Coronavírus: por que não posso desinfetar com o etanol do posto?

Leitores afirmam que álcool do posto tem 92%, basta colocar mais 22% de água que ele caí para 70% e dá para usar contra o coronavírus. Não faça isso!

Por Boris Feldman 31/03/20 às 17h01
bomba etanol shutterstock 1204469752

Foi só eu condenar aqui o uso do etanol vendido no posto para desinfetar, para limpar do coronavírus, que eu fui agredido por uma porção de ouvintes, leitores e usuários do nosso AutoPapo. Por quê?

Porque eu disse que a medida certa do álcool é o 70% °GL (°Gay Lussac), 70% de álcool. “Pode usar o do posto, porque ele tem 92%, basta colocar mais 22% de água que ele caí para 70% e dá para usar contra o coronavírus.” Não dá não!

Porque o etanol não é só o álcool e água. Primeiro, porque se coloca uma outra substância, gasolina por exemplo, para evitar que os alcoólatras bebam o álcool de posto. Esses mais viciados beberiam o etanol, então tem gasolina para evitar isso daí.

Além do mais, tem etanol adulterado: tem o que já foi vendido na região do Rio de Janeiro com metanol importado dos EUA. Sabe o que ele provoca? Cegueira, em último caso.

Então vou reafirmar aqui: para combater o coronavírus use o álcool 70 °GL (°Gay Lussac) 70%. E nem o do supermercado que só tem 54% também não funciona. Nem menos, nem mais. Coronavírus? Álcool a 70%.

coronavírus - lavar as mãos com etanol
Etanol de posto não deve ser usado para desinfetar as mãos
SOBRE
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário