Wrangler Rubicon 392 tem V8 de 470 cv

Nova versão do modelo, que vai de 0 a 96km/h em 4,5 segundos, estará à venda no mercado norte-americano a partir do primeiro trimestre de 2021

Por AutoPapo 17/11/20 às 18h18
jeep wrangler rubicon 392 azul visto de lado
Wrangler mais potente da história chega ao mercado em 2021 (Foto: FCA | Divulgação)
Clique para ouvir
Voiced by Amazon Polly

A Jeep apresenta, nesta terça-feira, 17, o Wrangler Rubicon 392 com motor V8. A mais nova versão do modelo conta com um propulsor de 6.4 litros (392 polegadas cúbicas, daí o nome) que rende 470 cv de potência e 65 kgfm de torque.

LEIA MAIS

Acoplado a uma transmissão TorqueFlite de 8 velocidades e a uma caixa de transferência permanente, o powertrain impulsiona o Wrangler Rubicon 392 de 0 a 60 mph (96km/h) em 4,5 segundos e permite que ele percorra 400 metros em 13 segundos.

A nova versão estará à venda no mercado norte-americano a partir do primeiro trimestre de 2021.

Fora do asfalto, a mecânica do Jeep se complementa com eixos Dana 44, raio de transmissão de 3,73, bloqueio do conversor de torque, kit de elevação de 5 cm e pneus de série de 33 polegadas com rodas de 17 polegadas com beadlock.

O Wrangler 392 tem 26 cm de altura livre do solo, articulação da suspensão e manobrabilidade melhoradas, ângulos de aproximação, central e de saída de 44,5°, 22,6° e 37,5°, respectivamente.

jeep wrangler rubicon 392 azul visto de lado
2021 Jeep® Wrangler Rubicon 392

A incorporação de um motor de 6.4 litros marca a volta de um V8 da linha Wrangler como opção de fábrica após 40 anos de ausência.

Essencial para o rendimento na estrada e fora dela, cerca de 75% do pico do torque do modelo está disponível a baixas rotações. Quando a carga de trabalho é leve, por exemplo, circulando à velocidade de cruzeiro pela rodovia, a tecnologia para a economia de combustível (Fuel Saver Technology) com desativação de cilindros permite passar de forma imperceptível a um modo econômico de funcionamento com apenas quatro cilindros ativos dos oito disponíveis.

A entrada de ar funcional no capô proporciona ar externo frio e mais denso ao motor, aumentando o rendimento. O Rubicon 392 tem capacidade de imersão de até 83 cm de profundidade, inclusive se ondas passarem por cima do capô.

A transmissão automática TorqueFlite 8HP75 de oito velocidades permite ao condutor do Wrangler a troca de marchas através de um paddle shift de alumínio no volante do seletor eletrônico do câmbio.

O powertrain do Jeep Wrangler Rubicon transmite a força para as quatro rodas em todo momento. O Jeep oferece quatro modos de direção selecionáveis: 4WD Auto, 4WD High, Neutral e 4WD Low. Os modos se ajustam ao acelerador, aos pontos de câmbio da transmissão e ao controle de tração para um rendimento máximo, seja em grandes velocidades sobre terreno arenoso ou baixa velocidade sobre pedras.

O modo Off-road Plus também oferece aos motoristas a possibilidade de bloquear os eixos traseiros em altas velocidades em modo “4WD High”. Já o Control Selec-Speed gerencia a velocidade no modo “4WD Low” na direção off-road sem a necessidade de acionar o acelerador ou o freio.

traseira do jeep wrangler rubicon 392 azul
2021 Jeep® Wrangler Rubicon 392

O chassi do Jeep Wrangler Rubicon 392 teve os trilhos do quadro melhorados, braços de controle superiores dianteiros e cilindros da direção de ferro forjado para tirar o máximo proveito da força e torque do motor V8. Os freios de alto rendimento permitem parar o veículo a qualquer momento.

Para aumentar as capacidades do sistema de suspensão de cinco braços, tanto na frente quanto atrás, o Rubicon 392 vem ainda com amortecedores FOX de alto rendimento especificamente calibrados para este modelo.

O Jeep Wrangler Rubicon 392 inclui diversos elementos de série premium que, normalmente, vem como opção na gama Wrangler: interior em couro, conjunto de infoentretenimento, banco de interruptores elétrico HD, teto e painel de instrumentos na cor da carroceria, conjunto de defesas de aço, conjunto de iluminação LED, conjunto de tempo frio, acesso remoto por proximidade e conjunto de segurança.

Cor bronze para algo especial

O Jeep Wrangler Rubicon 392 mantém o design original do Wrangler, mas incorpora vários detalhes na cor bronze para destacar a versão mais poderosa da história, como no emblema “Rubicon” no capô, nas capas dos ganchos de reboque dianteiros e traseiros e no contorno do emblema “Fox Schocks” dos amortecedores.

Interior

A parte interna do Rubicon 392 apresenta costura original em bronze que contrasta com a tapeçaria de couro preto dominante. Os assentos, com o logo Rubicon 392 integrado, também em couro, mantêm os ocupantes confortáveis. Para se ajustar às especificações do novo motor, o quadro de relógios recebe uma nova numeração e novo design.

O sistema Uconnect é projetado em uma tela touch de série de 8,4 polegadas e conta com páginas Off-Road da Jeep, que permitem ao condutor monitorar a oscilação, o balanceamento, a altitude, as coordenadas GPS e a distribuição da força, entre outras informações.

Cores Rubicon 392

O Jeep está disponível em nove cores: Preto, Branco Brilhante, Vermelho Firecracker, Granito Crystal (metálica), Laranja Punk ’n (metálica), Verde Sarge (metálica), Granada Snazzberry (metálica), Cinza Sting (metálica) e Prata Billet (metálica). O interior é preto.

Peças e acessórios Mopar

A marca Mopar oferecerá um portfólio completo de peças e acessórios o novo Jeep Wrangler Rubicon 392. Os clientes podem acrescentar luzes LED off-road, guincho Rubicon, eixos dianteiros Ultimate Dana 44 Advantek com relações do câmbio disponíveis de até 5,36, novas rodas com beadlock para pneus maiores, trilhos para pedra e outros.

Os itens da Mopar são respaldados por garantia de fábrica.

Fotos: Jeep | Divulgação

1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Divonei cavassola 18 de novembro de 2020

    Um jeep muito bom mas um erro grave Chassis reforçado com ferro fundido para quem usa veículo no limite entende que esse ferro vai trincar e será muito difícil soldar , poderiam ter usado Ferroboro mais leve e mais resistente que o aço

Avatar
Deixe um comentário