Conheça o incrível caminhão Kenworth movido a turbina da Boeing

Protótipo foi desenvolvido nos anos 50, mas diversos problemas técnicos, de desempenho e econômicos inviabilizaram sua produção em série

Por Érico Pimenta 17/05/21 às 20h24
kenworth boeing 4
Modelo em teste pelas rodovias dos EUA (Foto: Kenworth | Divulgação)

Alguns meses atrás, o AutoPapo publicou uma reportagem sobre o Ford “Big Red” caminhão-conceito da marca norte-americana que tinha uma turbinas a gás.

Porém antes de a Ford ter tal ideia, a fabricante de caminhões Kenworth e a fabricante de aviões Boeing desenvolveram um modelo que não ficou só no “conceito”. Vamos entender essa história.

VEJA TAMBÉM:

Com o fim da Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945), a Boeing começou a diversificar em seus serviços e produtos, um esforço pós-guerra que muitas empresas fizeram. Assim, a Boeing começou a produzir um pequeno motor, baseado nos de avião, porém bem menor.

Na verdade a fabricante de aviões já tinha alguns projetos encomendados pela Marinha registrados em 1943, e após diversos modelos, em 1950 ela juntamente com a Kenworth, no qual ela já tinha parcerias, testaram o primeiro motor.

O motor, uma turbina a gás, gerava 175 cavalos, pesava apenas 90,7 kg contra as 1,2 tonelada do motor convencional a diesel. Outra vantagem é que ele ocupava apenas 13% do volume total do motor a diesel.

Para realizar os testes, o Kenworth movido a turbina realizou uma viagem do Canadá ao México. Depois, ele realizou mais algumas viagens, porém fazendo um percurso das cidades de Seattle, no estado de Washington, até Los Angeles, na Califórnia. Aí começaram alguns problemas.

De acordo com o que se conhece hoje, o Kenworth não tinha torque e sua aceleração era baixa. Além disso, a embreagem sofria bastante com o motor. Outro problema é que o caminhão a turbina era bem lento: quando comparado a um modelo com motor diesel, ele demorava entre 4 a 5 horas a mais para percorrer o mesmo trecho.

Por mais que, naquela época, não houvesse uma preocupação grande com o meio ambiente, a alta quantidade de gases que Kenworth a turbina produzia também prejudicou o projeto e como o último prego no caixão, o alto consumo de combustível, que era de 0,4 km/l.

Se por um lado a Kenworth desistiu da ideia de ter um caminhão com a turbina a gás, a Boeing não desistiu da ideia e chegou até mesmo a desenvolver com a American-LaFrance, empresa especializada na construção de caminhões de combate a incêndios, um modelo equipado com a turbina a gás.

american lafrance
Modelo da American LaFrance era um 1961 série 900

Ao todo três caminhões foram construídos e enviados para o trabalho do dia-a-dia, mas, com o tempo, outros problemas foram surgindo, entre eles o alto custo da manutenção. Para qualquer problema, era necessário solicitar um mecânico da Boeing, que teria que voar até o caminhão, tornano o custo da manutenção proibitivo. Por fim, a turbina a gás foi trocada por um motor a diesel convencional.

Ao longo da história, outras montadoras de caminhão tentaram usar as turbinas a gás no lugar dos motores a diesel como por exemplo o Chevrolet Turbo Titan III, Ford WT-1000D, Leyland Gas Turbine e até mesmo a montadora da Russia krAZ já tentou um modelo do tipo porém nenhum deles vingou.

SOBRE
27 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Nixon 24 de maio de 2021

Ótima materia

Avatar
Reginaldo Renzon 24 de maio de 2021

Então porque nenhum engenheiro pensou ainda em usar uma turbina como uma forma de gerar energia para motores elétricos?

Avatar
Daniel Magnani 25 de maio de 2021

Existem geradores que utilizam turbinas a gás e são largamente utilizadas. Existem até sistemas que são denominados de “ciclos combinado” que aproveitam os gases de escapamento para aquecer água em caldeiras e gerar mais energia através do vapor.

Avatar
Francisco Silveira 23 de maio de 2021

Já houve na Fórmula Indy e também na Fórmula 1, carros movidos á turbina. Na Indy, se não me falha a memória, é fabricado pelos irmãos Grannatelly e, na Fórmula 1 foi fabricado pelo genial Colin Chapman.

Avatar
Rogério 22 de maio de 2021

Turbina de Boeing nas carretas se da pela quantidade de radares com preços absurdos ,quando chegarem nos radares é só decolar.

Avatar
JAACSON NOVAES DE SOUZA 25 de maio de 2021

Kkkkk boa

Avatar
Sérgio Thürler 22 de maio de 2021

O desenvolvimento das turbinas tem por ecencia auxiliar a ingecao ou a sucção de oxigênio nós cilindros.
Foi projetada em linha automotiva para auxiliar o rendimento de potência.
Na aerovicão é outros princípios.

Avatar
Saulo 22 de maio de 2021

Amigo, você está confundindo turbina de avião, que é usada até hoje, com turbo de carro.

Avatar
Vinícius 24 de maio de 2021

Turbina de avião kkkk
Turbina é apenas um dos vários componentes de um motor turbo fan por exemplo!

Avatar
Juan Coffi 22 de maio de 2021

turbina não é motor, é apenas uma turbina sem capacidade de mover nada. o que os aviões tem é motor a reação. E a boeing fabrica aviões, não motores. É que nem chamar um carro turbo de turbina.

Avatar
Rod 22 de maio de 2021

Motor turbo jato ê a forma certa. Esses motores só são bons voando, em terra eles não são viáveis devido ao alto consumo e poluição gerada com desempenho abaixo do que se imagina. Já nos céus, o motor convencional não é viável por conta de desempenho fraco e consumo elevado, antigamente os motores à combustão eram usados até darem lugar aos turboelices, mais eficientes

Avatar
Jamal Spancer 22 de maio de 2021

Turbina? Da Boeing?

Avatar
Viviane grillo 22 de maio de 2021

Maravilhoso essa carreta linda adoro carretas americanas.

Avatar
Juvenal 22 de maio de 2021

Então casa comigo

Avatar
Edilson Ramos de Lima 21 de maio de 2021

Os motores a diesel dificilmente serão substituídos,pois o seu alto torque com a capacidade de consumir pouco combustível “se comparado com o ciclo Otto ou uma turbina dessas” são a forma mais eficaz nos caminhões extra pesados.
Matéria incrivelmente interessante,nunca pensei que coisas assim tivessem sido testadas! Abraços!

Avatar
Jon Zorzi 19 de maio de 2021

Tinha uma caminhonete nesse período contemporâneo a este veículo picape Plymouth 1939, em que foi feita com motor de avião circular com cabeçotes arrefecido a ar de hélice, mas parece muito com o modelo deste caminhão acho que foi num período em que isso começou a se popularizar a ideia de motores de aviação em veículos terrestres, mas não tenho certeza, grande matéria esse canal do auto papo é muito bom parabéns pelo trabalho.

Avatar
Bruno Gusmão 19 de maio de 2021

Motores a turbina funcionam com literalmente qualquer coisa que queime

Avatar
Zezinho 19 de maio de 2021

temos um Sherlock Holmes aqui

Avatar
Luiz Gustavo Alves 19 de maio de 2021

Boa matéria, mas o termo correto e motor.

Avatar
Eng° João Leão Lyrio 19 de maio de 2021

“em um motor maior que 1.0 de três cilindros, a inércia geraria grande desbalanceamento e a necessidade de ter eixo contra-rotativo e coxins do motor mais sofisticados”. . .
diz o Diretor Técnico da FIAT, donde se conclui q 3 cilindros é só prá motor de 2 Tempos, como sempre se soube !

… confere Bóris Feldman ! ?

Avatar
ALVARO CONTI 19 de maio de 2021

Na década de 70 a Chlysler desenvolveu o carro de combate M-1 Abrams movido por turbina a gás aeroderivada . Esse tanque ainda hoje é o principal do Exército americano

Avatar
Wagner 18 de maio de 2021

O projeto foi utilizado para cinema de Hollywood , apenas para isto .

Avatar
Fernando Margonato 18 de maio de 2021

Muito legal.

Avatar
Jonny Q. 18 de maio de 2021

Ué o tempo passou, e nem naquela época testaram o mesmo motor, porém com combustível? Turbina de avião usa querosene de aviação, e ninguém de todas k testaram ou inventaram o projeto é protótipo testaram com combustível líquido? Ficaram só no gás? Estranho em.

Avatar
Jonny Q. 18 de maio de 2021

Hélio o tempo passou, e nem naquela época testaram o mesmo motor, porém com combustível? Turbina de avião usa querosene de aviação, e ninguém de todas k testaram ou inventaram o projeto é protótipo testaram com combustível líquido? Ficaram só no gás? Estranho em.

Avatar
Nanael Soubaim 18 de maio de 2021

Se fosse turboeléctrico como as locomotivas, talvez tivesse obtido êxito.

Avatar
José Domingos dos Santos 18 de maio de 2021

Hoje a tecnologia é bem melhor pois naquele tempo dava muoto dor de cabeça para os motoristas

Avatar
Deixe um comentário