[Vídeo] Você sabe o que é câmbio automático CVT? Então entenda!

"Esse é o câmbio CVT, que é muito vantajoso em relação a diversos outros automáticos. Mas tem lá também suas pequenas desvantagens"

cvt caixa de marchas interior shutterstock 1801632187
Em vez de várias engrenagens, câmbio automático do tipo CVT tem duas polias de diâmetro variável (Foto: Shutterstock)
Por Boris Feldman
13 de fevereiro de 2022 15:11

O que é câmbio CVT? Não faz a menor ideia? Ele é bom? Então, assista ao vídeo e entenda tudo sobre esse tipo de sistema!

VEJA TAMBÉM:

Vamos aqui, por hipótese, imaginar que você esteja em um carro com câmbio manual, subindo uma rua. A terceira marcha é fraca, aí você puxa a segunda, mas ela fica forte demais; então você tira o pé, vai maneirando.

Mas o ideal, você pensa, é que deveria ter uma  outra marcha intermediária entre a segunda  e a terceira, digamos uma segunda e meia. Tudo bem. Uma “segunda e meia” iria resolver muito bem o problema ali.

Porém, seria melhor ainda  se tivesse uma outra marcha entre a segunda e a “segunda e meia”, não é mesmo? Pode ter aquele ponto em que a segunda é forte, mas a “segunda e meia” também é fraca demais,  e poderia então se arranjar um outro ajuste de relação de marchas.

Se você prosseguir com esse raciocínio indefinidamente, iria imaginar que o ideal seria ter milhares de marchas, cada uma a mais adequada e ideal para aquele esforço que o carro está fazendo,  para aquela rotação do motor, para velocidade que você quer imprimir ao seu automóvel.

Então, existe essa caixa, ela se chama CVT, o nome já está dizendo tudo: continuamente variável. Então você tem milhares, milhões de marchas, uma logo depois da outra.

Como o câmbio CVT funciona?

O câmbio CVT funciona com duas polias trabalhando uma contra a outra, com uma cinta. A medida que essas polias vão mudando a suas posições, a cinta vai aumentando ou diminuindo a sua dimensão, e com isso vai mudando a relação das marchas.

Esse é o câmbio CVT, que é muito vantajoso em relação a diversos outros automáticos. Mas tem lá também suas pequenas desvantagens: a primeira delas é que não existe câmbio CVT que suporte  uma alta potência ou alto torque, acima de 200 cv, por exemplo; já fica complicado. Está aí a explicação que muitos pediram sobre o câmbio CVT.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
SOBRE
4 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Nanael Soubaim 17 de março de 2022

Por isso eu disse “quase”.

Avatar
amaro 13 de fevereiro de 2022

Excelente!
Gostaria de saber qual o MELHOR combustível para o carro flex, álcool ou gasolina?

Avatar
Nanael Soubaim 14 de fevereiro de 2022

Na cidade, quase sempre gasolina; na estrada, quase sempre etanol.

Avatar
Sir.Alves 17 de março de 2022

Rapaz, Isso é meio relativo a cada motor (fabricante), alguns queimam melhor um ou outro combustível. Na verdade os motores flex são patos, não queimam bem nem um nem outro, nem voam nem nadam bem.

Avatar
Deixe um comentário