Carros que saíram de linha em 2021: 10 modelos que deixaram o mercado

Lista de obituário não foi pequena: hatches, sedãs e SUVs, alguns muito tradicionais no país, deram adeus ao longo do ano

Produção do Volkswagen Fox dificilmente chegará até 2022
Volkswagen Fox foi um dos carros que saíram de linha em 2021 (Fotomontagem: Ernani Abrahão | AutoPapo)
Por Fernando Miragaya
29 de dezembro de 2021 09:09
Com Alexandre Carneiro

A virada do ano também é tempo de prestar homenagens aos que se despediram. E não foram poucos os casos de automóveis que não vão ver o sol raiar em 2022. Hatches de entrada, SUVs, sedãs e até carros que já estavam mesmo pela hora da morte saíram de linha em 2021.

VEJA TAMBÉM:

Carros que saíram de linha em 2021

O AutoPapo vai relembrar 10 carros que saíram de linha em 2021. Confira o listão!

1. Ford Ka (hatch e sedan)

ford ka hatch e ka sedan cinza de frente em movimento
Com o fechamento das fábricas da Ford em janeiro de 2021, todos os carros nacionais da marca saíram de linha

As primeiras baixas de 2021 já aconteceram em janeiro, e com uma dupla boa de vendas. Com a decisão da Ford de abandonar toda e qualquer produção no Brasil, Ka e Ka Sedan deixaram de ser produzidos em Camaçari (BA) logo no primeiro mês do ano.

O Ka começou a ser feito no Brasil em 1997 em sua primeira geração, quando ainda era um subcompacto. Projeto brasileiro, esta terceira geração foi lançada aqui em 2014 sobre a plataforma do Fiesta, maior e com uma variante sedã.

Por que a Ford fecha todas as suas fábricas no Brasil? Boris Feldman explica em vídeo!

Detalhe que o hatch ficou quase sempre, nestes seis anos, entre os três carros mais vendidos do país. Só em 2020, ano marcado pela pandemia, foram mais de 67 mil unidades Já o Ka Sedan anotou 27 mil emplacamentos no acumulado de 2020.

2. Ford EcoSport

ecosportstorm 16
EcoSport era um dos poucos SUVs compactos vendidos no Brasil a oferecer versão com tração integral

A debandada da Ford não poupou o modelo que foi o responsável por criar o segmento de SUVs genuinamente urbanos. Lançado em 2003 e com uma segunda geração em 2013, o Eco marcou a história da indústria automobilística brasileira. Se todo mundo correu para fazer SUVs, parte da culpa é deste Ford.

O utilitário esportivo foi “único” por um bom tempo e vendeu muito por mais de uma década, praticamente sem concorrentes diretos. Só mesmo depois de 2015 que sentiu o baque nas vendas, após a chegada de quase meia dúzia de crossovers com a mesma proposta.

Também era produzido em Camaçari (BA) sobre a mesma plataforma do Fiesta. Despediu-se como um dos carros mais vendidos da história automobilística brasileira, com mais de 1,2 milhão de unidades.

3. Volkswagen up!

volkswagen vw up xtreme branco de frente
Apesar das qualidades técnicas, o up! não caiu no gosto do consumidor

O up! era um carro legal, bem construído, com motores eficientes, mas muito mal posicionado no mercado. Lançado no início de 2014, era um subcompacto moderno, só que menor e pelo mesmo preço que um Gol. Obviamente, nunca vendeu o que a Volkswagen imaginava.

Curiosamente, todo mundo já dava o carro como morto em 2020. Mas, na última semana de dezembro do ano passado, a montadora lançou a linha 2021 do up! com apenas uma versão de acabamento e homologado para quatro passageiros – desta forma, se adequava à legislação que obriga cintos de três pontos e encostos de cabeça para todos os ocupantes.

A despedida, porém, não tardou e o modelo se tornou um dos carros que saíram de linha em 2021. Em abril, a Volks anunciou o fim da fabricação do up! com pouco mais de sete anos de história. Neste período, foram mais de 225 mil unidades vendidas.

4. Toyota Etios (hatch e sedan)

etios
Vendas da linha Etios caíram após o lançamento do Yaris

Um dos carros que mais sofreu bullying na história do automóvel também figura entre os que saíram de linha em 2021. Em março, a Toyota anunciou que as últimas unidades de sua gama compacta de entrada seriam fabricadas em Sorocaba (SP), também com pouco tempo de produção local: menos de oito anos.

Porém, desde o lançamento, em 2013, o Etios sempre foi alvo de críticas no mesmo ritmo em que vendia bem. Ao todo, até abril deste ano, foram mais de 650 mil unidades das duas carrocerias. Os emplacamentos só arrefeceram mesmo depois de 2018, com a chegada do Yaris, bem melhor resolvido.

5. Nissan V-Drive

novo nissan versa v drive 2020 seda sedan
Nova geração do Versa condenou o V-Drive

Com a chegada do novo Versa do México, em 2020, o sedã brasileiro adotou o nome de V-Drive para ser o carro de entrada da marca japonesa no Brasil. Mas não completou sequer um ano com este novo “batismo”. Em setembro, o modelo deixou de ser feito em Resende (RJ).

Apesar do ótimo espaço interno, porta-malas generoso e do menor custo de revisão entre os compactos, o V-Drive perdeu o sentido de ser. Defasado em relação aos rivais e ao irmão mexicano, não emplacou nem 5.000 unidades nos sete meses de vida que teve em 2021.

6. Volkswagen Fox

volkswagen fox xtreme
Fox permaneceu no mercado por 18 anos

Outro dos carros que morreram em 2021 e no mês de setembro, o Fox sobrevivia de vendas diretas e do custo/benefício. Comercializado há anos em duas configurações, sempre com o motor 1.6 8V de até 104 cv, o veterano hatch sentiu o beijo da morte conforme as novas normas de emissões do Proconve se aproximavam.

Foram 18 anos sobre a mesma plataforma – uma base simplificada do primeiro Polo brasileiro, de 2001 –  e mais de 1,8 milhão de unidades produzidas em São José dos Pinhais (PR) – com direito à exportação para a Europa.

7. Mitsubishi ASX

asx 2019 8
ASX era produzido no Brasil desde 2013

Nos primeiros dias de dezembro a Mitsubishi se despediu oficialmente do ASX. Oficialmente, porque o carro já era figurinha rara nas linhas de montagem de Catalão (GO) desde a estreia, em meados de 2020, do Outlander Sport – uma espécie de ASX remodelado.

Lançado em 2010 no Brasil, o ASX começou a ser produzido por aqui em 2013, mas nunca passou por grandes mudanças na linha. Há dois anos era vendido em versão solitária de acabamento com o motor 2.0 16V flex e câmbio CVT. Mesmo como Mitsubishi mais em conta do mercado, no acumulado de 2021 teve  pouco mais de 600 unidades entregues. Em 11 anos de Brasil, foram 75 mil unidades comercializadas.

8. Honda Fit

honda fit 2018 azul de frente em movimento
City Hatch ocupará lugar do Fit na linha Honda

Um dos carros mais queridos do mercado, e com clientes mais fiéis, também deixou de ser produzido em dezembro. O monovolume famoso por ser um carro que não dá problema e pela versatilidade de seu espaço interno, se despediu da fábrica de Sumaré (SP) e não ganhará nova geração, que já roda na Ásia e na Europa desde 2020.

Lançado em 2003 e com três gerações no Brasil, o Fit sempre foi um sucesso comercial. Em 18 anos de história no nosso mercado, soma mais de 600 mil unidades. A solução caseira da Honda para ocupar o lugar do carro será o lançamento do inédito City hatch, em março de 2022.

9. Fiat Uno

fiat uno ciao cinza parado dianteira
Uno teve até série especial de despedida

A Fiat recentemente lançou uma série limitada Ciao para marcar o fim de trajetória do Uno no Brasil. O hatch compacto, em sua segunda geração, foi lançado em 2010, mas nos últimos anos a linha passou por sucessivas dietas até figurar apenas uma opção de acabamento solitária, que, no ano, não somou muito mais que 20 mil unidades.

O Uno teve sempre a imagem de carro de vanguarda. A primeira geração, de 1984, foi pioneira em vários sentidos, desde coeficiente aerodinâmico até ergonomia e soluções mecânicas. A segunda geração quadradinha, por sua vez, agregou imagem de modelo descolado. Em duas gerações e 37 anos, foram quase 4,4 milhões de unidades produzidas do compacto.

10. Troller T4

troller t4 2020 2
Fim da marca Troller condenou o jipe T4

O encerramento das atividades industriais da Ford no Brasil acabou extinguindo não apenas os produtos próprios, mas também o jipe T4. Isso porque a Troller era controlada pela multinacional, que optou por fechar a fábrica da marca em Horizonte (CE). As últimas unidades foram produzidas em setembro.

O T4 surgiu junto com a própria Troller, em 1995. Após cerca de uma década atuando de maneira independente, a fabricante se tornou uma marca da Ford em 2007. A segunda e última geração do jipe chegou ao mercado em 2014, com mecânica da picape Ranger. Em 2020, veio a versão TX4, equipada com câmbio automático.

Bônus 1: Chevrolet Montana

chevrolet montana 2020 frente
Montana vai ganhar nova geração baseada no Tracker

A Montana figura como bônus no listão porque abandonou o mercado apenas temporariamente. É que a General Motors vai lançar em 2022 a terceira geração da picape, bem diferente deste modelo compacto que conhecemos. A nova será baseada no Tracker e rivalizará com a Fiat Toro.

A picape compacta que se despediu do mercado no primeiro semestre do ano conseguiu voltar no tempo. Lançada em 2010, esta segunda geração da Montana adotou a base e o desenho do Agile, cuja origem estava no Corsa de 1994. Ou seja, o modelo conseguiu piorar no estilo e na plataforma em relação à primeira linhagem, lançada em 2003 com a arquitetura do Corsa II.

Bônus 2: Honda Civic

honda civic touring 2020 branco de frente
Honda Civic deixou de ser fabricado no Brasil e seguirá à venda como importado

O Civic é outro que entrou como bônus no listão porque seguirá à venda no mercado brasileiro, só que como importado: a 11ª geração virá ao Brasil em versão única híbrida, com preços bem mais elevados. Em outubro, a Honda avisou que o sedan iria entrar para o rol dos carros que saíram de linha em 2021 no último mês do ano.

Um dos primeiros automóveis da Honda a vir para o Brasil logo após a flexibilização das importações nos anos 1990, o Civic foi sinônimo de sucesso em seis gerações – das quais, cinco produzidas aqui.

Confortável e confiável, o modelo foi o sonho da classe média brasileira. Porém, os SUVs ocuparam esse lugar nos desejos do consumidor e a Honda optou por investir na nova geração do HR-V (em 2022) e apostar que o novo City consiga segurar as pontas dos órfãos do Civic.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
54 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Matos Souza 8 de janeiro de 2022

Sem contar a Ford o resto é puro marqueting , igual celular, não tem mais o q inventar mas tem q inventar algo para o cliente dar o usado para alguém e comprar outro. Eu tenho dois carros de serviço da Ford, apesar de consumir mais combustível do q outros gosto muito .

Avatar
Francisco Moura 4 de janeiro de 2022

Boa noite, lhe todos os imail,de vocês me chamo Francisco Moura tenente da polícia , meus amigos o que vai acontecer é que essas montadoras que deixaram o país vão volta.Porque o povo brasileiro aseita quase tudo e eles sabem disso por,esemplo ser a Honda pegar uma lata de sardinha e colocar quatro pineus e simbulo da Honda o povo vai compra porque o povo brasileiro gosta de hostenta não quer nem sabe se vai pagar dois ou três carros quer tá é com o carro e sendo Honda

Avatar
Anderson 5 de janeiro de 2022

Honda e toyota são carros com maior confiabilidade do mercado brasileiro,sem contar que não desvaloriza tanto em relação aos demais 👍🏻

Avatar
Boa noite 12 de janeiro de 2022

Só não Inténdi o porquê que vc se identificou como tenente da polícia kkkk IMAGINA se fosse algo grande dentro da pm kkk

Avatar
Osmar Gomes 3 de janeiro de 2022

Acho que a Honda não deveria deixar de fabricar o Honda Fit no Brasil,como eu muitos estão desapontados com a decisão, se não for o Honda Fit outro carro da marca eu não tenho nenhum interesse, vou procurar outra marca que entregue ou pelo menos seja parecida com o HONDA FIT.

Avatar
Pieetro 3 de janeiro de 2022

UM GRANDE METEORO VAI CAIR NA TERRA, CAUSANDO UM GRANDE CATACLISMA,ACABANDO DE VEZ COM O ORGULHO,A VAIDADE E O EGOCENTRISMO.
O CRIADOR NÃO PLANEJOU ESTE MUNDO DESIGUAL. LAMENTAVEL…

Avatar
giovanny André machado carnauba 4 de janeiro de 2022

Vai rezar frustrado

Avatar
Waslon 3 de janeiro de 2022

Os pobres também devem ficar espertos com esta onda de carros elétricos e de baixas emissões. Por exemplo, o sistema Start-Stop tem baterias caríssimas e só existem para atenderem os padrões de emissões. Enquanto uma bateria convencional custa R$ 500,00, uma para Start-Stop não sai por menos de R$ 1.500,00.

Avatar
Mauro Bufarat 1 de janeiro de 2022

Bom dia!
Gostaria se possível saber como fica a devolução do IPVA pago por DEFIS em 2021 ?
Muito obrigado.

Avatar
Eduardo Custódio Corrêa 31 de dezembro de 2021

Falem do doblo essence

Avatar
Santiago 31 de dezembro de 2021

As opções que vão restando são apenas os superfaturados modelos “da moda”, cujos bizarros preços Não se justificam nem mesmo pelo nosso “custo Brasil”.

Avatar
Damaris 1 de janeiro de 2022

Exatamente isso

Avatar
Marcos lima 31 de dezembro de 2021

Temos que ter carros nacionais, carros brasileiros, marcas brasileiras feito pra brasileiros, incentivo do governo pra brasileiros…

Avatar
Almiro Pacheco dos Reis filho 1 de janeiro de 2022

Concordo plenamente.

Avatar
Charlton 2 de janeiro de 2022

Compre a Gurgel! Carro brasileiro ..

Avatar
Paulo Adriano 2 de janeiro de 2022

A Gurgel, genuinamente nacional , só nao foi para a frente graças à máfia estrangeira que se instalou no Brasil, com concessões generosas e graças à imbecilidade do brasileiro que sempre aceitou pagar as porcarias que grupos estrangeiros empurraram para nós.

Avatar
Tfff 4 de janeiro de 2022

Gurgel que ha 60 anos lançou um carro elétrico.
Hoje a tesla lança um eletrico e foi dela a inovação …

Governos fraco . incluo esse.

Avatar
Romildo Pimentel 31 de dezembro de 2021

Não sou rico, mas consegui comprar o meu zero km , sonho de criança e trabalho de longos anos , detalhe sem financiamento ,foi sempre trocando por um mais novo até chegar no novo , sempre trabalhando independente de sistema de governo , tudo com muita honestidade.

Avatar
ANDREIA TEIXEIRA 31 de dezembro de 2021

Carro virou artigo de luxo nesse governo. Só rico terá carro zero
O que veremos será cada vez mais carros velhos na rua.

Avatar
Ricardo 31 de dezembro de 2021

Pior foi no governo passado que comprava um e pagava-se 3…
A crise é mundial, não coloque culpa em quem não tem.
Quem está colado com os chineses são os comunistas da esquerda.

Avatar
Damaris 1 de janeiro de 2022

É sério isso, Ricardo?

Avatar
Siqueira 2 de janeiro de 2022

Ue ? Então hoje com essa taxa de juros não esta-se pagando 2 não???

Avatar
RPDBH 3 de janeiro de 2022

É, agora não se paga nenhum, pois não há mais crédito…

Avatar
Ricardo 31 de dezembro de 2021

Devido a crise mundial, a pandemia naturalmente carros novos subiram 19% e a busca pelo seu novos chegaram a 31% de aumento, esperar passar a crise para trocar de carro é uma ótima opção.. senão tiver procura o preço vai cair.

Avatar
Adriano 31 de dezembro de 2021

Vai votar em Bolsonaro que cada vez a coisa piora mais, VOTE CERTO MEU CHAPA PARA TER UMA MELHORA, BOLSONARO SÓ FICA DO LADO DOS RICOS SEUS BESTAS

Avatar
Charlton 2 de janeiro de 2022

E o Lula vai melhorar por acaso? O Brasil de novo sendo saqueado na corrupção e ele beneficiando seus comparsas do governo pagando propina pra o governo pra apoiar seus projeto e transformando o Brasil pra bem próximo de um socialista, comunista e ditador? Se esses sistema tivesse dado certo a Rússia continuaria sendo URSS na época… E pq não deu certo? Pq esse sistema e miséria completa….olha a Venezuela como está, o povo passando fome sem falar da Argentina também no mesmo segmento. A solução pra esse país é o Brasil se transformar da República para a Mornaquia na época como Dom Pedro II o fez um Brasil um progresso verdadeiro.Temos ainda a família imperial e seus descendentes do Brasil é só assistirem no Youtube a explicação do Brasil Império. Qdo estabeleceu um golpe da República derrubando a Mornaquia o resultado é esses que estamos vendo desde a época da programação da República dia 15 de novembro de 1889 a data da desgraça nacional…..

Avatar
João 2 de janeiro de 2022

Cara vc deve ser louco,vai colocar quem?o bandido ex presidiário? A economia não se resolve assim não,sabe pq os bilhões roubados da Petrobrás,o super faturamento da copa 2014 sem falar o resto.agora com máfia dos combustíveis que os governadores e prefeitos fazem.pensa um pouco cara.

Avatar
Sandro Gonçalves 2 de janeiro de 2022

O colega anda muito mal informado a respeito do Bolsonaro, esse sim é o presidente dos pobres e não dos países comunistas. O problema é que a Globo não mostra as rodovias e pontes e outras obras.

Avatar
Anderson telles 4 de janeiro de 2022

Exatamente, ficar só pela Globo não vai saber o que realmente o governo tem feito.

Avatar
Paulo 31 de dezembro de 2021

Bom dia!!! Andréia teixeira tudo bem feliz ano novo!! OK adiantaria poder comprar carro novo com juros absurdos igual os governos passados compra 1 pagando 3 e justo também enquanto os banqueiros que nos financiar ou nos roubam ter sua dívidas sento perdoada pelo os governos então preciso compra ok meu dinheiro dar pra compra concordar??e eles estão saindo porque não estão recebendo dinheiro do governo como a ford que encheu o seu bolso e meteu o pé.

Avatar
Paulo 31 de dezembro de 2021

Vejo que esta difícil para as grande marcas porquê não estão tendo recurso do governo e estão metendo o pé mesmo o propósito era desse carros ser populares mais de baixa renda e vejo que baixa renda não tem nada estão ficando mais caros então as montadora ficam com os pátio lotado e os banqueiros não estão tendo suas dívidas perdoada comos nos governos passados e as pessoas não estão entrando no jogo dos banqueiros ondes compra 1 e pague 3 por financiamento abusivos tem que meter o pé mesmo.

Avatar
Siqueira 2 de janeiro de 2022

Ueh. Então o negócio é fechar as montadoras e deixar somente alguns modelos para os RICOS comprarem e os pobres andarem a pé??? Todo governo deve ter como objetivo politicas públicas para melhorar a vida dos cidadãos. Senão para que governo??

Avatar
Alessandro 2 de janeiro de 2022

Se seu texto tivesse vírgulas, ficaria mais compreensível.

Avatar
Sandro Gonçalves 2 de janeiro de 2022

Negativo, os bancos estão facilitando muito a compra do carro zero.

Avatar
Alberto Ribeiro Lopes 30 de dezembro de 2021

Ainda bem que tenho a minha bike!!! Que me leva onde quero… E ainda me dá Saúde

Avatar
Elioricardo 30 de dezembro de 2021

Olha Boris o novo versa mexicano e bonito mas não vende bem o motivo? quem teve o nissan tiida não encontra peça a Nissan nisso ai vacilou o tiida era bem confiável e então as pessoas estão desconfiados desse novo modelo e bonito mas é um risco

Avatar
Rafael 30 de dezembro de 2021

Daqui pra frente, quem não for mais milionário não conseguir mais comprar carro zero, mesmo sendo “popular”. Vai ter que pegar carro usado e usar até onde der e puder manter.

Avatar
Gil Almeida 30 de dezembro de 2021

Pelo que vejo nas estradas brasileiras e tem um diferença enorme nas estradas das cidades grandes e pequenas cidades do interior. que nem asfalto tem. Com isso os veículos que rodam nas capitais e cidades grandes , não sofrem o mesmo degaste, que os veículos que rodam no interior do Brasil. As fábricas estão tirando de linha os carros que atendem ao povo mais humilde do interior do país. Por exemplo enquanto as SUVs predominam nas grandes cidades. Os veículos gol G-4, G5, uno, palio, celta , corsa, ford K , Pampa, saveiro, montana predominam no interior e rodam nas estradas esburacadas e sem falar na manutenção mais barata.

Avatar
Lucimar Castro 30 de dezembro de 2021

Gil, concordo com você.

Avatar
Fernando Margonato 31 de dezembro de 2021

Verdade pessoal que precisa de carros simples tá ficando sem opção, vai fica um mercado de carros velhos reformados com bastante peças substituídas, e com altas quilometragem e ainda por cima custando caro.

Avatar
Jarbas Lopes 30 de dezembro de 2021

Tenho um Ford KA 2017, 1.5. Por incrível que pareça, sofreu uma pequena valorização, mais possivelmente por causa da crise provocada pela pandemia. Acho que vai mofar comigo por uns bons tempos, já que também não tenho condições de trocar de carro no momento. Felizmente, me atende muito bem. É um bom carro, completo, potente, e principalmente muito econômico.

Avatar
Paulinho Gomes 30 de dezembro de 2021

É o fim das carroças básicas, que agora vendidas usadas irão “estourar” na mão dos pobres, onde o sonho de ter um “carrinho” se tornará pesadelo.

Avatar
Paulinho 30 de dezembro de 2021

É o fim das carroças básicas, que agora vendidas usadas irão “estourar” na mão dos pobres, onde o sonho de ter um “carrinho” se tornará pesadelo.

Avatar
Carlos 30 de dezembro de 2021

É o fim dos carros populares.

Avatar
Rafael 30 de dezembro de 2021

Carros populares pelados sendo vendidos por preço de carro premium, só aqui mesmo na república das bananas.

Avatar
Valdomiro Duarte 30 de dezembro de 2021

Concordo!

Avatar
REGIS GERHARDT DE SOUZA 30 de dezembro de 2021

Que País! Faz 05 anos que não troco de carro zero. Não consigo acompanhar os aumentos. Antes, trocava de 02 em 02 anos. Hoje, é melhor ficar com teu “caquinho” e não entrar em financiamentos absurdos.

Avatar
GUERINO Lombardi filho 31 de dezembro de 2021

Tamus juntus. Tenho uma Parati Club que comprei em 1997 tem tudo e mais um pouco. Não vendo nem troco. Muitos carros novos não tem o que ela trouxe. Foram produzidas só cem unidades.

Avatar
DP 29 de dezembro de 2021

Só ando de Skate.

Avatar
Claudio 29 de dezembro de 2021

E os jurássicos VW Gol, Voyge e Saveiro? Continuam no mercado apesar do Procone L7?

Avatar
Waslon 29 de dezembro de 2021

E o pobre ficando cada vez mais excluído!

Avatar
Cassia 30 de dezembro de 2021

Sim, triste realidade

Avatar
Valdomiro Duarte 30 de dezembro de 2021

Verdade

Avatar
Marcos 2 de janeiro de 2022

Pois é, isso é mundial. Vem coisa ruim por aí….

Avatar
Deixe um comentário