Conheça 22 ‘gatilhos’ que podem ‘explodir’ carro seminovo

O carro é praticamente novo e aprovado no test-drive. Mas as maracutaias dão as caras depois da primeira curva...

Por Boris Feldman 18/07/20 às 09h00

A grana está curta para um zero km mas apareceu um usadinho jóia que cabe direitinho no bolso. Pelo menos era o que você pensava até começarem a explodir os gatilhos armados pelo antigo dono…com a cumplicidade do mecânico desonesto.

1. Airbag

Não existe reparo para a bolsa inflável: se foi inflada num impacto, tem que ser substituída. Como é cara, muitos voltam a tampa, sem nada dentro, e apagam no painel a luz de alerta do dispositivo.

2. ABS

Outro sistema eletrônico com elevado custo de reparo. Solução do mau caráter? Deixa o defeito e apaga a luz de alerta, pois o freio normal do carro continua funcionando. Novo dono só percebe numa freada de emergência, com os pneus se arrastando perigosamente no asfalto.

3. Válvula termostática

Quando emperra, o líquido de arrefecimento não circula pelo radiador e pode ferver. Ao invés de substituí-la,  é simplesmente descartada. O problema do aquecimento se resolve, porém o motor passa a trabalhar em temperaturas inferiores à ideal.

4. Pneu frisado

Numa olhada rápida, estão ótimos. Para depois se perceber que os sulcos foram criminosamente aprofundados.

5. Aquecimento

Os dutos de água do aquecimento interno se enferrujaram, racharam e ela passou a vazar na cabine. Ao invés de reparar, isola-se o sistema. O novo dono só vai perceber quando o inverno chegar…

6. Manchão

O pneu se acidentou, sem possibilidade de reparo. Primeira maracutaia: adaptar uma câmara de ar, que acaba se danificando no atrito com o pneu. Outra é colar um manchão interno, desbalanceando o conjunto.

7. Roda reformada

Roda de liga-leve se quebrou num acidente. Ao invés de uma nova, ela é recuperada com solda. Que pode apresentar fissuras internas, invisíveis a olho nu. Mas que, num esforço maior, pode se romper.

8. Sem garantia

É usado, mas ainda tem garantia de fábrica. Mas não foi levado para a revisão na concessionária, ou instalado acessório não homologado, por exemplo. Então, a garantia já era….

9. Vidros elétricos

Não são de fábrica, mas colocados depois, fora da concessionária. Podem não contar com o (obrigatório) dispositivo anti-esmagamento, com chance de provocar um grave acidente.

10. Viscosidade

Motor muito velho, problemático e fumacento? Basta colocar um óleo bem mais viscoso (grosso) para ocultar a deficiência.

troca oleo motor duvida

11. Sonda lambda

Ela detectou um problema e fez acender uma luz no painel. Solução: aplicar o “delete sonda” que apaga a luz sem resolver o problema. Vale também para o carro sem catalisador.

12. Caixa ou diferencial com barulhos comprometedores

Nada como um grafite bem aplicado para rodar mais alguns quilômetros…

13. Disco

As pastilhas (baratas) foram trocadas. Mas o disco de freio (caro) continuou mesmo danificado ou fora de medida.

14. Suspiro

Problemas de vedação dos gases da combustão? Basta bloquear o suspiro que alivia o excesso de pressão no cárter.

15. Vela

Vela ou cabo com problema? Basta substituir apenas aquele cabo ou vela, mesmo sabendo que – a curto prazo  – outros vão pifar também.

16. Correia

Troca-se a correia dentada mas, eventualmente, pode ser necessário trocar também o rolamento. Como é mais caro, deixa prá lá…

17. Vazamento

Ar-condicionado vaza gás e o reparo custa muito. Mas, uma carga para quebrar o galho por algumas semanas (ou dias) custa pouco…

18. Óleo

Luz da pressão de óleo se acendeu. E não é o nível, é problema grave no motor. Solução simples: “jump” para apagá-la…

19. Pintura

Reparo mal feito. Porém, nada de refazê-lo:  fica mais em “conta” aplicar ceras especiais que despistam a pintura fora do padrão.

20. Amortecedor

O novo é caro. Recondicionado é barato, mas nada amortece…

21. Caixa automática

Começou a dar uns trancos e/ou não passar as marchas. Reparo tem custo elevadíssimo. Aditivo “lubegard” é baratíssimo e alivia o problema por mais alguns quilômetros.

22. “Mapa”

Motor com problema faz acender a luz de alerta. Não precisa resolvê-lo, basta mudar o mapeamento para apagá-la….

23. Conhece outros gatilhos?

Mande para boris@autopapo.com.br

SOBRE
7 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Sidnei 20 de julho de 2020

    Colocar Bardahl prolonga ou qualquer óleo muito mais grosso em motor “fumando” para esconder a necessidade de refazer o motor é mais outro golpe famoso.

  • Avatar
    Elton Miranda Tavares 19 de julho de 2020

    Ou seja, reflete o caráter brasileiro de corromper a si mesmo e a outros (que comprarão o carro problemático). Típico jeitinho brasileiro. Este mal é potencializado com o real problema dos brasileiros de possuírem baixo poder de compra e preço abusivo de manutenção em autorizadas, bem como de autopeças.
    Visto que apenas 30% da população possui uma renda digna, este é o resultado!

  • Avatar
    Will 19 de julho de 2020

    Carcaça do motor trincado e com reparação mal feita

  • Avatar
    Marcelo 18 de julho de 2020

    “Suspiro” foi de lascar.

    • Avatar
      Mario 23 de julho de 2020

      Foi de lascar mesmo. Ou será que vc compra o carro e ganha um saco de suspiro? Kkk…

  • Avatar
    Fernando B 18 de julho de 2020

    Bóris, faltou o clássico: alteração da quilometragem. Carro tá com 100 mil, mas está em bom estado? Vamos colocar 40 mil. Só que a manutenção de 100 é completamente diferente da manutenção de 40.

    • Avatar
      Luiz 20 de julho de 2020

      Qdo há desconfiança da Km, basta um bom scanner que vai aparecer a km verdadeira do carro!!!

Avatar
Deixe um comentário