Pantanal: confira 5 carros para ir visitar a Juma Marruá

Na novela Pantanal os personagens preferem viajar a cavalo ou de chalana, mas esses cinco carros também dariam conta de enfrentar os terrenos da região

agrale marrua juma preto ao fundo e juma novela pantanal em primeiro plano
Dois Marruá, a Juma e o Agrale (Fotomontagem: Ernani Abrahão | AutoPapo)
Por Eduardo Rodrigues
16 de junho de 2022 16:03

Ara! Ocê podi num assistirrr, mas num dá pra negarrr o sucesso que é a novela Pantanal. A novela está fazendo tanto sucesso que as pessoas estão falando como sotaque dos personagens, mas vamos voltar para o português formal por enquanto.

Os meios de transporte favoritos dos personagens da novela são cavalos e chalana, mas existem alguns carros. Pantanal traz ação publicitária da Caoa Chery, mas hoje vamos selecionar alguns carros que se dariam bem indo visitar a Juma Marruá.

VEJA TAMBÉM:

1. Agrale Marruá

agrale marrua am 200 no off road
O Agralé Marruá é chamado de Hummer brasileiro (Foto: Agrale | Divulgação)

O primeiro item dessa lista não poderia ser outro. O nome Marruá serve para designar um touro bravo, de temperamento ruim. A personagem Juma leva o nome por motivos óbvios, já o utilitário nacional é bruto, porém mais fácil de lidar.

Com o fim da Troller podemos dizer que o Agrale Marruá é o último carro 100% nacional. Ele tem como público principal o exército, mas também é oferecido para o público geral em duas variações de chassi: a AM200 e a AM300.

O Marruá AM200 é oferecido como picape de cabine simples ou dupla, já o AM300 é vendido na configuração cabine-chassi. Todos trazem tração 4×4 e motor Cummins ISF 2.8 turbodiesel com injeção de Arla 32. O câmbio é manual de cinco marchas com primeira super reduzida, mas é oferecido opcionalmente uma caixa de transferência com reduzida.

2. Suzuki Jimny

suzuki jimny forest agua
O Jimny nacional só é vendido com câmbio manual (Foto: Suzuki | Divulgação)

Quer um jipe tradicional mas não quer gastar muito? A opção mais barata de jipe zero-km no Brasil é o Suzuki Jimny, que voltou a ser produzido na fábrica de Catalão (GO) atendendo as novas normas de emissões.

O tamanho e o motor 1.3 podem fazer ele parecer frágil, mas o Jimny é valente. Sua construção é a mais tradicional possível: chassi separado da carroceria, tração 4×4 com reduzida e eixo rígido na dianteira e traseira. É a forma mais econômica de enfrentar o pantanal.

3. Ford Bronco Sport

ford bronco sport off road 22
O Bronco Sport traz um sistema de tração integral que coloca ele em vantagem perante os rivais (Foto: Ford | Divulgação)

Saindo do mundo dos off-road tradicionais e indo para os SUV mais civilizados. Dentre os que trazem plataforma de carro e motor transversal, o mais capaz é o Bronco Sport. O segredo está em seu sistema de tração, que usa duas embreagem no diferencial traseiro para poder vetorizar o torque entre cada roda.

Por isso ele é mais valente que modelos similares, como o Jeep Compass Trailhawk. O seletor de terreno no console ajuda a otimizar o sistema, mas não traz pantanal nas opções. Sob o capô está o motor 2.0 turbo EcoBoost, que dá bom desempenho mas peca em consumo quando comparado com modelos diesel.

4. Ram 3500

ram 3500 025
Ara, essa picape é muito grande (Foto: Ram | Divulgação)

A marca Ram virou o sonho de consumo dos fazendeiros. A 3500 é a maior picape do Brasil, bem como a com maior capacidade de carga e reboque. Essa picape é tão grande que precisa de habilitação categoria C para ser dirigida em vias públicas.

O motor também é de caminhão, um Cummins 6.7 turbodiesel que já foi usado pelo Ford Cargo no Brasil. O interior é luxuoso como a casa grande de uma fazenda, com couro e madeira de lei para todos os lados. É capaz da cabine dessa picape ter mais tomadas que muita casa do interior.

5. Jeep Wrangler

jeep wrangler rubicon 2022 prata frente em trilha
O Wrangler é herdeiro do bom e velho Jeep Willys (Foto: Jeep | Divulgação)

O Jeep Willys clássico ainda é um veículo comum no interior do Brasil. O Wrangler é seu sucessor direto, mas hoje traz muita tecnologia junto da aparência rústica. As portas, teto e para-brisa podem ser removidos, mas o carro traz câmeras para auxiliar nas trilhas e as barras estabilizadoras podem ser desconectadas eletrônicamente.

Outa modernidade é o motor 2.0 turbo, que se chama Hurricane em homenagem ao antigo seis cilindros em linha da marca. Mas o chassi tipo escada, os eixos rígido Dana e a caixa de transferência com reduzida continuam presentes.

Bonus: Troller Pantanal

troller pantanal
Picape Pantanal tinha falha estrutural e foi fiasco para a Troller (Foto: Troller | Divulgação)

Infelizmente, o único carro que se chama Pantanal chegou ao mercado e teve que ser recolhido. A Troller já estava estabelecida como fabricante de jipes e expandiu sua linha com a picape Pantanal. A caminhonete trazia cabine simples e as capacidades fora de estrada do jipe.

Porém um problema de trinca no chassi encerrou a carreira da Pantanal. A Troller recomprou todas as unidades vendidas e fez quem não quis devolver assinar um termo de compromisso sobre o defeito.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário