Honda Accord híbrido chega ao Brasil no segundo semestre

Modelo tem médias de consumo de 17,6 km/l na cidade e de 17,1 km/l na estrada: fabricante promete lançar outros dois híbridos até 2023

honda accord hiirido branco de frente em movimento
Accord será o primeiro híbrido da Honda no Brasil (foto: Honda | Divulgação)
Por AutoPapo
09 de abril de 2021 12:00

A Honda apresentou nesta sexta-feira (09) o Accord híbrido: os preços só serão anunciados no segundo semestre, quando as vendas estão previstas para começar. O modelo é o primeiro da marca com a tecnologia e:HEV híbrida, que une dois motores elétricos a um 2.0 a combustão, de ciclo Atkinson. Os elétricos desenvolvem 184 cv de potência e 32,1 kgfm de torque. Por sua vez, a unidade térmica gera 145 cv e 17,8 kgfm.

VEJA TAMBÉM:

O sistema alterna automaticamente entre três modos de condução: EV Drive (100% elétrico), Hybrid Drive e Engine Drive. Nos dois primeiros, só os motores elétricos impulsionam o sedã; a diferença é que, no segundo, o propulsor a combustão funcionar como gerador de eletricidade. Já o terceiro faz uma conexão direta do motor 2.0 com as rodas, por meio de um sistema de embreagem.

O modo EV Drive é utilizado em condições de baixa velocidade, como em manobras, ou em acelerações suaves. O motor a combustão, por sua vez, impulsiona o Honda Accord híbrido apenas em velocidades de cruzeiro mais altas, como em estradas, trabalhando em sua faixa ideal de carga e rotação, Por fim, o modo Hybrid Drive complementa o funcionamento e opera entre essas duas condições.

O sistema tem ainda um seletor de desaceleração, que permite, por meio dos seletores atrás do volante, controlar, em quatro estágios, o quanto o sedã perde velocidade quando o motorista tira o pé do acelerador.

Além dos modos Sport e Econ, que também alteram a aceleração e a desaceleração, essa função de seleção atua especificamente quando o condutor retira o pé do acelerador. O sistema pode ser utilizado como incremento do freio motor quando há um carro à frente, em trechos sinuosos, em uma redução no sinal vermelho ou mesmo em descidas.

Consumo de 17,6 km/l na cidade

De acordo com a Honda, o resultado é que o Accord híbrido consegue alcançar eficiência energética de 1,20 MJ/km. O consumo, segundo os padrões do Inmetro, é de 17,6 km/l na cidade e 17,1 km/l na estrada.

Externamente, o Accord híbrido traz novo para-choque e nova grade, com desenho mais horizontal. As rodas de 17 polegadas com acabamento escurecido são exclusivas da versão, enquanto, na traseira, há novo acabamento na parte inferior do para-choque, além dos logos de identificação.

Equipamentos do Honda Accord Híbrido

Na conectividade, o sistema de áudio agora permite a integração com as tecnologias Apple CarPlay e Android Auto sem a necessidade de fios, por conexão Bluetooth. Além disso, o carregador por indução no console central está mais potente, com 15 Watts. No banco traseiro, os ocupantes passaram a contar com duas saídas USB adicionais. No mais, há apenas um quadro de instrumentos com novo grafismo.

Na segurança, o modelo agora é capaz de ativar o freio automaticamente em manobras de baixa velocidade, caso haja possibilidade de colisão. Além disso, o assistente de permanência em faixa e o controle de cruzeiro adaptativo foram aprimorados. O Honda Accord híbrido também ganhou um alerta de uso do banco traseiro, que emite um aviso caso as portas traseiras tenham sido abertas antes de se iniciar a viagem.

O Honda Accord é o primeiro de três carros híbridos que a Honda planeja lançar no Brasil até 2023. A atual geração, que data de 2018, é a décima da história do modelo.

SOBRE
3 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
André Meirelles 28 de setembro de 2021

Maravilha esse Accord Híbrido, qual o valor???

Avatar
IRAN DA COSTA BESSA 17 de agosto de 2021

Como faço para comprar este me respondam rápido

Avatar
douglas 9 de abril de 2021

Carrão desse, não sei porque vende tão pouco no Brasil.

Avatar
Deixe um comentário