[Avaliação] Renault Logan Iconic: contradições de um sedã

Elevação da altura em relação ao solo piorou a estabilidade e o conforto de marcha, enquanto o casamento do motor com o câmbio CVT não é o ideal

Por Paulo Eduardo 20/04/20 às 10h30

Renault Logan 2020 perde a excelente calibragem da suspensão por que teve a altura do solo elevada para caber a caixa CVT. A suspensão do sedã de baixo custo sempre foi um dos destaques juntamente com o espaço para três adultos no banco traseiro e o porta-malas de 510 litros de capacidade. A calibragem da suspensão do Logan sempre agradou pela estabilidade e conforto. Agora, nem um nem outro.

VEJA TAMBÉM:

O carro tem ótima altura do solo para trafegar em caminhos ruins com curso ampliado da suspensão, mas transfere muito as imperfeições para dentro e não contorna curva como antes, pois a carroceria rola bastante. Comportamento dinâmico comprometido. Retrovisor do motorista vibra no piso ondulado.

renault logan iconic 1.6 cvt 2020 frente
Grande novidade da linha 2020 do Renault Logan, câmbio automático veio acompanhado de elevação na altura da suspensão

Além do câmbio CVT, o Renault Logan 2020 passa a ser equipado com controles de estabilidade/tração e assistente de partida em rampa na linha 2020, além de airbags laterais e luz em LED em torno dos faróis, que iluminam bem, e a grade cromada identidade mundial da marca. Ao abrir o capô, duas surpresas: sustentação por mola a gás, ausente até em modelos de categoria superior, e o tanquinho de partida a frio já em extinção.

Direção é ponto a ser melhorado

Contradições continuam com assistência eletro-hidráulica da direção, enquanto o Kwid, modelo de menor preço da marca no país, tem assistência elétrica. Outro detalhe importante é a iluminação dos interruptores dos vidros elétricos ausentes em modelos mais caros de outras marcas. E em todas as portas é do tipo um toque para subir e descer.

Confira a galeria de fotos do Renault Logan 2020 1.6 CVT Iconic:

Direção pesada em manobra e anestesiada em alta. Não se sente absolutamente nada. Coluna de direção regulável apenas em altura. Volante tem boa pega, revestido em material rugoso evita deslize acidental, e tem somente comandos do controle de velocidade para o bem da ótima ergonomia com a maioria dos comandos ao alcance das mãos.

Espaço ainda é grande virtude do sedã

Acesso fácil ao banco traseiro sem precisar abaixar. Espaço suficiente para ombro, cabeça e perna de três adultos. Coisa rara em modelos de maior distância entre-eixos. Visibilidade boa, mas retrovisores planos limitam campo de visão.

renault logan iconic 1.6 cvt 2020 banco traseiro
Forração dos bancos em material sintético antitranspirante exige uso do ar-condicionado

Sistema multimídia completo inclui navegação (GPS) de série e é compatível com Android Auto e Apple Car Play. Porta-luz e porta-malas com luz. Banco do motorista com regulagem de altura, mas comprimento limitado do assento não apoia totalmente as pernas. Forração em material sintético antitranspirante exige climatização, que é eletrônica com regulagem de temperatura.

Motor 1.6 de alumínio da Nissan usa corrente em vez de correia dentada, que facilita manutenção. Casamento com câmbio CVT não é união ideal. Ocorre característica patinação na arrancada, com ligeiro retardo para o carro entrar em movimento.

renault logan iconic 1.6 cvt 2020 motor
Motor 1.6 de origem Nissan desenvolve até 118 cv de potência

O desempenho é regular com dois ocupantes. O motor urra em alta rotação. Há seis marchas virtuais marcadas que podem ser trocadas por meio da alavanca. Útil nas descidas como freio motor. Freios eficientes em simulação de emergência. O ABS pode entrar rapidamente em ação em marcha à ré. Limpadores eficientes assim como o lavador do para-brisa.

Preço do Renault Logan Iconic 2020

Versão avaliada Iconic é a topo de linha e preço sugerido é de R$ 72.090. Pintura metálica é opcional único. Garantia é de três anos ou 100 mil quilômetros.

renault logan iconic 1.6 cvt 2020 tras
Reestilização não alterou a traseira do sedã
Ficha técnica Renault Logan Iconic 2020
Motor quatro cilindros em linha, 1.597 cm³, 16 válvulas, flex
Potência 118 cv (álcool)/ 115 cv (gasolina) a 5.500 rpm
Torque 16 kgfm (tanto com álcool quanto com gasolina) a 4.000 rpm
Transmissão tração dianteira e câmbio CVT de seis marchas simuladas
Direção tipo pinhão e cremalheira com assistência eletro-hidráulica; diâmetro de giro, 10,6 metros
Freios disco ventilado na dianteira e tambor na traseira
Suspensão dianteira, independente, do tipo McPherson; traseira, eixo semirrígido; altura do solo, não divulgado
Rodas/pneus 6,5×16”de liga leve/205/55R16
Peso (kg) 1.160
Carga útil (passageiros + bagagem) 446 kg
Dimensões (metro) comprimento, 4,35; largura, 1,73; altura, 1,57; distância entre-eixos, 2,635
Porta-malas 510 litros
Tanque 50 litros
Desempenho velocidade máxima, 177 km/h (a) / 174 km/h (g); aceleração até 100 km/h, 11,2 segundos (a/g)
Consumo (km/l) urbano, 7,4 (a)/10,9 (g); estrada, 8,5 (a) e 11,9 (g)

Fotos Alexandre Carneiro | AutoPapo

2 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    marcus 20 de abril de 2020

    Utilizando um cambio automático tradicional, como o do Ford Ka ,seria desnecessário aumentar a altura em relação ao solo?

    • Avatar
      Marioda Cruz 23 de abril de 2020

      Mais alto por causa do câmbio???? Bobagem da grossa.

Avatar
Deixe um comentário