Os 10 SUVs mais baratos do Brasil em 2023: preços e análises

Segmento SUV é o que mais cresce no país e agora só tem um exemplar abaixo dos seis dígitos; e sabe-se lá até quando

fiat pulse drive manual cinza traseira
Fiat Pulse abre a lista dos SUVs mais baratos (Foto: Marcelo Jabulas | AutoPapo)
Por Fernando Miragaya
Publicado em 29/01/2023 às 13h03
Atualizado em 15/06/2023 às 11h41

O segmento que mais cresce no mercado automotivo no mundo todo também foi “agraciado” com as novas medidas do governo.  Verdade que, apesar dos bônus, apenas dois exemplares de SUVs mais baratos do Brasil dos R$ 100 mil. Porém, com exceção da dupla de SUVs mais baratos de 2023, teve muita reviravolta no restante da lista.

Nesta relação dos 10 SUVs mais baratos do Brasil de 2023 consideramos as versões mais em conta de cada modelo, entre todas as categorias e tamanhos de utilitários esportivos Os preços não incluem opcionais (em alguns casos, nem pintura metálica).

Os valores foram apurados na segunda semana de junho de 2023, com base nas tabelas das montadoras válidas para todo o território nacional, exceto a Zona Franca de Manaus.

VEJA TAMBÉM:

1. Fiat Pulse Drive 1.3 MT: o SUV mais barato do Brasil

fiat pulse drive mt frente
Pulse Drive, manual é o único modelo abaixo dos R$ 100 mil (Foto: Marcelo Jabulas | AutoPapo)
  • Preço: R$ 89.990
  • Motor: 1.3 8V de 107/98 cv e 13,7/13,2 kgfm
  • Câmbio: manual de cinco marchas

O Fiat Pulse Drive ficou R$ 11 mil mais em conta após a publicação da MP do governo. Desta forma, o Pulse confirma sua posição de SUV mais barato do Brasil em 2023.

Quem garante esse posto de SUV mais barato do mercado é a versão Drive com motor 1.3 Firefly aspirado e câmbio manual. Apesar de ser a opção de entrada, agrada pelo desempenho e eficiência.

O Pulse também proporciona boa dose de conforto, mas não se anime com espaço, pois não nega ser um crossover baseado no Argo. Isso fica evidente no vão para os passageiros e no porta-malas de 370 litros (isso na medição com líquido, e não com blocos…).

Entre os equipamentos, o Pulse Drive é vendido com quatro airbags, controles de estabilidade, de tração e de subidas, ar automático, multimídia com display de 8,4” e conexão sem fio para Apple CarPlay e Android Auto, controle de cruzeiro e chave tipo canivete com telecomando das portas.

2. Peugeot 2008 Allure

peugeot 2008 allure frente prata
2008 é um veterano, mas tem preço atraente e atende bem como carro familiar (Foto: Marcelo Jabulas | AutoPapo)
  • Preço: R$ 98.990
  • Motor: 1.6 16V de 118/115 cv e 16,1 kgfm
  • Câmbio: automático de seis marchas

Na linha 2023, a Peugeot lembrou do seu SUV com pinta de perua bombada. O 2008 Allure, o mais em conta, passou a agregar faróis com DRL de LEDs, controle de cruzeiro e central multimídia com tela de 7” e conectividade com Apple CarPlay e Android Auto. E foi a versão que ficou R$ 4 mil mais em conta para ser o segundo SUV mais barato do Brasil.

O motor do 2008 Allure é o velho 1.6 16V aspirado dos tempos de PSA, mas o 2008 pode bater no peito e dizer que é o SUV mais barato com câmbio automático em 2023. A transmissão tem seis marchas e opções de mudanças sequenciais. Completam a lista quatro airbags, câmera de ré e o conceito de i-Cockpit.

3. Volkswagen T-Cross Sense

vw t cross sense 2021
T-Cross é um SUV caro, até mesmo na versão de acesso (Foto: VW | Divulgação)
  • Preço: R$ 107.505
  • Motor: 1.0 12V turbo de 128/116 cv e 20,4 kgfm
  • Câmbio: automático de seis marchas

Sabe aquele corredor retardatário na prova dos 1.500 metros que do nada dá um sprint para chegar ao pódio. Foi o que fez a Volks com a configuração de entrada do T-Cross. Graças aos R$ 9.000 de desconto – e à inércia dos rivais – a opção Sense passou de oitavo para terceiro SUV mais barato do Brasil em 2023.

O T-Cross Sense reapareceu em 2022, com o sobrenome que batizava a versão PcD. De qualquer maneira, um título o jipão da Volks tem: o sport-utility mais em conta com motor turbo, no caso, o 1.0 TSI de três-cilindros.

Detalhe é que o T-Cross acaba como um SUV de porte elevado, porém mais barato que o Nivus. O que significa também que tem menos equipamentos que o irmão. Controles de estabilidade e tração, seis airbags, assistente à partida em subidas, ar, direção elétrica, trio, start/stop e sensor de luminosidade estão entre os itens de série. Não tem mais a central multimídia APP Connect, com tela de 8”.

4. Citroën C4 Cactus Live Auto AT

citroen c4 cactus live branco frente
A versão de acesso do C4 Cactus utiliza o mesmo motor 1.6 do primo 2008 (Foto: Citroën | Divulgação)
  • Preço: R$ 108.990
  • Motor: 1.6 16V de 118/115 cv e 16,1 kgfm
  • Câmbio: automático de seis marchas

A Citroën so mexeu nos preços do C3 e esqueceu do C4 Cactus. Com isso, deixou de garantir o pódio dos SUVs mais baratos de 2023 todo para a Stellantis – grupo automotivo que inclui Fiat, Peugeot, Citroën, Jeep etc. Dizem que, com as vendas crescentes nos últimos meses, a marca francesa não quis abrir mão das margens…

Seja como for, o crossover compacto fica numa bela quarta colocação entre os SUVs mais baratos. Nesta variante Live AT, é equipado com o mesmo conjunto mecânico do Peugeot 2008, seu colega de plataforma e de fábrica em Porto Real (RJ).

Entre os equipamentos, o C4 Cactus mais básico é vendido com controles de estabilidade e tração, assistente à partida em rampas, quatro airbags, central multimídia com tela de 7”, ar-condicionado automático, painel de instrumentos digital e detector de fadiga.

5. Nissan Kicks Active 1.6 CVT

nissan kicks active 2023 prata frente e lateral
Nissan Kicks é um SUV compacto que preza pela boa montagem e conforto ao rodar (Foto: Nissan | Divulgação)
  • Preço: R$ 109.990
  • Motor: 1.6 16V de 114 cv e 15,5 kgfm
  • Câmbio: automático do tipo CVT

O Kicks baixou de preço R$ 3 mil, o suficiente para superar o Duster. Bom lembrar que o SUV compacto da Nissan passou a ser vendido apenas com câmbio automático e, de quebra, segue mais barato que o modelo da Renault e também que o Hyundai Creta em 2023.

Quem garante a posição é a configuração Active, que passou a ser a mais acessível da linha com o fim da Sense manual. Reestilizado há dois anos, o Kicks continua com o motor 1.6 16V aspirado aliado ao câmbio automático CVT.

Além do rodar que privilegia o conforto, o Kicks tem um dos custos de revisões mais em conta do segmento de compactos. Na lista de itens de série, o modelo recebe seis airbags, controles de estabilidade, de tração e de subidas, ar, trio e direção elétrica. Mas não vem nem com central multimídia.

6. Renault Duster Intense

renault duster intense 2023 prata frente e lateral fundo branco
  • Preço: R$ 112.590
  • Motor: 1.6 16V de 120/116 cv e 16,2 kgfm
  • Câmbio: manual de cinco marchas

A Renault também não mexeu na tabela do Duster, cuja versão Intense permanece a mais em conta. E é a única opção com câmbio manual entre os SUVs mais baratos em 2023. O modelo produzido em São José dos Pinhais (PR) já teve custo/benefício melhor, mas ainda se vale do espaço interno acima da média dos compactos.

O motor é o 1.6 16V SCe e a lista de equipamentos inclui controles de estabilidade, de tração, assistente de subidas, câmera e sensores de ré, multimídia com conexão sem fio Android Auto e Apple CarPlay, ar-condicionado, trio elétrico e start stop. Destaque para as hastes de sustentação do capô, com amortecimento.

7. Jeep Renegade T270 e Sport T270

jeep renegade 1 3 turbo entrada carro popular
Com a concorrência acirrando a cada ano, Renegade perdeu participação (Foto: Jeep | Divulgação)
  • Preço: R$ 115.990
  • Motor: 1.3 8V turbo de 185/180 cv e 27,5 kgfm
  • Câmbio: automático de seis marchas

Dizem que o Renegade voltou ao jogo depois das reduções de preços das montadoras. E não com uma, mas com duas versões de acabamento para figurar entre os SUVs mais baratos do Brasil em 2023.

Isso porque, além do desconto de R$ 10 mil na versão criada recentemente sem sobrenome, a Jeep tratou de baixar em R$ 19 mil a configuração Sport, que vinha imediatamente acima da de entrada. Agora, as duas têm o mesmo preço. Ambas também usam o mesmo conjunto mecânico do restante da linha: o motor turboflex da família GSE, o mais potente deste ranking.

As versões vão tentar animar as vendas do SUV compacto com itens interessantes. Destaque para o sistema de frenagem autônoma de emergência. Além disso, oferece seis airbags, ESC, central multimídia com tela de 7” e espelhamento de celular sem fio, faróis full LED e câmera de ré.

8. Hyundai Creta Action

frente do hyundai creta action 1 6 branco
Creta Action manteve a carroceria da primeira geração do SUV (Foto: Hyundai | Divulgação)
  • Preço: R$ 116.590
  • Motor: 1.6 16V de 130/123 cv e 16,5/16 kgfm
  • Câmbio: automático de seis marchas

O velho Creta se mantém na ativa, mesmo após a chegada da nova (e controversa) geração, em 2021. A configuração única Action ficou 3,4% mais cara desde janeiro e, ao contrário da nova geração, não sofreu redução de preços após as medidas anunciadas pelo Governo Federal.

Em versão única Action, o utilitário esportivo é o único modelo da Hyundai no país a manter o motor 1.6 16V Gamma aspirado para se manter entre os SUVs mais baratos de 2023.

Equipado com caixa automática, o Creta veterano oferece mais do mesmo: controles de estabilidade, tração e subidas, chave com telecomando das portas, monitoramento dos pneus, ar-condicionado e trio elétrico. O som é simples e não há mais que os dois airbags frontais obrigatórios.

Assim como o Duster, compensa com o espaço interno maior que o da média geral da categoria. Se quiser o Creta novo, aí é preciso desembolsar quase R$ 16 mil a mais, como veremos adiante nesta lista.

9. Caoa Chery Tiggo 5x Sport

caoa chery tiggo 5x sport 2024 6
  • Preço: R$ 119.990
  • Motor: 1.5 16V turbo de 150/147 cv e 21,4 kgfm
  • Câmbio: automático CVT de nove marchas

Antes mesmo de a MP do governo ser publicada, a Caoa Chery tratou de criar uma versão do Tiggo 5x dentro do teto para oferta de bônus. Assim nasceu a opção Sport para ser o modelo e SUV mais barato da marca e figurar entre os SUVs mais baratos do Brasil em 2023.

O crossover chama a atenção pelo custo benefício. Tudo bem que perdeu o teto solar panorâmico, os faróis de LED e o carregador de celular por indução, além das rodas aro 18, em relação à versão logo acima.

Mas olha o restante do recheio: seis airbags, controles de estabilidade e tração,  assistente à subida em rampas, controle de descida, câmera e sensor de ré, Isofix, regulagem de altura dos faróis, monitoramento dos pneus, auto hold, retrovisores com aquecimento e rebatíveis eletricamente, chave presencial, banco do motorista elétrico, revestimento de couro, central multimídia e partida remota do motor.

10. Volkswagen Nivus Comfortline

volkswagen nivus comfortline 2022 azul biscay lateral
O Nivus tem como destaque o volume do porta-malas (Foto: VW | Divulgação)
  • Preço: R$ 127.390
  • Motor: 1.0 12V turbo de 128/116 cv e 20,4 kgfm
  • Câmbio: automático de seis marchas

O Volkswagen Nivus não recebeu descontos, até por estar acima do teto, mas se dá bem por ter segurado mais os preços que os rivais – em especial o Chevrolet Tracker, que fica de fora da lista por R$ 300. Além disso, a lógica pragmática da linha Nivus ajuda o crossover-cupê a estar entre os 10 SUVs mais baratos do país em 2023.

O exemplar da marca alemã só é negociado em duas versões de acabamento. Foi superado pela linha Renegade, mas se segura na décima posição entre os SUVs mais baratos do Brasil neste ano de 2023.

Mesmo assim, a opção inicial Comfortline empolga mais que o T-Cross mais barato. É o único desta lista com itens de assistência à condução, como controle de cruzeiro adaptativo e frenagem autônoma de emergência. Ainda na segurança, seis airbags, controles de estabilidade, tração e subidas e câmera de ré.

A central multimídia é a Composition Touch, com tela de 8” e conexão com Android Auto e Apple CarPlay. Carregador de smartphone por indução, quadro de instrumentos eletrônico em display de 8”, ar, direção elétrica e trio reforçam o custo/benefício do Nivus.

Newsletter
Receba semanalmente notícias, dicas e conteúdos exclusivos que foram destaque no AutoPapo.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook X X Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
9 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Val 14 de setembro de 2023

SUV? ONDE? TÃO DOIDOS ?

OQ ME DIZEM DO COMPASS?

Avatar
Tulio 25 de julho de 2023

Tiggo 5x sport o melhor da categoria

Avatar
Tobias 18 de maio de 2023

Tudo crossover. Pseudo SUV não vale kkkkk

Avatar
Raymundo Lopes Cancado 2 de abril de 2023

Gostei muito da entrevista com o engenheireo Fellippe Chiari, foi excelente. Parabénes Boris Fred Felldman!

Avatar
Emília Pinheiro 27 de fevereiro de 2023

NÃO COMPRE CRETA. A HYUNDAI TEM O PIOR PÓS VENDA DO BRASIL. AQUI EM SALVADOR-BAHIA, EXISTEM APENAS DUAS CONCESSIONÁRIAS ENTUPIDAS FEITO RODOVIÁRIA E UM ATENDIMENTO NOTA ZERO. MEU CARRO ESTÁ HÁ 30 DIAS NA OFICINA ESPERANDO UMA SIMPLES PEÇA. POR OUTRO LADO, O ATENDIMENTO AO CLINETE DA HYUNDAI CONSEGUE SER PIOR, POIS NÃO DISPONIBILIZAM CARRO RESERVA. UMA VERGONHA!!!! HYUNDAI NUNCA MAIS!

Avatar
Rubens de Camargo Vianna Filho 22 de fevereiro de 2023

Documentário no Discovery Science-Revolução Tech sobre a origem dos SUVs
A sigla vem do inglês Sport Utility Vehicle ou, em tradução livre, veículo utilitário esportivo e serve para definir os automóveis que tenham capacidade off-road limitada.
Até o início dos anos 90 os modelos de carros americanos eram as famosas “banheiras” e muito beberrões, vide em filmes e séries da época e após crises econômicos do petróleo, combustível bem mais caro, começou aumentar a popularidade das montadoras japoneses com carros menores e mais econômicos.
O tradicional e americano gosto por carros grandes, porém gastões ficaram ameaçados causando uma reação das montadoras Ford Motors, GM, Chrysler e Dodge em Detroid/EUA
Criou-se então, a categoria dos SUVs sendo os primeiros o Jeep Cherokee e Ford Explorer que foram sucesso de vendas por serem robustos, altos em relação a outros automóveis, com tração nas quatro rodas, maiores ângulos, comprimento, altura do eixo e carroceria, ideais para viagens em terrenos acidentados ou não, com toda família americana consumista, geralmente com mais de dois filhos.
E por isso as mulheres eram a maioria dos compradores. A preferência masculina era mais pelas Pick Ups, Muscule Cars até as longevas banheiras de motor V8.
Porém, começaram a ocorrer muitos acidentes e mortes devido a uma direção agressiva dos seus proprietários e a falsa sensação de poder e de segurança que os SUVs causavam.
Mas, por que os compravam se não os usavam em offroad ?
O poder do marketing e publicidade sempre foram fundamentais para isso.
Após a Guerra do Golfo, os Hummers, foram o carro da moda para uso civil. Tendo muitas celebridades, como rappers, como garotos-propagandas.
Sendo pesado, grande, fazendo 4km/L e muito poluente desencadeou vários protestos contra estes SUVs.
Após 2008, com nova crise e maior alta da história de combustível. Os SUVs começaram a ficar encalhados nos pátios.
Ford e GM teve queda de vendas com a perda da moda.
Criando e lançando os Crossovers, os CUV (Crossover Utility Vehicle), porte relativamente grande e boa altura do solo, mas com conforto, segurança e tecnologia comparado aos SUVs anteriores e com capacidade de tração em diferentes terrenos, principalmente na neve.
Onde no Brasil os chamam de SUVs erroneamente e nem CUVs são na verdade, mas para tudo tem o nosso jeitinho. Para fins de vendas e popularidade com a ajudinha do governo/ lobby, o Inmetro determinou no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV), para que um automóvel seja classificado na categoria de SUV, ele precisa se encaixar em, pelo menos, quatro de cinco parâmetros:

– altura sob os eixos de, no mínimo, 16 cm;
– ângulo de saída de 20º pelo menos;
– ângulo de, no mínimo, entrada de 25º;
– altura da carroceria em relação ao solo de 18 cm;
– ângulo de transposição de 13 graus.

Já os que se classificam como utilitário esportivo compacto, como  Renault Kwid, precisam atender também quatro de cinco características, como:

– altura sob os eixos de, no mínimo, 16 cm;
– ângulo de saída de 19º pelo menos;
– ângulo de, no mínimo, entrada de 22º;
– altura da carroceria em relação ao solo de 18 cm;
– ângulo de transposição de 9 graus.

SUVs mesmo, raiz, são poucos os modelos vendidos no Brasil ( Pajero, Toyota SW4, Outlander ,Mahindra, Land Crusier, ..) assim como os Crossovers ( da Subaru, Suzuki, Mitsubishi, Ssangyong, ..)

Avatar
Santiago 30 de janeiro de 2023

SUVs? Esses daí???
E os SUVs de verdade, agora são o quê? Ônibus???

Avatar
Jo 4 de fevereiro de 2023

Realmente, nenhum SUV na lista. Nunca me convencerão do contrário só com ações de marketing. O Duster é o que chega mais perto, mas mesmo assim, bem duvidoso.

Avatar
Milton 20 de fevereiro de 2023

Não é um Suv raiz, mas modelos altinhos de shopping, não deixa de ser boas opções pela faixa de preço

Avatar
Deixe um comentário