Novo Peugeot 208 terá tecnologias semiautônomas de direção

Fabricante promete que o modelo será o mais provido de recursos de auxílio à direção do segmento de hatches compactos

Por AutoPapo 20/08/20 às 18h30

Prestes a ser lançado no Brasil, o novo Peugeot 208 trará algumas tecnologias de direção semiautônoma. O pacote de equipamentos, chamado de Driver Assist, inclui sistemas de alertas de colisão com frenagem automática e de mudança e correção de permanência em faixa, assistente de farol alto, reconhecimento de placas e detector de fadiga.

VEJA TAMBÉM:

O alerta de colisão avisa o condutor em caso de risco de bater contra o veículo à frente ou com um pedestre. Dependendo da situação detectada e do nível de alerta configurado pelo motorista, diferentes tipos de avisos podem ser acionados e exibidos no painel de instrumentos.

Caso o motorista não tenha a ação esperada após os alertas de colisão, entra em ação o sistema de frenagem de emergência. Baseado em imagens captadas por uma câmera na parte superior do para-brisa, o equipamento atua diretamente nos freios do veículo diante de uma situação súbita de risco de choque.

A câmera posicionada no para-brisa também é capaz de reconhecer as linhas (contínuas ou seccionadas) da estrada. No caso de transposição involuntária das demarcações, o alerta de correção de mudança de faixa é acionado. O sistema funciona em velocidades superiores a 60 km/h e emite advertências sonora e visual.

novo peugeot 208 azul traseira em movimento
Sistema Driver Assist do novo Peugeot 208 consegue reconhecer faixas na pista e placas de sinalização

Mais do que o aviso, o sistema promove uma correção na trajetória do veículo. Assim que o sistema identifica risco de ultrapassagem involuntária da sinalização de solo, a direção é automaticamente corrigida para manter o carro dentro dos limites da faixa de rolamento.

Demais tecnologias do novo Peugeot 208

A câmera de vídeo ainda é utilizada no auxílio de ativação automática do facho alto dos faróis. O dispositivo capta, processa, interpreta e diferencia variadas fontes luminosas à frente do carro e alterna automaticamente entre luz alta e luz baixa. Na prática, ele desativa o farol alto ao detectar veículos no sentido da via ou oposto, voltando a elevar o facho assim que for possível.

Outra função da câmera de vídeo é efetuar a leitura das placas de velocidade máxima permitida na via. Então, é exibida uma apresentação gráfica no painel de instrumentos. Em paralelo, também são utilizas informações sobre limites de velocidade contidas nos mapas do sistema de navegação. De alta precisão, o recurso difere as sinalizações destinadas a veículos leves daquelas específicas para ônibus e caminhões.

Há também o detector de fadiga, que avalia o tempo ininterrupto de condução, a velocidade e o comportamento dinâmico do carro. Se o sistema entender que o motorista está desatento ou viajando por mais de duas horas em velocidades superiores a 65 km/h, um alerta é deflagrado orientando-o a fazer uma pausa.

Por fim, há o VisioPark 180°: imagens captadas pela câmera de ré são exibidas em três diferentes modos de visualização: Zoom, Standard e 180°, que se revezam de maneira complementar e automática nas diferentes fases da manobra.

1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    CARLOS AUGUSTO VALANDRO BALBINO 21 de agosto de 2020

    Resumindo: não tem ACC.

Avatar
Deixe um comentário