Primeiro elétrico da Citroën no Brasil será o furgão ë-Jumpy

O Citroën C3 foi apenas a primeira novidade da marca para os próximos quatro anos, a segunda é o furgão elétrico ë-Jumpy

citroen e jumpy van branco frente modelo europeu
A versão elétrica do Jumpy é idêntica à versão diesel (Foto: Citroën | Divulgação)
Por Eduardo Rodrigues
12 de novembro de 2021 12:31

Caro leitor, você já acessou o site da Citroën recentemente? Na seção onde mostra os veículos de passeio da marca consta apenas o C4 Cactus, a gama só fica maior se considerar a linha de vans. O fabricante francês quer movimentar o mercado e anunciou um plano para os próximos quatro anos nessa sexta (12).

A primeira novidade já foi revelada, que é o novo C3. O hatch irá voltar em uma versão desenvolvida no Brasil pensada para o nosso mercado, trazendo estilo inspirado nos SUV e novas tecnologias para o interior. Sua chegada será no início de 2022, trazendo apenas versões 1.6 no início.

VEJA TAMBÉM:

A Citroën entra na onda elétrica

Esse plano da Citroën é sustentado por quatro pilares: inovação acessível, marca confiável, marca cool e sustentabilidade. Além das novidades tecnológicas nos carros, a marca francesa quer tirar a imagem de fragilidade e possuir um pós-venda ruim. Com isso, ela quer conseguir 4% de participação no mercado dentro de quatro.

Durante a apresentação foi confirmado o primeiro elétrico da marca no Brasil: o furgão ë-Jumpy. Essa versão elétrica mantem todo o espaço de carga da versão diesel mas com as características de um elétrico.

A capacidade de carga é de 1.275 kg, apenas 225 kg menor que a do Jumpy à combustão vendido atualmente no Brasil. O motor elétrico gera 136 cv e 26,5 kgfm, o desempenho é próximo ao do diesel mas a máxima é limitada a 130 km/h.

O ë-Jumpy chega sem concorrentes

Um furgão médio elétrico como o ë-Jumpy poderá ser ideal para entregas urbanas, onde as rotas são curtas e o consumo de combustível seria alto. Na versão com bateria de 50 kWh a autonomia é de 230 km no ciclo WLTP, com a bateria de 75 kWh o alcance sobe para 330 km.

Uma carga rápida de 30 minutos é capaz de garantir 80% da capacidade da bateria. A versão de 50 kWh faz a carga completa em um wallbox em pouco menos de 5 horas e a versão de 75 kWh precisa de 7h30min.

Ele chegará ao Brasil sem concorrentes diretos. De forma indireta existe o chinês JAC iEV750V, com porte maior, e o Renault Kangoo Z.E. Maxi, com porte menor.

Já testamos a versões diesel do Citroën Jumpy, confira se ele é ideal para o seu negócio:

Fotos: Citroën | Divulgação

Você sabia que o AutoPapo também está presente em suas redes sociais favoritas? Clique e confira:

TikTok YouTube Facebook Twitter Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário