10 fatos sobre o novo Jeep Renegade 2022: confira prós e contras do SUV

SUV mais vendido do Brasil ganha novo motor, equipamentos e preço. Veja tudo que você precisa saber sobre o modelo antes de comprá-lo

jeep renegade 2022 serie s 14
Modelo ganhou nova versão, a Série SF (Fotos: Jeep | Divulgação)
Por Fernando Miragaya
17 de fevereiro de 2022 18:21
Especial para o AutoPapo

O Jeep Renegade é daqueles carros do tipo “falem mal, mas falem de mim”. Durante anos, foi acusado de não subir nem meio-fio com seu controverso motor 1.8 E.torQ ou de ser um jipe de butique. Críticas que não causaram nenhuma ruga de preocupação em qualquer vendedor do SUV. Desde o lançamento, em 2015, o modelo é um sucesso e agora passa por mais uma mudança em sua linha..

A eficiência em vendas é notória. Em 2021, o Renegade foi novamente o SUV mais emplacado do país no acumulado do ano, segundo dados da Fenabrave. Em janeiro passado ainda atingiu a marca de 300 mil unidades produzidas. A propósito, foi o primeiro veículo feito na fábrica erguida pela então FCA – Fiat Chrysler Automóveis (hoje Stellantis).

VEJA TAMBÉM:

Apesar das “provas numéricas”, a Jeep tratou de dar uma sacudida no carro para tentar acabar com os comentários maldosos. De uma vez só, substitui o 1.8 e o 2.0 turbodiesel pelo novo 1.3 turboflex na linha 2022 do utilitário esportivo. Ao mesmo tempo, deixou a lista de equipamentos mais completa. Porém, os preços também subiram – e bem…

Mudanças para tentar manter o Renegade na ponta entre os SUVs compactos, segmento que mais cresce no mercado brasileiro. Se vai conseguir – tanto garantir a liderança, como minimizar as críticas -, só o tempo dirá (contudo,em 10 dias, já foram 10 mil unidades vendidas). De qualquer maneira, o AutoPapo já adianta 10 fatos sobre o novo Jeep Renegade que você precisa saber.

Novo motor 1.3 turbo

Com a adoção do novo motor 1.3 GSE turboflex o novo Jeep Renegade se torna o SUV compacto mais potente do mercado. São 185 cv com etanol e 180 cv, com gasolina, além de torque máximo de 27,5 kgfm a 1.750 rpm provenientes do quatro-cilindros com injeção direta de combustível.

Trata-se do mesmo motor que estreou nas remodeladas linhas Compass e Fiat Toro no ano passado, e também no Commander, o novo SUV médio de sete lugares lançado em 2021. Porém, o Renegade é bem mais leve que os irmãos de fábrica pernambucana – pesa entre 1.500 e 1.600 kg kg -, o que faz o motor render bem mais.

Nas versões 4×2 com câmbio automático de seis marchas, são 8,7 segundos no 0 a 100 km/h com etanol, e 8,8 s, com gasolina. As variantes 4×4 com caixa de nove velocidades são naturalmente um pouco mais lentas, com 0-100 em respectivos 9,5 e 9,8 segundos – dados fornecidos pela marca.

Tem tração 4×4

Apesar de perder as opções turbodiesel, a Jeep preservou um dos diferenciais do Renegade no segmento: a tração nas quatro rodas. As versões mais caras do SUV compacto usam o 1.3 turboflex, mas combinado ao antigo conjunto do 2.0 Multijet: tração 4×4 e câmbio automático de nove marchas da ZF.

O sistema de tração integral Select-Terrain sob demanda oferece bloqueio eletrônico de diferencial e até cinco configurações de terreno: Auto (Automático), Sport (Esportivo), Snow (Neve, recomendado para pisos escorregadios) e Sand/Mud (Areia/Lama), enquanto o Rock (Pedra) é exclusivo da versão Trailhawk. Além disso, o conjunto tem opção de reduzida e controle eletrônico de descida.

Robustez se manteve

jeep renegade 2022 serie s 3

Na prévia do lançamento do novo Jeep Renegade 2022, ainda no ano passado e com o carro camuflado, o SUV provou que mantém sua robustez. Em uma pista off-road em Curvello (MG), a configuração 4×4 do jipinho atravessou com desenvoltura trechos alagados e com bastante lama, e outros exercícios off-road, como pista de caixa de ovos e inclinação em rampas.

Participamos da prévia. Veja o que achamos!

Mesmo com a perda de vão livre do solo (eram mais de 22 cm nas versões diesel e agora são pouco mais de 18,5 cm), o novo Jeep Renegade ainda tem capacidades fora de estrada invejáveis que vão além da tração. As opções 4×4 trazem ângulo de entrada de 29°, ângulo de saída de 32° e ângulo de rampa de 21° (nos 4×2, são 21°, 31°, e 22°, respectivamente).

Renegade turbo ficou mais econômico? Não!

Um dos fatos sobre o novo Jeep Renegade diz respeito à eficiência do conjunto mecânico. Claro que o 1.3 GSE confere mais desempenho e rodar menos áspero que o antigo aspirado E.torQ, mas o ganho de consumo decepciona – assim como ocorreu com o Compass.

Na comparação, pelos padrões do Inmetro, o 1.8 fazia 6,9 km/l com etanol na cidade, enquanto o novo Jeep Renegade 4×2 anota 7,7 km/l. O ciclo urbano com gasolina ficava em 10,0 km/l, agora passou para 11 km/l. Na estrada, os 8,6 km/l do E.torQ deram lugar a 9,1 km/l com álcool. O melhor ganho se dá na estrada com gasolina: de 10,8 km/l para 12,8 km/l.

As novas derivações 4×4, obviamente, anotam números mais tímidos. As médias ficaram em 6,3 km/l e 7,3 km/l com etanol, e em 9,1 km/l e 10,8 km/l, com gasolina. Claro que versões diesel consomem menos, então a comparação acaba não sendo muito justa, mas vale como registro, já que os ciclos eram de 10,4 km/l na cidade e de 13,6 km/l, na estrada – em todas as situações consideramos as versões mais eficientes de antes e depois.

Revisões do Renegade 2022

jeep renegade 2022 serie s 12

Se pegarmos os preços fixos das revisões do novo Jeep Renegade com motor turboflex e compararmos com o antigo modelo 1.8 aspirado, o custo de manutenção é basicamente o mesmo. A soma das seis primeiras revisões até 60 mil km fica em R$ 5.369 para as versões 4×2, e de R$ 5.665 para as 4×4, ante R$ 5.399 dos antecessores com motor E.torQ.

A turma saudosa do diesel, contudo, sentirá mais no bolso. É que as revisões do antigo Renegade 2.0 eram a cada 20 mil km e totalizavam R$ 3.620 em três manutenções até os 60 mil km.

Preços de cada revisão do novo Jeep Renegade:

Renegade 2022 4×2

  • 10.000 km: R$ 669
  • 20.000 km: R$ 768
  • 30.000 km: R$ 857
  • 40.000 km: R$ 795
  • 50.000 km: R$ 1.297
  • 60.000 km: R$ 983
  • Total: R$ 5.369

Renegade 2022 4×4

  • 10.000 km: R$ 718
  • 20.000 km: R$ 817
  • 30.000 km: R$ 907
  • 40.000 km: R$ 844
  • 50.000 km: R$ 1.346
  • 60.000 km: R$ 1.033
  • Total: R$ 5.665

Está mais equipado…

Um dos principais fatos do modelo diz respeito à nova lista de equipamentos. Inegavelmente, o SUV passou por um upgrade nesse sentido. Desde a opção de entrada Sport, o novo Jeep Renegade recebe itens de auxílio à condução, como frenagem autônoma de emergência, alerta de manutenção e assistente de faixa, detector de fadiga e leitor de placas.

Além disso, toda a linha 2022 passa a vir de série com seis airbags, sistema multimídia com conectividade Android Auto e Apple CarPlay sem fio, faróis Full LED, além de controles de estabilidade e tração, assistente à subida em rampas, rodas de liga-leve, freio de estacionamento eletrônico e quadro de instrumentos com tela de TFT customizável.

Ar automático bizona, painel 100% eletrônico, bancos de couro, carregador de smartphone por indução, faróis de neblina de LED e tela de 8,4” no multimídia são alguns dos itens a mais na Longitude 4×2. Já a S 4×4 agrega chave presencial, rodas de 19”, comutação automática do farol alto, assistente de estacionamento automático, detector de tráfego traseiro e sensor de ponto cego.

A Trailhawk tem a mesma lista da S, porém, com alguns detalhes para reforçar uma faceta mais lameira. Pneus de uso misto com rodas de 17”, suspensão elevada e proteções off-road para cardan, câmbio e tanque de combustível são alguns dos diferenciais.

Além disso, o quadro de instrumentos digital de 7” tem animação exclusiva e há detalhes vermelhos nas costuras dos bancos de couro e nas molduras dos alto-falantes e saídas de ar  laterais.

… mas novo Renegade ficou mais caro

Pois é, se o SUV já estava longe de ser barato, pelo menos tinha a versão Sport com preço inicial abaixo dos R$ 100 mil. Agora, o novo Jeep Renegade mais em conta começa em R$ 123.990.

Confira os preços das versões da linha 2022 do SUV para todo o Brasil, exceto estados de São Paulo e Paraíba:

  • Novo Jeep Renegade Sport T270 Turbo Flex AT6 – R$ 123.990
  • Novo Jeep Renegade Longitude T270 Turbo Flex AT6 – R$ 138.990
  • Novo Jeep Renegade S T270 Turbo Flex AT9 4×4 – R$ 163.290
  • Novo Jeep Renegade Trailhawk T270 Turbo Flex AT9 4×4 – R$ 163.290

Preços para o estado de São Paulo:

  • Novo Jeep Renegade Sport T270 Turbo Flex AT6 – R$ 128.115
  • Novo Jeep Renegade Longitude T270 Turbo Flex AT6 – R$ 143.615
  • Novo Jeep Renegade S T270 Turbo Flex AT9 4×4 – R$ 168.723
  • Novo Jeep Renegade Trailhawk T270 Turbo Flex AT9 4×4 – R$ 168.723

Preços para o estado da Paraíba:

  • Novo Jeep Renegade Sport T270 Turbo Flex AT6 – R$ 127.583
  • Novo Jeep Renegade Longitude T270 Turbo Flex AT6 – R$ 143.018
  • Novo Jeep Renegade S T270 Turbo Flex AT9 4×4 – R$ 168.022
  • Novo Jeep Renegade Trailhawk T270 Turbo Flex AT9 4×4 – R$ 168.022

Porta-malas cenográfico

jeep renegade 2022 serie s 19

Uma coisa que não mudou praticamente no novo Jeep Renegade é um dos seus pontos mais críticos: o espaço para bagagens. Estreito e curto, o porta-malas de 385 litros é um dos menores da categoria e não anima muito quem gosta de levar a casa dentro do carro. Uma solução pode ser um baú no bagageiro no teto – respeitando as capacidades de peso.

Conforto do novo Renegade

jeep renegade 2022 serie s 28

O espaço interno também nunca foi o forte no Renegade. A posição de dirigir elevada e ergonômica agrada, porém, não há folgas muito generosas para pernas e joelhos e o banco traseiro comporta dois adultos e uma criança, sem exageros.

O acerto da suspensão é competente. Com um jogo McPherson independente nas quatro rodas e barras estabilizadoras na frente e atrás, o Renegade, apesar da altura, não fica quicando em demasia nos buracos e quebra-molas. E ainda se mostra equilibrado em curvas a velocidades civilizadas.

Liquidez e (des)valorização

É um carro que vende bem 0 km e também seminovo. Historicamente, o Renegade sempre teve boa liquidez entre os usados. Além disso, o nível de depreciação é baixo. No último ano, a propósito, valorizou – como boa parte do segmento. Segundo levantamento da KBB Brasil, em média, a linha 2021 do Renegade valorizou 5,22% (comparação de Preço 0 km KBB de janeiro de 2021 com Preço de Revendedor KBB de dezembro de 2021).

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
25 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Samuel fernandes pedras 28 de março de 2022

Boa tarde.
É de lamentar a publicidade enganosa , com que os corretores da VIVA REAL anúnciam , com fotos e preços ,a oferta de casas.Procuro habitação,e sempre que entro em contacto com os correctores,sou confrontado com o seguinte teor.(AS CASAS QUE O SNR. PRETENTE FORAM VENDIDAS OU ESTÃO EM NEGOCIAÇÃO, TEMOS OUTRAS QUE PODERÃO INTERESSAR – lhe ) O anúncio insere casas novas a preços baixos, tornando como objectivo, a obtenção de dados dos interessados, para depois , fazerem anúncios de outras habitações que nada têm a vêr com a pretensão de quem procura habitação.LAMENTO BASTANTE, QUE OS CORRETORES TENHAM UMA POLITICA DESONESTA E PROFUNDSMENTE ENGANOSA.

CUMPRIMENTOS RESPEITOSOS.

SAMUEL FERNANDES PEDRAS.

Avatar
Nilton 9 de março de 2022

Está faltando, chave presencial, farois automático e sensor de chuva

Avatar
Valmyr 2 de maio de 2022

Respeito a importância dada a três itens dispensáveis; mas eles não passam disso: dispensáveis! Presencial? A “canivete” já atende. Sensor de faroi? Escureceu, basta ligar as luzes! Limpador de para-brisa? Começou a chuva, basta acioná-lo! Com todo o respeito! Talvez o sensor de estacionamento dianteiro fosse mais útil…no Longitude, nem como opcional tem!

Avatar
Fabio 20 de fevereiro de 2022

Os preços dessas revisões são caros. Pagar mais de 600 reais pra trocar óleo do motor, filtro de óleo, filtro de combustível. Está incluso a “verificação” de uma série de itens e a que, a bem da verdade, muitas vezes é só “uma passada de vista”.

Avatar
Rogério Vieira Filho 19 de fevereiro de 2022

Brasil!! Com veículos extremamente caros desde sempre e combustíveis nas alturas o mais econômico é andar de Uber e alugar veículos quando for passear ou viajar com a família. Demorei a acordar e principalmente economizar!!!

Avatar
wagner Pereira 19 de fevereiro de 2022

Não sei como se comporta o tracker mais o renegade versão esporte anterior de fato erra fraco de motor e consumia muito. Há respeito de inflação, o mundo todo está passando por isso, o problema dos brasileiros que são mal informado.
Parabéns PAULO CT pelo comentário e por ter uma visão universal.

Avatar
Luiz 18 de fevereiro de 2022

Engraçado são as reportagens falando do motor 1.8 e o tamanho do porta malas, como pontos negativos. Tem motorista que nao dirige igual piloto de F1 nem precisa de caçamba para transportar bagagem.

Avatar
PAULO C T 18 de fevereiro de 2022

José Carlos…. quem disse que aumento de salário depende do presidente vigente? A economia tem muitas variantes. Se vc observar o mundo todo está com problemas de alta de preços. Os EUA com uma inflação nunca vista, tudo reflexo da pandemia, não é incompetência de quem governa. Não adianta achar que está votando certo pq nenhum presidente vai aumentar o salário mínimo em 30% pq o reflexo é na previdência e pode quebrá-la

Avatar
William 18 de fevereiro de 2022

Inflação alta nos estados unidos é 7%. No Brasil, a inflação manipulada (tem um monte de coisa supérfluo no cálculo) é quase 11%. Inflação dos produtos da cesta básica brasileira é quase 35%.

Avatar
Tony Kraus Klanchgen 12 de março de 2022

Perfeito. Sou economista e jornalista e fico chocado (ainda!) com a manipulação dos índices inflacionários e com o silêncio conivente da mídia. Se o brasileiro tivesse a mínima noção de economia veria que a inflação dos alimentos neste governo já pensou dos 100%.

Avatar
Crilton 18 de fevereiro de 2022

Estou em dúvida entre o renegede longitude e a Tracker LTZ, qual será a melhor opção?

Avatar
PAULO C T 18 de fevereiro de 2022

Crilton… tenho um Renegade Longitude diesel. Te digo o seguinte, depende do que vc quer. Se precisa de porta malas, não titubeia e vai de Tracker que tem maior porta malas. O consumo da Tracker também é melhor. Me decepcionou o que a matéria comenta na questão de consumo do novo Renegade. Tinha a espectativa que seria bem melhor o consumo, o que justificaria tirarem de linha a versão a diesel. Não testei ainda, mas pela matéria o consumo não melhorou muito.

Avatar
Sir.Alves 22 de fevereiro de 2022

Se assunto e a preocupação for realmente porta malas… nem o Jeep nem o Tracker se encaixam bem. Portal malas nesse segmento é Captur ou Duster… agora se o assunto é economia de combustível… tracker sem duvidas, pois o Jeep Moab não seria mais ofertado zero… economia era no diesel, valia muito a pena… mas…

Avatar
Samarone 18 de fevereiro de 2022

Equivalência de preço é o Longitude x Tracker Premier 1.0, na Tracker o consumo é menor e porta malas um pouco maior, o Renegade tem melhor revenda, mais presença, mais segurança, mais estilo, mais motor, e o mais importante, não é um projeto chines para mercados emergentes como a Tracker.

Avatar
Eu 18 de fevereiro de 2022

Olha os dois por baixo num elevador e você verá a diferença de projeto e construção, é igual comparar Dolly (Tracker) com Coca (Jeep).

Avatar
Djavan 18 de fevereiro de 2022

Vai de Renegade, tenho um Limited 2021, tirando a questão de porta malas que as revistas gostam de pontuar o carro arrebenta a Tracker… O carro é absolutamente lindo.

Avatar
Valmyr brandão 2 de maio de 2022

Concordo, Djavan (nome de gênio da MPB!)! Essa história do porta-malas é chatíssima! Ora, se o sujeito, como eu, não tem filhos pequenos, sogra e nem costuma carregar, p’ra onde vai, cachorro, papagaio, velocípede, ventilador e tudo quanto é tralha, um Porta-m. de 320 l é MAIS QUE SUFICIENTE! Para mim e minha mulher, a do nosso Tracker – que vamos trocar por esse Renegado novo – atende perfeitamente com seus 310. Abraço!

Avatar
Crilton 19 de fevereiro de 2022

Obrigado pelos comentários! Hoje estive novamente à concessionária das duas marcas e constatei a superioridade do jeep em acabamento e segurança e decidi, fiz o pedido do jeep renegede longitude, mas com a condição: se aumentar o valor até a chegada do veículo cancelo o pedido.

Avatar
Samarone 19 de fevereiro de 2022

Parabéns pela escolha, não querendo desmerecer o Tracker por ser um projeto Chines para países emergentes, mas a Jeep foi mais assertiva.

Avatar
Tony Kraus Klanchgen 12 de março de 2022

O Tracker é um Onix altinho. Tem as mesmas broncas do Onix em termos de trem de força. Mas o brasileiro não se informa antes de comprar.

Avatar
Jairo 7 de março de 2022

Sai fora do motor 3cil.Vibra muito e é mais ruidoso.

Avatar
Ron Lisir 18 de fevereiro de 2022

Esse Suv, como quase todos os outros, se parece com o primo do Pato Donald.

Avatar
José Carlos dos Santos 18 de fevereiro de 2022

Dá uma tristeza em ver este carro a partir de R$ 128 mil em SP. Salários com poder de compra defasado. Pense nisto antes de votar.

Avatar
Tony Kraus Klanchgen 12 de março de 2022

Mas os comentaristas alienígenas aí em cima dizem que a culpa não é deste governo. É da Dilma. A Dilma saiu em 2016 mas ela é quem subiu a gasolina de 3,60 pata 8 reais. Aumentou a inflação dos alimentos em mais de 100%. Incendiou a Amazônia. Demorou a vacinar e matou 640 mil brasileiros. E agora vendeu a fábrica de fertilizantes da Petrobrás aos russos. Esta Dilma não tem jeito.

Avatar
Valter Santos 24 de abril de 2022

Não gosto do PT tbm, mais realmente fechar os olhos para o que está acontecendo neste governo atual ou é muito cego ou ignorante mesmo, me desculpe, gostaria de a opção de uma 3a via, mais está difícil , eu pelo menos estou sem opção de voto, 1a opção: Bolsonaro, 2a Lula/Alkimim, 3a Ciro Gomes! Sem chance, parem o mundo que quero descer!!

Avatar
Deixe um comentário