Carros esportivos baratos: conheça as opções mais em conta do mercado

Listamos os 6 automóveis zero-quilômetro verdadeiramente esportivos com os preços mais acessíveis do Brasil; também apontamos 2 seminovos do gênero

Por Alexandre Carneiro 02/09/20 às 08h53

Quer comprar um automóvel com foco em desempenho e dirigibilidade, mas sem gastar uma fortuna? Então, essa matéria é para você: listamos os 8 carros esportivos mais baratos (ok, menos caros) do mercado brasileiro. Nossa seleção inclui 6 modelos zero-quilômetro, com limite de preço de até R$ 200 mil.

VEJA TAMBÉM:

Para quem está com o orçamento mais curto, listamos outros 2 carros esportivos no mercado de seminovos, que justamente por isso são um pouco mais baratos. Nesse caso, foram selecionados modelos com, no máximo 1 ano de uso: os valores foram baseados nas tabelas da Kelley Blue Book (KBB). Confira quais são as opções e boa diversão ao volante!

Os 6 carros esportivos zero-quilômetro mais baratos do mercado

1. Renault Sandero RS: R$ 76.990

carros esportivos baratos: renault sandero rs 2020
Renault Sandero RS é o esportivo mais barato do país

O preço a partir de R$ 76.990 pode até não ser exatamente acessível, mas faz do Sandero RS o mais em conta entre os carros esportivos baratos do mercado brasileiro. No mercado de veículos novos, não há nenhuma opção com esse tipo de proposta com valor mais acessível.

Os críticos dirão que o hot hatch da Renault não deixa de ser um popular Sandero… Isso é uma verdade parcial. No interior, o acabamento realmente é simples como no restante da linha, apesar de o RS ter recebido volante, bancos e pedais esportivos.

Por fora, ele até se diferencia bem dos seus pares, graças ao para-choque dianteiro com DRLs, ao spoilers laterais, ao aerofólio e às rodas de liga leve de 17 polegadas, que foram redesenhadas a partir da linha 2020. Outras novidades são as lanternas que prolongam-se sobre a tampa traseira a inclusão de airbags laterais como itens de série.

O caso é que, mecanicamente, praticamente não há semelhanças com as demais versões. O motor é exclusivo na gama: o Renault F4R 2.0 16V aspirado rende 150 cv de potência e 20,9 kgfm com etanol. Como o Sandero RS é pequeno e leve, o número é suficiente para uma relação peso/potência de 7,74 kg/cv. Mesmo com gasolina no tanque, o propulsor ainda desenvolve respeitáveis 145 cv e 20,2 kgfm.

Ele vem acompanhado de um câmbio de seis marchas com relações bem curtas, suspensão com ajuste bem mais firme e freios a disco nas quatro rodas. Há ainda controles de estabilidade e tração desligáveis, para quem gosta de uma pilotagem mais visceral!

2. Volkswagen Polo GTS: R$ 106.390; e Virtus GTS: R$ 111.890

O segundo degrau entre os esportivos baratos no mercado de carros zero-quilômetro é ocupado pela linha GTS, da Volkswagen. Por R$ 106.390, é possível adquirir um Polo GTS. Caso o comprador prefira o sedã Virtus, o valor sobe um pouco e chega a R$ 111.890.

Os dois modelos são equipados com a mesmíssima mecânica, capitaneado pelo motor 250 TSI. Trata-se de um 1.4 de quatro cilindros, equipado com turbocompressor e injeção direta de combustível. A potência é de 150 cv, e o torque, de 25,5 kgfm, ambos tanto com gasolina tanto com etanol.

O conjunto inclui ainda câmbio automático de seis marchas com borboletas no volante para trocas sequenciais. Suspensão e freios foram retrabalhados em relação às versões convencionais, enquanto o diferencial ganhou um sistema de bloqueio eletrônico.

Como os dois modelos são, respectivamente, as configurações hatch e sedã do mesmo projeto, a dirigibilidade praticamente não muda. O Virtus tem 8,5 cm a mais de distância entre-eixos, o que garante maior espaço para as pernas atrás, e 42,4 cm extras no comprimento, devido ao porta-malas 221 litros maior.

Apesar disso, a diferença de peso entre os dois é de apenas 51 kg. Assim, segundo a Volkswagen, o desempenho de ambos também é equivalente. O Polo acelera de zero a 100 km/h em 8,4 segundos, diferença de 0,3 s em relação ao “irmão”, mas atinge 207 km/h de velocidade máxima, 3 km a menos.

Polo e Virtus são discretos. Por fora, há um para-choque exclusivo, com trama hexagonal protegendo as entradas de ar e filete em vermelho interligando os faróis, que são full-LED. Há ainda rodas de 17 polegadas e spoiler traseiro. Por dentro, as diferenças em relação ao restante da gama são ainda mais sutis e resumem-se aos bancos esportivos.

3. Volkswagen Jetta GLI: R$ 165.490

vw jetta gli cinza de frente em movimento
Versão GLI chegou com a atual geração do Jetta

Sim, entre os preços de Polo e Virtus GTS e o do Jetta GLI há um verdadeiro abismo. Esse hiato é resultado da falta de opções nesse segmento em uma faixa que vai de R$ 110 mil até R$ 165 mil. Todavia, se por um lado o sedã da Volkswagen custa significativamente mais, por outro entrega desempenho muito superior.

Equipado com o motor 2.0 turbo com injeção direta que o fabricante chama de 350 TSI, o Jetta GLI tem 230 cv de potência e 35,7 kgfm de torque, sempre com gasolina, único combustível que ele aceita.

O câmbio, automatizado com duas embreagens banhadas a óleo e seis marchas, também é determinante para deixar o comportamento mais afiado. As trocas são rapidíssimas e, claro, também há borboletas no volante caso o motorista deseje operar a transmissão sequencialmente.

No mais, o sedã segue a fórmula tradicional de esportividade, com direito a freios redimensionados e direção elétrica com acerto próprio. Entretanto, vale destacar a suspensão, que além de recalibrada, ganhou um sistema independente do tipo multilink na traseira.

Externamente, o Jetta GLI também segue a receita de discrição dos esportivos da Volkswagen. Há um para-choque dianteiro próprio com o característico filete vermelho, rodas de 18 polegadas e spolier traseiro. Já o interior traz volante próprio e bancos de abas estreitas, além de iluminação ambiente personalizável.

4. Honda Civic Si: R$ 179.900

honda civic si 2020 vermelho de frente
Carroceria cupê é exclusividade do Civic Si

O preço de R$ 179.900 do Honda Civic Si está longe de ser baixo. Porém, o fato é que há poucos carros verdadeiramente esportivos mais baratos que ele. O modelo leva uma certa desvantagem comercial em relação aos concorrentes por ser importado do Canadá e, portanto, ter que pagar IPI.

Mas o Civic Si tenta compensar isso com sua característica silhueta cupê. Ele é o único da lista a ter carroceria diferente das demais versões da gama. Vale ressaltar, contudo, que ele entrega menos potência e torque que o Jetta GLI. São 208 cv e 26,5 kgfm produzidos por um motor 1.5 turbo com injeção direta, movido a gasolina.

Ainda assim, os números são capazes de assegurar ótimo desempenho. Ademais, ele traz uma benesse em relação ao rival da Volkswagen: um diferencial de deslizamento limitado. O câmbio, manual de seis marchas, também tende a agradar mais os puristas.

O cupê da Honda oferece ainda uma posição de dirigir bem esportiva, graças aos bancos com assentos baixos e abas laterais generosas. A atmosfera a bordo é complementada pela pedaleira em alumínio e pelo painel com grafia em vermelho. Há ainda um modo Sport de condução, que deixa volante, acelerador e suspensão mais responsivos.

Na linha 2020, o Civi Si recebeu algumas atualizações. As rodas de 18 polegadas foram redesenhadas e ganharam pintura preta; os recortes do para-choque dianteiro também exibem novo visual. No mais, os faróis de neblina passaram a ser em LED.

5. Subaru WRX: R$ 188.900

subaru wrx branco em movimento frente
Subaru WRX traz a característica entrada de ar no capô

Opção menos óbvia que os últimos modelos da lista, mas igualmente tradicional, é o Subaru WRX. Por R$ 188.900, já é possível estacionar o sedã na garagem. O motor é um 2.0 de quatro cilindros contrapostos, acrescido de turbo e injeção direta, que desenvolve 270 cv de potência e 35,7 kgfm de torque, sempre com gasolina.

Contudo, o melhor do conjunto mecânico é a tração integral do tipo permanente, típica dos automóveis da marca. O câmbio é automático CVT com oito marchas simuladas, que podem ser trocadas sequencialmente por borboletas no volante. Quem preferir uma pilotagem mais interativa pode optar por uma caixa manual de seis velocidades.

Por fora, o Subaru WRX é discreto, mas há elementos como rodas de 18 polegadas pintadas de preto, tomada de ar no capô, spoiler traseiro e quatro saídas de escape. Por dentro, o sedã traz volante de base achatada, bancos esportivos e display com cronômetro e outros instrumentos para uso em pista.

Vale lembrar que a Subaru ainda comercializa o WRX na versão STI. Nesse caso, o motor é um 2.5, também do tipo boxer, turboalimentado e com injeção direta, elevando a potência para 310 cv. Mas há um porém: o preço vai para R$ 266.900, ultrapassando em muito o teto de R$ 200 mil estabelecido para o listão de carros esportivos baratos.

6. Mini John Cooper Works: R$ 202.990

mini john cooper works de frente em movimento
Mini JCW é um autêntico pocket-rocket

O último entre os carros esportivos baratos zero-quilômetro não é exatamente barato… O preço de R$ 202.990 o coloca praticamente em cima do limite estabelecido para o listão. Mas ele é bastante esportivo! Na versão John Cooper Works, o motor 2.0 turbo com injeção direta desenvolve 231 cv e até 35,6 kgfm.

Potência e torque são parelhos com os do Jetta GLI, mas há uma diferença crucial: o Mini é cerca de 200 kg mais leve! Todavia, seu câmbio automático de seis marchas é um pouco mais lento. No mais, há todas as características técnicas convenientes a um veículo de alta performance.

As suspensões do Mini John Cooper Works são independentes nos dois eixos (McPherson no dianteiro e multilink no traseiro), com ajuste mais firme que a das demais versões, freios a disco nas quatro rodas redimensionados e rodas de 18 polegadas. Para completar, o motorista pode escolher entre três modos de condução: Green, Mid e Sport.

O Mini John Cooper Works vem com a clássica carroceria hatch de duas portas. Apesar de ter crescido ao longo das diferentes gerações, o modelo ainda é um compacto, com 3,87 metros de comprimento. Trata-se, portanto de um autêntico pocket rocket.

O modelo também é oferecido na versão Cabrio, que tem características mecânicas semelhantes. Porém, o preço é mais alto e supera consideravelmente a barreira dos R$ 200 mil: o conversível é tabelado em R$ 221.990.

Carros esportivos baratos: veja 2 opções no mercado de seminovos

1. Peugeot 208 GT 2019: R$ 64.521

carros esportivos baratos: peugeot 208 gt
Hot hatch nacional da Peugeot saiu de linha em 2019

O Peugeot 208 tem uma posição de dirigir estimulante! O volante é pequeno, e os instrumentos estão posicionados acima de seu aro, e não dentro dele, como é usual. Parece até um fliperama! Nas demais versões, o desempenho não chega a ser empolgante. Contudo, na top de linha GT, a coisa muda de figura.

A fabricação no Brasil foi de 2016 até 2019: a partir da linha 2020, a versão GT do Peugeot 208 foi retirada do mercado. Pelo preço de R$ 64.521 é possível comprar uma unidade com pouco uso, do último ano-modelo. Trata-se de um dos carros esportivos mais interessantes feitos no Brasil nos últimos anos: entre os seminovos, é também um dos mais baratos.

A proposta é parecida com a do Sandero RS: assim como ele, o 208 GT é um hatch compacto com motor de modelo médio. Porém, o Peugeot tem ainda mais potência. São 173 cv com etanol e 166 cv com gasolina, gerados por um motor 1.6 equipado com turbo e injeção direta.

Mas o melhor é o torque de 24,5 kgfm com os dois combustíveis, totalmente disponível a partir de baixíssimas 1.400 rpm. Essa força é gerenciada por um câmbio manual de seis marchas. Mas a preparação mecânica inclui também suspensão recalibrada e freios reforçados com discos nas quatro rodas. É o bastante para quem gosta de diversão ao volante.

Visualmente, o Peugeot 208 GT é até discreto. Sua roupagem esportiva traz apenas rodas de 17 polegadas, retrovisores pintados de preto e spoiler traseiro. Por dentro, o clima também é de discrição, embora haja volante, bancos e pedaleira exclusivos.

2. Volkswagen Golf GTI 2019: R$ 137.249

vw golf gti 2019 branco de frente
Golf GTI foi vendido no Brasil em três gerações

Sim, o preço de um Golf GTI do último modelo de fabricação não é baixo: o valor de R$ 137.249 faz com que até alguns carros esportivos zero-quilômetro sejam mais baratos que ele. Todavia, com cerca de um ano de uso, ele é quase novo.

Se por um lado o hot hatch da Volkswagen custa caro, por outro entrega ótimo desempenho. Acredite, o Golf GTI não deixa a desejar em relação a qualquer outro esportivo da lista. Duvida? Por saiba que o modelo é movimentado por um motor 2.0 a gasolina, com turbo e injeção direta, que entrega 230 cv de potência e 35,7 kgfm de torque.

O câmbio é automatizado de dupla embreagem, com seis marchas e borboletas no volante. Trata-se do mesmíssimo conjunto que equipa o Jetta GLI. Claro, não faltam volante e pedais esportivos. É como dizem: tudo tem seu preço.

Uma suspensão recalibrada, com exclusiva arquitetura independente do tipo multilink no eixo traseiro, freios redimensionados e direção elétrica com acerto próprio completam o pacote. Há ainda um seletor de modos de condução – Normal, Sport, Eco e Personalizado – que alteram as respostas de acelerador, câmbio e direção.

O interior também é sofisticado, com direito a material emborrachado no painel e nas portas. Os bancos esportivos são forrados com o icônico tecido xadrez, estampa que remete à primeira geração do modelo. A maioria dos exemplares, porém, ostenta um revestimento em couro, que era oferecido como opcional.

Fotos: Divulgação

18 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Felipe Davis 9 de setembro de 2020

    Eu entrando aqui achando que ia ter carro de menos de 50k 🤡🤡🤡

  • Avatar
    Eudo santos 7 de setembro de 2020

    UE e o cruzeiro 2017 sport6 pra mim eh um esportivo bem tecnológico e o preço bem melhores q esses citados.fora q e nacional

  • Avatar
    edilson de souza oliveira 6 de setembro de 2020

    Faltou o Fusca TSI. Gosto de Golf GTI ( carro de sonho) Sandero RS e Peugeot 208 GT. o Subaru WRX é carro espetacular.
    Quanto às preços,são estratosféricos

  • Avatar
    Humberto 4 de setembro de 2020

    É pegadinha do Malandro,só para atrair leitores! Que beleza!

  • Avatar
    Carlos Henrique 3 de setembro de 2020

    Ah tá, o 208 está no mercado de semi novos, desculpem.

  • Avatar
    Carlos Henrique 3 de setembro de 2020

    Eu ainda me espanto com a tendência dá mídia brasileira, colocam o Polo Gts e deixam o 208 GT de fora, que possui câmbio manual, teto solar e menor preço. Pra que mais esportivo que isso?
    Prefiro acreditar que esqueceram

  • Avatar
    CARLOS POLESELLO 3 de setembro de 2020

    Não existe carro barato no Brasil. Todos são muito caros e não valem o que pedem por eles. Seja um Mobi ou uma Ferrari. Mas acabamos pagando, ou paga ou não compra. Simples assim.

  • Avatar
    Paulo Barros 3 de setembro de 2020

    Depois de morar 15 anos fora do país , é impossível comprar esses carros neste valor!

  • Avatar
    Jonas 2 de setembro de 2020

    Não entendi onde está o “barato”. No primeiro, e mais barato, o repórter já bate o martelo dizendo que não é exatamente “barato”. Ainda parei pra ler a matéria. Pelamor…

  • Avatar
    Mario 2 de setembro de 2020

    O Civic SI custa 179.900 ou 162.900?
    Seria interessante revisar o texto antes de publicar.

    • Avatar
      Luiz Dornelles 2 de setembro de 2020

      0 modelo 2018/2019 era 162.000,00; já o Novo modelo 2020 é 179.900,00

  • Avatar
    Conrado D Epiro 2 de setembro de 2020

    eu colocaria o FUSCA TSi nessa lista ai também

  • Avatar
    RENAN LUCAS TRIGO 2 de setembro de 2020

    Acho que o título da matéria esta equivocado hehe, principalmente a parte do “barato”

    • Avatar
      Rafael Augusto 2 de setembro de 2020

      Kkkkkkk. Concordo plenamente! Acho então que essa crise deve estar só para nós… Poxa vida! Barato… Mercado Brasileiro… Uma verdadeira exploração… Roubalheira…

  • Avatar
    ANTONIO AUGUSTO ARRUDA ROLIM NETO 2 de setembro de 2020

    Cadê o CRUZE SPORT 6 2020?

    • Avatar
      Lucas 3 de setembro de 2020

      Cruze não é esportivo

      • Avatar
        Solange 4 de setembro de 2020

        cruze sport 6 não é Sporting mais o Polo gts é? Engraçado kkkkkk ambos com motor 1.4 turbo de 150cv

      • Avatar
        André Rodrigues 5 de setembro de 2020

        Não só de motor de faz um esportivo, revise seus conceitos

Avatar
Deixe um comentário