Quais são os carros que mais desvalorizam entre os 10 mais vendidos?

Levantamento da KBB Brasil mostra os automóveis que menos depreciaram entre os 10 mais emplacados do mercado em 2020

Por Fernando Miragaya 03/02/21 às 15h20
teste ka freestyle rodovia bahia
Ford Ka é o campeão em desvalorização (Ford | Divulgação)

Carro que vende bem é sinônimo de baixa desvalorização? Essa é uma das grandes questões do mercado automotivo, mas que se revela mais uma tendência do que propriamente uma regra. Pelo menos é o que mostra o levantamento da consultoria KBB Brasil com os 10 automóveis mais vendidos do Brasil em 2020.

VEJA TAMBÉM: 

O líder Onix até apontou valorização, mas o segundo colocado, o HB20, não teve a mesma sorte. Já o carro que saiu de linha de uma hora para a outra, o Ka, foi o pior em termos de perda de valor.

No top 10 de vendas, quais carros mais desvalorizam?

O estudo da empresa fez uma média aritmética de cada um dos 10 veículos mais vendidos, segundo a Fenabrave, considerando apenas as versões com ano-modelo 2020. Desta forma, comparou o preço 0 km de janeiro de 2020 com o preço de revendedor de dezembro de 2020, que é a referência para saber por quanto os lojistas estão revendendo os carros em suas lojas.

1. Chevrolet Onix: + 1,84%

frente do onix rs vermelho estacionado
Onix é o carro mais vendido do Brasil há seis anos

Líder do mercado há seis anos, o compacto da General Motors não é só o carro mais vendido do país, como também o único que valorizou dentro do top 10.

Onix faz por merecer o título de líder em vendas? Assista ao vídeo!.

O hatch obteve valorização de quase 2% em 12 meses, graças não só ao volume de emplacamentos, mas também à boa liquidez e facilidade de peças de reposição. Além disso, quando 0 km, o Onix tem versões com ótimo custo/benefício.

2. Volkswagen T-Cross: – 0,61%

vista lateral do t cross 2021 branco rodando na cidade
T-Cross é o campeão de vendas entre os SUVs

O SUV mais vendido do país em 2020 foi o segundo com menor depreciação entre os mais emplacados. A desvalorização do T-Cross foi bastante tímida, se considerarmos que trata-se de um veículo que começa na faixa dos R$ 98 mil e tem versão topo de linha que passa dos R$ 120 mil.

E isso em um ano em que o modelo da Volkswagen teve de enfrentar a “concorrência” de novos produtos, como o novo Chevrolet Tracker e o “parente” Nivus.

3. Fiat Argo: – 2,85%

fiat argotrekking 2021 branco visto de frente
Argo é o carro da Fiat com melhor desempenho comercial no país

Modelo mais emplacado da marca italiana no país e o sexto mais comercializado do nosso mercado, o Argo tem uma desvalorização baixa especialmente pelas promoções agressivas da rede.

É comum encontrar o hatch compacto 0 km com descontos de quase 15% em relação ao “preço oficial” de tabela em algumas concessionárias. No mercado de seminovos, esses abatimentos são mais comedidos, o que contribui para a baixa perda em um ano.

4. Renault Kwid: – 4,57%

renault kwid intense laranja de frente
Kwid ocupa um honroso quarto lugar no ranking da desvalorização

O subcompacto da marca francesa aparece em quarto lugar na lista dos carros que menos desvalorizaram entre os mais vendidos.

O carrinho se vale do baixo custo de manutenção, motor econômico e custo/benefício agressivo para se manter bastante procurado entre os seminovos e usados, o que minimiza sua depreciação.

5. Chevrolet Onix Plus: – 4,92%

frente do onix plus midnight em estrada
Sedã perde um pouco mais de valor que o hatch, mas ainda tem baixo índice de depreciação

O sedã que mais vende e menos desvaloriza é o Onix Plus. Segundo o levantamento da KBB, o três-volumes da General Motors teve perda de menos de 5% ao longo de um ano.

Aqui, se vale das mesmas vantagens do hatch: manutenção simples, fácil de vender e de encontrar peças, além de custo/benefício agressivo quando 0 km.

6. Jeep Renegade: – 6,31%

jeep renegade 2021 moab branco estrada
Jeep Renegade é outro modelo que perde pouco valor de mercado

O jipinho que foi o segundo SUV mais vendido do país em 2020 teve desvalorização de pouco mais de 6%, segundo o levantamento. Nada aterrorizante para um modelo com muitas versões e duas opções de motores e conjuntos mecânicos.

Pesam a favor do Renegade as revisões obrigatórias mais espaçadas e a robustez das versões a diesel, bastante valorizadas entre os seminovos.

7. Hyundai HB20: – 8,85%

HB20S 1.0 Vision 2021
Apesar de ser o segundo automóvel mais vendido do país, HB20 fica em sétimo lugar no ranking da depreciação

Apesar de ser o segundo carro mais vendido do país há um bom tempo, o HB20 não acompanha a lógica do mercado na desvalorização. Mas a perda de 8,85% é aceitável para um modelo com tantas versões e opções de conjuntos mecânicos – são mais de 10, entre 1.0 e 1.6 aspirados, 1.0 turbo, automáticas e manuais.

Além disso, a fama de seguro caro depõe contra o carro, que tem no custo baixo das revisões e na garantia de cinco anos um dos grandes atrativos.

8. Volkswagen Gol: – 8,85%

volkswagen gol 2021 vermelho em movimento
Gol é uma das opções de compra mais tradicionais do mercado

O veterano compacto da Volks empatou com o HB20 na lista de carros que menos desvalorizaram entre os mais vendidos. O Gol se vale da história de mecânica simples e da facilidade de peças para se destacar no segmento de usados.

Contudo, o custo de seguro não é dos mais competitivos e o carro tem muita saída para vendas diretas (80% dos seus emplacamentos são para PJ). E é aquele negócio: carro de locadora ou de empresa, quando repassado, tem preço menor que a média.

9. Jeep Compass: – 11,59%

jeep compass limited flex 1
Jeep Compass é o primeiro da lista com índice de desvalorização na casa dos dois dígitos

O Compass é o primeiro desta lista a ultrapassar os dois dígitos de desvalorização. E não é para menos. O SUV médio da Jeep, apesar de estar entre os mais vendidos, começa em R$ 134 mil, mas é oferecido em versões que beiram os R$ 220 mil.

Além disso, o Compass não é um carro fácil de vender no segmento de usados, mesmo seminovo.

10. Ford Ka: – 13,51%

lateral ford ka freestyle
Ford Ka já apresentava maior índice de desvalorização que os demais modelos da lista antes mesmo de sair de linha

Antes mesmo de a Ford anunciar o encerramento de sua produção no Brasil e o fim de linha do compacto, o Ka já era o que mais desvalorizava entre os mais vendidos de 2020 – lembre-se que o estudo comparou preços de janeiro a dezembro do ano passado, e a marca jogou a toalha em janeiro de 2021.

O problema do compacto da Ford diz respeito à fama de pós-venda mais salgado da montadora, apesar de o carrinho ter a melhor linha de motores aspirados de sua categoria.

8 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Teles 3 de julho de 2021

Tinha certeza que o Compass estava nesta lista….

Avatar
Otávio Torres 28 de maio de 2021

É incrível como o brasileiro, em geral, tem um senso de “desvalor” incomparável. O Ka é e continuará sendo o mesmo carro, bom, econômico, confiável, de melhor motor aspirado da categoria. Nada mudou. Peças? Tem aos montes. Se fosse diferente, nenhum carro que já saiu de linha rodaria mais. Mas o que se vê são carros de 30, 40, 50 anos, de todas as montadoras rodando normalmente.

Avatar
Isaque Barros De Almeida 5 de fevereiro de 2021

De fato quem tem um Ford a garagem e não tem como trocar ou consertar vai morrer com ele na garagem enferrujando.

Avatar
Isaque Barros De Almeida 5 de fevereiro de 2021

Digo que se todos quebrassem o contrato com a Ford assim como a Ford está prejudicando eles, todos iriam acordar pra vida e ver que não é abaixando o preço que se vende mais!

Avatar
Anselmo 4 de fevereiro de 2021

A Ford foi embora deixando proprietários or órfãos e vcs fazem o favor de ferrar mais ainda com fotos do Ford Ka quem possui algum veículo da marca. Ajude- nos.

Avatar
Nelson 4 de fevereiro de 2021

Como ajudar, Anselmo? Mentindo, será? E se mentirem (ou “omitirem a verdade”), esses caras não estariam prejudicando os outros? Lucros e prejuízos fazem parte do risco de ganhar ou perder a que todos nos submetemos. Paciência.

Avatar
Isaque Barros Almeida 4 de fevereiro de 2021

Estão fazendo isso como se as pessoas fosse comprar mais, porém quem comprou um Ford 0km tá lascado Por que o valor caiu e ele vai ter que pagar os 50.000,00 que tinha tratado antes, já os que compraram agora nem tanto….. mais agora me diz, e quem comprou antes como fica com a desvalorização do seu veículo novo?

Avatar
Nelson 4 de fevereiro de 2021

Fica “no prejú”, Isaque. Não tem jeito.

Avatar
Deixe um comentário