‘Pagamos 100% da Fipe’ pode ser um mau negócio

Metodologia usada pela Fipe pode causar prejuízo para quem está vendendo o carro e também para quem está comprando

Por AutoPapo 12/06/20 às 09h49

Sabe aquele anúncio que você vê quando aí de uma loja que diz que pagar até 100% da Tabela Fipe no seu carro usado? Isso parece uma coisa ótima para você né? Mas fique você sabendo que na verdade isso pode ser muito ruim para você, e você pode até perder dinheiro numa negociação assim.

A Fipe é a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas e produz indicadores econômicos para diversos setores da economia pela Universidade de São Paulo.

Ela apura os preços médios dos carros no Brasil, no mercado brasileiro, excluindo valores muito acima e os muito abaixo dessa média – para servir aí apenas como uma referência nesse mercado.

VEJA TAMBÉM

Na tabela Fipe, mais completo pode ficar pelo mais barato

A  tabela Fipe costuma concentrar várias versões e pacotes de um mesmo modelo, atribuindo um único preço médio para esse carro no Brasil inteiro.

Quer ver um exemplo? Se você pesquisar o preço de um Ford Focus 1.6 manual ano/modelo 2014 na Fipe, você encontrará um preço médio, único, para três versões desse modelo: S, SE e SE Plus. Todas elas estão concentradas nessa única média de preço médio que vale para o Brasil inteiro.

Essa média única aí que a Fipe fornece para casos como esse, pode esconder diferença de preço de mais de R$ 25 mil entre a versão de entrada e a versão topo de linha que está aglutinada nessa mesma média.

Agora que a gente já entendeu essa limitação metodológica aí da Fipe, fica um pouco mais fácil e compreender por que essa estratégia de pagar 100% Fipe pode ser um mau negócio para você.

Se o seu carro for um desses em que a Fipe acaba aglutinando várias versões num único o preço médio para o Brasil inteiro e você for em uma loja e receber essa proposta de pagamento de 100% Fipe do seu carro, pode ser que você não esteja recebendo o preço correspondente à versão do seu carro.

Pode ser que você esteja perdendo dinheiro e perdendo margem de negociação, porque o seu carro é mais caro do que essa média que a Fipe tem: ela acabou aglutinando a sua versão topo de linha com uma intermediária e uma de entrada desse mesmo modelo.

Tabela Fipe pode atrapalhar o lojista

Mas o contrário também é válido para o lado do lojista, por exemplo: se o carro do consumidor é o da versão de entrada e desse modelo, mas essa média única também tá colocando no bojo uma versão intermediária e uma versão mais cara, pode ser que a margem de negociação do lojista que for colocar esse 100% Fipe no carro vai ser um pouco mais curta também.

Claro que um lojista experiente pode usar isso a seu próprio favor, se aproveitando da experiência no mercado para diminuir suas chances de prejuízo.

Então imagine: se ele vai pagar 100% Fipe no seu carro, dificilmente ele vai conseguir revender esse carro por um preço acima da tabela Fipe. E, geralmente, ela é uma tabela que tem um preço um pouco acima.

Se ele tem todos aqueles encargos e custos que ele precisa arcar para fazer essa compra, ele vai ter que compensar esse investimento em algum outro lugar.

Isso pode acontecer, de repente, numa taxa de financiamento um pouco maior. Ou então ele terá que sacrificar o desconto que ele poderia te dar na hora de você trocar o seu carro por um zero-quilômetro.

Porque ele não vai ter margem para dar desconto no carro novo se ele tiver que pagar 100% Fipe no seu carro usado e não conseguir vender esse carro por um preço acima da tabela Fipe.

Ou seja, essa negociação em torno de tabelas 100% Fipe tende a ser pouco transparente, e pode gerar frustração tanto no consumidor quanto no lojista.

Alternativa à Fipe

Tem uma empresa americana que veio para o Brasil, ela já tem quase 100 anos, a KBB (Kelley Blue Book). E ela faz pesquisas de mercado e tem uma tabela, como se fosse a tabela Fipe, só que mais apurada.

As ferramentas da KBB permitem ao usuário, por exemplo, editar várias características do carro que ele quer comprar ou vender: cada escolha feita vai gerar um impacto na faixa de preço.

É possível, por exemplo,  dizer se o carro está em um estado excelente, bom ou razoável de conservação nesse outro no campo, editar opcionais, a cor, além da região do país onde ele será comercializado.

avaliação de carro usado
Tabela Fipe nivela preços de diversas versões o que pode provocar prejuízos (Foto: Shutterstock)
9 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    M S D 14 de junho de 2020

    Parece propaganda da KBB. No caso do corolla a tabela está muito abaixo da tabela Fipe. E ainda abaixo do que a loja paga na troca do novo. KBB 60.000, Fipe 67.000 e na Loja 64.000. Então não acreditei nessa KBB.

  • Avatar
    Carlos 13 de junho de 2020

    Tabela Fipe é uma média então porque um carro bem conservado não vale o topo dessa média. O consumidor sempre leva a pior. Só se ganha se negociar bem o zero km.
    Descontos, promoções brindes tudo que puder. Depois de comprar só se é lembrado para as revisões caras e mal feitas.

  • Avatar
    Lelio luiz 13 de junho de 2020

    Dentro do assunto, o que pensam dessas empresas que apontam os casos de VEÍCULO DE LEILÅO??? Particularmente discordo. Todo carro vai pra lá! Outro dia fiz uma consulta do carro de meu filho que comprou novo, e apareceu apontamento. Aí você paga r$40,00 pela consulta completa, pois se preocupou. Os apontamentos eram alienação e IPVA vencido. ESTÁ ESTÁ ERRADO!!;

  • Avatar
    MIRO 13 de junho de 2020

    Se acham que o preço estabelecido pela FIPE não é ideal imaginem essa KBB essa sim é pior, o valor do seu veículo cai mais ainda.

  • Avatar
    Claudio Gilla 13 de junho de 2020

    Vcs estão equivocados , quase na totalidade o valor de FIPE é maior que o preço praticado no mercado.Por exemplo , particular x agência , na agência é sempre mais alto , segue o valor da FIPE.

    • Avatar
      Alexssandro 13 de junho de 2020

      Bom dia eu concordo em partes a respeito dessa tabela Fipe, pois tenho um Fusca 1980,pesquisei o valor na tabela Fipe encontrei 18.000,00, e tenho também um Passat alemão 98/99 completo valor na tabela não chega a 12.000,00.tem muito outros exemplos

  • Avatar
    Luiz 12 de junho de 2020

    Gostei da matéria, explicativa e oportuna. Parabéns.

  • Avatar
    Bruno Nascimento Da Silva 12 de junho de 2020

    E no caso de seguradoras que oferecem tabela Fipe para carros que deram PT ou foram roubados? Tem também esse risco de perder ou ganhar já que o seu carro pode ser o modelo top de linha mas ser avaliado pela versão de entrada ou vice versa?

    • Avatar
      Alexssandro 13 de junho de 2020

      Bom dia procure pesquisar valores de carros antigos como Fusca por exemplo vc verá que há uma divergência de valores enormes e isso influencia também na hora de pagarmos os impostos.

Avatar
Deixe um comentário