Quem são os 10 rivais do novo Hyundai HB20 no preço?

Remodelado Hyundai HB20 chega em agosto para defender a liderança entre os compactos chega em agosto e abriu o leque de concorrentes no segmento

novo hb20 2023 azul movimento teste frente lado direito
O HB20 acumula quase 43 mil licenciamentos no primeiro semestre de 2022 (Foto: Hyundai/Divulgação)
Por Fernando Miragaya
16 de julho de 2022 12:03

Escolher bem os inimigos é vital em um mercado competitivo como o de automóveis. Só que ao remodelar o HB20, a Hyundai resolveu expandir mais claramente os rivais do seu hatch.

Com um portfólio com sete versões e dois motores, e preços entre R$ 76.690 e R$ 114.390, o novo HB20 mira desde os hatches de entrada até os chamados compactos premium. Além do design renovado, o Hyundai aposta na boa lista de equipamentos e na garantia de cinco anos.

VEJA TAMBÉM:

Separamos com qual cada versão do HB20 pode competir quando o renovado hatch for lançado, em agosto. Confira em quais embates o Hyundai leva a melhor.

Novo Hyundai HB20 Sense (R$ 76.690) x VW Gol (R$ 75.490)

Apesar de ser um pouco mais caro e se tratar da versão mais básica da linha, o HB20 dá um “chocolate” no Gol. O modelo da Hyundai já sai de fábrica com controles de estabilidade e tração e seis airbags no quesito segurança.

VW_Gol_G7_vermelho
Velho guerreiro ainda tem lenha para queimar e briga diretamente com versão de entrada do HB20 (Foto: VW | Divulgação)

O veterano compacto da VW só se justifica no mercado graças às vendas diretas, para locadoras e frotistas. O carro só vem com os obrigatórios airbags frontais e freios com ABS. Na parte de conforto, ar, direção hidráulica, travas elétricos e vidros elétricos dianteiros, assim como o HB20, mas este ainda se sobressai nos equipamentos com som com Bluetooth, controle de cruzeiro e limitador de velocidade, além da direção com assistência elétrica.

Os motores de ambos são três cilindros e aspirados, mas apesar de o VW ter mais potência, o desempenho é bem parecido, enquanto o consumo do HB é melhor pelos padrões do PBEV. O Gol ganha mesmo no acerto mais firme da suspensão.

HB20 Sense (R$ 76.690) x Chevrolet Onix (R$ 77.450)

Aqui temos uma disputa acirrada. As opções de entrada dos principais concorrentes da base do mercado brasileiro de automóveis agora estão equiparadas, ainda mais depois que a Hyundai passou a equipar esse novo HB20 2023 com seis airbags em toda a linha – algo que só o modelo da General Motors tinha anteriormente -, além do piloto automático com controle de velocidade..

onix na linha de montagem da fabrica da chevrolet em gravatai
Em sua versão de entrada, o Onix tem preço pouco acima do sul-coreano (Foto: GM | Divulgação)

Controles de estabilidade, de tração e de subidas, som com Bluetooth e entradas USB para carregamento, computador de bordo, além de ar, direção elétrica e vidros e travas elétricos são de série nos dois modelos. Porém, o Onix leva a melhor em alguns detalhes: o acionamento elétrico dos vidros é nas quatro portas com sistema “um toque”. Ao mesmo tempo, a chave tipo canivete traz telecomando das portas no Chevrolet.

Aqui os dois também usam motores três cilindros aspirados. As potências são bem próximas: 80 cv com etanol nos dois, e 78 cv no GM contra 75 cv, com gasolina, no Hyundai. Todavia, o HB20 tem desempenho ligeiramente mais esperto, enquanto o Onix com seu câmbio manual de seis marchas (são cinco, no rival) se revela mais econômico.

Novo Hyundai HB20 Comfort (R$ 79.990) x Fiat Argo Drive (R$ 78.590)

Outra briga boa surge entre as versões intermediárias aspiradas do HB20 e do Argo. Nesta faixa, o modelo da Hyundai agrega mais equipamentos, como a boa central blueMedia com tela de 8”, conectividade sem fio com Apple CarPlay e Android Auto e Bluetooth, além do acionamento elétrico dos retrovisores, dos vidros traseiros e do telecomando na chave tipo canivete.

fiat argo 1300 drive 14
O Argo Drive 1.0 é a segunda opção mais acessível na linha do italiano (Foto: Fiat | Divulgação)

O Argo Drive também é equipado com um sistema de entretenimento bastante funcional e moderno: o Uconnect, com display de 7″, porém a conexão com smartphones demanda cabeamento. O hatch da Fiat ainda se sobressai em melhor espaço interno e um porta-malas de 300 litros, mas não tem vidro elétrico para o banco traseiro.

O HB20, contudo, dá uma goleada no rival quando o assunto é itens de segurança. O hatch feito em Piracicaba (SP) oferece controles de estabilidade e tração, assistente à subida em rampas. O modelo da marca italiana não tem nada disso e só traz as bolsas frontais dianteiras exigidas por lei nesta opção Drive.

No desempenho, os dois se equivalem. O motor Firefly 1.0 6V do Argo dá conta do recado e se mostra apenas um pouco mais eficiente que o tricilíndrico 12V do HB20.

Novo Hyundai HB20 Limited (R$ 85.490) x Renault Sandero S Edition (R$ 83.190)

Pelo preço desta versão topo de linha aspirada do HB20 é possível comprar o Onix LT com motor turbo, mas resolvemos tentar manter uma disputa em igualdade de condições nos motores. Neste caso, o Sandero só leva a melhor mesmo no quesito preço e na questão do espaço interno, bem mais generoso.

renault sandero s edition branco dianteira
Mesmo com futuro incerto e vendas em baixa, Sandero ainda é pode incomodar no HB20 (Foto: Renault | Divulgação)

No mais, é uma surra no Sandero que, pelo preço, assim como Gol, só se justifica nas vendas diretas. Enquanto o HB20 Limited adiciona câmera e sensor de ré, sensor de luminosidade, rodas de liga-leve, sistema Bluelink de acionamento de funções do carro pelo celular, maçanetas internas cromadas, detalhes de couro no acabamento, o Sandero em sua versão única e solitária no mercado sequer oferece ESC e só tem quatro airbags. A central Media Evolution com tela de 7” é um alento no Renault.

Novo Hyundai HB20 Comfort TGDI (R$ 93.790) x Toyoya Yaris XL CVT (R$ 93.190)

Neste duelo, de um lado temos um modelo com motor turbo e câmbio manual de seis marchas; do outro, propulsor aspirado, mas uma confortável transmissão automática. No caso, os 120 cv do HB20 sobram em desempenho e ainda oferecem bom consumo. O Yaris não fica muito atrás, mas não proporciona as retomadas do rival, apesar de o 1.5 16V de 110/105 cv ser bastante eficiente para a cidade.

toyota yaris 2023 hatch vermelho dianteira em movimento
Toyota Yaris oferece atributos para desviar o foco do consumidor que namorava o HB20 (Foto: Toyota | Divulgação)

Em termos de equipamentos, o HB20, neste caso, carrega os mesmos itens da Comfort aspirada e acaba por emparelhar em recheio com a opção de entrada do Yaris. O Toyota tem um airbag a mais (para joelhos do motorista), leva pequena vantagem em termos de espaço, preços de revisões mais em conta e, como dito, a conveniência da caixa CVT com sete marchas simuladas. Contudo, é um projeto que ficou defasado no mercado.

HB20 Comfort TGDI AT (R$ 99.390) x Onix Premier Turbo (R$ 102.450)

Mais um embate entre o atual carro de passeio mais vendido do país e o modelo que por cinco anos consecutivos ocupou tal posto. Agora colocamos frente à frente a opção de entrada turbinada do HB contra a topo da linha Onix. O Hyundai sai em vantagem na etiqueta, com R$ 3 mil a menos de diferença em relação ao adversário.

novo onix premier 2020 vermelho de frente
Versão topo de linha do Onix briga com opção turbinada do sul-coreano (Foto: GM | Divulgação)

Só que, nesta opção, o Onix Premier leva a melhor, pois entrega equipamentos bastante interessantes. Sistema de estacionamento automático, alerta de ponto cego, sensor de luminosidade, câmera de ré, carregador de celular por indução, chave presencial com partida sem chave, bancos com revestimento premium e rodas de liga-leve aro 16” são alguns dos itens.

Em outra ponta, o HB supera apenas um pouco o rival. Na parte da mecânica, entrega detalhes a mais de potência (120 cv contra 116 cv, do exemplar da GM), retomadas discretamente mais vigorosas e consumo ligeiramente melhor. E tem um custo de revisões pouco abaixo do Onix.

HB20 Platinum AT (R$ 105.390) x Toyota Yaris XS CVT (R$ 103.690)

Como a própria Hyundai elegeu o Yaris como um dos alvos preferenciais do novo HB20, colocamos mais uma vez o modelo da Toyota no embate. Agora, é o compacto da montadora coreana que aparece um pouco mais caro, porém, com câmbio automático e boas condições para enfrentar o rival.

toyota yaris hatchback 2023 cinza movimento
Ar-condicionado automático é um dos predicados do Yaris XS (Foto: Toyota | Divulgação)

O Yaris na opção intermediária da linha carrega o mesmo 1.5 aspirado e câmbio CVT de sete marchas virtuais. O HB20 tem conjunto mecânico mais esperto, graças ao turbo, ao bom torque em baixas rotações e à agilidade da transmissão automática de seis velocidades.

Em equipamentos, o HB20 Platinum ainda deve em alguns itens em relação ao rival. O Yaris já oferece, a partir da XS, assistente pré-colisão, com alerta sonoro e visual de possível acidente, frenagem automática de emergência, além de alerta de mudança de faixa indevida.

O hatch feito em Sorocaba (SP) também já oferece ar automático nesta versão, ao contrário do carro da Hyundai. No mais, a lista de itens de série é similar, com direito à câmera de ré, chave presencial para abertura das portas e partida do motor, entre outros. O HB20 Platinum tem acabamento superior ao do Yaris, inclusive com detalhes de couro e cromados nesta variante.

HB20 Platinum AT (R$ 105.390) x Polo Comfortline 200 TSI (R$ 109.370)

Repetimos esta versão Platinum do novo HB20 desta vez para enfrentar o Polo. Apesar de mais caro, o hatch da Volks deve em equipamentos. Só oferece quatro airbags, o acabamento é inferior ao do rival e não recebe câmera de ré. Destaque na versão Comfortline só mesmo a VW Play, com tela de 10″, e o espaço interno melhor aproveitado.

volkswagen polo comfortline 200tsi preto tres quartos
Manutenção do Polo é mais salgada que a do HB20 (Foto: Marcelo Jabulas | AutoPapo)

O Polo supera o HB20 justamente em sua construção e desempenho. O motor 1.0 turbo TSI de 128/116 cv é bem mais esperto e proporciona uma pegada muito mais esportiva que o conjunto do Hyundai. Além disso, dinamicamente o Polo é um carro bem mais divertido e firme em curvas.

Na questão do pós-venda, contudo, o HB20 ainda oferece revisões com preço fixo mais em conta que as do Polo. Além daqueles cinco anos de garantia que superam a maioria dos concorrentes do hatch da Hyundai.

HB20 Platinum Plus AT (R$ 114.390) x Toyota Yaris XLS (R$ 115.190)

A coisa fica braba quando reunimos as versões topo de linha do novo Hyundai HB20 e do Toyota Yaris. É quase um Fla-Flu, já que especialmente os Toyoteiros costumam ser defensores apaixonados da marca. Apesar das cifras elevadas dos dois carros, o embate é de alto nível, a começar pela segurança.

toyota yaris 2023 hatch vermelho de tras em movimento
Versão XLS do Yaris conta com assistentes de condução (Foto: Toyota | Divulgação)

O HB20 Platinum Plus é o que carrega os itens de auxílio ao motorista da linha, chamada de SmartSense, e com isso se sobressai ao rival. A lista de equipamentos é extensa neste sentido: frenagem autônoma com detecção de carros, pedestres e ciclistas, assistente ativo de saída e centralização em faixa, assistente de tráfego cruzado traseiro, alerta de ponto cego, alerta de saída segura (para abertura das portas quando outros veículos se aproximam), detector de fadiga e farol alto automático.

O Yaris, por sua vez, basicamente mantém apenas a frenagem automática de emergência e o alerta de mudança de faixa nesta XLS em relação à XS.

HB20 Platinum Pus AT (R$ 114.390) x Honda City Hatch EXL (R$ 118.600)

Repetimos a versão topo de linha do HB20, agora para encarar o City Hatch em sua configuração de entrada. Se o objetivo da Hyundai era fazer a Platinum Plus peitar o novo compacto da Honda, a estratégia deu certo, porque o HB se sobressai especialmente na parte de segurança.

É que o Hyundai, como já mostrado, traz o SmartSense, com frenagem autônoma, assistente ativo de faixa, assistente de tráfego cruzado traseiro, sensor de ponto cego, alerta de saída segura, detector de fadiga e farol alto automático. O City só vai ter isso em sua versão topo de linha Touring, por mais de R$ 127 mil.

Ao mesmo tempo, o HB20 mais uma vez se sobressai a um rival de marca japonesa graças ao motor turbo. O City, apesar do maior espaço interno e do eficiente conjunto 1.5 aspirado com injeção direta e 126 cv, não oferece a mesma performance em baixas rotações.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
3 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Wallace Savaroni Meneghine 16 de julho de 2022

Cadê o 208 como rival? Da show no HB20 em praticamente todas as versões

Avatar
André lucena 24 de julho de 2022

Verdade!

Avatar
Jo 16 de julho de 2022

Carro popular zero km de entrada iria no 208 sem pestanejar.Mas ainda prefiro um seminovo de categoria superior. É a troca que vou fazer fim do mês.

Avatar
Deixe um comentário