[Exclusivo] Fiat 500e chega ao Brasil em agosto; confira preço

Subcompacto será trazido em versão única; expectativa é de que o valor do modelo, que supera os R$ 200 mil, fique mais baixo em 2022

Por AutoPapo 13/05/21 às 11h35
fiat 500e conversivel azul visto de cima
500e oferece autonomia de até 320 km (Foto: Stellantis | Divulgação)

O Fiat 500 recebeu propulsão totalmente elétrica em sua quarta geração. O subcompacto, que será trazido para o Brasil em agosto, apurou o AutoPapo, contará com 10 pontos de venda no país, sendo dois deles em São Paulo e oito em demais capitais. O 500e será comercializado em versão única e terá valor superior a R$ 200 mil.

VEJA TAMBÉM:

Preço do 500e

De acordo com fontes exclusivas, o 500e custará R$ 250 mil. A expectativa é de que no ano que vem o custo do compacto elétrico caia e o número de pontos de vendas aumente.

Tecnologia

O novo Fiat 500 possui baterias de íons de lítio com capacidade de 42 kWh que oferecem autonomia de até 320 km.

Além disso, o modelo é equipado com um sistema de carregamento rápido: em apenas cinco minutos, é possível obter uma reserva de energia suficiente para percorrer 50 km. Essa autonomia, segundo a Fiat, basta para o uso diário médio. Em 35 minutos, é possível atingir 80% da carga das baterias.

O 500e traz também um sistema que permite otimizar o carregamento doméstico. Ao contrário de outros carros elétricos, que exigem tomadas específicas, ele pode ser recarregado em um plugue convencional.

Como anda o Fiat 500e

O motor elétrico do subcompacto desenvolve 87 kW, valor que corresponde a 118 cv. Segundo o fabricante, a velocidade máxima é limitada eletronicamente a 150 km/h. Mas o melhor é a aceleração de 0 a 100 km/h, feita em 9 s, também de acordo com a marca italiana.

Novo Fiat 500 traz ainda direção autônoma de nível 2. A tecnologia inclui câmera frontal para controlar o carro longitudinal e lateralmente, além de de controle de cruzeiro adaptativo (iACC) que freia ou acelera em resposta a carros, ciclistas, pedestres.

Há ainda recurso de centralização da faixa, que mantém o veículo nos limites da via quando existem marcações no piso.

Outro assistente identifica placas com os limites de velocidade e recomenda sua aplicação, enquanto sensores monitoraram os pontos cegos: se for detectado algum obstáculo,  uma luz de aviso triangular se acende no espelho retrovisor. Por fim, há sensor de fadiga e câmeras de 360​​° para auxiliar em manobras.

Confira o desempenho do 500e em testes:

Design

Em termos de estilo, o novo Fiat 500 mantém a linguagem de estilo das duas gerações anteriores. As linhas ficaram mais limpas e dinâmicas. Um detalhe marcante é que a linha de cintura da carroceria passou a separar faróis, que ainda são circulares.

Vale destacar a adoção de um inédito logotipo “500”, que aparece pela primeira vez na dianteira do modelo. Na traseira, o modelo ostenta a nova logomarca global do fabricante.

Além disso, a nova geração ganhou 6 cm de comprimento e 6 cm de largura.

SOBRE
4 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Eliane Gomes de Brito 15 de maio de 2021

Queria usado já é caro imagina 200 mil impossível pra mim q tenho já 2007.

Avatar
Ivone 14 de maio de 2021

Muito fofo, adoraria ter uma só pra mim😻😻😻

Avatar
Lafayette Pereira de Magalhaes 13 de maio de 2021

por esse valor eu permaneço com meu 1,0 turbo que custou R$ 7.8000,00 e terei a gasolina ou alcool pagos pelo resto de minha vida, E ainda assim estou sendo parceiro do meio ambiente.

Avatar
Murilo 19 de maio de 2021

Saudações, sem querer tirar seu mérito … mas você se esqueceu de uma pequeno detalhe, combustível vai acabar, talvez tenha o suficiente para mais 20 anos, mas se agora tá custando R$ 5.50 o litro da gasolina comum, que aproposito é um lixo, imagina daqui a 10 anos; 1.0 turbo kkkkk, que medo … Abraço Einstein

Avatar
Deixe um comentário