Novo Nissan Sentra chegará primeiro à Argentina; no Brasil, só em 2021

Lançamento do sedã no mercado nacional estava previsto para este ano, mas sofreu atrasos por causa da pandemia

novo nissan sentra sl azul frente
Nova geração do Nissan Sentra ganhou design mais agressivo (Nissan | Divulgação)
Por AutoPapo
24 de julho de 2020 09:25

Desde 2019, quando o novo Nissan Sentra foi apresentado no Salão do Automóvel de Los Angeles, há expectativa em relação ao lançamento no Brasil. Afinal, o sedã é produzido no México, de onde é exportado para praticamente todo o continente Americano. Assim, mudanças no produto acabam sendo rapidamente apresentadas a diferentes mercados. Porém, a chegada do modelo ao país só ocorrerá no ano que vem.

Inicialmente, a Nissan até pretendia lançar o novo Sentra no Brasil no segundo semestre de 2020. Esses planos, porém, foram frustrados pela pandemia, que causou diversos atrasos, inclusive na produção. Aliás, o sedã médio não foi o único afetado: além dele, a segunda geração do Versa também teve a estreia postergada, embora seja esperada ainda para o fim deste ano.

VEJA TAMBÉM:

Curiosamente, embora os atrasos tenham sido generalizados, há diferenças significativas nos cronogramas de cada país. A Argentina, por exemplo, receberá os dois sedãs já em 2020. Por aqui, ainda não há data definida, mas o lançamento do novo Nissan Sentra só deve ocorrer em meados do ano que vem.

Por que o novo Nissan Sentra chegará antes à Argentina?

Os motivos que levam a essas distinções não são claros, mas possivelmente estão ligadas a questões técnicas. A adaptação de novos veículos ao mercado argentino é mais simples que ao brasileiro. Por lá, não é necessário adotar um sistema de injeção de gasolina apto a trabalhar com 27,5% de etanol. Muito menos é preciso dotar o veículo de sistema flex, capaz de trabalhar com o combustível vegetal puro.

Vale lembrar que o novo Nissan Sentra traz um sistema de injeção direta de combustível, inédito no Brasil.  Graças a esse aperfeiçoamento, o modelo ganhou potência: no mercado estadunidense, ele desenvolve 151 cv. Por sua vez, a segunda geração do Versa mantém a mecânica atual, apenas com recalibrações eletrônicas.

novo nissan sentra sl azul frente
Nova geração ganhou design mais agressivo

Foto: Nissan | Divulgação

SOBRE
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário