Deputado insano quer permitir importação de carros usados

Projeto de lei surrealista que está circulando na Câmara dos Deputados transformaria o Brasil num sucatão internacional de automóveis

deputado proposta de importacao
Carros sem condição de segurança podem desembarcar por aqui (Fotomontagem: Ernani Abrahão | AutoPapo)
Por Boris Feldman
18 de setembro de 2021 07:03

Mais um projeto de lei estapafúrdio para o festival de besteiras legislativas automobilísticas. A lista não é pequena e já teve até deputado federal sugerindo demarcar área para pista de pouso de discos voadores no Mato Grosso do Sul.

A última insanidade foi no mês passado, quando o deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) solicitou a volta dos motores diesel nos automóveis. Exatamente quando está em decadência em todo o mundo e com proibição de circulação programada em diversas capitais europeias.

VEJA TAMBÉM:

A última manifestação prosaica foi o projeto de lei (PL 237/2020) apresentado por seu colega Marcelo van Hattem (Novo-RS) para legalizar a importação de carros usados. Apresentado em fevereiro de 2020, passou na semana passada pela primeira audiência pública na Câmara dos Deputados.

O projeto permitiria a qualquer pessoa física ou jurídica importar um carro usado, hoje restrito aos colecionáveis, com mais de 30 anos de fabricação.

No PL do deputado van Hattem, a única restrição prevista é o nível de emissões de poluentes que deveria respeitar a legislação do país. E regulamenta a tributação desses carros, limitada aos mesmos percentuais que incidem sobre veículos similares aqui produzidos.

No decorrer da audiência, representantes do setor foram duramente contrários ao projeto, pela impossibilidade de enquadrar os veículos nas leis vigentes e por transformar o Brasil num sucatão internacional de automóveis.

Dúvidas do PL

– como exigir que os usados importados atendam à legislação brasileira de segurança, pois são automóveis de qualquer idade, provenientes muitas vezes de países sem legislação específica ou distante da nossa. Ou descartados por obsoletismo, avarias graves ou acidentes.

– como verificar se estes veículos se enquadram nas exigências de eficiência impostas aos fabricantes brasileiros, para uma redução gradual de consumo de combustível;

– quem prestará assistência técnica e fornecerá peças de reposição a estes automóveis. Eles não seriam necessariamente importados por empresas a quem se poderia aplicar esta exigência, mas também por pessoas físicas, sem nenhuma responsabilidade por seu futuro. E até carros sem marca presente no país.

– qual a idade máxima destes automóveis. Alguns poucos países permitem esta importação, mas a limitam a carros com um a dez anos de fabricação. A PL 237/2020 não estabelece qualquer limite.

Talvez o parlamentar não tenha conhecimento como funciona  importação de usados para o Peru, Paraguai e Bolívia. Os carros são provenientes – em sua maioria – de países asiáticos:

–  com o volante à direita, e de conversão para a esquerda de elevado custo caso atenda a procedimentos mínimos de segurança. Muitos deles passam por um inacreditável e grotesco processo de conversão do volante e pedaleira para a esquerda, às vezes deixando o painel de instrumentos no lado direito. Pedais são conectados ao lado direito por roldanas, corrente e cabos.

– muitos acidentados e sucateados na origem e reparados no destino sem nenhum critério técnico. Voltam a circular como verdadeiras bombas sobre rodas prestes a explodir.

– não há como submetê-los a uma inspeção veicular e restringir sua circulação depois do desembarque no porto de Iquique, no Chile.

Efeito contrário

Como já foram descartados na origem, custam muito barato, cerca de U$ 500. Apesar do frete estar por volta de U$ 1.000, ainda assim são vendidos por U$ 2.000. No Paraguai, existe um limite de 10 anos de fabricação, enquanto Peru e Bolívia estabeleceram cinco anos. Estas importações cresceram significativamente nos últimos dez anos e fizeram despencar as vendas dos carros novos

Esta permissão iria gerar desemprego nas fábricas e na contramão do que se deseja para nossa frota: eliminar os “cacarecos” que poluem, atentam contra a segurança e provocam congestionamentos com suas frequentes panes.

São poucas as chances deste PL continuar caminhando em Brasília. Mas, como tudo é possível nesse país dos absurdos, ele pelo menos ainda deverá passar por outras duas comissões na Câmara e submetido também a aprovação do Senado. Para ser então sancionado pela presidência da República.

SOBRE
110 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Fernandes 12 de outubro de 2021

Insano ? Insanos e esse seu texto e sua ideia fraca , de falar essas bobagens , fora do Brasil existem países de primeiro mundo com muitos carros mais legais que aqui bem Mais barato , o brasileiro deve ter direito de comprar e ter o carro que sempre sonhou ter , e não existe aqui . Que texto ridículo e mente fechada essa sua , que o projeto seja aprovado e o brasileiro apaixonado por carros possa ter os carros que sempre quis ter.

Avatar
Daniel 10 de outubro de 2021

Estapafúrdio é o Sr ter espaço para falar tamanha asneira e achar que nos , leitores , não sacaríamos a intencionalidade da “reportagem”. O jornalismo do Brasil está sem crédito há tempos.
Que ande o projeto, que haja uma reforma tributária e administrativa eficiente e que nos, brasileiros apaixonados por carros tenhamos condições de ter carros decentes a valores justos.

Avatar
Raphael Coutinho 7 de outubro de 2021

Insano é carroça a 70 mil reais.
Viva a liberdade e que o brasileiro escolha e assuma o risco da compra.
Chega de poliico interesseiro defedendo corporação .
O comprador que assuma o risco de sua escolha e as montadoras locais que tomem vergonha na cara e vejam seus carros novos sendo deixados de lado por carros melhores e usados.
Parabéns ao corajoso deputado

Avatar
WANDERLEY APARECIDO DE SOUZA 26 de setembro de 2021

Por que não ? O país que teve por vários anos carroças, carros usados lá fora muitas vezes são novos perto de muitos aqui!. E p que o governo taxa carro novo aqui, as vezes pode ser vantagem. Não se pode segregar o que não se tem conhecimento de causa.

Avatar
yuri 28 de setembro de 2021

Concordo, na cabeça do autor só há veículos ano 2020 trafegando.

Avatar
Laudemir Cesar Andrade 25 de setembro de 2021

Viva a ideia de importar carros usados

Avatar
Overlord 10 de outubro de 2021

Mano aprovo muito mano tem muito carro bom no uea que só custa 1mil dólares carro que no Brasil custa 40 a 50 mil usado com esse dinheiro da para compra uns 10 la no uea

Avatar
Jadson Neves Faria 25 de setembro de 2021

O senhor pelo visto não é imparcial nos seus comentários …E acho justo ajustes e restrições a poluentes e a legislação..se bem q em muitos países são mais rígidas as normas de segurança..mas tentar ridicularizar uma proposta sem no mínimo se aprontar ou discutir gera desconfiança no senhor..

Avatar
alcides 25 de setembro de 2021

Insanidade é te oferecerem um gol por 80 mil reais, insanidade é querer ter carro X fora de linha e o governo não deixa importar, insanidade é pagar os 80 mil no gol…

Avatar
Rildo 25 de setembro de 2021

Caso não preste tem a Gerdau pra fazer prego e arame. insano e quem for contra.

Avatar
Marcelo Guerra 25 de setembro de 2021

Insano por que ?
Temos os carros mais caros do planeta e verdadeiras carroças por preços de super máquina.
Paraguai permite a importação e lá tem máquinas dos sonhos por preços acessíveis, enquanto aqui, temos carros 1.0 que vem de fabrica sem nada por preço que lá fora, você compra um carro de verdade.
Aqui o monopólio das indústrias deitam e dançam como querem, obrigando a nós pobres mortais a andar de carro usado e caindo os pedaços, por que não temos condições de comprar um usado melhor ou um novo.

Avatar
MARCOS ALEXANDRE CINTRA 25 de setembro de 2021

Qual o problema de importar cada um compra o que quer pelo menos deveria ser assim,quem produz pode vender a quem quiser dentro e gora do país, e quando se ela rm sucata aqui só temos sucata e ainda que diga de passagem muito muito caro, eu particularmente ficaria feliz em puder comprar um carro ou uma moto usada de outro país

Avatar
Marcelo 25 de setembro de 2021

Claro q seria bom para todos. Para os compradores de carro q teriam produtos de qualidade e pouco rodado na maioria das vezes a preços mais adequados a nosso poder aquisitivo. Nos EUA mesmo as locadoras se desfazem de carros a valores muito baixo e nao muito rodados. Acho q faria as montadoras abaixarem os preços. E sem falar no incremento nas vendas das autopeças o q poderia gerar mais empregos.

Avatar
Paulino 25 de setembro de 2021

Nossa, quanta besteira, tudo isso so pra proteger as indústrias no Brasil que vendem carro a peso de ouro ???

Avatar
yuri 28 de setembro de 2021

Fora o emprego gerado através de importação de peças, capacitação e criação de oficinas, etc. até o pessoal do seguro vai lucrar em cima.

Avatar
Arthur 25 de setembro de 2021

Quem escreveu esta notícia se equivocou.
Morei em países que permitem a importação de carros usados e posso afirmar e reafirmar que será maravilhoso para os Brasileiros. Vamos poder comprar Mustangs , Camaros com preços justos. Vai refletir positivamente até no preço do carro novo.
Livre mercado e concorrência tendem a ser benéficos. Dizer que os carros importados usados são sucatas..kkkk…a frota de carros europeus e orientais são muito mais novos que a nossa Brasileira. As sucatas lá são os carros semi novos que compramos aqui.

Avatar
yuri 28 de setembro de 2021

Segundo o dono do artigo, devemos ficar reféms das fabricantes, entrar numa Chevrolet e só tem Onix e Tracker chineses para comprar, a que ponto chegamos.

Avatar
Joao Rodrigues Assis 10 de outubro de 2021

Kkkkkk é mesmo, ou então o Ford Territory importado da China e vendido aqui a preço de Cadillac.

Avatar
Guilherme Ornellas 25 de setembro de 2021

Nao sei não, mas a concorrência pode incentivar as montadoras a produzir carros mais baratos.

Avatar
Marcio 25 de setembro de 2021

Sucatao e os carros fabricados no brasil, com valor altissimo

Avatar
yuri 28 de setembro de 2021

Ande num duster zerokm e vai ver que o carro parece ter sido feito com restos de outros carros.

Avatar
Nilso Pivetta 25 de setembro de 2021

Eu acho q insano é quem postou isso pq não vão trabalhar. Tem q haver importação sim. Com regulamentação, não sucatas e carros habilitados dentro das regras do país

Avatar
João Magalhães 25 de setembro de 2021

Dê liberdade ao povo para decidir o que for melhor para si. Seu elitista de meia tigela.

Avatar
Rafael G Silva 25 de setembro de 2021

Quem encomendaria resto ou sucata? Geralmente, quem iria importar um carro é porque entende de carros, e quer pegar algum modelo raro ou esportivo por exemplo, que nunca teve no país. Importar um carro usado pra uso diário, acho que ninguém faria. Não vejo problema nenhum também em tal proposta.

Avatar
Luiz toloza de Souza 25 de setembro de 2021

Da pra importar sim qualquer carro dos EUA, lá tem tantos carros com Avarias pequenas e não tem mais onde colocar a Rússia a Índia compram de navios cheio…

Avatar
Rafael B. 25 de setembro de 2021

Falou bastante. Bastante bos ta. Sem segurança? Segurança são os fuscas, unos, fiorinos, chevetes, monzas, gols e por aí vai. Hipocrisia! Abs já tem desde a década de 80 lá fora, airbag também. Seria otimo para conseguir peças para carros que já foram importados, melhor que comprar usados do brasil. Obviamente alguma montadora, algum representante de peças pediu para fazer uma matéria tão ignorante, tão sem fundamento , tão se boa fé!

Avatar
Alexandre 25 de setembro de 2021

Deve ser muito ruim andar de BMW , pagando barato. Compra quem quer, nossos carros novos sao sucatas em outros paises e ainda custam caro. Os paises vizinhos possuem carros e motos que nem sonhamos em ter, tomara que aprove. O Paraguai e logo ali.

Avatar
Laércio Castro de Magalhães 25 de setembro de 2021

Olhe pelo lado bom .teríamos bastante materia reciclável mais barata .isso faria os carros nacional cair o preço.kkkkk

Avatar
Luiz Alberto Duarte Nunes 25 de setembro de 2021

Não vejo problema algum nessa iniciativa. Afinal, é um absurdo pagar-se R$ 150.000,00, ou mais, por um veículo ano 2010 que possui um pouco mais de tecnologia ou equipamentos. Os críticos dirão: mas e as peças de reposição? E a garantia? Ora, por favor!!! Peças? É só olhar no Mercado Livre, ILX ou e-bay. E a famigerada garantia? Olhem na internet e verifiquem a infinidade de reclamações a esse respeito. Que venham os usados importados!

Avatar
Rafael 25 de setembro de 2021

Já pensou eu de Mustang, ou outro carro lindo e com um motor decente, fora o acabamento, um carro do ano 2010 de lá, da de 10 a 0, no 2021 vendido novo aqui, acordem. Esse projeto tinha que passar

Avatar
Geraldo 25 de setembro de 2021

Passando aqui para ver o baixo clero apoiando esta idiotice. Não devem ter nem bike para usar. Isto mesmo Boris, ideia estapafurdia.

Avatar
João Magalhães 25 de setembro de 2021

Seu elitista de mer da. Defendendo o lucro dos corporativistas kkkk

Avatar
CafeFire 2 24 de setembro de 2021

Compraria sem mêdo , compraria um Mustang ! Já morei nós EUA , carros usados são qualidade muito superior . Tomara que aprove !

Avatar
waldiramantea@bol.com 24 de setembro de 2021

Esse Boris com certeza está levando algum das montadoras rrrrssss com certeza

Avatar
LUIZ FELIPE PAES SILVA 24 de setembro de 2021

Não concordo. Existem meios vigentes para se evitar trazer um carro recuperado de sinistro, que possa vir a trazer alguma insegurança. No mais, com carros novos a preços absurdos, acho muito valido, aliás os carros usados dos EUA, Europa são muito superiores aos nossos.

Avatar
Rodrigo Miranda Santos Sabino 24 de setembro de 2021

Não é tão estapafúrdio assim.

Qualquer carro do Paraguai, México, tem acabamento melhor que o daqui. Sem falar que é muito mais barato.

Só acho errado pagar imposto de importação, se for o caso.

Eu compraria um usado de fora sem dúvida nenhuma.

Melhor que um carro zero daqui caro e plástico pra todo lado.

Avatar
Dullio Martins 24 de setembro de 2021

Boris,
sempre gostei das suas análises é comentários, seja na mídia impressa, na TV ou Redes Sociais. Mas ultimamente, tenho notado um posicionamento ácido, incoerente e até ultrapassado. Seu conhecimento é inegável, mas falta aprofundar em certos temas. Um exemplo, é o projeto pra importação de ccarrosusados. Converse com o deputado van Hatem (NOVO-RS). Saudações!

Avatar
LUCAS LOCH MOREIRA 24 de setembro de 2021

Ele não é mais do NOVO, mas Boris está coberto de razão.

Avatar
Dullio Martins 29 de setembro de 2021

Lucas, como assim o dep. fed. Marcel van Hattem não é mais do Partido Novo? Será que ele foi expulso e esqueceram de avisar? 🤔🙄
https://www.facebook.com/186189258069658/posts/4560280350660505/

Avatar
LUIZ FELIPE PAES SILVA 24 de setembro de 2021

Perfeito, foi muito superficial.

Avatar
Washington 24 de setembro de 2021

Autopapo so fala nas desvantagens porque sera ? Acho tudo tem vantagens e desvantagens e seria bom explicar ponto por ponto e nao ficar condenando .

Avatar
Anderson Soares 24 de setembro de 2021

Não vi qualquer problema com a lei. Ela permite que comprem os carros usados, mas não obriga ninguém a comprar. Se é tão ruim quanto diz, nem deveria se importar muito, pois ninguém vai importar os “cacarecos”. O medo é dar certo né? Cada um é livre pra escolher o que quiser pra si. E se for uma furada (como vários automóveis novos brasileiros que só dão dor de cabeça) que arque quem escolheu comprar. Não é necessário gente que nem você pra dizer o que devemos ou não fazer.

Avatar
Willian 24 de setembro de 2021

Em outros países sérios, a importação de usados não é problema. Temos clientes no Brasil para todas as modalidades. O que não dá pra acontecer é essa farra de preços de veículos novos e usados. Carro “popular” a 60 mil reais, enquanto isso, em outro país, vc compra BMW, Audi, Mercedes que nem se comparam. O problema não é o usado importado, é a lei e o brasileiro comprar sucata, coloca pra funcionar, burla o que puder e sai mais um otário satisfeito com o negócio.

Avatar
RICARDO COSTA MILLEI 24 de setembro de 2021

Maravilha. Tomara q passe logo. To louco p comprar um GM V8 de verdade da decada de 80 sem esses trecos chatos da eletronica. Que tenha um belo quadrijet morando no capo..com cambio manual. Tracao traseira..quer dizer um carro mesmo ne.. Esses moderninhos sao umas tranqueiras

Avatar
Joel Rodrigues Junior 24 de setembro de 2021

E precisava de uma foto com carro batido??? Brasil um país de hipócritas. A imprensa gosta de manipular as coisas. Coloca uma foto verdadeira de um carro 2019 e pronto. Tem carro usado nós EUA que dá de 1000 a zero em carro novo no Brasil . Principalmente em segurança. Tem que importar mesmo ninguém aguenta gol pelado e com preço de importado. Ou estou errado??

Avatar
RICARDO COSTA MILLEI 24 de setembro de 2021

Isso ai. Porque nao aparece a foto de uma SUV v8 gigaenorme linda? Tem toda razao. E o medo das montadoras de vender lixo 0km a preco de ouro aqui..e acabar a mamata ne

Avatar
Guimaraes 24 de setembro de 2021

Não sei , se dou minha opinião ou choro.
Mas vamos comprei um Murano 2003 nós EUA com 92000 milhas, provavelmente o carro que no futuro poderia ser importado pelo Brasileiros.
Paguei $5000 a dinheiro de R$25.000,00, só gastei mais $9000 dólares com transmissão , peças, manutenção e mecânico Aki no EUA.

Depois de 5 anos o carro não andou
Parava no meio da rua todos os dias.
Resumo da história pago $500,00 para o desmanche ou doarei ao mecânico.
Claro doei ao Mecânico

Então: carro usado
R$25.000,00 valor do carro
R$45.000,00 valor da transmissão e mecânico
Total: R$70.000,00 poderia ter comprado um carro novo no Brasil mesmo que fosse popular.
Este é um dos mais absurdo que já vi, o deputado não sabe fazer conta……

Avatar
Willian 24 de setembro de 2021

Não cabe comparação quando se fala em conversão de moedas. Um carro de 30 mil no Brasil, custa 2 a 3 mil dólares.
Ou seja, 2 salários lá fora, quanto aqui, 30…
O valor do usado precisa abaixar. Se fosse prejuízo para a indústria, países sérios não permitiriam a importação de usados.

Avatar
Josézinho 24 de setembro de 2021

Você fez uma burrada GIGANTESCA, aí agora eu não posso comprar um civic uruguaio pela metade do preço Brasileiro, pq sua burrada é argumento?!

Avatar
Rodrigo Miranda Santos Sabino 24 de setembro de 2021

Como vc teve experiência ruim, há outros que deram certo no negócio.

Não existe regra, existe é liberdade de cada um em comprar ou não.

Avatar
Christiano Nacional 23 de setembro de 2021

Está lei poderia existir para atender os PCD. Pois a nossas indústrias junto com governantes, vetaram toda e qualquer possibilidade do verdadeiro PCD comprar veículos no Brasil. Primeiro por aumentarem os valores dos veículos. Todos os bons, ficaram acima de 80 mil. E sem isenção de IPI ou de ICMS.

Avatar
Ney Verdandi 22 de setembro de 2021

Devemos pensar na preservação de empregos e receitas internas; para resolver o problema da importação de veículos usados, o fisco utilizaria a tabela FIPE atualizada com centenas de modelos como parâmetro, ao invés do preço de aquisição no exterior; aplicaria os impostos de importação, inclusive sobre o valor do frete. Enquanto tínhamos no Brasil apenas 3 fábricas de automóveis (VW, GM e Ford) , e partir de 1976 quatro com a entrada da Fiat no mercado, os preços sempre foram absurdos. Abriu-se o mercado e tudo continua na mesma; atualmente estamos com 29 marcas em nosso país; até mesmo os Xing Lings possuem preços absurdos e são totalmente inseguros. Enquanto o brasileiro pensar apenas em ostentar, as fábricas continuarão com margens de lucro acima de 25%, enquanto no exterior não passam de 6%. Se cada consumidor que pensasse em trocar de carro, postergasse por mais um ano com certeza as vendas despencariam, assim como os preços. O Brasil continua sendo um paraíso para as fabricantes de automóveis.

Avatar
FELIPE 22 de setembro de 2021

Aleluia ! Depois de ler mais de 50 opiniões só falando besteira, achei um coerente, pelo menos no seu primeiro parágrafo. Qualquer carro usado que seja importado, sofrerá a carga de impostos já habitual e será vendido por um preço no mínimo similar, senão até maior, ao de um usado nacional de mesmo porte. Como tem inocentes iludidos nesta seção.

Avatar
Salomon 24 de setembro de 2021

Tudo isso porque o problema não e o preço do carro em si, mais o nosso salário que e um dos mais baixos do mundo.

Avatar
Ettore 22 de setembro de 2021

Eu tenho uma BMW E46 320ci de 2002 com cambio manual. NÃO EXISTE no Brasil o modelo.
Um dos impedimentos de morar no Brasil, é viver com as SUCATAS ATUAIS. Meu carro de 2002 tem muito mais acessórios que teu KWID 2021 que custa 60K.
Volkswagen Gol vendido a 80 mil Reais. Isso sim é bom negócio e fortalecer a industria, né?

Avatar
Guilherme 20 de setembro de 2021

Muito Bom , ideal se der certo , vamos escolher carros de nosso gosto e outra compra um Carro novo hoje no Brasil está complicado

Avatar
ikaro88 20 de setembro de 2021

Claro, por que nossos carros nacionais são exemplo mundial de qualidade e segurança. Boris fala isso como se o brasileiro médio pensasse “Nossa como o gol ta caro, vou comprar um lada usadinho na rússia por cincão”. Ou se fosse importar um isuzu de 500k km rodados da Tailândia com o volante do lado direito (o que uma lei não permite mais nem para os colecionáveis).

Fico impressionado como alguem que se diz um entusiasta de carros, achar essa proposta de lei um absurdo. Ainda mais vindo de alguem que viveu a era de extrema qualidade e segurança da nossa incrível indústria automobilística pré anos 90.

Avatar
Polvo 20 de setembro de 2021

Com o movimento de fechamento da maioria dos fabricantes e, visto que o Brasil é um país com um mercado automobilístico enorme, porém de baixa renda, acredito que faz todo sentido liberar a compra de carros usados de outros países. O protecionismo para a nossa indústria tem que existir, mas apenas para carros novos.

Avatar
Epinha 20 de setembro de 2021

Dificil acreditar que o mesmo Boris que criticava a industria por empurrar esse monte de “SUV” no mercado, agora escreve um texto parecendo que foi patrocinado pela ANFAVEA.

Avatar
Marco Leotti 20 de setembro de 2021

Basta ter um controle sobre o veículo importado, não vejo como absurdo ou como poderia transformar o país num depósito, aliás, iria melhorar o mercado até com mais opções de peças usadas. A formação dessa página está horrível, cada vez mais as propagandas tomando conta. Lixo!

Avatar
Rodrigo 20 de setembro de 2021

Respeito o Boris mas o texto parece um manifesto lobista em defesa de uma indústria fechada e ultrapassada.

Porque não questiona no texto a lei Ferrari? Ou os carros “brasileirados” terem menos itens de fabrica que carros que não exportamos?

A indústria automobilística demite de qualquer forma, a exemplo da Ford e outras que retiram modelos do mercado e enxugam suas plantas.

Seria ótimo importar carros americanos com 5, 7 anos, mais fortes, robustos e seguros, ou mesmo um esportivo do Paraguai (que já é feito por alguns).

O texto me remete a revolta dos taxistas com a chegada do Uber, reclamar que vai gerar desemprego aos taxistas em nome de nãos ter uma evolução de atendimento, transparência e preço ao consumidor final.

Avatar
Fabio 20 de setembro de 2021

Já nem vou comprar um zero, vou esperar pra comprar um importado com maior qualidade e menor preço

Avatar
Leo 20 de setembro de 2021

Infelizmente vemos cada vez mais que este senhor se encontra fora da realidade, usando jargões para chamar atenção as suas infames matérias muitas vezes compradas pelas grandes indústrias e no mesmo âmbito vemos que já fazem 20 anos que o senhor deveria ter deixado esse ramo, pois sua “opinião” só corrabora com o pensamento atrasado que o Brasil vive. Ao ler poucos parágrafos desta matéria vaga e sem conteúdo relevante vemos que a capacidade de análise e discernimento do senhor já deixou está realidade faz tempo, então caro ex-jornalista deixa dessas picaretagens na internet e vá aproveitar oque lhe resta da vida.

Avatar
Leo 20 de setembro de 2021

E os argumentos para rebater? Ofender a pessoa em vez de discutir as ideias é golpe baixo.

O Boris tem sido polêmico mesmo e eu discordo de algumas coisas que ele publicou recentemente, mas nesse caso ele está certíssimo. As regras para importação beneficiariam apenas carros de alto valor e inviabilizariam os carros que todo mundo acha que vai chegar, que são carros de valor médio para uso diário.

Sem contar que nenhum carro importado extra-oficialmente (ou seja, sem adequação do fabricante) tem mapa de gerenciamento do motor preparado para o nosso E27/E25.

Se não tiver regra, vamos virar a lata de lixo do mundo automobilístico. É muita fantasia de liberal da faria lima, esse papo.

Avatar
Rafael 19 de setembro de 2021

Se quer comprar uma carro importado compra um Peugeot 206 e baratinho porque ninguém da valor aí vão ver o que é pepino. Não sei quem é mais burro o deputado com essa ideia ou o leitor que aprova uma loucura dessa, precisamos de indústrias para empregar e girar nossa economia, se não posso comprar um carro, compro uma moto, se ainda assim não tenho condições de comprar uma moto compro uma bike e assim por diante, vamos pensar a frente; o que esse projeto vai agregar de valor para nossa economia?

Avatar
Carlos 23 de setembro de 2021

Meu deus, eu teria VERGONHA de falar isso.

Avatar
Denis 19 de setembro de 2021

Um pais que tem fusca, kombi, chevette, opala, vemaguete, fabricados até ontem e com peças paea fazer um novo e o Boris preocupado, com Camaro, Porche, Mustang, Ferrari usada que a 10 anis atrás ja tinham tudo em segurança que ficou obrigatório em 2018 no Brasil. Boris. Ninguem vai comprar Lada usado. Muda seus conceitos. Porque você não ajuda com outras ideias do tipo baixar o imposto de importação.

Avatar
Rodolfo 19 de setembro de 2021

Boris Feldman tem razão em se preocupar com a saúde da indústria automobistica e com a poluição do meio ambiente, pois ela gera empregos para o país, porém é valida a preocupação do deputado federal Kim Kataguiri, pois assim pessoas que não tem condições de ter um carro bom europeu 0 km vai poder té-lo a custos inferiores que um igual e de mesmo ano.
Torço que cheguemos em um menor denominador comum, ou seja, uma forma de satisfazer ambas as partes.

Avatar
Rafael Fiamoncini Ferreira 19 de setembro de 2021

“insano” é a insensatez do seu protecionismo da nossa indústria falida…

Avatar
Rodolfo 19 de setembro de 2021

Isso é igual operação tapa buraco! Se deve dar é incentivo na comprar de um 0-km assim como é feito na Europa, onde o carro usado é dado na comprar de um novo e se ganha um incentivo para isso.

Avatar
Marcos Alberto 19 de setembro de 2021

Realmente terrível. Esse projeto iria tirar dinheiro do bolso do empresário e do governo,pois todos só teriam interesse em comprar esses carros importados que com certeza chegariam ao país com uma condição bem melhor que nossos usados favorecendo ao consumidor brasileiro e dessa forma forçando a diminuição de preço que o trouxa do brasileiro paga. Realmente isso deixa os empresários do ramo furiosos e ter
que pagar algus jornalistas famosos pra falar contra o projeto.

Avatar
Felipe 19 de setembro de 2021

Quanto custa uma “reportagem” dessas?

Avatar
Denis 19 de setembro de 2021

Também quero saber. O Boris tá levando uma…

Avatar
Jose Soares 19 de setembro de 2021

O deputado não é insano. Deveria sim ser possível importar carro usado. Os nacionais são caros e depenados. O problema é que no Brasil alguém que não o povo, vai se beneficiar, fraudar e fazer uso irregular da lei. Já deve ter gente pronta pra começar a operar. Como fizeram com pneus usados, com tecidos usados (veio lixo hospitalar), etc. Deve ter alguém preparado para desfigurar uma ideia boa em benefício próprio.

Avatar
Ronaldo bastos 19 de setembro de 2021

você deve estar recebendo “algum ” para escreveressa matéria, ninguém é bobo

Avatar
LUCAS LOCH MOREIRA 24 de setembro de 2021

O discurso ultraliberal é que é obsoleto, não o Boris. Respeitem o velhinho. A única relação entre Van Hatten e o automobilismo é que ele é um péssimo motorista, pois MATOU um pai de família e não deu nenhuma atenção aos familiares.

Avatar
Brasileiro 19 de setembro de 2021

Este Sr se esqueceu que para comercializar veículo usado aqui temos que passar por vistoria cautelar… situação que elimina quase todas questões levantadas. O restante é protecionismo de mercado que todos sabemos aonde dá, é só liberar que o mercado aumenta e se ajusta

Avatar
Silvio 19 de setembro de 2021

A maioria dos carros usados nós USA por exemplo dá de 10×0 nós carros populares fabricados aqui no Brasil,em termos de conforto e outros itens de série.
Pois enquanto lá fora se incentiva a compra de carro com baixa taxa de imposto e uso de carros novos. Aqui os carros ditos populares são um absurdo de caros devido as taxas tão altas cobradas pelo próprio governo que são uns verdadeiro urubus.
Que está PL force o governo e os fabricantes a baixar os preços e termos mais competitividade. Precisamos ter mais opções no mercado automotivo.

Avatar
Fabiano 19 de setembro de 2021

Soa extremamente tendenciosa essa coluna. Um experiente engenheiro a serviço da indústria automobilística, escolhendo um lado, e certamente nao o lado do consumidor.

Avatar
Alan 19 de setembro de 2021

Sim, os carros usados vendidos aqui são todos maravilhosos, totalmente seguros e não poluem o meio ambiente. Os lá de fora que são inseguros e poluidores, vejam os carros produzidos nos EUA ou na UE nos últimos 5 anos por exemplo, só lixo!

Avatar
Fernando B 19 de setembro de 2021

Mas qual é, de fato, o projeto? Pela imagem que ilustra a reportagem é uma sucata, o que eu tbm seria contrário. Agora se for carro apenas usado, mas em condições de rodar, não vejo problema. Aliás, esses veículos provavelmente seriam melhores e mais seguros do que muitos novos que ainda são vendidos a nós, por exemplo Kwid e Mobi.

Avatar
José 19 de setembro de 2021

O brazil está, e sempre estará na contr mão do brasileiro
Devido aos altos salários do poder publico só pasam medidas a favor de grandes empresas. Enquanto a proibição de veiculos de passeio a diesel vigoa aqui desde a decada de 70, e importados e taxação em importados para defender a fabricação interna e defender os emtregos, a europa se regalou com os veículos a diesel e hoje, dando uma de boazinha e pro natura proibe a circulação dos tais. A ford deu o exemplo de como explorar os otarios Aproveitou os subsídios, destruiu uma fabrica nacional de jipes da qual é detentora e ainda proibiu a continuidade de fabricação por outra empresa negando-se a vede-la. Toma na cara brasil. Refem de fabricas estranhwiras que fazem o que bem entendem em território nacional. Destruir o pobre acima de tudo, prosperidade abaixo de qualquer maneira. Vamos manter o povo na linha da desgraça e comer os frutos que por acaso colherem. E vamos impor garganta abaixo do povo qualquer medida que super potências econômicas inventarem em seus caprichos. Avante brazil, não poupe ninguém, passe por cima de todos ate virarem pó.

Avatar
Otávio Augusto 19 de setembro de 2021

Fico pensando o pq defender a indústria de novos e semi-novos do país. Os valores cobrados pelos fabricantes são absurdos. Tal medida seria ótimo para o consumidor, não haveria mais reserva de mercado. Isso iria força a diminuição dos preços e a melhora na segurança e tecnologia dos veículos. Isso seria maravilhoso para o consumidor final. Torço para que tal medida realmente seja aprovada, e que possamos ter acesso a mais carros, forçando assim a diminuição dos valores. No mais, o jornalista está errado e ver tal situação como ruim, matéria é tendênciosa e parcial. Será que recebe alguma “ajuda de custo” das grandes empresas? É só uma pergunta…

Avatar
Archimedes Neto 19 de setembro de 2021

Vejo que o loby das montadoras está forte bem Sr jornalista?
Aliás o que tem de errado com carros asiáticos? Já dirigiu um Mazda?
No Paraguai tive um, sugiro reveja seus conceitos!

Avatar
Sir.Alves 19 de setembro de 2021

Nosso mercado precisa SIM desta pressão para baixar os preços de novos no nosso pais! Ou iremos PAGAR 100 Mil em Gol e HB20 daqui para frente? Isso NAO SIGNIFICA IMPORTAR LIXO nem carroças como sugere a reportagem! Nosso mercado precisa de OPÇÕES e AUMENTAR a oferta e diminuir a procura já!

Avatar
Gabriel Marcolino 19 de setembro de 2021

Fico muito triste em ver um jornalista com tantos anos de carreira escrever uma materia tão ofensiva e imparcial, ainda quando o proposta de Lei em si visa dar liberdades para pessoas comuns (principalmente que não faz parte da elite cult Brasileira) a adquirir um automovel, que tal voce citar o Chile que importa carros usados e que não é uma sucata a céu aberto? É muito obvio que vossa senhoria irá escrachar essa Lei pois parece visivelmente afetar o seu trabalho. Se voce possui condiçoes de comprar veiculos novos, mil parabens pra você, mas não queira atrapalhar outras centenas de pessoas.

Avatar
Adilson Xavier 18 de setembro de 2021

Qual o problema de importar carros usados? Na Europa não existe o Mercado Comum Europeu? Os carros de diversos entram e saem livremente, de um país para outro? Quer dizer que se eu quiser importar um carro antigo ou usado de determinados países como Estados Unidos, México e até de países mais próximos como Argentina e Uruguai, com taxas e preços mais justos, eu não posso? Guarde sua opinião para você. Sua opinião não reflete o desejo e a realidade dos brasileiros.

Avatar
Djalma gomes 18 de setembro de 2021

Boa noite, deputado não queira fazer do Brasil depósito de lixo de outros países, tem coisas mais interessante pra se discutir interessante para o país.

Avatar
Sir.Alves 19 de setembro de 2021

Importar usados, nao significa importar lixo,…significaria importar veículos excelentes ate mais seguros e modernos do que as banheiras populares nacionais a preços iguais ou menores com poucos anos de uso… O problema eh que o mercado de novos iria cair o preço rapidamente pela muita oferta de seminovos… e isso eh tudo que os grandes fabricantes e a anfavea NAO querem…. Captou amigo? Ou preferes continuar comprar um gol por 70mil?. abraço.

Avatar
Douglas 18 de setembro de 2021

Legal, mas a ideia do projeto é dar liberdade ao comprador. Peças, manutenção e etc é responsabilidade do comprador. O estado não deve se meter nisso

Avatar
Alex Neves 18 de setembro de 2021

Tem mais é que permitir a importação, trazer da Europa carros a diesel com câmbio mecânico. Essa generalização de automático. Coisa ridícula, que venham os carros europeus,de longe, melhor que estadunidense, e viva o câmbio mecânico. Abaixo carros automático.

Avatar
JUSTMAN 18 de setembro de 2021

Boris, essas leis estapafúrdias sempre são elaboradas por deputados que pertencem ao lado contrário do braço em que você usa o relógio.
Já percebeu?
Seus apoiadores também!

Avatar
Sir.Alves 19 de setembro de 2021

Um projeto de lei que melhoraria nosso mercado automotivo e baixaria CONSIDERAVELMENTE os preços dos veículos novos é ruim do seu ponto de vista? Importar usados nao significa importar lixo… A nao ser que sejas representante de uma fabricante de novos… realmente iria perder dinheiro tendo que vender mais barato pelo aumento da oferta e diminuição da procura por novos… isso também forçaria nosso portfólio interno a se modernizar ainda mais rápido, vai que o gosto do brasileiro pelos excelentes carros europeus pega de vez e deixam de compras carroças 0km pelo mesmo preço ou menos… realmente isso seria terrível… abominável! (para os grandes fabricantes).

Avatar
Alexandre Campos 18 de setembro de 2021

Concordo com os dois projetos dos dois deputados, carros importados com critérios de segurança. Vai ajudar muito o consumidor que paga o carro mais caro do mundo.

Avatar
Rodolfo 18 de setembro de 2021

Esse PL é igual operação tapa buraco… o que resolve é recapeamento! Se deve acabar com a tributação de importação de carros 0-km. Isso sim iria ajudar o povo brasileiro.

Avatar
Rodrigo 18 de setembro de 2021

Primeiramente que importar algum tipo de bem seja ele um carro, videogame, celular já é algo mais complicado do que comprar na loja, assim acredito que essa importação de carros seria algo mais restrito para pessoas que gostam de automóveis. Ahh mas o projeto permite que empresas importem, sim, mas as pessoas não são tão burras assim para não saberem os riscos de um carro que não tem manutenção especializada aqui e que nunca foi vendido. Também não entendi porque só viriam sucatas. O que impede algo como o que ocorre quando são feitas compras pela Shipito em que uma pessoa contratada por essa empresa e que mora nos EUA(exemplo) realize as compras desejadas pelo cliente, mande para o armazém da empresa no próprio eua e depois a shipito envia para o cliente no brasil.

Avatar
max 18 de setembro de 2021

pra ele é facil reclamar de ”carro velho” , tem dinheiro pra comprar novo

Avatar
Gabriel Marcolino 19 de setembro de 2021

Fato! ele não pensa nas milhares de pessoas que ganham um salario minimo e jamais terão acesso a um carro novo. Pessoas que pensam assim vivem em uma bolha.

Avatar
Paulo Roberto Capelari 18 de setembro de 2021

Matéria extremamente tendenciosa e parcial. Existe o outro lado da moeda e ela é bastante vantajosa ao consumidor brasileiro, que sempre teve que suportar a baixa qualidade dos veículos produzidos aqui, a carga excessiva tributária excessiva, etc.

Avatar
Matheus 18 de setembro de 2021

Esse jornalista não sabe de nada!!!!
Isso é medo de governantes corruptos e o cartel formado pelas montadoras de carro no Brasil, montadora, nem fabricantes são…

Avatar
Vicente Carvalho 18 de setembro de 2021

Com todo respeito ao brilhante jornalista, venho discordar de sua opinião no tocante ao assunto sobre a importação de usados. Seria muito interessante para o consumidor brasileiro ter acesso a veículos que as montadoras jamais traram ao Brasil e por preços honestos. Infelizmente compramos modelos inferiores por preços estratosféricos. Combustível por combustível, o diesel mais poluente ? Discordo, cabe uma análise de todo o processo. Forte abraço.

Avatar
THIAGO FERREIRA DA SILVA 18 de setembro de 2021

Isso tudo é medo de quebrarem o quartel de montadoras que temos atualmente no Brasil que resulta em um dos carros mais caros do mundo.

Avatar
Rodrigo 18 de setembro de 2021

Eu não acredito em cartel, mas sim em custos, o que tornam os carros caros no Brasil é o risco em se investir aqui, as montadoras não tem garantias, o mercado é extremamente volátil, com isso, elas são “obrigadas” a aumentarem os lucros em detrimento do preço final para compensar o arriscadíssimo investimento inserto aqui, o imposto que se paga ao governo não é barato também. O imposto federal de um carro nos EUA é em torno de 6 a 6,5%, já no Brasil, de 30 a 48%, soma-se ao lucro das montadoras , mais ICMS, e outros impostos, impraticável, mas como tem gente que disposta a pagar por isso, não resta muito o que fazer. A culpa não é so das montadoras, eu digo que o maior culpado é a economia brasileira que não é atrativa para capital externo. Nossa logistica é deplorável, malha viária impraticavel, nem vou comentar a ferroviária e nem a fluvial, portos não favorecem exportação, são subdimencionados. Tudo isso eleva o custo de produção e a disconfiança do investidor, sem contar os encargos trabalhistas, ou seja, o Brasil está estagnado

Avatar
Rodolfo 18 de setembro de 2021

Se não está feliz com o Brasil vai morar lá na Índia que é onde tem o que você quer… mão de obra barata e sem direitos trabalhistas…

Avatar
Rodrigo Coelho 18 de setembro de 2021

Concordo em cada palavra que você disse, mas só aproveitando o gancho, não acredito que os carros trazidos, por exemplo dos eua, vão ficar mais baratos pro consumidor final do que o mesmo modelo produzido aqui. Por exemplo um corolla, 0 km nos eua, custa em torno de $20.000, o que é aproximadamente 105.000 reais, se colocarmos aí imposto, transporte, e outras taxas fica muito próximo do preço de um corolla gli zero km no brasil. Só um adendo esse corolla de 20.000 dólares é bem mais básico do que o corolla gli.

Avatar
JUSTMAN 18 de setembro de 2021

Não seria cartel?
(-: (-: (-:

Avatar
Rodolfo 18 de setembro de 2021

No exterior tem os carros tem incentivo a serem descartados com 9 anos de uso, então deveria ser obrigatório esses carros serem reciclados no país de origem, exceto importado 0 km. Agora imagine quando for tudo carro elétrico o mar de carros que irão virar sucata após o termino da garantia e da vida útil das baterias, será quem vão reciclar mesmo ou vão mandar a bucha pra outro país. Sejamos bem vindos a era dos carros descartáveis, mas recicláveis já é outra história.

Avatar
horacio r 18 de setembro de 2021

A ideia de causar prejuizo a populaçao inteira que tem que arcar com bens mais caros para proteger a alguns poucos, industiras ineficientes, etc. e ao meu modo de ver errada. Seria muito bom poder comprar carros usados (nao sucatas) da Alemania, por exemplo. Eu ja tenho minha eleiçao. Uma Sharan Diesel!

Avatar
Felipe 5 de outubro de 2021

Claro que o projeto precisa de ajustes. Mas Se a indústria Nacional não pensa no consumidor. Pq o consumidor deveria se preocupar com a industria nacional kkkkk. Além de que no Brasil a grande maioria já compra carro usado.

Avatar
Barateiro 18 de setembro de 2021

o jornalista, com seus 50 anos de rodagem, ficou obsoleto. e brabinho.

***e quanto ao Diesel é melhor do que álcool/ etanol, com seu cartel, suas queimadas super poluentes, desmatamento para cultivo, além do trabalho semi-escravo nas fazendas não automatizadas.

Avatar
Deixe um comentário