acústico; amortecedores com stop hidráulico para evitar batida seca no fim do curso; além de pacote acústico em diversos pontos da carroceria reduzindo ruídos de rolamento, e nas portas e assoalho da versão EXL para diminuir ruídos na cabine.

Honda HR-V 2019 teve evolução estética e mecânica

Além disso, o HR-V ganhou grade frontal mais larga, novos faróis com luz diurna, lanternas traseiras com LEDs e bancos dianteiros com melhor apoio para pernas e costas.

Linhas do HR-V permanecem atuais. Há recortes em toda a extensão da carroceria e o aspecto parrudo dá impressão de força. No interior, amplo espaço interno, inclusive no banco traseiro. Entretanto, conforto ali é para dois adultos. Acabamento é benfeito, com encaixes e arremates caprichados no estilo Honda.

Honda HR-V 2019 manteve o mesmo motor 1.8

Por dentro do HR-V

Quadro de instrumentos do H-RV 2019 de fácil leitura, mas sem indicador de temperatura do motor, e nova central multimídia, inclui navegação, com tela de sete polegadas para a versão EXL no centro do painel. Alguns acharam simples demais para versão sofisticada.

Porta-luvas permanece sem iluminação, sendo que a do habitáculo no centro do teto tem luz muito fraca contrastando com a boa luminosidade da luzes dianteiras de leitura. Boa também é a iluminação no porta-malas de ótima capacidade.

Volante do HR-V, SUV da Honda, tem boa pega e é revestido com material rugoso que evita deslizamento das mãos. Coluna de direção é regulável em altura e distância. Banco do motorista tem regulagem de altura, mas em carro de mais de R$ 100 mil não deveria faltar regulagem lombar, apesar da evolução percebida nos apoios para pernas e costas.

Ar-condicionado digital climatiza rápido o habitáculo. Forração em couro dos bancos não permite transpiração e resfriamento do habitáculo para minimizar calor é imperativo. Sistema um toque para abrir e fechar em vidros em todas as portas.

Acesso ao banco traseiro ruim porque é preciso abaixar bem a cabeça. Para sair, nem tanto. Há muitos porta-objetos na cabine, mas deveriam ter mais praticidade. Encostos traseiros rebatidos formam superfície plana e são fáceis de operar. Sistema simples e prático Honda.

Confira o nosso vídeo sobre o HR-V 2019

Como anda o SUV da Honda

Motor do HR-V é 1.8 de aspiração natural que forma par com câmbio CVT com sete marchas marcadas. Curiosamente, o motor tem 1 cv a mais com gasolina e torque mais elevado com álcool. Marchas podem ser trocadas manualmente por meio de aletas no volante. No modo S, as trocas se dão em rotações mais altas.

O Honda HR-V tem desempenho mediano, principalmente no kick-down – quando se pressiona totalmente o acelerador -, em ultrapassagem. Acelerações são mais rápidas. Conjunto é ruidoso em alta rotação. A tocada é bem familiar, mas o carro não é lerdo. Longe disso. Peso na direção varia conforme aumento da velocidade e diâmetro de giro grande (11,4 metros) requer mais manobras em espaço menor.

Motor 1.8 do Honda HR-V 2019

Suspensão firme transmite um pouco as imperfeições do piso remendado para o interior, mas gera menos ruídos em piso áspero. Carroceria tem inclinação moderada sem incitar arroubos ao volante apesar dos controles de estabilidade e tração atuarem no limite da aderência.

Assistente de partida em rampa evita de o carro recuar na subida. Grande altura do solo e bons ângulos de ataque e saída facilitam condução em caminhos ruins na terra e no asfalto. Bons freios, a disco nos dois eixos. Limpadores de parabrisa eficientes. Faróis iluminam bem no baixo e no alto.

Segurança é elevada no HR-V com nota máxima obtida no teste de impacto do Latin NCAP. Há seis airbags e cintos de três pontos e apoios de cabeça em todos os assentos. Versão EXL tem muitos equipamentos de série: ar digital, controles de tração/estabilidade e assistente de partida em rampa, seis airbags, rodas aro 17, sistema multimídia, entre outros. Preço sugerido é de R$ 108,5 mil.

Ficha técnica

HR-V EXL CVT R$ 108,5 mil
Motor de quatro cilindros em linha, 1.799 cm³ de cilindrada, 16 válvulas, de 139 cv (álcool) de potência máxima a 6.300 rpm e 140 cv (gasolina) de potência máxima a 6.500 rpm e torques máximos de 17,5 kgfm (álcool) a 5.000 rpm e 17,3 kgfm (gasolina) a 4.800 rpm
Transmissão tração dianteira e câmbio CVT
Direção tipo pinhão e cremalheira com assistência elétrica; diâmetro de giro, 11,4 metros
Freios disco ventilado na dianteira, e sólido na traseira; ESP (controle de estabilidade), TC (controle de tração) e HSA (assistente de partida em rampa)
Suspensão dianteira, independente, do tipo McPherson, barra estabilizadora; traseira, eixo de torção; altura do solo, 20,7 centímetros/ângulos de ataque/saída (graus), 20,1/29,7
Rodas/pneus 7×17”de liga leve /215/55R17
Peso 1.276 kg
Carga útil 464 kg
Dimensões (metro) comprimento, 4,29; largura, 1,77; altura, 1,59; distância entre-eixos, 2,61
Porta-malas 431 litros
Tanque 51 litros
Consumo (km/l) urbano, 7,7 (etanol) e 11 (gasolina); estrada, 8,6 (e) e 12,3 (g)

Fotos Alexandre Carneiro | AutoPapo

1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Alexandre 17 de maio de 2019

Acho esse carro muito show. Ainda vou ter um desse

Avatar
Deixe um comentário