Manutenção do carro: olho vivo nas oficinas desonestas

"Além dos custos exagerados da manutenção corretiva, você pode estar sendo enganado com produtos e serviços desnecessários na preventiva"

mecanico desonesto contando dinheiro na oficina picaretagem manutencao
Mecânicos desonestos alegam ter que trocar peças que ainda durariam milhares de quilômetros (foto: Shutterstock)
Por Boris Feldman
27 de outubro de 2021 19:02

As pastilhas de freio do seu carro vão se gastando, gastando…. mas você só leva o carro à oficina quando aparece um rangido ao apertar o pedal de freio.  E aí já era. Ou melhor, os discos de freio “já eram” e o custo do reparo dobra. Este é o exemplo típico da manutenção preventiva (ou periódica) não realizada por desleixo do dono do carro. Que acaba pagando caro pelo reparo evitável.

Porém, outro cuidado é que, além dos custos exagerados da manutenção corretiva, você pode estar sendo enganado com produtos e serviços desnecessários na preventiva. É a tal da ‘empurroterapia’ praticada por algumas concessionárias, oficinas, casas de peças e mecânicos que alegam ter que trocar o que ainda iria durar milhares de quilômetros. Assista ao vídeo!

VEJA TAMBÉM:

Cuidado com a “empurroterapia”

Existem prazos intocáveis a serem respeitados e o do óleo do motor é um deles. Quando se completam 12 meses ou 10mil km ele tem que ser substituído, sem discussão. Vale a pena consultar o manual da fábrica para verificar estes prazos.

Mas existem alguns componentes sem prazo fixo para substituição. Que dependem das condições de uso, da qualidade e da manutenção correta do carro. Comentei recentemente, que algumas fábricas de amortecedores andaram sugerindo trocá-los aos 40 mil km.

Monroe, de parabéns

E a Monroe, uma delas, até recebeu meus cumprimentos ao retirar esta recomendação de seu site. A empresa deu as mãos à palmatória e reconheceu que amortecedor pode quebrar aos 1.000 km, como também durar mais de 100 mil km.

Ele pode estar novo em folha mas o carro passa numa dessas enormes crateras asfálticas e ele se danifica. Também se o carro rodar sempre em estrada de terra, esburacada, com excesso de peso, pode também reduzir a vida útil do amortecedor.

Mas se o automóvel é utilizado sempre no excelente asfalto das estradas do interior de São Paulo ou em Brasília (tapete asfáltico), o amortecedor pode durar além dos 100 mil km. Trocá-los antes é jogar dinheiro no lixo. O importante é revisá-los sempre aos 10.000 km para verificar suas condições.

É por isso que tanto a manutenção corretiva como a preventiva podem custar mais. A primeira pelo desleixo do dono. A segunda pela desonestidade do reparador. Que costuma sugerir limpeza dos bicos injetores que estão limpos. Lubrificar suspensão que não se lubrifica. Balancear rodas balanceadas. E vai por aí…

Ética duvidosa

Embora a maioria das oficinas seja honesta, é preciso ficar de olho em alguns mecânicos que vestem a camisa, calça e cuecas de algumas fábricas de componentes de reposição. E forçam sua venda.

Tentam fazer valer seu (pretenso) conhecimento técnico junto ao cliente que nada entende de mecânica para praticar a famosa “empurroterapia”. E tome amortecedor, aditivo de óleo, higienizador e outras desnecessidades para aumentar seu faturamento às custas do desconhecimento do freguês.

Com sua pose de superior autoridade, ainda têm a ousadia de criticar quem, como eu, expõe publicamente sua conduta desprovida de qualquer ética.

Você sabia que o AutoPapo também está presente em suas redes sociais favoritas? Clique e confira:

TikTok YouTube Facebook Twitter

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
SOBRE
3 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
benedito luiz fonseca 28 de outubro de 2021

Em Taubaté oque tem mecânico desonesto não escrito,

Avatar
ze das couves 27 de outubro de 2021

interessante, acho que vai além da pura malandragem, acho que é ignorância mesmo. tenho carros antigos e antes de eu mesmo me resolver sozinho, estudei muito, apanhei muito da pratica e, mas hoje estou livre de mecânicos, ainda mais os mais idosos que acreditam que a pratica doida dia sem estudo lhe garantiram uma aura de deuses imortais dos motores. pura tolice, todo profissional deveria estudar e muito e passar para a pratica, como qualquer profissão, porem quando a ignorância impera, só resta ao pai montar uma oficina para o filho dar “alguma coisa na vida”… e da mesmo, da muita dor de cabeça de tolos que confiam nestes embustes… ai o dinheiro começa a entrar, sem tem meia dúzia de puxa saco e o cara ta feito…entao ele pensa: poxa , sou um boçal e mesmo assim vem gente me procurar, vou ganhar grana”…ai, sim vem a desonestidade, agora encontro de carro antigo chik tambem tem desonestidade, onde o organizador do evento entrega premio para ele mesmo e faz cara de surpresa… ou seja… o rico estudado é ganancioso, o pobre sem estudo é ganancioso….. melhor é sumir de velhos mecânicos safados e da elite podre que organiza showzinho de carro para passar pano para a elite mais podre de outros estados… e a placa preta???vai voltar pra continuar a dar rios de dinheiros facil pra cambada? triste…infelizmente enquanto existir otario pra dar dinhero pra desonesto…. é isto

Avatar
Santiago 27 de outubro de 2021

Está aí uma pergunta que aflige a muitos proprietários de veículos:
E agora, pra onde eu levo o carro???
Muitas vezes, o não conhecimento de um mecânico ou oficina de referência, alimenta dúvidas e inseguranças que acabam por adiar tantas verificações e manutenções necessárias.
Nesta era da internet, um buscador com base em referências e avaliações idôneas seria muito bem vindo.
Já existe(m)????. Então que seja(m) divulgado(s)!

Avatar
Deixe um comentário