Carro a diesel em 2021? Tem deputado no mundo da lua!

Kim Kataguiri apresentou duas emendas à MP 1063 que trata sobre combustíveis... Mas ele está, pelo menos, 20 anos atrasado

Por Boris Feldman 19/08/21 às 17h14
bocal abastecimento tanque motor carro a diesel shutterstock 657224752
Combustível está em decadência na Europa (Foto: Shutterstock)

O deputado federal Kim Kataguiri  (DEM-SP) deve estar no mundo da lua. Ele informa ter apresentado duas emendas à MP 1063, a que trata dos combustíveis. Assista ao vídeo e entenda o caso!

Na primeira, ele sugere permitir nos postos a bomba de auto atendimento (“self-service”) que já existe em todo o mundo. Barateia o combustível pois não exige o frentista. Já se tentou o mesmo no passado, mas sem sucesso, pois a ameaça de desemprego falou mais alto. Hoje são cerca de 40 mil postos com 500 mil trabalhadores. A maioria, de frentistas. Emenda tecnicamente correta, socialmente um desastre. Principalmente em tempos de desemprego nas alturas.

VEJA TAMBÉM:

A segunda emenda é surrealista e o deputado Kataguiri devia estar no mundo da lua ao redigi-la, pois propõe a permissão dos motores diesel em carros de passeio.

Ele está pelo menos 20 anos atrasado, pois talvez não saiba que a proibição existe desde 1976, quando faltavam dólares e diesel no país. Para reduzir sua importação, ele foi permitido apenas em veículos pesados, máquinas agrícolas e jipes. Claro que já foi desvirtuada e as importadoras de veículos “dobraram” o Denatran para aprovar – ilegalmente – o diesel em luxuosos SUVs que não se enquadram na classificação de jipe.

Diesel em decadência

O deputado Kataguiri ignora que, nestes 45 anos, muita coisa mudou. A emenda faria sentido 20 a 25 anos atrás, quando os carros a diesel chegaram a representar mais de 50% das vendas no mercado europeu. Hoje estão em plena decadência e os primeiros a serem proibidos em diversas capitais europeias.

Com sofisticado avanço tecnológico, os motores a gasolina já se aproximam do diesel em termos de eficiência. Além de serem muito mais limpos sob o aspecto de emissões.

Toda a engenharia automobilística mundial está voltada hoje para maior eficiência e menor poluição atmosférica dos veículos. E o combustível fóssil está no topo da lista dos inimigos do meio ambiente.

Nem vale a pena defender o carro elétrico pois ele ainda é uma realidade relativamente distante no Brasil. Mas o deputado Kim Kataguiri poderia pelo menos se familiarizar com a evolução do etanol, um combustível mais limpo que a gasolina, já presente em todos os postos do país, que reduz nossos índices de poluição, poderá definir novos rumos em nossa matriz energética e alinhar o Brasil com a evolução tecnológica mundial dos biocombustíveis.

Nissan e Volkswagen já desenvolvem aqui projetos para aumentar a presença do etanol nos tanques de veículos leves e até os pesados, em substituição ao diesel.

Mas eliminar o combustível fóssil, diesel entre eles, não deve ser preocupação de ninguém na lua, onde certamente o deputado Kim Kataguiri deve estar passando uma temporada.

SOBRE
22 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Aldemir 24 de agosto de 2021

Eu ia comentar o quão tendenciosa e absurda é a matéria, Inclusive claramente deformando e deturpando a real proposta, mas muitos aqui já fizeram. Cai aqui por uma indicação do google ótimo para marcar como “não relevante”

Avatar
Jornal meia boca Repórter Lixo 24 de agosto de 2021

Média da gasolina em 7 reais em vários estados brasileiros e o cara fala que colocar um projeto, que já deveria ter sido colocado faz tempo, não faz sentido algum, será que esses redatores e jornalista dessa página automotiva entendem mesmo sobre carro??

Avatar
Abner 22 de agosto de 2021

Quem vive no mundo da lua é quem defende o atraso e o protecionismo, como você Boris.

Avatar
Marcos 20 de agosto de 2021

“motores a gasolina se aproximam do diesel em eficiência”, acho que quem vive no mundo da lua é você, Boris. Tem Fiesta 1.6 a diesel batendo recorde de consumo fazendo 46km/l. O mesmo carro com motor a gasolina sofre pra fazer 12-13 na estrada. Nova leva de motores 1.0 turbo fazem na melhor das hipóteses 16-17km/l. Eu tenho um Fusion híbrido e ele faz 20.
Bom mesmo é andar de 1.0 no álcool fazendo 8 na cidade e contando moedinha pra instalar kit gás no Kwid.

Avatar
Marcos 20 de agosto de 2021

E complementando o meu comentário, um Fiesta 1.6 a diesel tem a mesma emissão de CO2 que um Prius híbrido, 94g/km. Ou seja, o teu argumento de eficiência vai pro ralo. Não é de hoje que você escreve groselha Boris, tá na hora de se aposentar e deixar de falar besteira influenciando as pessoas com a sua opinião.

Avatar
Roberto 21 de agosto de 2021

E sobre os frentistas..95 petcento dos postos em europa são sem frentistas.
Medo de filas sem frentistas?
Contrário! Não tem nenhuma fila porque vai tudo muito rápido.
Esse jornalista talvez quer também tirar o computador e os robôs que na verdade são construindo carros novos.
Tirar robôs com certeza vai dar muito emprego.
E o carro fica bem mais caro claro igual gasolina.
Si não faz diferença porque em europa e tudo automatizada?
Poupar empregos para voltar em o tempo significa que vc está freiando novo invenções e novo tecnologia que já existe em por exemplo supermercado.
Um bom exemplo para dar emprego a todo mundo para esse jornalista e Coreia de norte, cada porta 2 pessoas para abrir !
Não tem desemprego.
O empresário que tem o risco de investir ,e ele que decide aí vai ser interessante para a empresa demitir frentistas.
Não alguém com ideias atrasados bloqueando qualquer evolução ou invenção.

Avatar
Roberto 21 de agosto de 2021

Sou europeu ,andei minha vida inteira de carro de diesel.
Última geração de diesel e limpíssimo.
1 litro da 24 kilometros bom Mercedes pesado .
Declínio ? Sim ,mas não porque o diesel e ruim.
Só porque as ambientalistas temmo diesel decalco com narrativa .
Carro electrico para produzir e um ataque por meio ambiente e os baterias são um ataque para a natureza e abastecer electricidade verde não existe porque no máximo 5 petcento e energia limpo.
O resto e central de gaz ou carbon ou nuclear.
Então carro electrico e limpo?
Nada disso , o central de gaz ou pior, biomassa queimando florestas .
Esse jornalista está mal informado e não tem nenhuma noção da realidade em europa e outro parte do mundo

Avatar
Aldemir 24 de agosto de 2021

Exato! De nada adianta carro elétrico se a produção de eletricidade e de baterias é poluente. Devemos sim incentivar o etanol e o biodiesel, estes sim alternativas renováveis e de menor impacto ambiental

Avatar
João Victor Lima de Souza 3 de setembro de 2021

Temos que olhar a demanda também. Hoje o disel é mais barato, sim é verdade, mas se passarmos a utilizar carros com esse combustível, possa ser que a demanda aumente a ponto de encarecer o combustível também, o que prejudicaria o setor caminhoneiro. Além disso, com o preço alto do dólar, ninguém está comprando carros novos. É uma ideia de giríco achar que aprovar essa lei ajudaria em alguma coisa. Para substituir uma frota inteira de veículos, demoraríamos décadas. E como o Jornalista disso, hoje o mundo está indo para um caminho mais ecológico, então essas décadas nunca existiriam, já que o fim de veículos a combustão está próximo.

Avatar
jornaleco falido 20 de agosto de 2021

Sim talvez seja melhor proibir a permitir a entrada de carros a diesel e a maior quantidade de versões de veículos para o público escolher. Parem de querer da opinião e de só a notícia, só falam besteira. Tá atrasado sim, mas antes tarde do que nunca.

Avatar
José Eduardo 20 de agosto de 2021

Muito lobby jornalístico para usinas alcooeiras, repetidas vezes em diferentes matérias. Desemprego não justifica a critica de postos de autoatendimento. É a velha visão rasa de que deve-se preservar um trabalho arcaico para preservar o cargo.
Enfim, a matéria não acertou um argumento. Talvez só a sugestão de que Kim é um bola fora também.

Avatar
Diego 20 de agosto de 2021

Achei o comentário do Boris perfeito. Os motores a diesel já não trazem mais benefícios como antigamente. Motores movidos a gasolina ou etanol que são turbinados conseguem maior potência com consumo semelhante (no caso da gasolina). Sem contar que são muito mais baratos e a compensação do valor equipamento pelo consumo jamais iria ser alcançado. Os motores diesel, como conhecemos, estão sendo extintos no mundo todo. E o mal ao meio ambiente, que talvez seja o mais importante. Ainda, com algum desenvolvimento, motores a etanol podem ser muito mais eficientes. Por fim, o etanol pode ser produzido não só da cana de açúcar, mas também de alguns grãos e sementes, o que viabiliza a diversificação e o fortalecimento da indústria nacional. Quanto aos frentistas, a diminuição do valor do combustível na bomba seria muito pequena, coisa entre cinco e dez centavos. Não baixaria dois reais como seria o desejado. Esse movimento precisa ser feito aos poucos, pois o próprio país não teria como arcar, a curto prazo, com esse déficit de empregos. Pelo menos não neste momento.

Avatar
Jobe canalli 19 de agosto de 2021

Privilegiar 500 mil frentistas em detrimento de 220 milhões de habitantes, vc só pode ser um acéfalo.

Avatar
Omega 20 de agosto de 2021

Não sou frentista, mas penso que a questão social deve ser levada a sério.
Se considerarmos quatro pessoas por família, esses 500 mil frentistas alimentam 2 milhões de bocas.
O país tem 14,8 milhões de desempregados, o que representa 14,7% da população economicamente ativa. É muito e preocupante.
Essa questão até pode ser posta em prática algum dia, mas não agora.
A fome dói e muito!

Avatar
Rafael 20 de agosto de 2021

Mas nessa visão sua também, só tem pessimismo, você acha que todos os postos vão demitir todos seus frentistas? Meu amigo, nem todos lugares se aplica, tem posto com fila porque os frentistas não dão conta de atender, imagina tendo pelo menos 4 bombas autoatendimento como ajudaria.

Avatar
carlos 28 de agosto de 2021

pois e, cada louco com suas loucuras. o cara como todo bom socialista tem que defender o privilegio de alguns poucos para se passar de bonzimho. entao voltemos a colheita de graos, corte de cana, trabaho na engenharia civil…. todos aos moldes bracais e vamos resolver o desemprego do país. tornando tudo mais ineficiente e caro! vai procurar o qie fazer redator safado.

Avatar
João Victor Lima de Souza 3 de setembro de 2021

kkkkkkkkk. O acéfalo é você. Em nenhum país sério algum político colocaria 500 mil pessoas em desemprego de uma hora para outra. Você está maluco! Imagina só, desses 220 milhões, metade podem estar no mercado de trabalho, 100 mi; e hoje desse valor, temos 15 mi desempregados. Sua ideia é aumentar ainda mais o número de desempregados?

Avatar
Rafael 19 de agosto de 2021

E a quantos anos o Brasil está atrasado? Pelo menos 30 anos, ao menos tem alguém tentando fazer alguma coisa, porque proibir carros diesel? Use quem quer, se estiver bem conservado polui menos que vários a gasolina e etanol em péssimas condições. Não é porque não deu certo posto sem frentista que tem que desistir da ideia. Velhas ideias… essas que mantém nosso país atrasado.

Avatar
Omega 20 de agosto de 2021

“Os carros a diesel chegaram a representar mais de 50% das vendas no mercado europeu. Hoje estão em plena decadência e os primeiros a serem proibidos em diversas capitais europeias”.
É só pesquisar e confirmar.
A informação está corretíssima!

Avatar
Reberty SOUSA 19 de agosto de 2021

Por questões maiores penso a gasolina e híbrido ser uma opção mais equilibrada que diesel e etanol.

Diesel pelos motivos já apresentados na matéria.

O etanol, e demais biocombustívei, contribuem negativamente para a ampliação dos preços de alimentos, tendo em vista disputar recursos naturais e financeiros da produção agrícola. Este fenômeno afeta a população mais pobre com redução de acesso ao básico para matar a fome que tanto maltrata parte considerável de nossos compatriotas.

Por esses motivos me posiciono a ir de gasolina. E penso que o governo beneficiaria quem mais precisa ao incentivar a produção de alimentos baratos ao consumidor em detrimento de biocombustível junto ao setor do agronegócio.

E reforço: o deputado citado está vivendo no mundo da Lua ou no mundo mágico de Bob.

Avatar
Sergio 19 de agosto de 2021

Etanol? Aquele renovável que é inviável em 70% do país o ano inteiro? Ah sim, claro.
Gasolina quase tão eficiente quanto Diesel? Então aonde estão os caminhões movidos a esse combustível? Compara consumo da Toro diesel e da Flex (Turbo vs turbo mesmo).

Avatar
Rodolfo 19 de agosto de 2021

A gente vê cada caminhão antigo mal conservado poluído o ar, assim como alguns carros antigos ou até de uns 10 anos de uso também queimando óleo e combustível em excesso parecendo uma Maria Fumaça. Imagine a poluição de veículos leves mal conservados a diesel.
Acho que devia ser mais rigorosa a fiscalização e punição nesse sentido. Uma coisa é carro antigo conservado e com manutenção em ordem e outra é sucata ambulante.
Vendi meu Gol 1990 1.8AP com 242.000km e 29 anos de uso em ótimo estado de funcionamento.

Avatar
Deixe um comentário