Carro chinês: você já tem um e não sabe?

Os carros chineses evoluíram muito nos últimos anos e já são considerados uma opção para o mercado brasileiro até mesmo por montadoras 'tradicionais'

Por Boris Feldman 18/05/20 às 13h41
Fotomontagem sobre um carro feito na China com a lanterna traseira em destaque
Montagem de carro chinês (Montagem: André Almeida | AutoPapo)

Às vezes, a gente, aqui no AutoPapo, recebe perguntas dos mais variados temas. Às vezes, elas são repetitivas, muita gente querendo saber a mesma coisa. Poucas vezes com tanto ibope, como deu o carro chinês. Há quase 10 anos, eles desembarcaram aqui no Brasil.

E qual é a nossa opinião? Sinceramente, o que eu acompanhei foi uma evolução muito grande, muito rápida do carro chinês desde que os primeiros chegaram aqui – cuja qualidade deixava a desejar – até os dias de hoje, onde a qualidade deles teve um avanço significativo.

Na verdade, pouca gente se lembra que os primeiros carros japoneses de 40, 50 anos atrás, tinham qualidade duvidosa e hoje são padrão de qualidade. Depois vieram os coreanos – mesmo problema, mas em 10, 15 anos sua qualidade ficou impecável.E, agora chegou a vez dos chineses, que em um prazo ainda mais rápido, conseguiram dotar seus automóveis de muita qualidade.

Curiosamente, hoje, no Brasil, você está comprando um carro chinês sem sequer imaginar que ele tem a origem na China.Você já parou para pensar que o carro mais vendido hoje no Brasil é o Onix, da Chevrolet? Sabe onde é que foi feito o projeto do Onix? Na China, na subsidiária da General Motors no país asiático.

E esses carros estão fazendo maior sucesso, Caoa Chery? Chinesa!

E sabe qual é o utilitário esportivo que a Ford vai trazer agora, um pouco maior que o EcoSport, o Territory? É produzido pela Ford na China, e, de lá, virá importado para o Brasil. E a marca que tem a maior gama de veículos elétricos no Brasil, a JAC, também importa esses carros da China.

Pode saber que se você estiver em dúvida, consulte a imprensa, consulte seus amigos, pegue um carro na concessionária e dê uma volta. Porque se você estava com o pé atrás, pode dar um passo à frente.

chevrolet onix 2020 hatch visto de frente
Nova geração do Onix foi desenvolvida na China (Foto: Alexandre Carneiro | AutoPapo)
SOBRE
22 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
João 21 de novembro de 2020

Eu saí na frente , comprei um jackelino J3 2012 , em novembro de 2011, sou apaixonado em meu chininha , paguei um preço mais Justo ,o seguro é três vezes mais barato que um vw,tem todos os itens de conforto e segurança que em um Fiat custariam 12 mil á mais na época ,a manutenção com peças originais e similares de boa qualidade e procedência com preços acessíveis ,sendo algunas peças utilizadas em carros da Toyota e Hyundai ,hoje vivemos em um mundo globalizado a Ferrari é da FIAT e ninguém fala mal ,o que precisamos é de uma nova invasão chinesa ,para baixar os impostos e preço dos carros vendidos no Brasil e melhorar a tecnologia .

Parem de comprar carro para desfilar e mostrar para o vizinho, carro foi feito para locomoção e não para se exibir

Avatar
Raul Quintwlla 22 de maio de 2020

Agora mesmo que eu não compro carro chinês!(

Avatar
Paulo 19 de maio de 2020

Parabens Boris. Voce é o cara na matéria de aitomovel. Sinto falta dos seus programas na televisão.

AutoPapo
Boris Feldman 19 de maio de 2020

Obrigado, Paulo

Você conhece nosso canal no YT? Dê uma conferida: lá temos muito conteúdo legal também.

O link está aqui: https://www.youtube.com/autopapo

Abraço

Avatar
Marcio Klitzke 19 de maio de 2020

Saudade de ouvir o bordão na TV domingo de manhã: “Pi-ca-re-ta-gem”!!! O negócio é ouvir os podcasts e vídeos no Youtube.

Avatar
IVAN VASCONCELLOS 18 de maio de 2020

Parabéns Boris!
É preciso que as pessoas comecem a perceber que já não há quase diferença entre os fabricantes e seus veículos, na maior parte da gama de opções. Não vou discutir sobre Lamborghinis, Ferraris, Audis, Mercedes, Porches, Bentleys e outros que realmente criam excepcionalidades.
Carros ditos nacionais são fabricados no México, na Argentina, etc. E quem não pesquisa nem se dá conta e compra como produto nacional, enganados pela marca e pelos “vendedores” de ocasião.
Há um ano tenho um CAOA Chery TIGGO 5x TXS, que é fabricado no Brasil, e não me arrependo nem um pouco. Já tive Fords, Chevrolets, Volkswagens, Fiats e Peugeots e o “Chines” não fica a dever nada a nenhum deles.
Qualquer um que tente negar o conteúdo do seu artigo, ou é empregado de alguma marca “Nacional”, como se alguma delas fosse, ou é totalmente desinformado, ou é mais uma dessas “classes” radicais que tem proliferado ultimamente por estas bandas.

Avatar
Everaldo João Moretto 30 de abril de 2021

Amigo comprei um Caoa Chery Arrizo6 estou adorando o carrinho. Quanto ao Boris ele é um gênio conhece tudo sobre automóveis. Abraços

Avatar
Rodolfo Duarte 18 de maio de 2020

Tudo é fabricado hoje em dia na China… por que será?
Os outros países vão viver do quê?

Avatar
Amarildo rossi papa 21 de maio de 2020

Comida, temos tudo para ser o grande fornecedor de segurança alimentar para o mundo. Somos os melhores nisso sem dúvida.

Avatar
alois 18 de maio de 2020

esse ‘jornalista’ é o maior chapa branca de bh,so publica o que lhe pagam,qdo nao pagam tbem costuma falar mal,nao tem opiniao,tem preço

AutoPapo
Boris Feldman 18 de maio de 2020

A galera está tão desacostumada com a imprensa imparcial, investigativa e crítica, que, quando se desafia as multinacionais e se fala alguma verdade, positiva ou negativa, só pode ser resultado de um conchavo, jabá, cheque ou “regalito”. Se fala mal da GM, foi cheque da Ford. Se critica a Fiat, foi comprado pela VW. Nem remotamente considera a hipótese de jornalistas honestos. Sugiro a esses leitores sarcásticos que continuem lendo e aplaudindo os puxa-sacos da imprensa. É isso que merecem.

Avatar
Fernando 19 de maio de 2020

Pois é, Boris. Isto está virando uma doença, pessoas colocando em dúvida sem qualquer base, sem argumentação razoável e tentar fazer com que os outros corram atrás..

Avatar
zeeee 18 de maio de 2020

Não é porque uns 50 malucos vão se jogar de um prédio que eu irei fazer o mesmo. Ou será que o jornalista recebeu algum regalito para escrever isto?

AutoPapo
Boris Feldman 18 de maio de 2020

A galera está tão desacostumada com a imprensa imparcial, investigativa e crítica, que, quando se desafia as multinacionais e se fala alguma verdade, positiva ou negativa, só pode ser resultado de um conchavo, jabá, cheque ou “regalito”. Se fala mal da GM, foi cheque da Ford. Se critica a Fiat, foi comprado pela VW. Nem remotamente considera a hipótese de jornalistas honestos. Sugiro a esses leitores sarcásticos que continuem lendo e aplaudindo os puxa-sacos da imprensa. É isso que merecem.

Avatar
Paulo 18 de maio de 2020

Eu prefiro comprar carro nacional do que um fabricado na China, pois é sabido que na China ainda existe trabalho escravo não digo nas fábricas de automóveis mas no mercado de trabalho em geral.
Como pode um carro vir de outro Continente de navio e ser mais barato que um produzido aqui?
Impostos? Margem de lucro? Ou seria os benefícios consolidados aos trabalhadores brasileiros que foram cortados dos trabalhadores chineses?
Assim por consideração a vida humana vou sempre optar por um produto que a sua mão de obra não seja escrava ou que o trabalhador tenha os seus direitos garantidos (previdência, licença médica, etc).

Avatar
Joelson Dantas 20 de maio de 2020

Eu sempre leio os comentários do Boris e sempre os acho muito interessantes. Pena que tem muitos otários que não entendem de nada e querem desqualificar o trabalho de um jornalista sério e competente

Avatar
neilton 20 de maio de 2020

concordo em genero, numero e grau

Avatar
Thiago Garcia 21 de maio de 2020

Como pode um carro fabricado em outro continente chegar aqui mais barato que o nacional?
É um conjunto de fatores, de início infraestrutura e eficiência do sistema logístico, energia elétrica barata, ganho de escala, tributação da cadeia produtiva da folha de pagamento e dos lucros e por fim, sim, muito provavelmente os chineses tem menos direitos trabalhistas que nós, mas lá eles tem emprego de sobra, inclusive o salário médio do chinês já é maior que o do brasileiro.
Não demorará muito e os brasileiros ficarão só com os direitos pois os empregos de qualidade estão indo embora.

Avatar
Eduardo 21 de maio de 2020

Os empregos não estão indo embora, já foram. Lembrando que o IPhone é fabricado na China e Huawei (chinesa) já ultrapassou o IPhone em alguns milhões de unidades vendidas do seu smarthphone

Avatar
Amarildo rossi papa 21 de maio de 2020

Amigo, antes de criticar leia a matéria, caoa Cherry e fabricado aqui no Brasil,. Seguindo sua linha de raciocínio é melhor um desses que um Ford importado do México ou GM importado da Argentina.

Avatar
iderval bianco ianuantuoni 12 de junho de 2020

Colega: sou transportador escolar, tenho uma van topic jinbein 19 + 1 ano 2008 , motor toyota 2.2 a gasolina e gnv faço diariamente a media de 150 km em dia letivo .Bom carro para o trabalho a unica queixa que tenho destes são os preços da peças ,más estes já são competitivos com os nacionais e espero que breve possa comprar um Baogum um micro elétrico com autonomia de + ou – 200km por carga fabricado pela GM da China só estou esperando diminuir o preço destes e as taxas de importação . A china já é a maior fabricante de veículos elétricos do mundo. tem a tecnologia mais avançada do mundo em matéria de transporte

Avatar
Everaldo 30 de abril de 2021

E bom você rever seus conceitos, pq a Caoa Chery que produz o Arizzo6 tem 2 fábricas no Brasil.

Avatar
Deixe um comentário