Corolla 2015: 10 fatos sobre essa boa opção de carro usado

Quer comprar o sedã da Toyota seminovo? Veja as virtudes do modelo, mas também fique atento a alguns defeitos comuns

toyota corolla 2015 frente 4
O Corolla 2015 foi o primeiro ano da quarta geração brasileira do modelo (Fotos: Toyota | Divulgação)
Por Fernando Miragaya
16 de setembro de 2021 16:53
Especial para o AutoPapo

Toyota é carro desejado no mercado 0 km e de usados, não tem jeito. Dificilmente você vai ver algum modelo da marca japonesa parado por muito tempo na loja ou no pátio da concessionária. Se for o Corolla, então, a legião de fãs é ainda maior e a liquidez e valorização, praticamente certas, independentemente de qual geração for.

Sinônimo de carro confortável, com mecânica confiável e pós-venda com boa reputação, mesmo os sedãs da geração passada são sempre boas indicações de compra – apesar dos preços elevados.

VEJA TAMBÉM:

Um Corolla 2015, por exemplo, tem preços entre R$ 75 mil e R$ 90 mil nos principais portais de compra e venda de veículos. Contudo, o Toyota oferece conforto e espaço acima da média em relação aos compactos 0 km nesta faixa de preço. Sem falar na tal reputação de automóvel que não dá dor de cabeça como já dito antes.

Só que nem tudo é o paraíso, mesmo quando se fala do sedã médio fabricado em Indaiatuba (SP). Destacamos 10 fatos sobre o Corolla 2015, desde suas qualidades inegáveis, até alguns aspectos que merecem atenção por parte de quem quer ter um.

Se você está pensando em comprar um seminovo, não deixe de conferir todo o seu histórico: passagem por leilão, indício de sinistro e restrições e impedimentos, entre outros itens. Basta ter a placa do veículo e acessar a Olho no Carro (CLIQUE AQUI). Ganhe 25% de desconto com o cupom AUTOPAPO25.

Desempenho

toyota corolla 2015 traseira 5

O Corolla 2015 foi o primeiro ano da quarta geração brasileira do modelo – a 11ª global . Era vendido com duas motorizações: 1.8 de 144/139 cv e 18,4/17,7 kgfm e 2.0 com 154/143 cv e 20,3/19,4 kgfm.

Ambas as opções têm variação nos comandos, vieram da geração anterior, mas passaram a ter sistema de partida a frio sem necessidade de tanquinho. Todas oferecem desempenho condizente para o que se espera do sedã, mas especialmente rodar suave. Na época, a Toyota prometia o 0 a 100 km/h do motor maior em 9,6 s.

Mas o grande astro deste comportamento é a caixa automática do tipo CVT, batizada de Multidrive – para o bem e para o mal, como veremos a seguir. Com sete marchas simuladas, nem parece um câmbio continuamente variável. Tem ótimo acerto e escalonamento, e permite certa agilidade ao sedã.

Só não significa que o Corolla 2015 seja um espetáculo de performance. O desempenho segue a proposta pacata e bastante confortável. E já avisamos que a função sport da transmissão é bem ruim. O dispositivo só eleva a faixa de giros, mas o comportamento do carro nas acelerações fica mais abrupto. Melhor esquecê-lo.

Câmbio CVT

toyota corolla 2015 cambio automatico

Ao mesmo tempo em que tem um dos melhores acertos de câmbio CVT, o Corolla 2015 também apresenta problemas em relação à caixa. São muitas as queixas de donos desta geração do sedã médio direcionadas à transmissão Multidrive.

Em pesquisas no site do Reclame Aqui e em grupos de discussão do modelo na internet, são comuns os relatos de trancos e barulhos estranhos na caixa. Também há depoimentos sobre necessidade de troca dos rolamentos do câmbio e mesmo quebra do conjunto, isso em modelos dentro da garantia (na ocasião) ou com menos de 100 mil km.

Consumo do Corolla 2015

toyota corolla 2015 frente 3

Pelos testes do Inmetro, na época, o Corolla 2015 era um dos mais econômicos do segmento. Com gasolina, então, as médias registradas no PBEV são até animadoras – tanto que foi Nota A na sua categoria. Confira:

Corolla 2015 1.8

  • Consumo etanol cidade: 7,8 km/l
  • Consumo etanol estrada: 9,2 km/l
  • Consumo gasolina cidade: 11,4 km/l
  • Consumo etanol estrada: 13,2 km/l

Corolla 2015 2.0

  • Consumo etanol cidade: 7,2 km/l
  • Consumo etanol estrada: 8,7 km/l
  • Consumo gasolina cidade: 10,6 km/l
  • Consumo etanol estrada: 12,6 km/l

Conforto

É um ponto forte do três-volumes da marca japonesa desde a era mesozóica. Nesta fase, o Corolla 2015 mantém o afinado acerto, que fica bem no meio-termo entre conforto e estabilidade. O comportamento dinâmico privilegia uma tocada mais amena no pedal do acelerador, porém o modelo é exemplo de equilíbrio nas curvas.

Na cidade, a suspensão, com um prosaico eixo de torção na traseira, tem calibragem bastante eficiente. O Corolla 2015 lida bem com os buracos, sem dar fim de curso ou oscilar demais a carroceria.

Outro destaque é em relação ao tratamento acústico da cabine. O ambiente é bastante controlado em termos de ruído e, mesmo a 110 km/h na estrada e com o conta-giros bem acima das 2.000 rpm, quase não se percebe os barulhos de motor, vento ou pneus.

Vacilo

Aqui, bola fora da Toyota por muitos anos. Essa geração do Corolla brasileiro, acredite, só foi ganhar controles de estabilidade e de tração na linha 2017 – isso com boa parte dos rivais diretos já com esses equipamentos de série há tempos. Ou seja, nosso Corolla 2015 é desprovido desses itens de segurança.

O sedã médio também pecava com a ausência de outros equipamentos. O ar-condicionado até era automático em algumas versões, mas nada de função bizona e saídas para os bancos traseiros. Acredite, o sedã também não oferecia luzes de leitura atrás e nem sensor de chuva. Espelho no para-sol do carona (coisa que até compacto de entrada tinha na época) só na versão topo de linha Altis 2.0!

Acabamento

Apesar de ser um carro que sugere requinte, o Corolla 2015 estava longe de ser referência em padrão de acabamento. Apesar de aparentar precisão nos fechamentos na maior parte do tempo, e de algumas versões ostentarem couro cinza ou bege e padrão bicolor na cabine, o design interior remete a algo meio anos 1990.

Além disso, há muito plástico para um carro desta categoria e os materiais simples ditam o revestimento da cabine do modelo. Sem falar nos relatos de falhas no encaixe da tampa do porta-luvas, por exemplo.

Também tem queixas em relação ao acabamento externo. São muitas as reclamações sobre infiltrações nas lentes dos faróis principais, que ficam amareladas e até escurecidas com o tempo.

Multimídia

Essa geração só recebia sistema multimídia a partir da versão XEi. Mas nem se empolgue muito. Com display de 6,1”, é ruim de visualizar devido à tela muito reflexiva, tem respostas lentas aos comandos e é pouco intuitiva na operação.

Pelo menos, oferece entrada USB e GPS nativo. Também tem reprodutor de DVD, câmera de ré e receptor de TV digital – que só exibe imagem quando o carro está parado, conforme manda a Lei.

As versões do Corolla 2015

toyota corolla 2015 frente 1

A Altis era a mais completa, mas já dá para ser feliz com a XEi. Apesar daquela ausência incompreensível de alguns equipamentos de segurança e de funcionalidade, o modelo é equipado com cinco airbags, ar-condicionado automático, bancos de couro, chave tipo canivete, rodas de liga leve aro 16”, faróis de neblina, retrovisor eletrocrômico, entre outros.

A topo de linha Altis, por sua vez, acrescenta os airbags do tipo cortina. Também recebe banco do motorista com regulagens elétricas, velocímetro digital nos instrumentos, bancos de couro bege, LEDs nos faróis, chave presencial, retrovisores externos com rebatimento elétrico e sensor de luminosidade.

Manutenção

O sedã tem aquela fama de carro que não quebra, mas também sua manutenção não é algo de outro mundo no que diz respeito a valores. Mesmo já fora da garantia, há boa oferta de peças para o Corolla 2015 e os preços estão dentro da média do mercado de modelos médios.

Um jogo de velas das versões 2.0 custa, em média, de R$ 350 a R$ 450. Já o kit com dois discos e quatro pastilhas dos freios dianteiros costuma sair por menos de R$ 1 mil. Mesmo na rede autorizada da Toyota, os preços são interessantes.

Confira alguns custos de serviços para o Corolla 2015 coletados junto às concessionárias:

  • Troca de óleo com filtro: R$ 328,99
  • Troca de pastilhas de freio dianteiras: R$ 723,00
  • Troca dos amortecedores dianteiros: R$ 1.881,00
  • Troca do filtro de ar-condicionado: R$ 99,00

Liquidez

Devido a esta fama e à boa imagem que a Toyota colou no seu sedã médio, o Corolla é aquele carro fácil de vender e sempre valorizado. Lojistas independentes e mesmo concessionárias, dizem que os seminovos e usados do modelo não pegam poeira e têm procura alta. Até porque, em geral, seus donos são bem zelosos com o três-volumes.

24 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Adalgisio da Silva santos 23 de setembro de 2021

Eu tenho um Toyota Etios sedã automático 2017 2018 tem vontade de trocar pelo o Corolla 2013 ou 2015

Avatar
MARCOS 23 de setembro de 2021

Olá tenho um Corolla xei 2015 , o carro é muito bom , a matéria diz que a função Sport não muda nada o comportamento do carro …está totalmente equivocado , nesta função o carro fica muito muito muito esperto nas aceleraçoes …mas muito mesmo !!!

Avatar
Marcelo Lopes 23 de setembro de 2021

Eu duvido que este Corolla aquenta o que o meu Palio fire 2016 aguenta. Viajo, vou pra roça, cascalho, terra, barro e fez 300.00 km rodados, trocando só pastilha de freio, óleo e pneus e correria dentada original que custa 39,00. A pastilha de freio que troquei foi 38,00. Kkkkkkk, tudo original. Duvido o Corolla aguentaria isso.

Avatar
Antônio Carlos dos Santos 22 de setembro de 2021

Prefiro meu fusquinha 69 Não pago mais imposto e boa

Avatar
Luismar Lopes Vieira 22 de setembro de 2021

Esse corolla é top de linha, se achar um de boa procedência é bom de mais.

Avatar
Luiz Carlos 22 de setembro de 2021

Sinceramente, carro bom, é o carro que podemos ter e usufruir. Mas confesso, já tive a oportunidade de andar em alguns carros de várias marcas porém quando adquiri o Corolla 2016 afirmei pra mim mesmo não sair mais da marca Toyota, o carro superou minhas expectativas e aos quais já pude andar. Existem carros melhores do este que possuo no momento sim, mas estou muito satisfeito com o Corolla. É muito bom em vários aspectos. Eu sou muito grato pela oportunidade de andar em outros carros bons também porém, o que usufruo hoje é maravilhoso. Partiu Corolla 2020!

Avatar
Ademir. 22 de setembro de 2021

Tenho uma Spacefox 07 mod 08 fabricada na Argentina que é tão boa quanto o Corolla já se vão treze anos e ela continua firme e forte. Sem contar que as peças são tão baratas quanto peças de bicicleta. E tem mais a durabilidade é similar a do Corolla.
O preço de tabela quase a metade.

Avatar
Hugo hd 21 de setembro de 2021

Está errado no consumo vcs colocaram etanol 2 vezes na estrada faltou gasolina

Avatar
sandoval 21 de setembro de 2021

no Brasil tenho um Corolla 2017
no USA tenho um Corolla 2020
muito satisfeito com a marca Toyota,

Avatar
José Luis Coutinho Costa 21 de setembro de 2021

Tenho um Corolla 2011,nao me arrependo.
Vou trocar por um mais novo quem sabe 2015

Avatar
Honesto índio 21 de setembro de 2021

Prefiro minha bike kkkk

Avatar
Nildo Souza 21 de setembro de 2021

Prefiro meu Gol, ano 2005.

Avatar
Emerson merloti 21 de setembro de 2021

Tenho um Corolla 2005 , é um carro muito bom,e muito econômico ,e depois desse já tenho em mente um Corolla mais novo…

Avatar
Canhotóvisky 20 de setembro de 2021

Por 90 mil é melhor comprar um zero Km de outra marca.

Avatar
EDVALDO RODRIGUES 20 de setembro de 2021

Não mesmo!

Avatar
Marcius 21 de setembro de 2021

Concordo contigo. Antes um corolla mais velho que alguns zero km.

Avatar
Antônio Carlos 20 de setembro de 2021

Já estou no terceiro Corolla, e não abro mão da marca Toyota, é carro para quem quer o que é bom.

Avatar
marcello 18 de setembro de 2021

TOYOTA É TOYOTA , O COROLLA É CARRO PRA NINGUÉM BOTAR DEDEITO EM NADA .!!

Avatar
marciell 18 de setembro de 2021

COROLLA É COROLLA NÃO TEM NEM COMPARAÇÃO UMA MÁQUINA PRA NINGUÉM BOTAR DEFEITOS, JÁ TIVE VÁRIOS E ATÉ MESMO OUTRAS MARCAS DE VEÍCULOS , MAS NUNCA DEIXO OS COROLLA . AFINAL TOYOTA É TOYOTA .!!

Avatar
Bob Philips 17 de setembro de 2021

Prefiro meu Santana CD 85

Avatar
Robierto Karllo 17 de setembro de 2021

Prefiro meu Escort Guarujá, bicho

Avatar
Kk 17 de setembro de 2021

Eu prefiro meu chevet junior

Avatar
luiz 24 de setembro de 2021

Na real existe gosto pra tudo; graças a Deus.
Mas como diz o ditado;
” Não deixar o certo pelo duvidoso.” Então vamos ao Corolla.

Avatar
Paulo limas 30 de setembro de 2021

Tá certo
Só quem tem um pode dizer
Eu tenho e sei o que ele representa.

Avatar
Deixe um comentário