Consumo da nova Toro turbo decepciona, mas desempenho é bom

Lançamento da linha 2022 da picape tem como uma de suas principais novidades a estreia do novo motor 1.3 turbo do grupo Stellantis

Por AutoPapo 23/04/21 às 13h48
fiat toro endurance
Toro Endurance 2022 270: motor 1.3 turbo de até 185 cv (Foto: Fiat | Divulgação)

A grande expectativa em relação ao lançamento da Fiat Toro 2022 era em relação ao novo motor 1.3 turboflex. Afinal, ele poderia resolver duas das maiores queixas em relação ao modelo quando equipado com o antigo motor 1.8 flex: desempenho ruim e consumo alto.

Como a nova Toro tem as duas opções de motorização na versão de entrada Endurance, é possível fazer a “prova dos nove” comparando as fichas técnicas delas.

VEJA TAMBÉM

No quesito desempenho, a Toro 2022 Endurance 270 AT6 (com motor 1.3 turbo) está em outro patamar. Ela tem a potência de 180 cv (gasolina)/185 cv (etanol) a 5.750 e torque máximo de 27,5 kgfm a 1.750 rpm.

A velocidade máxima dessa configuração é de 202 km/h e a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 10,6 segundos, quando o combustível é etanol.

A Toro Endurance 1.8 tem números bem mais modestos: 135 cv (gasolina) / 139 cv (etanol) a 5.750 e torque de 18,76 kgfm (gasolina) /19,27 kgfm (etanol) a 3.750 rpm. Com o derivado da cana, ela atinge a máxima de 179 km/h e acelera de 0 a 100 km/h em 12,9 segundos.

Além do desempenho melhor, a Toro com motor turbo tem capacidade de carga 100 kg maior: 750 kg contra 650 kg da 1.8.

Consumo da nova Toro flex

Neste quesito ocorre a surpresa. O único cenário em que a Toro 2022 turbo supera a 1.8 em consumo é na cidade quando abastecida com gasolina. Em todos os outros, a melhor é para o motor antigo. Confira

Consumo Toro Flex 2022

Versão Cidade (gasolina/etanol) Estrada (gasolina/etanol)
Toro Endurance 270 9,4 km/l / 6,5 km/l 10,8 km/l / 8 km/l
Toro Endurance 1.8 9 km/l  / 6,3 km/l 11,1 km/l / 8 km/l

O motor 1.3 turbo da Toro

motor turbo toro endurance
Motor turboflex que equipa a Toro 2022 (Foto: Fiat | Divulgação)

A Toro 2022 marca a estreia na linha Fiat do novo motor turbo do grupo Stellantis, o GSE 1.3, batizado de 270 em referência ao torque em Newton-metro (Nm).

A nova família de motores GSE Turbo que começa a ser produzida na planta de Betim é composta pelos motores T3 (1.0l) e T4 (1.3l). O motor turbo da Fiat/Jeep tem a tecnologia MultiAir, um sistema eletro-hidráulico permite o controle totalmente flexível da duração e da elevação das válvulas de admissão, além do controle de carga do motor sem gerar perdas de bombeamento.

Ainda segundo a montadora, os motores da família GSE possuem tecnologias para reduzir o tempo de aquecimento do motor, diminuindo as emissões de gases e o consumo de combustível, especialmente em uso urbano (trajetos curtos).

O bloco de alumínio, além de reduzir o peso do propulsor, esquenta mais rápido pela menor resistência à condução de calor. Já o trocador de calor do óleo colabora para diminuir o tempo de aquecimento do motor, transferindo calor da água – que esquenta mais rápido – para o óleo, que, atingindo a temperatura ideal, reduz o atrito do motor. Por outro lado, o trocador também evita que o óleo esquente demais, o que, de acordo com a Fiat, traz confiabilidade ao conjunto.

Boris comenta sobre a nova Toro:

SOBRE
23 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
CLEBER ROBERTO TEIXEIRA NEVES 5 de maio de 2021

Ao Marcelo da Toro 2.4. Fica tranquilo que ela vai melhorar o consumo, já que está pouco rodada. Quando chegar aos 20.000 ela ficará mais econômica. Claro que ela não ficará igual ao Uno Vivace daquele maluco, mas melhorará. Pena que saiu de linha.

Avatar
Pericles 4 de maio de 2021

Tenho um kicks pcd 19/20 que faz no maximo 8 com etanol na cidade so com o motorista.falaram que iria fazer 10. O povo mente mesmo.

Avatar
Roberto mineiro 26 de abril de 2021

Tenho uma 2.4, 2017. Adoro-a. Tá com 27.000 km. Atualmente está muito econômica 11, 12 /litro. Carro bom demais e silencioso, não vibra nada. Um verdadeiro automóvel.

Avatar
Jorge Danilo de Oliveira 24 de abril de 2021

O consumo da turbo é melhor ou igual que a 1.8, exceto na estrada com gasolina. Evoluiu sim e com um ótimo torque, que é o que dá prazer ao dirigir! FIAT acertou em cheio: turbo é uma tendência mundial.

Avatar
Sato 24 de abril de 2021

Dados da FIAT

1.3 270
Gasolina:
9,7 km/l cidade
10,7 km/l estrada
Álcool
6,6 km/l cidade
7,9 km/k estrada

1.8 eTorq
Gasolina
9,5 km/l cidade
11,3 km/l estrada
Álcool
6,7 km/l cidade
8,1 km/k estrada

Dados reportagem em 24/04:

Toro Endurance 270
Gasolina
9,4 km/l / 6,3 km/l
Álcool
11,1 km/l / 8 km/l

Toro Endurance 1.8
Gasolina
9 km/l / 6,3 km/l
Álcool
11,1 km/l / 8 km/l

Avatar
Marcos Jeronimo de Araujo 24 de abril de 2021

Ainda me mantenho fiel a Toro Volcano 2.4 flex. Desempenho e consumo ótimos.

Avatar
Vilson Meireles 24 de abril de 2021

Você tem ou já teve uma 2.4? Poderia falar um pouco sobre este motor? Dizem que o consumo é altíssimo?

Avatar
Marcos Jeronimo de Araujo 24 de abril de 2021

Tenho uma, comprei em dezembro de 2020, 4 meses. Era mostruário da loja. Motor 2.4 tigershark, média entre estrada e cidade 11,8, 11,9. Só estrada 13.5. Fiz teste drive em uma diesel, não gostei, achei muito amarrada.

Avatar
The Driver 24 de abril de 2021

Belo veículo, ficou melhor com a tampa da caçamba metálica. Assusta um pouco problemas repetitivos, alguns insolúveis Penso em comprar com esse novo motor, Mas esse nome na grade desvaloriza e compromete. Poderia ser Alfa Romeo, Ram, Maserati !

Avatar
Almeida 24 de abril de 2021

Neste BRASIL só tem comédia!!!

Avatar
Jo 24 de abril de 2021

Com 1800 kg não tem milagre de consumo. Mas deve ser mais prazerosa a condução.

Avatar
José otaviano Botezelli 29 de abril de 2021

Concordo muito pesada,BOM a diesel
Flex vou de oroch

Avatar
Daniel Ramalho 23 de abril de 2021

Ta melhor que o etorq, é uma pick up , vai ter consumo de pick up e não de compacto.
Eficiência energética não faz milagres mas ta melhor que o etork.

Avatar
William Cruz 23 de abril de 2021

Essa tabela de consumo está correta? Pq pelo que diz a reportagem a turbo consome mais que a aspirada e esta tabela mostra praticamente o mesmo consumo.

Avatar
Jorge Nicolau 23 de abril de 2021

Pode até não ser econômico, mas este motor ao menos devolve um desempenho condizente ao consumo, bem o oposto ao EPorq que bebe muito e não anda nada.

Avatar
Sir.Alves 24 de abril de 2021

Etorq não anda bem na Toro que é muito pesada e no Renegade pq é automático… agora no Linea, Bravo e Punto manual… hahaha, a historia é outra, canta pneu ate na segunda marcha… anda junto dos 2.0 16v atuais sem problemas, e o consumo na estrada fica 12km/l gasolina + ar.

Avatar
Diego 26 de abril de 2021

Também tenho um Punto e-torq 1.8. Ele anda muito bem. Na estrada é essa média mesmo, perto de 12km/l, não exagerando. Mas na cidade é de chorar. Aliás, nunca vi uma Toro e-torq na cidade fazer mais do 7 km/l, isso a gasolina. Não sei, parece que a realidade das ruas é outra. Acredito que a turbo também não vai conseguir alcançar essas médias.

Avatar
alecs 23 de abril de 2021

a diferença de desempenho é considerável.

Avatar
cassio ayres 23 de abril de 2021

ser novo não é sinonimo de grande eficiencia, é o caso deste motor

Avatar
Adriano Giuseppe 27 de abril de 2021

Meu caro amigo, volte e releia o artigo. Conselho de amigo !!!

Avatar
Deixe um comentário