JAC lança, no Brasil, primeira picape 100% elétrica do mundo

Modelo é focado nos frotistas e, segundo a montadora, tem o baixo custo do quilômetro rodas como grande atrativo

Por AutoPapo 21/09/20 às 16h41

A JAC Motors, que hoje tem a maior gama de carros elétricos do Brasil, a iEV 330P, primeira picape 100% elétrica produzida no mundo. Ela terá 320 km de autonomia e capacidade para 800 kg de carga útil. A iEV 330P vai custar R$ 289.900 com foco em frotistas.

A picape elétrica JAC iEV330P tem  150 cv de potência e 33,7 kgfm de torque e é equipada com baterias de fosfato de ferro-lítio com 67,2 kWh de capacidade máxima de carga.

VEJA TAMBÉM:

Segundo a JAC, destaque da picape elétrica é o custo por km rodado, capaz de rodar 320 km com a carga completa, o que dá, em média, um consumo de 21 kWh por 100 km. Para recarrega a iEV330 por completo, considerando o custo médio (há variação por Estado brasileiro) de R$ 0,55 por kW, consumidor desembolsará R$ 37, de acordo com cálculos da empresa.

Outro atrativo para frotistas é o custo de manutenção menor de uma picape elétrica em relação aos modelos com motor a combustão.

Como é a recarga?

A carga lenta em corrente alternada da iEV330 (obtida através de um carregador wallbox de 7,4 kW) será de 8 horas de 20 a 100%. Como é um veículo que se destina aos frotistas, no entanto, as instalações elétricas dessas empresas costumam adotar a opção de carregamento rápido em corrente contínua (obtida através de um carregador de 40 kW): o tempo de recarga, caso se opte de 20 a 100%, será de apenas 1h30.

Equipado com sistema de ação regenerativa chamado i-Pedal, o sistema de propulsão do JAC iEV330P aproveita as desacelerações e recarrega as baterias – o motor deixa de consumir energia e se torna momentaneamente um “gerador”. Resultado: se o motorista for cuidadoso nas acelerações e não usar o ar-condicionado, o iEV330T entregará uma autonomia superior aos 320 km.

A picape elétrica JAC iEV330P tem com 5,615 m de comprimento, largura total de 1,88 metro, 1,83 m de altura e 3,38 m de entre-eixos. Já caçamba tem 1,81 metro de comprimento por 1,52 metro de largura.

Por dentro da JAC iEV330P

O quadro de instrumentos integralmente digital possui dois grandes mostradores que imitam escala analógica: à esquerda, fica uma espécie de potenciômetro, que indica o percentual de potência instantânea usada pelo motor elétrico. Já à direita, o velocímetro.

Na tela central, o motorista encontra uma “pilha”, que aponta a carga restante de bateria e um segundo velocímetro digital, além do consumo instantâneo em kWh e dos hodômetros (parcial e totalizador).

O volante de direção é multifuncional, com teclas à direita que controlam o áudio. Já o revestimento dos bancos e dos painéis de portas é marrom e de tecido.

Central multimídia tem tela de 7 polegadas

Como outro destaque, o JAC iEV330P exibe um aparelho de multimídia com tela de 7 polegadas, que incorpora câmera de ré e possui conexão Bluetooth, leitor de MP3 e entrada USB.

Completam a lista de itens de série, ar-condicionado, direção com assistência eletro-hidráulica, DRL, faróis com regulagem elétrica de altura do facho, faróis de neblina (dianteira), lanterna de neblina (traseira), retrovisor interno antiofuscante, sensor de capô aberto, sensor de estacionamento traseiro,  câmera de ré e entradas USB no console central do painel e no banco traseiro.

Sistema VPS é segurança para pedestres

Por funcionar com um nível de ruído baixíssimo, quase imperceptível para quem está dentro do carro, o JAC iEV330P torna-se um risco para pedestres em geral, em especial aqueles com deficiência visual. Para prevenir esse risco, a JAC Motors desenvolveu o sistema VPS, um alerta sonoro que emite “beeps” intermitentes do lado de fora do carro até 25 km/h. Isso o torna possível de ser identificado por esses deficientes.

Fotos: JAC Motors | Divulgação

11 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Ulisses Santiago Dos Santos 28 de setembro de 2020

    Carro para frotista de quase R$300k?Não dar certo, tem q trabalhar para baixar este valor!!!!!

  • Avatar
    José Carlos Viana 28 de setembro de 2020

    A JAC tá parecendo mineira ; trabalhando em silêncio

  • Avatar
    José Carlos Viana 28 de setembro de 2020

    Aos poucos ocarros chineses vão comendo pelas beiradas…..
    Caoa Chery é um exemplo…..

  • Avatar
    Fernando Souza 28 de setembro de 2020

    Finalmente os carros chineses vão deixar de ter seus mortos barulhentos, a ponto de escutar de dentro da cabine o som e vibração.
    Bom, motor elétrico não é pra fazer isso, né?

  • Avatar
    Denis Oliveira 28 de setembro de 2020

    Achei bem legal, mas essa autonomia de até 320km é desanimadora. Não estou tão por dentro do assunto, pois para um elétrico talvez 320km seja um bom número, mas para mim, atualmente, jamais compraria um carro elétrico com essa autonomia, pois é certeza que em algum momento eu ficaria na mão.

  • Avatar
    Jorge Luiz Vasconcelos 27 de setembro de 2020

    Olha só: isto é muito bom mas vai ser só para uma menoria.

  • Avatar
    ATABISIO CUSTODIO DIVINO 22 de setembro de 2020

    carro pra grandes fazendeiros

    • Avatar
      Comentarista 27 de setembro de 2020

      Acho que nao. Grandes fazendeiros compram a ram 2500 ou a 1500

  • Avatar
    Jeremias da Silva melo 22 de setembro de 2020

    Na minha opinião a jac tem belos carros e devagar esta conquistando o mercado brasileiro parabéns a jac

    • Avatar
      Marcia 27 de setembro de 2020

      Comprei um t40 2020 e estou muito feliz. Ótimo carro, econômico e bonito. Amei

  • Avatar
    Nanael 22 de setembro de 2020

    Noutras épocas, pequenos fabricantes já teriam picapes nacionais adaptadas para isso há um bom tempo, bem como saveiro e Strada conversíveis, mas isso é só saudade… Aguardo para ver a confiabilidade do conjunto.

Avatar
Deixe um comentário