Vendeu ou comprou um veículo? Corra para fazer a transferência

Adiar a transferência por mais de 30 dias é motivo para multa grave, com perda de cinco pontos na carteira, no valor de R$ 195,23

Por AutoPapo 13/02/18 às 11h16
iStock 73562785 LARGE

Vender um veículo dá um certo trabalho. Nos últimos tempos, aqui no Brasil, ficou ainda mais difícil. Quem pode comprar quer pagar pouco, quem quer vender precisa vencer a desvalorização. Se você é um dos sortudos que conseguiu passar o seu carro ou sua moto adiante, precisa ficar atento com a transferência!

Se comprou, também. Isso porque o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) prevê multa grave de R$ 195,23 e perda de cinco pontos na carteira de habilitação para quem não faz a transferência do veículo até 30 dias após a realização da compra ou da venda.

A transferência, que deve ser realizada no Departamento Estadual de Trânsito (Detran), é realizada em duas etapas e altera o registro de propriedade do veículo por meio da emissão do Certificado de Registro do Veículo (CRV) e do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV).

Consequências

Além da multa, se o antigo proprietário não comunica o Detran no prazo fica responsável pelas infrações (e pelos pontos) que o novo dono cometer. O novo proprietário, por sua vez, não pode contratar o seguro enquanto o veículo não estiver em seu nome.

Como funciona a transferência:

O CTB define 30 dias para o proprietário comunicar a venda ao Detran (art. 134 do código) e 30 dias para o novo dono tomar as providências para a emissão de um novo CRLV (consulte o art. 123, § 1º). O que não significa que o prazo total seja de 60 dias.

transferência de carro ou moto

Para fazer a transferência, os envolvidos na transação precisam checar se não há nenhuma pendência relacionada ao carro, preencher o CRV, assinar (com firma reconhecida em cartório) e encaminhar uma cópia autenticada do documento ao Detran, comunicando a venda. Depois disso o novo proprietário precisa solicitar um novo CRV.

Também é necessário fazer o pagamento da taxa de transferência, que tem valor fixado pelo Detran de cada Estado. Documentos entregues e valor quitado, o carro deve ser levado para vistoria no posto ou oficina credenciada pelo Departamento de Trânsito.

SOBRE
4 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Eric Lima 27 de janeiro de 2021

Posso transferir nome da moto faltando IPVA 2021?

Avatar
Carlos vieira Fontenele 11 de agosto de 2020

Olá boa noite
Eu não consigo baixar os documentários

Avatar
Paulo 14 de julho de 2020

Quando se vende um carro quem paga o despachante é o comprador ou quem está vendendo?

Avatar
Mauro Greco 31 de janeiro de 2020

Caso meu carro é de São Paulo e vendo no Rio Grande do Sul, tenho que comunicar os dois detrans

Avatar
Deixe um comentário