Carro PcD: o que é preciso para que o teto do ICMS aumente?

Por enquanto, apenas o Confaz pode mudar o teto do imposto estadual, mas decisão depende de unanimidade de todos os integrantes

adesivo de pessoa com deficiência pcd em para-brisa de carro
Teto para desconto do ICMS no carro PcD continua de R$ 70 mil (Foto: Shutterstock)
Por Alessandro Fernandes
10 de setembro de 2021 17:41

O mercado de carro PcD está aos poucos renascendo das cinzas. Após a limitação imposta pelo Governo Federal através da MP 1034 em 1º de março deste ano, igualando o limite de isenção de IPI ao defasado limite de isenção de ICMS, que ainda está fixada em R$ 70 mil, as opções de veículos elegíveis ao benefício foram diminuindo, diminuindo, até chegar a zero.

Entramos no mês de julho opções de veículos automáticos disponíveis no mercado nacional abaixo do teto das duas isenções, tornando assim, inócuo o benefício, deixando milhares de pessoas sem alternativa para garantir seu direito de ir e vir.

VEJA TAMBÉM:

Felizmente, no dia 14 de julho foi sancionada a Lei 14.183, derivada da MP 1034, com a alteração proposta pela Câmara dos Deputados no valor do teto para isenção de IPI de carro PcD de R$ 70 mil para R$ 140 mil, e no prazo para nova isenção, de quatro para três anos.

Isto deu um suspiro para o mercado, e as montadoras puderam voltar a oferecer modelos com isenção de IPI. Porém, o percentual que este imposto representa dentro do preço total do veículo não é dos maiores.

Desconto médio no carro PcD

Em modelos com motor de 1.0 a 2.0, o imposto é de 11%, e o desconto que isto representa ao se retirar o imposto é de 9,91%. E em modelos com motor 1.0, o imposto é de 7% e o desconto no preço do veículo é de apenas 6,54% ao se isentar o mesmo. E sabemos que a cada mês novos modelos adotam esta motorização, e também que veículos comprados nesta modalidade, chamada venda direta, não estão sujeitos a negociação por ser um negócio direto entre a montadora e o cliente.

A solução, portanto, foram os bônus de fábrica, descontos adicionais oferecidos pelas montadoras para compras realizadas por pessoas com deficiência. Em alguns modelos o bônus ultrapassa os 10% e, somado à isenção de IPI, chegam a mais de 20%, tornando-os bem atraentes.

Porém, não devemos nos esquecer de que modelos comprados com isenção de IPI apenas não tem também a isenção de IPVA, que representa 4% do valor do veículo na maioria dos estados, e vai culminar numa despesa significativa todo ano.

novo chevrolet tracker 2021 cambio marchas automatico manopla
Não há mais carros automáticos por menos de R$ 70 mil (Foto: Chevrolet | Divulgação)

Como o teto pode mudar?

No momento, estamos na esperança de que o teto para isenção de ICMS de carro PcD também suba, de preferência para os mesmos R$ 140 mil do atual limite para isenção de IPI, e que o prazo para solicitar nova isenção se reduza dos quatro anos atuais para três anos, também na esteira das regras do IPI. Mas o que é preciso para que isto aconteça?

A lei que regulamenta a isenção de ICMS é o Convênio 38/12, que foi alterado recentemente pelo Convênio 59/20. Este último fez alterações no grau de deficiências que têm direito à isenção, na responsabilização dos peritos nos casos de fraude e no modelo de laudo médico que deverá ser seguido. Estas alterações entraram em vigor no início de 2021. Porém não foi alterado o valor do teto nem o prazo para nova isenção.

Confaz decide desconto no ICMS

Para que isto aconteça, é preciso que o Confaz – Conselho Nacional de Política Fazendária – em reunião com todos os seus membros, que são o Ministro da Economia e os Secretários de Fazenda de todos os estados e do Distrito Federal, coloquem em pauta e decidam por unanimidade o aumento do teto.

Portanto, todos os 26 estados mais o Distrito Federal, sem exceção, devem votar sim para o aumento. E num país grande e diverso como o Brasil, cada estado vive uma realidade e tem uma situação econômica diferente. Ainda mais por estarmos vivendo uma pandemia, em que muitas empresas fecharam e a arrecadação diminuiu. Neste contexto, a chance de alcançar a unanimidade é muito pequena. Basta um estado contrário para que tudo continue como está.

Unanimidade pode cair

Porém, há uma esperança. O Projeto de Lei Complementar 86/2019, de autoria do Deputado Hugo Leal, altera a forma de o Confaz deliberar, extinguindo as decisões por unanimidade, que existe neste órgão desde 1975, e implantando a maioria simples dos representantes das Unidades da Federação, para que as decisões possam ser tomadas por 50% dos votos mais um.

Um sistema que já existe em praticamente todas as casas legislativas do país. Voto por unanimidade é um sistema retrógrado e injusto, muito bem definido por Nelson Rodrigues: “toda unanimidade é burra”.

O PLP 86/2019 está em fase final de tramitação, já passou por duas comissões na Câmara dos Deputados e está na última, a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC), presidida pela Deputada Bia Kicis. Ele chegou lá em 16/06/21 e ainda não foi votado.

Assim que for, será submetido ao Plenário da Câmara, e se aprovado seguirá para apreciação pelo Senado Federal, e em seguida irá para o Presidente da República sancionar ou vetar. Ainda há um longo caminho, e esperamos que chegue ao seu final ainda neste ano.

Também falo deste assunto no vídeo abaixo:

E o que nós podemos fazer?

Há algum tempo, não tínhamos muitas ferramentas para pressionar os políticos ou secretários de governo – ficávamos restritos a manifestações populares, ligações ou cartas enviadas diretamente a eles.

Hoje, em especial em tempos de pandemia em que manifestações estão fora de cogitação, temos uma grande ferramenta à nossa disposição que são as redes sociais. Facebook, Instagram, e-mails, mensagens em grupos, tudo isto ajuda externar nossas necessidades, e sermos ouvidos, ou pelo menos notados.

E temos também os abaixo assinados, que podem ser direcionados aos tomadores de decisão, que, se tiverem um número significativo de assinaturas, mostram sua relevância e importância para a sociedade.

Por meio das redes sociais, podemos enviar mensagens aos deputados que compõe o CCJC para que votem logo o PLP 86/2019, podemos enviar mensagens aos governadores e secretários de Fazenda para que votem favoravelmente ao aumento do teto para isenções.

Abaixo-assinado

Podemos também assinar o abaixo-assinado “Pelo Aumento do Teto para Isenção de ICMS por Pessoa com Deficiência” que está circulando na Internet e já conta com mais de 17 mil assinaturas – basta clicar neste link.

E podemos entrar em contato com deputados, senadores, prefeitos e vereadores, enfim, qualquer político que tenhamos mais proximidade, para que apoie o aumento do teto. Haverá uma reunião do Confaz em primeiro de outubro e, quanto mais gente se manifestar, maior a chance que seja pautado o aumento nesta próxima reunião.

Se cada um fizer sua parte, se cada um tomar uma atitude, seremos ouvidos e teremos de volta o direito de adquirir veículos com isenção do imposto estadual. E seremos uma sociedade mais justa e inclusiva, que permite às pessoas com deficiência comprar um veículo confiável e que atende suas necessidades – e poder exercer seu direito de ir e vir com dignidade.

SOBRE
18 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Ivaldo da Cunha 12 de outubro de 2021

Todas as pessoas PCD estão com vergonha desses governantes miseráveis.

Avatar
Rubens Henrique Teixeira 11 de outubro de 2021

Numa visão de leigo, fica claro que o limite não poderia ser fico em 70.000 já que o mesmo modelo sobe de preço.por outro lado se o federal passou para 140.000, fica lógico o estadual deveria acompanhar.

Avatar
Maria Gorete Santos 8 de outubro de 2021

Eu não sou uma fraude. Nós não somos uma fraude. Corrijam as fraudes que existem por parte de pessoas sem deficiência. Precisamos e merecemos mais respeito.

Avatar
MARCOS PARDO 7 de outubro de 2021

IMPRESSIONANTE TUDO QUE TRAZ ALGUM BENEFICIO AO POVO QUEREM TIRAR , TUDO ISSO E SO PRA AUMENTAR OS COFRES PUBLICOS ,JA PAGAMOS TANTOS IMPOSTOS QUE ESSE BENEFICIO PARA PCD É UMA QUESTÃO HUMANITARIA .

Avatar
andre 28 de setembro de 2021

PCD NAO E FRAUDE FICOU MUITO DIFICIL…

Avatar
MARCELO JEFFERSON DE SOUZA 15 de setembro de 2021

Atenção politicos
Queresmo nosso direito de volta
Brasil acima de tudo
Pcd não é fraude
Necessidade de carro automático para melhorar nossa convivência no dia a dia

Avatar
Sir.Alves 13 de setembro de 2021

Esses governadores de esquerda SÃO UMA VERGONHA NACIONAL, se dizem a favor do povo, mas provam o contrário na prática, vide o exemplo de não diminuírem o ICMS no gás de cozinha e nos combustíveis para aliviar um pouco o sofrimento de carga tributária ao povo! No seguiram o BOM exemplo do governo federal que ZEROU o IPI no gás e quase zerou o IPI nos combustíveis… Deus abençoe Bolsonaro.

Avatar
Alexandre Salomão Brosso 13 de setembro de 2021

Descaso com pcds.

Avatar
Marcelo T Bastos 11 de setembro de 2021

Seria muito interessante essa respeitada mídia promover também uma divulgação e um debate com a sociedade Civil  e poder público, o quanto impacta na qualidade de vida a necessidade do veículo com suas adaptações necessárias conforme a deficiência da pessoa, e o quanto  as isenções são importantes na vida da pessoa com deficiência, e para isso, o canal Blog do Cadeirante através do Alessandro seria muito importante para essa matéria.

Avatar
Marcelo Bastos 11 de setembro de 2021

Seria muito interessante essa respeitada mídia promover também uma divulgação e um debate com a sociedade Civil  e poder público, o quanto impacta na qualidade de vida a necessidade do veículo com suas adaptações necessárias conforme a deficiência da pessoa, e o quanto  as isenções são importantes na vida da pessoa com deficiência, e para isso, o canal Blog do Cadeirante através do Alessandro seria muito importante para essa matéria.

Avatar
Marcelo Bastos 11 de setembro de 2021

Os direitos que as pessoas com deficiência conquistam, ela vem através das dificuldades que suas limitações provocam, e com a luta e comprovação da sua enfermidade, a aquisição do veículo vem diminuir o impacto na sua dificuldade de locomoção, garantindo a liberdade de ir e vir, que muitas vezes é usado no seu tratamento de saúde, terapias e cuidados do seu dia à dia.

Avatar
Marcelo Bastos 11 de setembro de 2021

A pessoa com deficiência necessita da manutenção e melhoria dos direitos conquistados.

L

Avatar
Déia Cleia 11 de setembro de 2021

PCD não é fraude e necessitamos de veículo para nos locomover.

Avatar
Gilberto Gomes 11 de setembro de 2021

Porque não? É curioso porque argumentos que beneficiam “doentes” são questionados por motivos políticos. Mesmo exigindo motivos sem nexo pelo governos. Por que essa demora em se discutir a aprovação de condições que estavam em vigor e simplesmente se propõe que sejam relegadas. Já passou da hora de se pensar mais no povo, principalmente por motivos como esse e de outros similares;

Avatar
Julia Bernadete 11 de setembro de 2021

Não somos fraude!!!!🥺😢😡
Necessitamos deste nosso direito!!!🙏🏼👏🏼♿️

Avatar
Pcd não é fraude 😡🤬necessitamos de carros automático para melhorar nossa necessidade do dia a dia 11 de setembro de 2021

Queresmo nosso direito de volta
Brasil acima de tudo
Pcd não é fraude

Avatar
AMILSON da Silva Alves 11 de setembro de 2021

Pcd não é fraude
Queresmo nosso direito de volta
Brasil acima de tudo
Pcd não é fraude
Necessidade de carro automático para melhorar nossa convivência no dia a dia

Avatar
Gioval Sampaio Froes 11 de setembro de 2021

Gioval froes usuários do sistema pcd precisam ser olhado com mais carinho srs políticos.

Avatar
Deixe um comentário