Troca de óleo do motor por tempo é picaretagem? NÃO!

O óleo lubrificante tem aditivos que expiram após o tempo determinado, por isso o prazo de troca deve ser respeitado

mecanico troca oleo shutterstock
Substituição do óleo dentro do prazo prescrito pelo manual do proprietário do veículo é essencial para a durabilidade do motor (Foto: Shutterstock)
Por Boris Feldman
20 de abril de 2022 19:03
*Matéria atualizada em 04 de maio de 2022

Um motorista discutia comigo e tentava me convencer de que esse prazo para a troca do óleo do motor é uma picaretagem das fábricas: “elas fazem isso para faturar mais, para te obrigar a trocar o óleo que ainda estava em perfeito estado, e poderia perfeitamente continuar durante muitos quilômetros, ou meses, no carro”.

Não é bem assim. Não importa se o carro rodou 1.000 km ou 2.000 km, mas se vencer os 12 meses tem mesmo que trocar o óleo.”

“Mas, por que, se o carro rodou por tão pouco tempo?”

Eu explico! Veja o vídeo:

VEJA TAMBÉM:

O óleo deve ser trocado a cada 12 meses, pois os aditivos que os lubrificantes possuem expiram. Já o do câmbio manual está lá quietinho e fica, em geral, a vida inteira.

Mas, por que que o óleo do câmbio manual não tem que ser substituído? Exatamente porque ele não sofre os problemas do motor. O óleo lubrificante do motor recebe gases da combustão a centenas de graus centígrados – que o contamina.

Então, por isso, tanto o óleo mineral quanto o sintético tem vida limitada: não importa se você só andou 500 km ou 1.000 km. Se já tem 12 meses que o óleo está lá no motor, logo está na hora de substituí-lo.

E não brinca com isso não! Porque óleo lubrificante é fundamental para uma longa vida útil do motor, e quando você abrevia essa vida longa, o seu bolso vai sofrer uma pancada que você não faz ideia.

Por que economizar no óleo do motor costuma custar muito caro?

Sem a proteção adequada do óleo lubrificante, ocorre desgaste precoce dos componentes internos do motor. Quando isso acontece, há perda de potência e aumento de consumo de combustível: em último caso, pode ocorrer o travamento do motor, cuja solução é uma retífica.

Além da troca do óleo dentro do prazo correto, o proprietário deve optar pela utilização de lubrificantes adequados, com viscosidade, aditivação e demais características apropriadas para o veículo. Vale lembrar que, no caso de alguns óleos minerais, é recomendado fazer a substituição em um período de tempo ainda mais curto, independentemente da quilometragem: a cada seis meses.

A utilização de aditivos milagrosos no óleo, que prometem reduzir o consumo e aumentar a potência também pode ser péssima para os motores. Os lubrificantes adequados já contam com a adição da quantidade exata de aditivos: inclusão de qualquer produto a mais pode comprometer a composição química do lubrificante e gerar problemas graves para as partes internas.

O proprietário também não deve economizar com o filtro doe óleo, que deve ser sempre trocado junto com o lubrificante. Outro erro é completar o cárter com um lubrificante de especificações diferentes. Por fim, cabe destacar que o nível do óleo deve ser verificado sempre com o motor frio.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
SOBRE
43 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Fernando B. 25 de abril de 2022

Um tanque de 45 litros de gasolina sai muito mais caro que uma troca de 4 litros de óleo + filtro. Essa é uma economia porca de se fazer. Troque o óleo a cada 12 meses ou 10 mil km que seu motor não terá problema tão cedo.

Avatar
Horacio Rodrigues 25 de abril de 2022

Shell Lubricants, launched ‘Shell Helix Ultra Lifetime Engine Warranty’ today. The manufacturer will be providing a unique engine warranty programme to users for up to 15 years/100,000kms. Shell Helix Ultra is the first motor oil made from natural gas was launched in India last year. Basta procurar no Google… Existem óleos e ÓLEOS, alguma dúvida?

Avatar
Marcio 24 de abril de 2022

Eh a coisa é complicada, material sintético teoricamente não deveria vencer por tempo.Trocar um óleo que pode rodar até 20.000km por tempo!! Com 2.000km por exemplo.. é rasgar dinheiro, está definição é duro de engolir. Também acho que é para aumentar o faturamento das empresas.

Avatar
Duart júnior de Meira Barbosa 24 de abril de 2022

Garantia de carro logo vão dar 10 anos de garantia, tudo que troca vc tem que pagar.

Avatar
Wesley 23 de abril de 2022

Não falei de pressão. O virabrequim geralmente trabalha mergulhado no óleo, que oferece algum atrito. Se tem menos óleo, o virabrequim encontra menos resistência pra girar. Vou ter que desenhar?

Avatar
marcos pedro 23 de abril de 2022

Troco a cada 12 meses se não atingir a km ,mas tão tão importante qto óleo no quesito do tempo é a correia dentadas (borracha) dos motores a cada 3 anos.

Avatar
Rafael 23 de abril de 2022

Tem uns que são tão acéfalos que não gostam de trocar óleo do motor e juram de pés juntos que o carro fica perfeito assim. Basta olhar nos comentários. Ridículo

Avatar
Auricio 22 de abril de 2022

Se troca o do motoe com 12 meses e o do cambio nao é? Piada so pode do cambio se troca sim nao importa quanto tempo tem s3mpre que verificar residuos da caixa contaminacao por agua que poss passar por algun retentor humidade tudo mais deve se trocar sim.

Avatar
Cezar Ferrari 22 de abril de 2022

Os mais velhos devem lembrar da “Caravana Shell”, qdo está fabricante montou um comboio com automóveis, camionetes, caminhões e ônibus e rodaram mais de 20 mil km dando a volta no Brasil, sem trocar o óleo. E era nos velhos tempos do óleo mineral. Truco?

Avatar
ecferrari 22 de abril de 2022

Será q a qualidade piorou com o tempo ou é só para girar a economia (deles, os fabricantes) Captur com um ano e 120 km, fizeram trocar o óleo e filtros para não perder a garantia, fiquei com ele e usei no cht do focus. Até hj não tive problemas (3anos).

Avatar
HAMILTON DE ABREU OLIVA 22 de abril de 2022

Ouvi a vinda inteira que deve ser trocado a cada 6 meses se não atingir o km de troca. E assim faço, vi o rodo pouco, venho trocando óleo e filtros a cada seis meses. Agora o senhor ta falando em 12 meses. Fiquei na dúvida agora.

Avatar
sadi 22 de abril de 2022

É só consultar o manual do carro. Em geral se pouco rodado, deve-se trocar o óleo a cada 12 meses e o filtro a cada 24 meses. E utilizar o óleo recomendado no manual e não o do funcionário do posto, que nada entende de lubrificação.

Avatar
Hudson 24 de abril de 2022

Sempre foi 6 meses a troca que eu saiba

Avatar
Edison F LEITE 22 de abril de 2022

Parabéns !…
Pelo debate..!
Eu tiver , TÁXI FUSCA RODAVA 12,00, HORAS POR dia usava óleo Brendila óleo para motor Diesel nunca troquei o óleo só remontava.???
Trabalhei muitos Anos * sem problemas!!

Avatar
Adriano Jorge Mendonça Loureiro 22 de abril de 2022

Isso daí é lenda, tenho um gol 88 que comprei em 2000 de senhor que tinha rodado apenas 19 mil km com ele, logo que peguei o carro troquei a bateria e o carro funcionol entao levei pra trocars juntas oleo filtros etc, pra monha surpresa o oleo estava limpinho quando escorreu. Esse carro é de garagem só troquei o oleo dele umas 3 vezes em 22 anos. Eu dou na chave e o carro pega num tris, não vaza, não fumaça, parece carro novo. O carro tem 31 km hj. Aí eu tenho que escultar de alguém que troca de carro de 2 em 2 anos que eu tenho que trocar o oleo todo ano. Me dê paciência, mostre as equações de oxidação, me mostre o tempo dw meia vida dos compostos, porque se for ficar só repwtindo o que alguém falou que ouviu de um “especialista”. Pela fé.

Avatar
Julio 22 de abril de 2022

é picaretagem sim… veja bem, um remédio também tem prazo de validade, e vence até no recipiente, mesmo que não seja consumido… Acontece que o tempo do óleo só começa a ser contado depois de ser colocado no motor… se ficar 3 anos na prateleira do mecânico, não vai expirar… você tem que começar a exigir que coloque um óleo recém fabricado então…

Avatar
André Garcia 22 de abril de 2022

Doze meses vá lá, mas tem marca de carro que EXIGE revisão com troca de óleo a cada 6 meses. Tive um Ford Fiesta Rocan Sedan que era assim. Com 6 meses, pouco mais de 1.200 quilômetros rodados originais, tive que fazer revisão com troca de óleo e filtros (disseram que trocaram, né) por conta da bendita garantia.

Avatar
Vicente Eustáquio pimenta 22 de abril de 2022

Acho que uma grande ladroagem esse popo que oloeo contamine dentro do motor,o meu carro é um Corolla está com 9000 mil só vou trocar com 10 mil vou assumir a responsabilidade antes óleo não tinha vencimento

Avatar
Georges C. Costaridis 22 de abril de 2022

Obrigado por seu retorno Carlos Godoy. Lembrei de um detalhe: em carros dentro da garantia do fabricante as trocas são impositivas nas revisões anuais, independente de se o fulano rodou 10 ou 10.000 km e se não o fizer ….

Avatar
CRISTIANO 22 de abril de 2022

Onde estão os químicos para responder a dúvida?

Avatar
Lleico 22 de abril de 2022

Na casa do kraliu

Avatar
Paulo 21 de abril de 2022

Você mesmo já deu a resposta: “no frasco sem abrir”, muito diferente de no cárter e no motor ou no cárter com o carro parado quando entram em contato com outros produtos contaminantes, sofrem oxidação, etc.. Realmente os óleos tinham validade indeterminada e passaram a ter validade de 2 anos por imposição da legislação brasileira.

Avatar
Rodrigo Dias 21 de abril de 2022

Picaretagem . Pois então o óleo deveria vencer na embalagem após 12 meses de fabricação .

Avatar
Paulinho 21 de abril de 2022

É isso aí!!! Não trocar óleo é economia na base da porcaria.Esta história de que mais trocas vai poluir é para quem troca óleo na picaretagem, porque em fornecedores honestos o óleo vai para a reciclagem.

Avatar
Carlos Godoy 21 de abril de 2022

Tenho mas é sigiloso. Sempre fazíamos esses testes em reais condições de uso: com frotas de taxi, locadoras ou grandes transportadoras e empresas de ônibus. Essa lenda de troca de óleo com 5.000 kms é uma grande falácia e só serve para contaminar o meio ambiente.

Avatar
Lucas 23 de abril de 2022

Todo óleo trocado é coletado e segue para reciclagem.
Mas pode continuar fazendo a troca sempre com alta km e bem depois do tempo, eu agradeço, sou proprietário de oficina mecânica e ganho bastante dinheiro com essa prática.

Avatar
Paulo 21 de abril de 2022

Mediante explicações sem dados técnicos, contínuo achar um desperdício a troca do óleo pelo prazo

Avatar
Vieira 21 de abril de 2022

É verdade os garagiste quando o olio passa mais de um ano na garagem e os armasens tambem au fim du ano vendenno para fritar batatas ja nâo se pode meter no motor😂

Avatar
Carlos Godoy 21 de abril de 2022

Na verdade, o óleo de motor tem validade de 2 anos por imposição da legislação. Os aditivos são inertes e podem continuar válidos por muitos anos. Se no frasco sem abrir ele tem validade de 2 anos, por que no motor seria diferente? Não tem lógica. Trabalho com lubrificantes a mais de 25 anos: Petronas, Shell, Castrol….Todos é claro se beneficiam com essa regra para vender mais volumes….e assim contaminar o meio ambiente.

Avatar
Georges C. Costaridis 21 de abril de 2022

Concordo em partes contigo mas um óleo dentro de um motor está exposto a contaminantes diversos (nossa gloriosa alcolina é um coquetel que sabe Deus o que tem nela além de álcool, água e até gasolina mesmo…kkk) além de oxidação, que um vasilhame lacrado não tem. Então é melhor prevenir.

Avatar
Carlos Godoy 21 de abril de 2022

Acompanhei centenas de testes de desempenho de lubrificantes. Chegamos a estender o uso 3x, 4x e até 5x do recomendado. Garanto que os lubrificantes das grandes marcas estão formulados para suportar esses requisitos mesmo com lubrificantes adulterados. O teste mais rigoroso que fizemos foi com caminhões de lixo que tem a pior situação possível, mesmo assimos lubrificantes suportaram 3x a quilometragem recomendada.

Avatar
Lucas 23 de abril de 2022

O óleo aguenta esse tempo sim, até mais, o que não aguenta é o motor.
Você fala em testes, e eu vivo na prática, todo dia tenho contato com a manutenção veicular, onde sou responsável pela manutenção de frotas de algumas empresas e de veículos particulares, mesmo eu tendo minha gestão da manutenção, tenho que respeitar a decisão de cada um, e por isso existem aqueles que fazem a troca de óleo e outras manutenções da forma recomendada e tem outros que preferem prolongar, pois pensam estar economizando. O resultado eu vejo todos os dias, os que fazem da maneira recomendada possuem veículos diesel com 800mil e 900mil km’s sem necessidade de intervenção enquanto os outros aos 200mil km ou antes já tiveram que gastar valores na casa dos 25 e 30 mil reais com manutenção corretiva, muito mais do que gastariam com óleo e outros lubrificantes. Na linha leve já tive que abrir motores com cerca de 60mil km, completamente tomados de borra de óleo, com desgaste prematuro das camisas,bronzinas e cames dos comandos de válvulas, com tuchos destruídos além de vazamentos por todas as partes, enquanto os que fazem da forma correta estão chegando aos 200 mil, sendo revendidos para outros sem nunca precisarem de intervenção.

Avatar
Wesley 21 de abril de 2022

Um óleo dentro de um frasco lacrado é muito diferente de um óleo que está no carter. O carter não é hermeticamente fechado, pois tem o respiro que permite a comunicação com o ar externo, só de haver isso já é suficiente para que um lento processo de oxidação ocorra no óleo. E ainda por cima recebe resíduos da queima do combustível, sofre com mudanças de temperatura extremas (20 ou 30 graus com o motor desligado, uns 110 graus com o motor ligado) e por aí vai… Ah, tem alguma documentação desses testes que possa compartilhar conosco?

Avatar
Carlos Godoy 21 de abril de 2022

Tenho mas é sigiloso. Sempre fazíamos esses testes em reais condições de uso: com frotas de taxi, locadoras ou grandes transportadoras e empresas de ônibus. Essa lenda de troca de óleo com 5.000 kms é uma grande falácia e só serve para contaminar o meio ambiente.

Avatar
Wesley 21 de abril de 2022

Sim, eu também acho que 5 mil km é lenda, tanto é que costumo trocar com 8 ou 10 mil, sempre repondo o óleo que naturalmente baixa. Uso óleo 15W40 semisintético Lubrax no meu Fiat. O cara do posto sempre comenta que, ao abrir a tampa para colocar o óleo novo, o motor aparenta estar bem limpo por dentro, sem verniz, sem borra. Só não concordo que um óleo lacrado tenha a mesma durabilidade do que um óleo que já foi exposto ao ar.

Avatar
Paulo 21 de abril de 2022

Você mesmo já deu a resposta: “no frasco sem abrir”, muito diferente de no cárter e no motor ou no cárter com o carro parado quando entram em contato com outros produtos contaminantes, sofrem oxidação, etc.. Realmente os óleos tinham validade indeterminada e passaram a ter validade de 2 anos por imposição da legislação brasileira.

Avatar
Sebastiao 20 de abril de 2022

Boa noite Boris, excelente matéria. Por coincidência troquei o óleo de meu carro hoje, com 6 meses de uso e 2000 km rodados. A gente sente a diferença, o carro fica até mais esperto. Abraços.

Avatar
Wesley 21 de abril de 2022

O nome disso é placebo e você jogou dinheiro e óleo bom no lixo. Esse óleo tinha mais 6 meses e, de 3 mil a 8 mil km de vida útil (dependendo da especificação). O fato de você achar que ele ficou mais esperto é até surpreendente, já que com a troca de óleo, o motor fica com o óleo em nível máximo, já o óleo antigo provavelmente estava na metade da vareta. Um motor com um pouco menos de óleo que o nível máximo tende a ficar um pouco mais esperto porque o virabrequim encontra menos resistência e atrito com o óleo para girar.

Avatar
Tornick 23 de abril de 2022

Wesley, desculpe mas se o óleo está no nível máximo, médio ou mínimo a pressão no virabrequim é a mesma, pois se fosse diferente iria fundir o motor já q o óleo forma uma película entre as peças fixas e as móveis, troco óleo a cada 10 mil km por andar mais em estradas,

Avatar
JUNIOR TSUCHIDA 29 de abril de 2022

JESUS QUE ABSURDO DE COMENTÁRIO! VOCÊ NÃO SABE O QUE ESTÁ FALANDO. FAÇA O TESTE SINTA O AROMA SO ÓLEO VELHO E PERCEBE-SE UM CHEIRO PARECIDO COM COMBUSTÍVEL. COMPARE COM O ÓLEO NOVO O CHEIRO É DIFERENTE. ISSO DEMONSTRA TUDO QUE JÁ FOI DITO AQUI REFERENTE AOS PROCESSOS QUE O ÓLEO SOFRE NO MOTOR.

Avatar
Wesley 29 de abril de 2022

TORNICK, não falei de pressão e sim de ATRITO. Um virabrequim completamente mergulhado em óleo encontra mais resistência ao rolamento do que um parcialmente mergulhado.

Avatar
Rafael 21 de abril de 2022

Placebo…2000km com 6 meses o oleo ta novo kk

Avatar
Fernando B. 25 de abril de 2022

Sebastião, nesse caso realmente foi um excesso de zelo. A troca pode aguardar 12 meses, ainda mais nesse kilometragem aí

Avatar
Deixe um comentário