Multinacionais que fecharam fábricas no Brasil: 5 casos incluindo o da Ford

Desativação de fábricas da empresa remete a capítulos sombrios da história da indústria automobilística nacional

Por Alexandre Carneiro 24/01/21 às 08h30
ecosport sendo produzido na fabrica da ford em camacari na bahia
Ford fechou três fábricas no Brasil em período de pouco mais de dois anos (foto: Shutterstock)

No último dia 11, a Ford anunciou que não produzirá mais veículos no Brasil. De agora em diante, a empresa atuará como importadora, comercializando produtos originários de Argentina, Uruguai, China e Estados Unidos. O fechamento das fábricas da empresa resultou na perda de aproximadamente 5.000 empregos diretos.

VEJA TAMBÉM:

Esse anúncio remonta a acontecimentos semelhantes que ocorreram no passado. Afinal, tal como a Ford, outras multinacionais também fecharam fábricas instaladas no Brasil, com resultados parecidos. Alguns casos foram até mais delicados, pois as empresas simplesmente extinguiram todas as operações no país, deixando, inclusive, consumidores sem assistência.

Frente ao anúncio da Ford, o AutoPapo, então, relembra os casos de 5 multinacionais que desativaram suas fábricas no Brasil. Em comum, todos renderam polêmica e geraram um misto de revolta e de saudosismo nos consumidores. Confira o listão!

Relembre 5 multinacionais que fecharam fábricas no Brasil, incluindo a Ford

1. Chrysler

O caso da Chrysler é um dos mais conturbados da indústria automobilística nacional. Afinal, a multinacional fechou plantas no país não apenas uma, mas duas vezes. O início das operações no Brasil remonta a 1967, quando a empresa adquiriu as instalações da francesa Simca, incluindo a fábrica localizada em São Bernardo do Campo (SP), mesmo município onde, coincidentemente, a Ford também operou.

Inicialmente, a Chrysler remodelou o sedã Chambord, da Simca, e lançou uma linha composta pelos modelos Esplanada e Regente. Porém, já a partir de 1969, começava a produzir por aqui uma gama própria, formada por modelos como Dart, Charger, D100 e Polara, entre outros. O declínio do fabricante começa em meados dos anos 70, causado, em especial, pelas crises do petróleo.

Em 1979, com vendas em baixa, a Chrysler vende suas operações no Brasil para a Volkswagen. Interessada no know-how da concorrente estadunidense no segmento de caminhões, a empresa de origem alemã mantém a linha de automóveis somente até 1981. A fábrica de São Bernardo do Campo produziu veículos pesados por mais algum tempo até ser fechada, ainda naquela década.

Um retorno ao Brasil foi tentado anos depois. Em 1998, a empresa começou a montar a picape Dakota em uma nova fábrica em Campo Largo (PR). Entretanto, essa unidade industrial encerrou as atividades precocemente, em 2001. O imóvel foi repassado à empresa Tecomseh, que passou a utilizá-lo para produzir pequenos motores a combustão, destinados a exportação.

Contudo, a história ainda teria mais um retorno ao país, já pelas mãos da FCA (Fiat Chrysler Automobiles), que recentemente uniu-se ao Grupo PSA, criando a Stellantis. Em uma nova fábrica erguida em Goiana (PE), são produzidos, desde 2015, veículos da marca Jeep.

2. Alfa Romeo

alfa romeo 2300 lateral preto e branco
Sedã 2300 foi o único automóvel Alfa Romeo desenvolvido para o Brasil

A história da Alfa Romeo no Brasil começa em 1968, quando a multinacional italiana adquire a Fábrica Nacional de Motores (FNM), durante um processo no qual a estatal brasileira foi privatizada pelo regime militar. O negócio incluiu a unidade industrial da empresa, localizada em Xerém, distrito de Duque de Caxias (RJ).

Na fábrica fluminense, foram produzidos os sedãs 2.000, 2.150 e, finalmente, o 2.300, este último desenvolvido especificamente para o mercado brasileiro. Porém, já em 1978, a Alfa Romeo repassou as operações brasileiras para a Fiat. Vale lembrar que, em âmbito global, as duas empresas permaneceram independentes por mais algum tempo, passando a integrar o mesmo grupo apenas em 1987.

A Fiat logo tratou de transferir as operações de Xerém para Betim (MG). Em 1986, porém, o sedã 2.300 deixava de ser produzido na fábrica mineira. A unidade fluminense acabou sendo ocupada pela encarroçadora Ciferal. Já a Alfa Romeo voltou a atuar no país em 1990, mas apenas como importadora, até abandonar novamente o mercado brasileiro em 2006.

3. Mercedes-Benz

Outra multinacional que tem uma história tortuosa no Brasil é a Mercedes-Benz, ao menos como fabricante de automóveis: afinal, a empresa também produz veículos pesados e, nesse segmento, sempre teve operações sólidas no país.

A primeira investida da Mercedes começa em 1999, quando a multinacional inaugurou uma fábrica em Juiz de Fora (MG), destinada ao compacto Classe A. O modelo, porém, teve pouca aceitação e saiu de linha já em 2005. A planta mineira não foi fechada, mas opera com baixos volumes. Desde então, a unidade já montou modelos Classe C e caminhões. Atualmente, produz apenas cabines e tem futuro incerto.

A Mercedes-Benz ainda voltou a atuar como fabricante de automóveis no país. Em 2016, começou a montar os modelos Classe C e GLA em uma nova planta, instalada em Iracemápolis (SP). Entretanto, a unidade paulista teve vida muito curta: fechou as portas em dezembro de 2020. Desde então, a empresa alemã produz nacionalmente apenas veículos pesados, mas segue importando carros de passeio.

4. Mahindra

mahindra pik up cinza de frente
Produção da Mahindra no Brasil, incluindo o utilitário Pik Up, não chegou a 4.000 unidades

A indiana Mahindra é praticamente desconhecida no Brasil, apesar de ter relevância na Ásia e de atuar inclusive nos Estados Unidos. Muitos nem sabem que veículos da marca já foram montados no país: isso ocorreu entre 2007 e 2015, em uma fábrica no polo de Manaus (AM).

Na verdade, tal negócio foi viabilizado graças a uma parceria com a Bramont, uma empresa brasileira que representava a Mahindra. O caso é que a colaboração não deu certo: a planta amazonense produziu veículos utilitários, como Pik-Up e o M.O.V. (um SUV inicialmente batizado de Scorpio), mas nunca atingiu a capacidade pretendida.

Após uma série de dificuldades, a fábrica de Manaus passou a ser operada, em 2011 pela chilena Minvest, mas acabou desativada quatro anos depois. Por sua vez, a Mahindra não se interessou em assumir as operações locais: a marca simplesmente deixou o mercado de veículos. Contudo,  ainda atua no país nos segmentos de tratores e máquinas agrícolas.

5. Ford: a última multinacional a fechar fábricas no Brasil

A história da Ford no Brasil é centenária: começa em 1919, coma montagem do modelo “T” em esquema CKD (Completely Knocked Down, com todas as peças importadas) no bairro Bom Retiro, em São Paulo. Em 1953, as operações foram transferidas para um imóvel no Ipiranga, também na capital paulista. Lá começou, propriamente, a fabricação veículos da marca no país, com componentes locais: o primeiro nacional foi o caminhão F-600.

A unidade do Ipiranga logo passou a produzir a picape F-100, mas primeiro automóvel nacional da Ford foi lançado somente em 1967. O modelo marcou época: era o luxuoso Galaxie. Naquele mesmo ano, a empresa deu um salto no mercado ao adquirir a fábrica da Willys Overland em São Bernardo do Campo (SP). Em 1968, a unidade do ABC paulista começou a produzir o Corcel, que obteve grande sucesso comercial.

Em 1974, a multinacional inaugurava sua terceira planta no país, em Taubaté (SP), para manufaturar motores. Entre 1987 e 1996, a Ford associou-se à Volkswagen, originando a Auto Latina. Durante esse período, alguns modelos da marca alemã foram produzidos pela sócia estadunidense, e vice-versa. No ano 2000, a empresa transferiu a operação de caminhões para São Bernardo do Campo e fechou a fábrica do Ipiranga.

Todavia, a Ford já estava construindo um novo complexo industrial no Brasil, em Camaçari (BA). Inaugurada no ano seguinte, a unidade baiana passou a produzir a gama Fiesta e, a partir de 2003, também o EcoSport. O declínio da empresa como fabricante de veículos no país começa em 2019, com o fechamento da planta de São Bernardo do Campo. Com essa medida, saíram de linha o Fiesta e todos os veículos pesados da marca.

Agora, em janeiro deste ano, Ka e EcoSport, os últimos modelos nacionais da marca, saíram de linha, selando o destino das unidades de Taubaté e de Camaçari. A Troller, comprada pela multinacional em 2007, segue em operação até o fim de 2021 e só será salva da extinção se for adquirida por outro grupo empresarial. É o fim da trajetória da Ford como fabricante de veículos no Brasil.

Erros da Ford são centenários no Brasil: Boris Feldman relembra 10 deles em vídeo!

Fotos: Divulgação

SOBRE
87 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Marcos Celso de Paula 11 de fevereiro de 2021

Bom dia, Boris porque o Governo Federal Brasileiro não abaixa os impostos como icms , Ipi para os veículos para as fábricas de automóveis no Brasil, com isso incentivaria as fábricas para vir para o Brasil. E também incentivar as outras fábricas de peças.

Avatar
VIVIANE FRARE 31 de janeiro de 2021

A América é o continente mais corrupto do planeta Terra, precisamos de uma reforma tributária.

Avatar
Derly 30 de janeiro de 2021

Aí amigos do autopapo.
Concordo com quase tudo aí.
Tirar de linha uma PAMPA…
3 LUGARES, MAIOR CAÇAMBA,ECONOMICA, E TINHA ESTILO, Pra lançar aquela equisitisse da Currier… São mesmo um bando de incompetentes.
Espero que o brasileiro prestigie os que produzem aqui e dão empregos para nossa gente.
Afinal, quem precisa da Ford aqui. Mó in

Avatar
Ademir 1 de fevereiro de 2021

Concordo Derly, aliás trabalhei com uma Pampa, econômica confortável e bom espaço interno.. O problema é que de maneira quase que geral, as indústrias automobilísticas sempre deram as cartas por aqui e isso se deve aos péssimos gestores que sempre tivemos(presidência,senado, congresso, etc..) muita corrupção e pouca competência e brasilidade. Um país tão imenso rico como o nosso não poderia jamais viver sempre à mercê de investimentos externos. Veja o caso da vacina contra esse vírus, temos um Butantã aqui que se não tivessem desviado tantos recursos de pesquisas, certamente teríamos hoje, condições de desenvolver nossa vacina e “oferecer p/o mundo..
Qto a Ford,trata-se de empresa que não teve e não tem competência p/concorrer no mercado. É uma pena a perca de tantos empregos, é o preço que o país paga pelas gestões de governos desastrosos.

Avatar
Rubens stiehler 30 de janeiro de 2021

Ford ta indo tarde xô

Avatar
Flávio Micheletto 30 de janeiro de 2021

Agora vão saver quanto pagar em uma peça importada do veiculo Ford para o Brasil..

Avatar
Jonas Monteiro 30 de janeiro de 2021

Parte e pense : faz 30 ou 40KM/L? Não. Tem garantia total de 5 ou 6 anos?? Não. Tem seguro total pago pelo fabricante enquanto estiver com o CARRO??? Não. É elétrico??? Não. Por que vou pagar $ 10 mil de impostos se um velho de 95 não tem impostos???

Avatar
Rafael Moraes 29 de janeiro de 2021

Em relação ao fechamento da Ford no Brasil, a culpa não é do nosso país, tendo em vista que a Ford fechou fábricas na França e Austrália… A crise é mundial! Infelizmente a Ford não acompanhou a concorrência e teve que fechar…

Avatar
Cleanto Ferreira de sena 29 de janeiro de 2021

Comentando uma pergunta, no Brasil é uma luta para concertar um aparador de grama 2T o que dirá de um carro elétrico com nossos excelentes asfaltos desregulam tudo

Avatar
Manoel Marques filho M 1 de fevereiro de 2021

Agora o certo não comprar mais carros da ford comprar carro feito no Brasil da emprego aqui

Avatar
Marcos Celso de Paula 28 de janeiro de 2021

QUERIA MAIS INFORMAÇÕES DAS MONTADORAS DE VEICULOS SOBRE OS CARROS ELÉTRICOS E HIDRÁULICOS PORQUE ESTOU AFIM DE FAZER ALGUNS CURSOS VOLTADO PARA MOTORES ELÉTRICOS E HIDRIDOS NO SENAI E NA UNIVERSIDADE QUANDO EU VOLTAR PARA UNIVERSIDADE, SOU FORMADO TÉCNICO EM MECÂNICA.

Avatar
ANTONIO DE PADUA DA SILVA 28 de janeiro de 2021

Concordo com muita coisa dita por esse especialista!
Me lembro bem na fusão VW/Ford, a Autolatina.
Pra Ford, foi um achado, pra VW, uma tragédia, pois os veículos Ford, produzido na Voks, eram igualmente montados e revisados, com a qualidade do controle de engenharia de produção, já os veículos da VW, prosuzidos na Ford, sofriam sabotagens, eram liberados, mesmo se constatassem defeitos, foi um escândalo quando descobriam essa sabotagem!
Eu trabalhava na época, na Garantia do Produto na VW, não havia mais espaços para estocar peças devolvidas pelas concessionárias,foi jogo sujo, ainda bem que acabou!

Avatar
Sergio 28 de janeiro de 2021

Enfim…Estamos saindo da situação de Terceiro Mundo, pulando a etapa de Quarto, para Quinto Mundo. Ou seja, Quinto dos Infernos. Nós abrimos mão de nossa liberdade individual e entregamos para o Estado. E o Estado nos torna filhos da Pátria. ..ops! ( erro do corretor )…Na verdade, filhos da P…

Avatar
Días Da Silva 30 de janeiro de 2021

Nada a ver!!!!

Avatar
Sergio 30 de janeiro de 2021

Caro cidadão. Peço desculpas pelo lapso. Eu fiz anotações no bloco de notas em resposta à um comentário numa discussão sobre um embate entre O “Contrato Social ” de Rousseau, com Thomas Hobbes ” O Leviatã”.Enfim, respondi de forma Senso Comum ” , para um cidadão iletrado , que emitiu comentários em uma matéria com teor acadêmico. Justifico assim, esse comentário ” non sense” , nessa matéria, que eu lia apenas por mera curiosidade.
Mui respeitosamente :
Prof. Dr. Sérgio H.Kiemler.

Avatar
Marcos Celso de Paula 27 de janeiro de 2021

A GMB não ia investir 10 bilhões no Brasil, ela não iria utilizar as fábricas da Ford.

Avatar
Alves 28 de janeiro de 2021

A GM esta nacionalizando alguns modelos que antes vinham do México, como o Tracker, mas é improvável nesse momento que a GM compre ou alugue a unidade fechada da Ford em Camaçari.

Avatar
Júlio costa 27 de janeiro de 2021

Feliz mesmo está a indústria que “vendeu” 15 milhões de reais em latas de Leite Condensado para o carrinho de compra anual do Palácio da Alvorada ☹️

Avatar
LAURINDO BONILHA REGUEIRA 27 de janeiro de 2021

Se fosse só leite condensado,tava bom. Dá uma olhada nos demais produtos e no custo total disso.UM BI e 6000 MI! Dá pra imaginar!? Nunca vi uma família comer tanto. Barbaridade!!!

Avatar
Jose Perez 31 de janeiro de 2021

Bom negocio, fechar fabrica de carros e montar fabrica de leite moça, mercado garantido, quem sabe a Ford volta como leite condensado?kkkkk Assim pagara menos impostos

Avatar
Monica 25 de janeiro de 2021

Bom acho que se algo não for feito logo não vai mais ter de onde os políticos tirarem o dinheiro pois a maioria pobre desse país que paga mais que arrecada não vai ter nem pra pagar o imposto dos alimentos porque nem pra comprar comida está dando com O salário de fome ou seja o mínimo. pois se eu não ganho eu também não tenho como gastar. É triste mas é essa nossa realidade.

Avatar
Alves 28 de janeiro de 2021

Entendo Monica, não esta fácil pra ninguém, é global, principalmente na america Latina, é um agravo sofrido pela pandemia, é generalizado, os índices de preços em vários países subiram, por conta da lei da oferta e da procura, produção parada em alguns setores pelo fechamento exagerado e a demanda de consumo exacerbada em contrapartida, como alguns que até estocaram… Creio que ate o segundo trimestre, os preços caiam e a tendência seja de normalização do IGPM. Abraço.

Avatar
Marcos T Zuniga 25 de janeiro de 2021

Unidade fabril, fábrica, prédio tudo, menos “planta”. A indústria automobilística não vende flores.

Avatar
Ricardo 25 de janeiro de 2021

Num país que a corrupção é altíssima, a carga tributária altíssima, o que uma multinacional espera para o futuro. Só tem ladrão, começando pela política, passando pro judiciário e MP, NÃO fica ninguém para salvar à pátria! País arrasado moralmente no exterior,credibilidade, 000000000!!!

Avatar
HAF 25 de janeiro de 2021

16 Anos de esquerda, Lulinha, Dilminha e Teminho agravaram a pátria nessa situação esdrúxula que encontramos, no Judiciário mesmo, a maioria dos ministros do supremo foram indicados por esta turminha, que alias, estavam lá para defender eles mesmos e soltar meliantes condenados em 2ªEst, inclusive o chefe do grupo foi solto. Lamentável… Para piorar a Ford já estava mal das pernas há muitos anos, a nível Global, fechou fabricas em todo o mundo, por conta falta de investimento & aperfeiçoamento do portfólio, e findou por se agravar com esta Pandemia, lamentável mesmo, e ainda há quem culpe a gestão atual com meros 2 anos apenas, muito lamentável a cultura nesse pais.

Avatar
Igor 25 de janeiro de 2021

Está equivocado… No tempo do Lulinha o país cresceu e faturou como nunca… Série histórica … O miliciano travestido de comandante que tá azedando o moio!

Avatar
Denise 25 de janeiro de 2021

👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻

Avatar
Ricardo 25 de janeiro de 2021

Cidadão vivemos em uma democracia, respeite a opinião alheia, leia mais sobre questão fiscal que é aplicada aqui e lá fora, para ver o quanto pagamos de impostos num veículo e demais bens de consumo!

Avatar
Orlando 25 de janeiro de 2021

NNem da para perder tempo.. o pt colocou todos la para lhe ajudar, é isso. E os mesmos comprados pelo pt acabaram com o partido permitindo essa lava pt.. Os melhores anos do brail foram quando onpt estava no governo. Eu mesmo viajei para 6 paises. Todo mundo ganhou.. o muu o brasil esta assim por causa do golpe por causa do aecio. Plr causa do dolar alto por causa dos imbecis que votaram numa lesma um assassina par ser presidente desta porcaria cheia de doentes mentais

Avatar
Guilherme 27 de janeiro de 2021

Concordo plenamente contigo…mas se viajou por tantos países deveria ter se mudado para Cuba,que ao que lhe parece seria o melhor lugar pra tú e não esse país que você acha medíocre…

Avatar
Gilberto Alves 27 de janeiro de 2021

A culpa é de todo mundo. Menos do bozo. Né?

Avatar
LAURINDO BONILHA REGUEIRA 27 de janeiro de 2021

Pra dá de barato, digo q 80% das suas informacoes no seu post são chutes, ou por ignorância sobre os fatos, ou por mentira deliberada.

Avatar
Alex 29 de janeiro de 2021

É só dar o icentivo fiscal de bilhões de reais, que qualquer indústria fica no país, mas se não der… tchau tchau! Legal a contrapartida né!

Avatar
Josué 25 de janeiro de 2021

EXTERMINIO DE EMPRESAS
.Todas as empresa do mundo só sobrevive ganhando dinheiro, fruto do seu trabalho. Não importa como. Mas o certo é que graças a elas todos  que estão empregados estão sobrevivendo. Os empresários são mentores espirituais que encarnam para promover o progresso da humanidade . Através de empreendedores inteligentes eles edificam instalações industriais,  constroem pontes, estradas, veículos, aviões ,   hospitais, indústrias farmacêuticas, inventam, e pesquisam  com ajuda de equipes de técnicos, engenheiros, cientistas, e  através do seu empenho ainda recolhem os impostos que vão manter e sustentar as instituições públicas e privadas de um pais, tais como, os diversos ministérios, as forças armadas,  o  judiciário, professores médicos e policiais, etc. Portanto eles são os trabalhadores do bem ao contrário do que se está propagando neste país ultimamente. Se são pegos  sonegando algum imposto, pois eles não sonegam tudo é porque  as próprias instituições abusam e atormentam de forma excessiva nesta cobrança,  na maioria das vezes desperdiçando com excesso  de gastos e mordomias, basta ver as despesas monstruosas do judiciário  hipócrita​ e   imoral. Se pagam propinas é porque são obrigados a pagar através de funcionários e políticos  corruptos que  ja deveriam  ficar satisfeitos com o salário que ganham. Não se admite que na maioria das vezes eles sejam humilhados e presos por ter feito o seu maior dever que é o de preservar a sobrevivência das empresas sobre seus cuidados. A falência ou o impedimento das suas atividades vai causar muito mais fome, miséria , violência do que simples desvios de dinheiro que na maioria das vezes serve como reservas estratégicas para as fazes mais agudas ou mesmo investimentos na própria empresa que vai resultar em mais empregos , progresso e arrecadação de impostos .  Os momentos de lazeres em que eles vivem com algum luxo é perfeitamente aceitável dentro de certos limites , desde quando são merecedores pelo papel que exercem de manter o progresso no mundo.  Os adversários  do progresso são espíritos satânicos que incorpora no corpo físico  para promover o ódio  e a violência entre as pessoas.

Avatar
Edmilson Antonio Borssoni 25 de janeiro de 2021

Perfeito.
Junte-se os empregos indiretos.
O melhor programa social. O emprego.

Avatar
Marcus Mariano 25 de janeiro de 2021

Fala demais da conta, meu filho. Sabe nada inocente.

Avatar
JOSE LUIZ CORREIA DA SILVA 30 de janeiro de 2021

Muitobem colocado sua mgs,se os empresários deixarem de investir e inovar poderao sim,usufruir de seus esforços e afundar mais o Brasil.Nao é justo eles tentarem o melhor pros trabalhadores e todos repassarem.pto governo sustentar esssas corjas de sugadores do povo brasileiro
Deixem esses politicos sem dinheiro que mos repassamos pra eles fos imposto que pagamos

Avatar
Jônatas 25 de janeiro de 2021

Sempre que uma empresa encerra suas atividades, seja a lavanderia do bairro ou uma grande fábrica, como a Ford, o problema maior, não é só da economia do País e sim, o problema social, pois o desemprego aumenta exponencialmente. É triste, muito triste.

Avatar
Marcelo Melo Cabral 28 de janeiro de 2021

Rapaz vc descobriu a polvora hem
Kkkkk

Avatar
Jônatas 28 de janeiro de 2021

Meu caro, vou “desenhar prá ti” ok? Talvez tu nunca precisou se levantar numa segunda-feira bem cedo e ir prá uma fila na frente de uma empresa se candidatar a uma vaga pq a empresa que tu trabalhou por anos, fechou…bom prá ti…pq eu precisei fazer isto e vou te dizer uma coisa: não é nenhum pouquinho engraçado….esta, infelizmente, é a realidade de milhares de brasileiros/as…como disse no outro comentário, é triste…muito triste.

Avatar
DANIEL Rocha 25 de janeiro de 2021

Em 2012/13(?) a GM fez um estudo no Brasil e apresentou os seguintes fatos :
Custo operario da fabrica de São José dos Campos 2.300,00
Custo operário da fábrica de São Caetano do Sul 1.800,00
Custo operário da fábrica de Gravatai 1.400,00
Custo operário da fábrica da Argentina 800,00
Lucro da GM nos EUA em um SUV tipo TAHOE, SUBURBAN, ETC
Acima de 20.000,00 dolares

Avatar
Cistiano nazario 24 de janeiro de 2021

No Brasil pouca empresa dura um pais com tantos recursos poderia ser de primeiro mundo mas nao e porq e uma roubalheira so o pais esta afundado na lama da corrupcao… nada cria raiz no pais porq tem que pagar pessoas pagar pedagio assim dizendo pra manter se aqui e triste a cituacao do brasil um pais rico e pobre ao mesmo tempo

Avatar
Anderson 24 de janeiro de 2021

Ainda faltou mencionar o fechamento da Karman Guia do Brasil que era uma montadora instalada em São Bernardo do Campo, no ABC paulista.

Avatar
Fe 24 de janeiro de 2021

Vavá, infelizmente não consigo te responder porque não tem o botão responder em sua mensagem.
Mas a culpa sem dúvida é do Presidente do país o qual não cria mecanismos para manter as empresas e os empregos no país. Como ele pode fazer isso? Reduzindo a carga de impostos tanto dos insumos, quanto do produto acabado quanto dos próprios empregados.
Tudo isso inviabiliza o empresário de manter suas operações no Brasil.
Porque acredita que a Ford foi para outro pais? Porque lá ele tem mais lucro, simples assim.

Avatar
Gustavo 24 de janeiro de 2021

Cara, você acha mesmo que o Governo deveria ainda dar subsídio a Ford com essa economia em frangalhos, depois de todo o dinheiro gasto com auxílios, saúde etc.
A Ford não foi para outro país, apenas saiu do Brasil, assim como saiu da Austrália e outros países.

Avatar
Leandro de Oliveira Martins 25 de janeiro de 2021

Na atual caminhada financeira da empresa, a Ford tende a encerrar suas atividades mundialmente. Apesar de seu processo fabril ainda se concentrar na Argentina e Uruguai, para a América do Sul, observa-se claramente que a empresa tenta a todo custo manter o seu foco no EUA, onde o governo, até então, mantinha programas de incentivo financeiro visando salvaguardar marcas norte americanas do declínio, como ocorreu anteriormente com a GM.

Avatar
Marcos 25 de janeiro de 2021

Amigo, Se não podia dar subsídio porque o país tá quebrado perder uma fábrica e vários empregos ganha o que???

Avatar
Fe 25 de janeiro de 2021

Não foi isso que escrevi aí em cima. Concordo com você que não devemos ficar dando subsídios para as empresas, mas as empresas não aguentam mais pagar tantos impostos. Precisamos de uma reforma econômica de forma que as empresas não paguem impostos em cima de impostos várias vezes sobre o mesmo produto. Aliás não só as empresas. Nos consumidores também. Pagando impostos várias e várias vezes sobre o mesmo produto os custos ficam impraticáveis aqui nesse país.

Avatar
VIZAGOR 25 de janeiro de 2021

Mais eles não pagam tantos impostos, nos que pagamos, todos os impostos são jogados nas nossas costa, pagamos frete e não recebemos os carros em casa kkkkkkkkkk

Avatar
VIZAGOR 25 de janeiro de 2021

Culpa do presidente ? Estamos em Pandemia mundial amigo, ela também fechou 6 fábricas na Europa, vc sabia ? Essa bomba também cairia no colo de outros presidentes, a não ser que injetasse nosso dinheiro neles. Pq outras montadoras não fecharam ? Vamos ser coerentes !!!

Avatar
Dantas 25 de janeiro de 2021

👏👏👏

Avatar
Fe 25 de janeiro de 2021

Realmente discutir com Bolsonaristas não adianta. O nível cognitivo é baixo e apesar de tentar explicar não entendem que se o governo cobra impostos demais tanto para a fabricacao (Ford, Sony, Mercedes Bens além de wallmart e outros tantos microempresários Brasileiros que fecham as portas e aumentam o desemprego no país) quanto para nós consumidores que acabamos pagando 45% de impostos sobre por exemplo a compra de um carro, lógico que as vendas de carros serão menores porque afinal em um carro de 100mil, nos pagamos 45 mil só de impostos, imagina de pudéssemos comprar um carro com menos impostos o que ocasionaria mais vendas, pois mais gente conseguiria comprar carros, aí todo o giro de dinheiro e empregos que isso iria poder proporcionar. É imposto sobre imposto e isso onera demais os valores. Precisamos de reforma tributária nesse país urgente.

Avatar
J. Araújo 29 de janeiro de 2021

Parabéns… alguém pensa por aqui.

Avatar
JOSE LUIZ CORREIA DA SILVA 30 de janeiro de 2021

O comentario é o fechamento da ford,ai vc comenta, vira argumento politico esquerda centro e direita,sendo que todos sao errados

Avatar
Wild Franco 25 de janeiro de 2021

Quanto equívoco no seu comentário.

Avatar
Fe 25 de janeiro de 2021

Quanto erro? Cite um exemplo já que é tão entendido.
Já comprou algum carro zero na vida? Imagino que sim.
Mas já olhou no rodapé da NF? Lá estão descritos todos os impostos pagos a União e ao Estado. O erro não é só deste presidente, mas de todos que não tiveram a coragem de refazer a reforma tributária.

Avatar
carlos sciarretta 25 de janeiro de 2021

A culpa NÃO é de nosso Presidente..e sim dos nossos politicos que não desengaveta nada “REFORMA TRIBUTARIA “ e imposto unico , como é na Europa , EUA , e Ultramar…

Avatar
Jacira Montanari 25 de janeiro de 2021

Carlos, o Congresso cansou de esperar pelo projeto do governo de reforma Tributária que até agora não foi enviado, porque o Guedes quer que quer voltar com a CPMF(mesmo que disfarçada)

Avatar
Fe 25 de janeiro de 2021

SIm, é do Presidente sim a responsabilidade de fazer a reforma tributária. Desse presidente e dos outros que aqui passaram.

Avatar
HAF 27 de janeiro de 2021

FE… Amadurece cara,… vai culpar o presidente pelo derretimento das geleiras também? Pela extinção dos plânctons nos oceanos também? Vai culpa ele por que sua namorada te deixou também? Frustração é normal, mas você escolheu o pior álibi. Fica na paz.

Avatar
Marcelo Melo Cabral 28 de janeiro de 2021

Muda para eua
Kkkkkk

Avatar
dijalma 24 de janeiro de 2021

O Palmeiras não tem Mundial…kkk

Avatar
Alfredo 24 de janeiro de 2021

Vai te tratar debilóide.

Avatar
Sérgio Ramos 24 de janeiro de 2021

O grande erro, é os governantes desse país chamado Brasil, eles não dão a maior importância pelas fábricas estrangeiras,hoje um empresário nesse país ele gasta mais do que ganha,tem vários motivos pra quebrar uma fábrica, os impostos caros, energia elétrica um absurdo, os sindicatos que não dão maior importância para os empresários e tem muitos que pagam aluguel para montar uma fábrica porque o governo não dá nenhuma oportunidade para os empresários, funcionários que entra com uma ação contra a empresa.
Hoje com essa crise e essa pandemia só os políticos que estão ganhando dinheiro, por isso que quando chega época da eleição todos querem se candidatar ficam loucos para ganhar na eleição para mamar nas tetas do governo. Lamentável, essa é a pura realidade…….

Avatar
Eraldo 24 de janeiro de 2021

Ford tem diretores fraquíssimos.

Avatar
Luiz 24 de janeiro de 2021

Porquarias como as carroças da Ford podem sumir, não comprem ka, Ecosport e outros bagulhos comprem Chevrolet, inclusive o Cruze morto pelo Boris sabe nada pois o Cruze 2021 está show de bola e é o carro sedan mais vendido nós países da América do Sul com excessão do Brasil que aqui é o vovôrolla ou vovôrolla

Avatar
Ricardo 25 de janeiro de 2021

Chevrolet é outra também, com projetos defasados motores com tecnologia ultrapassada, Onix, Prisma, lá e aqui, quase vai a falência com demissões em massa. Quem continua até o momento bem na fita ainda é Toyota, Fiat, Honda!

Avatar
Rubens Costa 24 de janeiro de 2021

As indústrias no Brasil tem osciosidade de pelo menos 35%. Isto posto, desmotiva quaisquer motivacionais a permanecer. A situação deve se agravar em decorrência da infração, perda do poder aquisitivo e precarização do trabalho. Conclusão: as reformas de cunho neoliberal, não geram riqueza, apenas pobreza e concentração de renda.

Avatar
Jones Antonio 24 de janeiro de 2021

Somos um país colônia exportadores de comodditie.nao temos força tecnológica nem fabril para possuirmos nossas próprias montadora,vamos nos contentar a importar mais é fabricar quase nada,isso lave pra quase todo tipo de bens do automóvel ao eletroeletrônico.
País sem liderança que exporta o algodão pra importar a roupa nunca deixará de ser Colônia.

Avatar
Rinaldo Fernandes 24 de janeiro de 2021

Ne outro segmento a Dorma saiu do Brasil devido a altos % de tributação inclusive do INSS sobre faturamento hoje fabrica na China e exporta para o Uruguai e reexporta para a América Latina sem imposto por estar no Mercosul.
Essa política de só imposto e mais imposto vai tornando o país inviável.
Fica a velha história cobrei caro mais não vendi.

Avatar
HAF 24 de janeiro de 2021

Voce nao pode culpar infantilmente os 2 anos de governo atual por conta dos erros dos 16 anos de governo anteriores… A ford ja tambem mal das pernas ha muito tempo por conta de portifolio desatualizado e perda de competitividade global, agravado pela pandemia, o governo atual nao poderia conceder ainda mais incetivos para manter uma gestao incompetente da Ford praticamente usando impostos que podem e estao sendo usados para saude e infraestrutura. Informe-se n esquerdismo tem cura, e o remedio eh cultura.

Avatar
João 24 de janeiro de 2021

O congresso Nacional tem que rever as leis. Não tem empresa que suporte está carga tributária.Como baixar se antes de ligar a máquina já tem que pagar.Eu não sou empresário.

Avatar
Nildemar Ramos 24 de janeiro de 2021

Tem muita fábrica de automóveis no Brasil, o povão não tem salário para comprar carro novo, deixa tudo para elas(montadoras).Outras irão fechar, e o IPVA? de um carro novo, isso ninguém fala.

Avatar
Geraldo Fernandes Baptista 24 de janeiro de 2021

Na área de petróleo uma centena de empresas fecharam ou diminuíram suas operações, graças ao lava jatismo descabido, sem separar o joio do trigo…e com este governo mais saíram.

Avatar
Eugenio 24 de janeiro de 2021

Velhos tempos, belos dias!

Avatar
Samuel Peixoto paim 24 de janeiro de 2021

É uma pena que tantas fábricas boas fecharam o certo seria voltar com forças totais e inovar a produção principalmente para dar mais empregos para quem precisa

Avatar
Fe 24 de janeiro de 2021

Com essa Presidência atual que arruma encrenca com o Mundo Inteiro? (no sentido literal da palavra)
Se conseguirmos manter as empresas que estão no país até 2.022 será um grande feito para essa turma de encrenqueiros.

Avatar
Supertwister 24 de janeiro de 2021

Continue colocando seus impostos para subsidiar os incompetentes. Por que será que as outras continuam bem? Já se perguntou?
Por que o governo da Bahia não pulou na frente do governo federal e segurou a Ford? Poderia ter feito, mas não fez!
Faltou a Ford enxergar o mercado brasileiro. Ela já vinha caindo há anos, desde o governo petista, que também não fez nada para resolver a questão. Na verdade, a saída da Ford é técnica. Seus produtos não são competitivos no mercado nacional. Se a CAOA assumir com certeza dispara. Assim foi com a Chery que quase fechou a fábrica.
O Brasil não é para amadores…

Avatar
Jefferson Roberto da Silva 29 de janeiro de 2021

Quem quer sugar o país, tem que sair mesmo. A culpa de saírem de um país tão bom e promissor quanto o Brasil é má gestão da empresa.

Avatar
José João Raimundo ribeiro 24 de janeiro de 2021

enquanto o governo não reduzir os encargos eos imposto muitas empresas não vai aguentar . muitas vão fechar as portas se o governo não fizer nada vai ser um colapso na economia . eai não vai ter
dinheiro pra nada

Avatar
IARA 24 de janeiro de 2021

Tenho um carro da marca FORD…e agora qd for vender quem vai pagar o valor?….No Brasil infelizmente “PODE TUDO”…O consumidor que se dani….

Avatar
Pedro F. Corrêa 25 de janeiro de 2021

Pessoal,os problemas existentes no Brasil, continuam sendo: altos impostos, corrupção, e diretores de empresas sem qualificações.
O Governo BRASILEIRO,continua sendo refém das Mutinacionais. Sempre exigindo incentivos, carências para pagamentos de impostos, e mais ainda empréstimos com juros baixíssimos. Pura chantagem.
A Ford por exemplo, tinha deduções milionárias do governo Federal, só para manter empregos.
Felizmente, o governo está revendo todos estes contratos.
Espero que estas mamatas e corrupção diminuam com este novo governo que começou a combater a CORRUPÇÃO.

Avatar
Vava 24 de janeiro de 2021

A Ford anunciou em 2017 que iria embora do país
Não por causa de presidente algum
Estão e vestindo em suvs e carros elétricos
Que aqui e um mercado desfavorável para eles

Vamos parar de botar a culpa nos governantes gente
Ok

Avatar
Gilmar Miranda de Franca 25 de janeiro de 2021

Vava leve os gorvernantes todos pra sua casa

Avatar
Alfredo 24 de janeiro de 2021

Sabe de nada, desde quando acabou a autoestima a Ford ameaça deixar o Brasil, saiu agora porque a presidência não vai continuar a socar 20 bilhões para eles fabricar essas carroças.

Avatar
Sf 24 de janeiro de 2021

Ïhjd

Avatar
Paulo 25 de janeiro de 2021

Todos que criticam o governo atual esquece que essa política corrupta já vem de décadas , não começou agora e não vai terminar agora

Avatar
Deixe um comentário