Com motor Renault, novo Mercedes ‘AMG’ fica R$ 150 mil mais caro

As 'mudanças' que a Mercedes-Benz fez em seu utilitário esportivo são capazes de justificar o seu novo preço? Deu a louca nos alemães...

suv utilitario esportivo mercedes benz gla
GLA AMG Line: só visual (Foto: Mercedes-Benz | Divulgação)
Por AutoPapo
23 de fevereiro de 2021 20:30

A Mercedes-Benz lançou nesta terça-feira (23) a nova geração do GLA. O SUV foi totalmente renovado, apresentando maiores dimensões externas e internas e chega em versão única, GLA 200 AMG Line, por R$ 325.900, um aumento de R$ 150 mil em relação à geração anterior.

O novo GLA também ganhou novo motor.Mas quem esperava um foguete pelo sobrenome AMG pode ficar frustrado: tratas-se de um 1.3 turbo quatro cilindros em linha, com 163 cv e 25,5 kgfm de torque, um ganho de 7 cv em relação ao 1.6 que o equipava anteriormente. Curiosamente, esse motor 1.3 é o mesmo que equipará o Renault Duster – não erramos, é isso mesmo!

Com o mesmo motor, também tem, dentro da linha Mercedes, o SUV GLB que transporta 7 ocupantes – por R$ 25 mil a menos.

Boris Feldman comenta essa “loucura” dos alemães

Para justificar o preço, a Mercedes usa 0 pacote AMG Line é meramente estético e não acrescenta qualquer pitada a mais de desempenho. Externamente, ele tem grade frontal diamante com pins cromados, para-choques exclusivos, rodas AMG de 20 polegadas e acabamentos cromados nas maçanetas e linhas laterais das janelas.

No interior, a marca alemã implantou duas telas de 10” no quadro de instrumentos e console central, que trabalham em conjunto com o sistema MBUX, que tem comandos de voz.

Como se espera de um carro de mais de R$ 300 mil, há um farto pacote de itens de série, com destaque para o controlador de velocidade adaptativo, assistente de direção, assistente de ponto cego, assistente de manutenção de faixa, assistente de desembarque, assistente de estacionamento e câmera de ré, carregador de celular wireless, pacote completo de funções Keyless GO (partida, aberturas e fechamento de portas e porta-malas sem uso da chave), faróis de LED e teto solar panorâmico.

Será que é assim que a Mercedes pretende se safar do último lugar em vendas entre as marcas premium em 2020? Atrás da BMW, Volvo e Audi e apenas à frente da Jaguar Land Rover?

Fotos: Mercedes-Benz | Divulgação

SOBRE
7 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Ney Verdandi 24 de fevereiro de 2021

Pelo menos a MB tem a certeza de que o propulsor da Renault é altamente confiável. Quem não vai querer uma Duster ou Captur com o mesmo motor de um Mercedes? São os novos tempos das marcas francesas. Em breve os modelos Peugeot/Citroen/Stellantis, serão equipados com os modernos e eficientes motores GSE Firefly turbo T3 e T4 do grupo FCA.

Avatar
Ivan 25 de fevereiro de 2021

Motor Renault? Faltou continuar a frase, motor Renault e mercedes, pois as duas desenvolveram esse motor juntas, mas a mídia dando aquele toque né kkkkkkkk

Avatar
Messias ferreira da silva 24 de fevereiro de 2021

É bom que a Mercedes alegue perdas no Brasil e pegue o beco e pronto ou/e importe só produtos, que são seus, e bem caros e, quem quiser e puder, que os compre.

Avatar
Rodolfo 24 de fevereiro de 2021

Queria que fosse motor Mercedes, que pena mudar a marca do motor.

Avatar
Univaldo Uhlmann 24 de fevereiro de 2021

Com este motor xexelento e preço absurdo, só idiota para comprar

Avatar
Vinícius Gomes De Souza 23 de fevereiro de 2021

Uma coisa é certa… Com esse motor de origem renault, será uma bela lasanha no futuro haha Manutenção do motor não será cara.

Avatar
Eduardo Teixeira Kull 23 de fevereiro de 2021

Aumentar preço, ainda mais neste nível e sem grandes diferenciações, só estéticas, não se justifica MESMO! Se a Mercedes pensa ser a premium das premiuns, ainda mais com esses preços, vai continuar em último lugar de vendas no segmento de luxo e até provavelmente vendendo ainda menos!
Ah, tem concessionária no Rio de Janeiro oferecendo este mesmo modelo a TREZENTOS E QUARENTA E NOVE MIL! E sem indicação, por exemplo, de ser uma unidade blindada, por exemplo.

Avatar
Deixe um comentário