Usar o carro em estradas de terra e calçamento prejudica a suspensão?

Motoristas que transitam com frequência por vias muito irregulares estão mais sujeitos a prejuízos? É possível amenizar o desgaste?

Por Alexandre Carneiro 13/07/21 às 11h18
carro transita sobre calcamento irregular com pocas de agua e submete suspensao a esforcos foto shutterstock
É a suspensão que absorve os impactos das rodas contra o solo (Foto: Shutterstock)

Boa pavimentação não é algo exatamente comum na malha viária brasileira, mas em alguns locais a situação é particularmente delicada. Estradas de terra ou ruas calçadas com pedras irregulares estão incluídas nos trajetos diários de determinados motoristas. Nesses casos, como fica a suspensão do carro? A vida útil dos componentes será menor?

VEJA TAMBÉM:

Para responder a essas perguntas, o AutoPapo consultou Ricardo Dilser, assessor técnico do Grupo Stellantis. A boa nova é que submeter o veículo e esse tipo de trajeto de maneira eventual não costuma gerar desgaste prematuro. Porém, há também uma má notícia: trafegar constantemente com o carro sobre pisos muito irregulares tende, sim, a reduzir a vida útil dos componentes da suspensão.

Dilser explica que circular frequentemente por vias muito malconservadas ou irregulares constitui uso severo da suspensão do carro. Segundo o especialista, é impossível estimar com precisão qual será a redução da vida útil nessas circunstâncias, pois há diversas variáveis entre um caso e outro. Contudo, ele alerta que, em situações extremas, a durabilidade desses componentes do veículo pode cair pela metade:

Em vias muito malconservadas, projeta-se uma redução na vida útil de até duas vezes: ou seja, 100 mil quilômetros em estradas de terra podem corresponder a 200 mil quilômetros no asfalto.”

Além disso, o assessor técnico do Grupo Stellantis acrescenta que testes de durabilidade realizados pelos fabricantes geralmente ocorrem em estradas de terra irregulares, justamente para levar os veículos aos limites da utilização.

Como preservar a suspensão do carro?

Caso seja impossível evitar vias sem pavimentação ou com calçamento irregular nos deslocamentos diários, Dilser dá algumas dicas:

1. Atenção à calibragem dos pneus

Os pneus contribuem para absorver os solavancos causados pelas irregularidades do solo. Se estiverem murchos ou muito cheios, transmitirão mais impactos para as rodas e, consequentemente, para a suspensão do carro, o que pode aumentar o desgaste de componentes como amortecedores, buchas e bandejas. Por isso, o especialista da Stellantis aconselha a sempre manter a calibragem recomendada pelo manual do proprietário.

2. Mantenha o veículo alinhado

Circular de carro com a direção desalinhada sobrecarrega o sistema como um todo. O conjunto começa a receber forças adicionais, que também contribuirão para reduzir a vida útil de outras peças da suspensão. Em estradas de terra ou com pavimentação irregular, tal processo torna-se ainda mais crítico.

3. Não ignore problemas na suspensão do carro

Caso algum dos braços da suspensão estiver empenado, ou se um dos amortecedores ou buchas tiver perdido a ação, o resultado também será a geração de maiores esforços para os outros componentes. Assim, é fundamental manter qualquer carro submetido a uso severo com a manutenção da suspensão em dia. Postergar a troca de uma peça defeituosa acarretará prejuízos maiores.

Você sabe como fazer o teste prático de amortecedor? Pois não confie totalmente nele: assista ao vídeo e entenda!

15 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Anildo Lopes de Almeida 21 de julho de 2021

Eu tenho um Monza ano 92 ele está funcionando perfeitamente quando eu parro desligo ele não liga mas só mi dá sinal que abateria está ligada ok pode ser manda a resposta pra mim

Avatar
yuri 18 de julho de 2021

Acredito que a solução deveria ser igual comprar um celular pela internet, você pagou o imposto, o governo não deu o asfalto, você pode pedir seu dinheiro de volta. Isso resolveria fácil.

Avatar
Jo 18 de julho de 2021

Praticamente todas vias do Brasil são mal conservadas. Uso severo mesmo. Para amenizar o problema é só rodar em velocidades mais baixas. Suspensão é segurança, então deve estar sempre em dia.

Avatar
Reynaldo 15 de julho de 2021

Se vocês vissem o teste de estresse que as montadoras fazem nos carros, não se preocupariam tanto assim com as nossas pistas irregulares. A suspensão hoje é feita para aguentar isso. Antigamente carros viviam com amortecedores e buchas estouradas. Hoje tem gente com amortecedores com mais de 200.000 km e que nunca mexeu na suspensão. o desgaste está na cabeça de quem escreveu isso. Tem coisas bem piores dando mais prejuízos para os seus carros, podem estar certos disso.
Outro ponto, pneus mais murchos absorvem mais os impactos e preservam a suspensão. Eles transmitem menos impacto à suspensão, ao contrário do que foi afirmado aqui. O problema dos pneus murchos é forçar mais o conjunto de direção.

Avatar
Leonardo 15 de julho de 2021

Caramba… que novidade !!! kkkkkk

Avatar
Gustavo Lima 14 de julho de 2021

Por isso que o Fusca e o melhor carro de todos os tempos ! Não tem frescura para andar em estrada de terra ! E se precisar trocar um par de amortecedores custa 100 real !

Avatar
Fernando B 14 de julho de 2021

Pra quem gosta de mer.da, realmente o Fusca é um prato cheio.

Avatar
Jean 20 de julho de 2021

Amigão Gustavo Lima Concordo plenamente e totalmente com você. Por isso que o Fusca é o melhor carro de todos os tempos, lataria duravel e suspensão e claro mesmo depois de uma década continua sendo o grande carro DA Moda !!!!

Avatar
Comentarista 13 de julho de 2021

Hoje em dia não vale a pena ter carro com esses preços altos. Ainda tem mais as despesas com combustível, Seguro, IPVA licenciamento, manutenção, multas, depreciação do carro, juros do financiamento etc etc etc…

Se botar tudo na ponta do lápis com toda a dinheirama gasta pra ter e manter um carro, dá pra andar de Uber durante décadas e sem estresse e preocupação. E ainda melhora a qualidade do ar com menos carro no trânsito… diminui o aquecimento global, etc etc etc…

Avatar
Braulio 15 de julho de 2021

Mas você lembra que para o Uber trabalhar ele precisa ter um carro, certo? E que, além de manter o carro, tem que tirar o sustento dele de lá…

Avatar
yuri 18 de julho de 2021

Quero ver ir buscar a garota moderninha de hoje que é pró meio ambiente de Uber e não de Audi A4… não vai dar muito certo.

Avatar
Bárbara 13 de julho de 2021

Muito esclarecedor! Quem vive em cidade histórica, como eu, deve estar particularmente atento.

Avatar
Andre Rocha 13 de julho de 2021

Viajo sempre para São Lourenço (MG). Até hoje não entendi o porquê de a prefeitura não nivelar e asfaltar a cidade. As ruas da cidade são de paralelepípedo, com um trânsito muito grande de veículos! Pior, fico com pena dos cavalos nos passeios de charrete oferecidos no local. Fico imaginando o quanto esses animais sofrem, torcendo constantemente as patas naquelas ruas tão irregulares. Andar a qualquer velocidade é uma tortura ali!

Avatar
Paulinho Gomes 14 de julho de 2021

Ótimo conentário, tinham que colocar os donos destes cavalos para puxar as corroças.

Avatar
Rodrigo Carvalho Viana 13 de julho de 2021

Esqueceram de mais um detalhe…

Ao tráfego constantemente em pisos irregulares, alguns carros vão sofrer com o acabamento interno, virando uma verdadeira batedeira ou escola de samba…

Avatar
Deixe um comentário