Os 10 hatches automáticos mais econômicos do Brasil

Quer conforto sem gastar muito no posto de combustível? Veja quais são os compactos sem pedal de embreagem que bebem menos

Por Fernando Miragaya 05/08/20 às 08h30

Câmbio automático é como direção assistida. Quem dirige uma vez, dificilmente vai deixar de abrir mão desse conforto. Contudo, modelos com esse tipo de transmissão também costumam beber mais. Por isso, o AutoPapo resolveu elencar os carros automáticos mais econômicos do segmento de hatches compactos.

VEJA TAMBÉM:

Os dados de consumo são do Inmetro, mas estabelecemos regras para este ranking. De cara, não consideramos caixas automatizadas, só os câmbios com conversor de torque ou do tipo continuamente variável. Ao mesmo tempo, levamos em consideração a média urbana com etanol, combustível mais limpo – o ciclo na estrada é critério de desempate. Também apenas elencamos a versão mais econômica dentro de cada linha.

Ranking: os 10 carros automáticos mais econômicos no segmento de compactos

1. Toyota Yaris 1.3

Carros automáticos mais econômicos no segmento de compactos: Toyota Yaris hatch xl de frente
Transmissão do tipo CVT faz o Yaris ter melhor consumo que o “irmão” Etios (foto Toyota | Divulgação)
  • Consumo urbano: 9,0 km/l
  • Consumo rodoviário: 9,9 km/l
  • Motor: 1.3 16V de 101/94 cv
  • Câmbio: CVT
  • Preço: R$ 69.990 (XL Live 1.3 Multidrive)

O primeiro colocado entre os carros automáticos mais econômicos usa um câmbio continuamente variável (CVT) que privilegia o conforto no rodar e não prega sustos no posto de combustível. Seu irmão mais potente, com o 1.5, também faz bonito, com médias de 8,0 km/l na cidade e 10 km/l, na estrada.

2. Ford Ka 1.5

carros automáticos mais econômicos no segmento de compactos: Ford ka 2018 cinza de frente
Na linha Ka, câmbio automático é associado a um motor 1.5 de três cilindros (foto: Ford | Divulgação)
  • Consumo urbano: 8,4 km/l
  • Consumo rodoviário: 9,9 km/l
  • Motor: 1.5 16V de 136/128cv
  • Câmbio: automático sequencial de seis marchas
  • Preço: a partir de R$ 65.290 (SE Plus)

O motor Dragon 1.5 é esperto, vibra pouco e ainda tem consumo moderado. Méritos para o novo (e ágil) câmbio automático de seis velocidades, que estreou na linha 2019 do Ka e substituiu a problemática caixa automatizada Powershift em outros modelos da Ford.

3. Chevrolet Onix turbo

carros automáticos mais econômicos no segmento de compactos: chevrolet onix 2020 hatch azul visto a partir da dianteira
Na nova geração, Onix conciliou a conhecida transmissão automática de seis marchas a um motor turbo (foto: Alexandre Carneiro | AutoPapo)
  • Consumo urbano: 8,3 km/l
  • Consumo rodoviário: 10,7 km/l
  • Motor: 1.0 12V turbo de 116 cv
  • Câmbio: automático sequencial de seis marchas
  • Preços: a partir de R$ 65.090 (1.0 Turbo)

A nova geração do hatch evoluiu e ganhou motor turbo, que faz bonito na cidade e ainda mais na estrada, onde se mostra o mais eficiente desta lista. A transmissão automática de seis marchas é bem escalonada e contribui para a eficiência e o desempenho.

4. Honda Fit

carros automáticos mais econômicos no segmento de compactos: honda fit cinza de frente
Fit vai ganhar nova geração em 2021 (foto: Honda | Divulgação)
  • Consumo urbano: 8,3 km/l
  • Consumo rodoviário: 9,9 km/l
  • Motor: 1.5 16V de 116/115 cv
  • Câmbio: CVT
  • Preços: a partir de R$ 68.700 (Personal)

O compacto da marca japonesa vai ganhar nova geração em 2021 e figura na lista, mesmo sem ter um conjunto mecânico atualizado. Empata com o Onix turbo no consumo na cidade, mas perde na média na estrada. O CVT aqui também preza mais o conforto e economia do que o desempenho.

5. Hyundai HB20 Turbo

carros automáticos mais econômicos no segmento de compactos: Hyundai HB20 Diamond Plus cinza, visto de frente - foto Alexandre Carneiro
Atual geração do HB20 foi lançada há 1 ano (foto: Alexandre Carneiro | AutoPapo)
  • Consumo urbano: 8,2 km/l
  • Consumo rodoviário: 10,2 km/l
  • Motor: 1.0 12V turbo de 120 cv
  • Câmbio: automático sequencial de seis marchas
  • Preços: a partir de R$ 67.190 (Evolution)

O motor 1.0 desta nova geração do hatch da marca sul-coreana agora ficou bacana, com injeção direta e baixo consumo de combustível. Nas médias rodoviárias, se saiu melhor que o Etios 1.3 (que marcou 9,2 km/l). A caixa de seis marchas tem respostas boas e poucos delays.

6. Toyota Etios 1.3

carros automáticos mais econômicos no segmento de compactos: toyota etios hatch vermelho de frente
Ultrapassado, câmbio do Etios é o único da lista com apenas quatro marchas (foto: Toyota | Divulgação)
  • Consumo urbano: 8,2 km/l
  • Consumo rodoviário: 9,2 km/l
  • Motor: 1.3 16V de 98/88 cv
  • Câmbio: automático sequencial de quatro marchas
  • Preço: a partir de R$ 59.290 (X 1.3 AT)

O Etios tem o mesmo motor do colega de vitrine Yaris, mas o câmbio automático de quatro marchas acaba por causar um desempenho menos eficiente. Mesmo assim, o hatch da Toyota fica no sexto lugar entre os carros automáticos mais econômicos do país na categoria de compactos – só perdeu no desempate para o HB20 -, e sua variante 1.5 AT também vai bem: 8,1 e 9,2 km/l.

7. Volkswagen Polo TSI

carros automáticos mais econômicos no segmento de compactos: volkswagen polo highline tsi cinza em movimento
Na linha Polo, motor TSI é sempre associado ao câmbio automático (foto: Volkswagen | Divulgação)
  • Consumo urbano: 8,0 km/l
  • Consumo rodoviário: 9,8 km/l
  • Motor: 1.0 12V turbo de 128/116 cv
  • Câmbio: automático sequencial de seis marchas
  • Preço: a partir de R$ 74.450 (Comfortline 200 TSI)

O hatch da Volkswagen é sempre elogiado pela dirigibilidade e comportamento dinâmico, mas também se sai bem no consumo. O cultuado motor TSI turbo e a acertada transmissão de seis marchas resultam em uma eficiência superior que a da versão aspirada 1.6 MSI (7,9 e 9,6 km/l).

8. Nissan March 1.6

carros automáticos mais econômicos no segmento de compactos: nissan new march 1.6 sl azul em movimento
March é equipado com um câmbio automático do tipo CVT (foto: Nissan | Divulgação)
  • Consumo urbano: 7,8 km/l
  • Consumo rodoviário: 9,8 km/l
  • Motor: 1.6 16V de 114 cv
  • Câmbio: CVT
  • Preço: a partir de R$ 66.990 (SV 1.6 Xtronic)

A versão mais potente do hatch compacto da marca japonesa tem consumo adequado. Ajudado pela caixa continuamente variável, que tem aquele desempenho gradual e confortável. Pena que o modelo está com os dias contados e deve sair de linha ainda esse ano – a nova geração do March não tem previsão de vir para cá.

9. Volkswagen Gol 1.6

carros automáticos mais econômicos no segmento de compactos: Volkswagen Gol vermelho, de frente
Câmbio automático só chegou à linha Gol em agosto de 2018 (foto: Alexandre Carneiro | AutoPapo)
  • Consumo urbano: 7,7 km/l
  • Consumo rodoviário: 9,6 km/l
  • Motor: 1.6 16V de 120/110 cv
  • Câmbio: automático sequencial de seis marchas
  • Preço: R$ 64.210 (1.6 MSI AT)

O melhor é que a única versão automática do veterano compacto usa o motor 1.6 MSI, mais potente, moderno e eficiente que o 1.6 8V EA 111. Isso se reflete em um consumo interessante, ainda mais com a transmissão de seis velocidades, que casa muito bem com o propulsor.

10. Peugeot 208 1.6

carros automáticos mais econômicos no segmento de compactos: peugeuot 208 griffe branco em movimento
Prestes a ser substituído por nova geração, 208 ainda figura no ranking dos carros automáticos mais econômicos (foto: Peugeot | Divulgação)
  • Consumo urbano: 7,7 km/l
  • Consumo rodoviário: 9,3 km/l
  • Motor: 1.6 16V de 118/115 cv
  • Câmbio: automático sequencial de seis marchas
  • Preço: a partir de R$ 71.790 (Active Pack)

Outro que está dando adeus ao mercado (a nova geração virá da Argentina a partir de setembro), o atual 208 só sai automático quando equipado com o motor 1.6 aspirado. A eficiência é boa, apesar de o acerto do câmbio de seis marchas não ser dos melhores, com algumas imprecisões em médios giros. O novo 208 usará o mesmo conjunto.

7 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Josué 6 de agosto de 2020

    Notícia inútil, só tem combustível de bebum na informação.

  • Avatar
    Rodrigo 6 de agosto de 2020

    Chega mais se você só veio pra ler os cometários de entedidos de mecânica.

    • Avatar
      Rodrigo 6 de agosto de 2020

      *comentários

  • Avatar
    Rodrigo MARTINIANO 6 de agosto de 2020

    A matéria é sobre os carros AUTOMÁTICOS mais econômicos do Brasil, mas, embora meus carros não sejam AUTOMÁTICOS, e sim AUTOMATIZADOS (I-MOTION), um deles o up! I-MOTION, creio que devo mencioná-lo pelos seus 19,1 km/l de álcool aditivado obtidos. Porquanto contra fotos não há argumentos, eu fotografei a marca (19,1 km/l) e rogo para crerem em mim sobre o combustível (ÁLCOOL ADITIVADO), pois desde o PROÁLCOOL (do qual fiz parte), só abasteço meus carros com álcool hidratado (= etanol / nome de hoje). POSSO ENVIAR AS FOTOS POR E-MAIL PARA QUEM QUISER VER.

    • Avatar
      Virgínia 6 de agosto de 2020

      Sério isso? Com álcool? E com gasolina? Faz quanto? Me manda e-mail virginiaguedes@icloud.com

    • Avatar
      Edson da Silva Sampaio 8 de agosto de 2020

      O consumo medido no painel não vale como referência. Eu tenho um Yaris e posso te mandar fotos com 25km/l. O que vale é o calculo feito entre um abastecimento e outro com tanque cheio.

  • Avatar
    roberto 5 de agosto de 2020

    Tive a oportunidade de ter um yaris 1.3 automatico e o consumo na cidade com alcool em torno de 8,5 km/l e atualmente a minha esposa tem um fit e faz 9,1 km/l na cidade

Avatar
Deixe um comentário