E aquele motorista de carro 1.0 que acha que é piloto de corrida?

Não sei se temos complexto de piloto pela influênicia dos campeões de Fórmula 1, mas o pessoal gosta de abusar nas ruas

painel de carro em alta velocidade shutterstock
Segura a onda, amigo: seu carro não é um F1 e as ruas não são um autódromo (Foto: Shutterstock)
Por Felipe Boutros
16 de abril de 2022 07:33

Sim, o título da coluna foi uma provocação, o chamado ‘caça-cliques’. Na verdade, não importa o veículo que esteja sendo conduzido – do 1.0 ao Porsche 911.  Às vezes eu acho que estou em um autódromo quando na verdade só estou me deslocando pela cidade. É impressionante como nós temos complexo de piloto.

Quantas vezes eu já tentei fazer uma ultrapassam na estrada e o que estava ficando para trás resolveu acelerar… Parece que você ofendeu a honra dele. E dar seta para trocar de faixa? O carro ao lado vai aumentar a velocidade só para não permitir que alguém assuma a posição dele no GP imaginário que está sendo disputado.

Coisa de maluco, né?! Alguns ficam realmente ofendidos. Calma, cara, não desconte o que você tem de ruim no volante do carro.

VEJA TAMBÉM:

E tem umas situações são cômicas. Por dever de ofício, eventualmente pegamos, para testar, carros esportivos. E, para alguns motoristas, estar dirigindo um modelo desses parece ser um convite para o pega. Às vezes, o dono só que curtir o momento, mas dá-lhe gente acelerando do lado, reduzindo marcha para chamar atenção…

Para essa turma, o sinal verde do sinal é para arrancar com tudo, mesmo que isso signifique um desperdício de gasolina (R$ 8 o litro, lembra?) e de freios e pneus, já que em poucos metros vai ter outro semáforo para parar.

Fora que depois ainda chega uma multa e começa a fazer o discurso “mas é um absurdo, temos uma indústria da multa nesse país, pipipi pópópó”.

Complexo de Ayrton Senna

Isso deve ter acontecido pela boa safra de pilotos campeões mundiais de Fórmula 1 que tivemos ao longo de 30 anos, no fim do século passado (sim, século passado!). “Brasileiro é tudo bom de braço”, deve ter ficado no subconsciente dos nossos motoristas.

Mas não! Mil vezes não! Somos péssimos ao volante. Por que estou dizendo isso? Oras, somos recordistas em mortes no trânsito. Acho que essa estatística indica algum problema, não é mesmo?

Dirigir com calma, sendo gentil com os outros motoristas e pedestres, vai te fazer bem, tenho certeza. Você não vai se estressar, vai poupar o seu carro e economizar. Isso mesmo, são só benefícios. Pratique a gentileza.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
SOBRE
20 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Guilherme 23 de abril de 2022

Kkkkk ainda mais quando é os carro com escada em cima, esses sim correm esse técnicos da Vivo se acham pilotos de fórmula 1

Avatar
Maurício 22 de abril de 2022

Se que leio estás reportagens me vem na memória o desenho do PATETA “motorista”. Kkkkk

Avatar
Maurício 22 de abril de 2022

*Sempre
*Estas

Avatar
Bilu Teteia 22 de abril de 2022

Se não anda, saia da frente, fique na faixa da direita, simples assim!

Avatar
Paolo Xavier 21 de abril de 2022

Quando se sentam atrás do volante alguns ficam com o ego inflamado. Acham que os anos de carteira lhes conferem destreza absoluta e é uma grande ofensa quem se atreva a atravessar o caminho. Errado são sempre os outros, os “brações”, quando na verdade costuram na estrada mais que máquina singer, colam na traseira, tiram fina, xingam, fazem da buzina o grito do ego. E o que que tem de mais tomar uma cerveja e dirigir, não é mesmo? O pneu tá precisando trocar, mas acha que dá pra rodar uns 1 mil km. Depois só colocar um remold top e descer a serra pra praia, xingando a viagem inteira os domingueiros.

Avatar
Marcos Aurélio Vicente da Silva 20 de abril de 2022

Trafego muito num trecho aqui próximo à Recife, e lembro de uma vez que o motorista vem uns trezentos metros atrás já cortando Luz pra eu ir pra direita ( mesmo eu estando a 110km/h) mas sei que tenho que dar passagem mesmo que ele esteja numa velocidade acima da permitida. Só que ele se esqueceu ou não prestou atenção à sinalização de uma lombada eletrônica, mesmo fritando os pneus só vi o flash pegando, se disser que não achei bem empregado, estou mentindo.kkkkkkk

Avatar
Mario aquino 20 de abril de 2022

Pior que a falta de educação são as opiniões aqui manifestas, fica patente a mentalidade tacanha.

Avatar
Marcelo Gomes 20 de abril de 2022

Amigo bom seu comentário,mas exagero recorde de mortes,se olhar muito outros país tem pior, agora é verdade em sentindo de dirigir nas grandes capitais, muita falta de atenção.. abraço.

Avatar
Rotis 20 de abril de 2022

Disse tudo, Boris! Faltou apenas citar que para o piloto perfeito da gigantesca escuderia local, a causa de todos os problemas tem endereço certo: os outros.

Avatar
Rodrigo MARTINIANO 20 de abril de 2022

• BRASILEIRO ‘BOM-DE-BRAÇO’ NO VOLANTE •
Concordo em tudo com o redator sobre a deseducação típica dos brasileiros ao volante.
Dirigindo nos USA, eu fui advertido e ironizado (não multado) por um guarda ao mudar de faixa várias vezes.
– “Hey sir! Are you competing? The public road is no place for competition… When he saw my driver’s license, he said to his partner: – He’s Brazilian!”.
– “Ei senhor! O senhor está competindo? A via pública não é lugar para competição… Quando ele viu a minha licença de motorista, ele falou com o colega: – É brasileiro!”.
SUPER CERTO O GUARDA!
Porém, eu desconheço um piloto americano campeão da FÓRMULA 1, será que existe algum?
No Brasil nós temos Emerson Fitipaldi, Nelson Piquet, Airton Senna, Rubinho Barrichello…
Então, dizer que brasileiro não é “bom-de-braço” no volante é maldade!
Tanto quanto dizer que brasileiro é emérito infrator de trânsito, mal-educado e irresponsável é a pura verdade.
Eu mesmo já ‘ralei’ carros em plena via-púbica (Savassi e ‘Seis-pistas’ – BH), disputando num Fuscão 1500 com Dodge 318, num Opala 3800 – cuja potência devo corrigir, 125 CV SAE, na realidade – com Aero Wyllis 2600, etc. e tal.
O que fazer para mudar a mentalidade brasileira ao volante? Eu creio ser agir como a polícia americana: não sendo grave a infração o motorista-metido-a-piloto 1º é advertido, registrada a advertência; caso o motorista em questão teime em prosseguir violando as regras de trânsito, ele terá sua licença para dirigir suspendida por prazo a critério da autoridade; se reincidir após a suspensão ficará legalmente inabilitado para dirigir nas vias públicas.
SÃO MEDIDAS EFICAZES, CONTRA-MEDIDAS, ALIÁS, DEVIDO À RECALCITRÂNCIA DE QUEM FAZ VISTAS-GROSSAS AO MÍNIMO DE CIVILIDADE.
Certo delegado-de-polícia de BH-MG, à época na qual a Polícia Civil também policiava o trânsito, ante aos malditos engates-de-carreta capazes de ferir seriamente a incolumidade dos pedestres, decretou que engate-de-carreta só poderia ter quem mostrasse a placa da carreta, i.e., quase 0% dos automóveis com aquele acessório.
MEDIDA COERCITIVA? Não, medida preventiva que evita a realização de algo por antecipação, tal qual cassar a carteira de quem não toma tento é.
Rodrigo MARTINIANO.
. . . . .

Avatar
Luiz Antonio Mendonça 18 de abril de 2022

O problema que vejo, é que o “piloto”, fica na esquerda, e vc chega em maior velocidade, e o “piloto”, não sai da frente, se achando o rei da cocada, acredita que esta na velocidade da pista, e ninguém pode passa-lo, é o famoso Rei do volante.

Avatar
Rodrigo N 17 de abril de 2022

Essa matéria exala soja.

Avatar
Polvo 17 de abril de 2022

Falta educação no trânsito, tem uns seres que não sabem o que é gentileza. Essa é a “cultura” brasileira no trânsito. Pelo número de mortes que temos, educação no trânsito merecia ser ensinada para as crianças ainda na escola.

Avatar
Luiz Antonio Mendonça 16 de abril de 2022

Esqueceu de falar daqueles que não saem da faixa da esquerda nem a pau.

Avatar
Jose Carlos Lobo Barbosa 17 de abril de 2022

Qual é o problema de não sair da faixa esquerda ? Não sai e está muito devagar ?

Afinal, sabemos que a pista da extrema esquerda foi feita para os veículos mais rápidos e a pista da extrema direita foi feita para os veículos mais lentos e mais pesados.

Avatar
Daniel Ferreira 18 de abril de 2022

Não dar passagem na faixa da esquerda é uma infração de trânsito, não cabe a um motorista regular a velocidade de outro, é obrigatório dar a passagem em qualquer circunstancia, infração média em caso de carro comum, e em caso de carro com sirene, infração gravissima, quem mora na faixa da esquerda é mongolão

Avatar
Arthur 18 de abril de 2022

Fora q aqui só tem carro lixo, sem manutenção. Qd o brasileiro compra o carro, não vê a nota dele em crash test, exemplo do antigo ônix e Ford ka, que tiraram nota 0!!!! E os carros velhos que circulam sem a menor manutenção. Pneu careca, suspensão vencida a mais de 10 anos, muitas pessoas de idade comprar carta e não tem
Noção nem reflexo para dirigir mais… e aí vai, além de contar das pessoas q dirigem embriagadas e que essa lei aeca é uma vergonha. Deviam por policiais apaisanas nas porta de bares e baladas para fazer isso funcionar direito. Não é só o brasileiro q se acha piloto não….

Avatar
Fernando B. 20 de abril de 2022

José Carlos é um exemplo clássico de um motorista tupiniquim. Sequer sabe que a faixa da esquerda é faixa pra ultrapassagem.

Avatar
Celigny 16 de abril de 2022

Faltou citar o “bom de chuva”, que costuma se estatelar nas primeiras curvas.

Avatar
Valter 17 de abril de 2022

Disse tudo, sempre vejo isso

Avatar
Deixe um comentário