Pedágios ficarão mais baratos para quem rodar menos

Contran vai definir qual será a tecnologia adotada para possibilitar o Free Flow; adoção de chips é uma das opções discutidas

Por AutoPapo 06/05/21 às 13h29
cabine de cobranca automatica em posto de pedagio em sao paulo
Nova modalidade agiliza o tráfego nas praças de pedágio (Foto: Shutterstock)

Foi aprovada nesta quinta-feira, 06, na Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei (PL) 886/2021, que estabelece a livre passagem na cobrança de pedágios. Com 276 deputados votando a favor, a medida pretende tornar automática e mais justa a arrecadação em rodovias e vias urbanas, além de liberar o tráfego. Entenda melhor o Free Flow (fluxo livre).

O texto é um substitutivo dos senadores para o PL 1023/11, aprovado pelos deputados em 2013 e que concedia isenção de pedágio para moradores das cidades onde estão as praças de cobrança. A proposta do Senado cria um sistema de cobrança proporcional aos quilômetros rodados na rodovia pedagiada.

LEIA MAIS

Sobre a nova cobrança de pedágios

A tecnologia de identificação veicular, de uso obrigatório, garantirá a identificação automática, em tempo real, dos veículos que transitarem por rodovias com cobrança de uso pelo sistema de livre passagem, nos termos de regulamentação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e em conformidade com o Código Brasileiro de Trânsito (CTB).

Ficará a cargo do Contran definir a tecnologia utilizada. Uma das opções em debate é a adoção de chips instalados no licenciamento do veículo (Identificação por Radiofrequência – RFID). A outra é o sistema de reconhecimento visual automático de placas (Reconhecimento Óptico de Caracteres – OCR).

Há alguns anos a implantação de chips tem sido discutida pelos parlamentares. O assunto veio à tona quando foi discutida a implementação de chips na placa de identificação veicular (ou placas padrão Mercosul). O software também tinha como objetivo prevenir a clonagem e dificultar o roubo de veículos.

O chip de radiofrequência armazenaria informações como número de série, identificação da placa, categoria, espécie e tipo do veículo. Com essas informações, seria possível enviar dados do veículo por radiofrequência para antenas, compartilhar dados com as polícias Federal, Rodoviária e Estadual, além de acessar sistemas de portões e cancelas, permitindo liberação automatizada em pedágios.

De acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Placas Veiculares, já foram realizados testes para comprovar a eficiência da tecnologia RFID.

SOBRE
5 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
FELIPE CAMPOS DA SILVA 11 de maio de 2021

O GOLTE TA AÍ, CAI QUEM QUER

Avatar
Fernando B 6 de maio de 2021

Muitos aqui comentando sem nenhum embasamento. ISSO VAI PIORAR OS CUSTOS DO CONSUMIDOR. Explico: tem gente que anda poucos km e paga um pedágio cheio, é verdade. Entretanto, muitos outros pegam a rodovia num trecho pós pedágio e sai em outra cidade tbm sem pedágio. Eu mesmo saio de uma cidade, ando 25 km pela rodovia e saio em outra cidade e pago ZERO. Com esse pedágio proporcional, com certeza total irei pagar, assim como muitos outros. A concessionária não vai perder dinheiro em hipótese alguma, vai recuperar o dinheiro cheio dos pedágios colocando proporcional a 100% de quem entrar na rodovia.

Avatar
José Francisco Vieira 6 de maio de 2021

Não tinha que ter pedágio no estado do Rio já pagamos muito IPVA e outras taxas não a o pedágio infelizmente somos roubados e ninguém faz nada

Avatar
Eduardo Diniz 6 de maio de 2021

Outra palhaçada pra comer nosso dinheiro. Lembro da placa amarela, que foi substituida pela cinza justamente pra dificultar clonagem e roubo. Todo mundo sabe o resultado. Depois veio essa droga de placa Mercosul, que nem o dono consegue decorar sua identificação. Agora chip? Tá bom…

Avatar
Willian andrade 6 de maio de 2021

Tudo nesse país nosso e um roubo vc anda no interior de São Paulo a cada 30 km tem uma praça de pedágio isso é o cúmulo do absurdo e ninguém faz nada só querem implantar mais coisas para arrecadar mais dinheiro…somos assaltados os tempo todo de todos os lados nesse país…

Avatar
Deixe um comentário