Nitrato de amônio: seu carro pode ter o explosivo de Beirute! 

Nitrato de amônio, elemento químico que provocou a explosão no Líbano, era utilizado pela Takata na produção dos chamados 'airbags mortais'

Por AutoPapo 10/08/20 às 17h31

A explosão em Beirute, no Líbano, no último dia 4 de agosto, assustou pela devastação causada. E muita gente se surpreendeu com o material que provocou o acidente: nitrato de amônio. Você sabia que ele também pode estar no seu carro e sua vida está em risco.

O nitrato de amônio é o elemento gerador de gás nos airbags da Takata, também conhecidos como “airbags mortais”. Eles motivaram o maior recall da história, justamente pelo problema no deflagrador, a peça infla o airbag em milissegundos.

VEJA TAMBÉM:

É necessário o uso de um propelente no sistema, pois o deflagrador deve ser capaz de inflar a bolsa em milissegundos para proteger os ocupantes do impacto. No entanto, deve ter uma ação controlada e não destrutiva. O problema é que o nitrato de amônio, utilizado pela Takata é considerado um material instável.

De acordo com as investigações realizadas pela National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA), órgão norte-americano responsável pela segurança no trânsito, a substância sofreu uma deterioração que alterou suas propriedades, tornando-a excessivamente explosiva.

Segundo os resultados divulgados pela organização, o que levou à alteração foram altas taxas de umidade e/ou grandes variações de temperatura. Ou seja, condições naturais do ambiente de diversas regiões, inclusive do Brasil.

voltante do chevrolet celta com airbag takata apos acidente fatal
Celta envolvido em acidentes estava equipado com airbag daTakata: fragmentos provocaram a morte do motorista (Foto: Reprodução | Internet)

O problema nos airbags da Takata

O defeito nos airbags está no deflagrador. A peça é um recipiente de metal que contém um químico gerador de gás. O deflagrador é responsável pela expansão imediata da bolsa de ar que amortece o impacto contra os ocupantes em acidentes.

A falha ocorre apenas em caso de colisão, quando o airbag é ativado.

Então, o deflagrador defeituoso explode, rompendo a bolsa de tecido e lançando estilhaços de metal, em alta velocidade, contra os ocupantes do carro. As lesões que resultam são muito graves

Vítimas fatais no Brasil

O recall do airbag da Takata já foi feito por praticamente todas as montadoras do país. O problema é a baixa adesão dos motoristas brasileiros ao chamamento. Estima-se que cerca de 2 milhões de veículos estão rodando com os airbags mortais.

Já foram registradas 40 ocorrências com airbags Takata no Brasil: foram 16 feridos e dois mortos, o mais recente deles em julho, quando o motorista de um Chevrolet Celta foi atingido por estilhaços no pescoço. O outro caso fatal ocorreu em um Honda Civic.

3 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Marcius Leyva 11 de setembro de 2020

    Desde quando os carros pararam de sair com nitrato de amônia de fábrica? Abraço Boris, sou seu fã.

  • Avatar
    PAULO RENATO 16 de agosto de 2020

    SOU FÃ DO SEU SITE. FRATERNO ABRAÇO E MUITA SAÚDE, BORIS !

    • AutoPapo
      AutoPapo 17 de agosto de 2020

      Obrigado, Paulo Renato!
      Abraço!

Avatar
Deixe um comentário